Quantcast
PplWare Mobile

Hyundai encerra o seu departamento de desenvolvimento de motores de combustão

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Marcelo de sousa says:

    Duas coisas que se não aceitarem são pessoas velhas de cabeça. O futuro é:
    – Crypto;
    – Elétrico.

    • Iúri Aires says:

      Hidrogénio para alem de melhorarmos uma energia q limpa o nosso ar, ainda poupamos nas baterias que tem sido produzidas a uma grande velocidade e é a única forma de aumentarmos a autonomia.
      A pouco tempo a Toyota bateu o recorde de KMs com apenas um deposito, 1000KMs, com um carro feito recentemente. Ser 100% eléctrico parece muito engraçado e tal, mas imagina o q é comprares um destes Toyotas Mirai e com 5 minutos de abastecimento de hidrogénio fazeres 1000KMs.

      • Ricardo Gomes says:

        Estas muito mal informado… Existem vários motivos do porquê do hidrogênio não ser opção e quase tão poluente como a gasolina…igualmente apenas leste o titulo sobre a noticia do Mirai… mas também só não sabe quem não quer, mas por favor não confundas a tua ideologia com sabedoria real

    • robin says:

      O futuro não é carro a pilhas.

      • Ricardo Gomes says:

        O futuro é 100% Eléctrico e só alguém com uma falta de percepção incrível sobre a realidade é que terá a mesma opinião que tu e la por existirem imensas pessoas assim em Portugal não significa que estejas correcto.

    • TiGaSPT says:

      a crypto bem que pode ir para aquele sitio porque vai haver um crash que nunca mais volta a recuperar, e os electricos nunca vao ser o futuro quando temos hidrogénio e combustíveis, por isso quem diz essas duas coisas é quem é velho de cabeça

      • TiGaSPT says:

        *combustiveis sinteticos

        • Keyboardcat says:

          Mais um com a teoria dos combustíveis sintéticos. A ideia é acabar com o ruído e a poluição nas cidades.

          Combustíveis sintéticos não vão mudar o facto em que temos que gastar milhares de milhões de euros extra no sistema de saúde para tratar doentes com problemas respiratórios.

          E até agora não existe nenhuma forma amiga do ambiente de criar combustíveis sintéticos. E os combustíveis criados a partir de plantas como o biodiesel tem ainda um impacto ambiental superior aos fósseis se tivermos em conta o quão poluente é o setor agrícola. Já para não falar que precisamos de cultivar para nos alimentar e não para abastecer o popó da dama.

          • Robin says:

            falta analisar o problemas criados pelos campos magnéticos cada vez mais e maiores. porque se esta a substituir uns problemas por outros.

      • Ricardo Gomes says:

        Como é possível nos dias que correm e com a mesma informação disponível para todos, ainda existirem pessoas sem o mínimo de conhecimento possível? Elétricos já são o futuro ou ainda andas a dormir? Não vês o que se passa pelo mundo fora? Espera, pois, Portugal é um caso à Parte 🙂 E Hidrogênio…bom só não sabe quem nem sequer 5 Min investiu em pesquisar o tema. O Hidrogenio além de necesitar de 5x mais energia para produzir do que aquela que consomes no final ainda não é possível apenas com energias renováveis daí não ser agora nem nunca uma solução em grande escala. Sobre todo o tipo de combustiveis…só um Zero a matematica diria que o sistema de produção e distribuição é bom para o contribuinte 😉 além da produção deste também não ser possível apenas com energias renováveis… e por fim vem o cripto…bom então aí é que não pescas mesmo nada, por tanto nem vou tocar no assunto… Para Finalizar: O nosso governo adora pessoas como tu 😉

        • Fora da Caixa says:

          Vc deve MAMAR muito com os do SISTEMA! Vc vai sempre na cantiga dos ricos e poderosos (incluindo os governos que para eles trabalham) e aceita tudo que lhe é impingido. Vc é livre de enriquecer os impingidores, com o meu dinheiro é que não, faço dele o melhor proveito possível. Passo!!!

          • Fora da Caixa says:

            É por estas e por outra que a letra do vosso hino está muitíssimo desatualizado… Contra os canhões (SISTEMA), marchar, marchar… Isso foi substituido por: A favor do SISTEMA, levar-se, levar-se! ELES agradecem!

          • Ricardo Gomes says:

            Pois você nem matemática aprendeu na escola, porque se soubesse fazer contas veria que um eléctrico fica bem mais barato além de ter a possibilidade de produzir a própria energia e ser totalmente independente do sistema de produção e distribuição do estado com os constantes aumentos de precário.

  2. robin says:

    Toyota, Subaru, Mazda, Kawasaki e Yamaha criaram uma aliança para manter a aposta nos motores a combustão.

  3. Fora da Caixa says:

    Hidrogénio é que devia ser o futuro. Só me desfaço do meu por um a hidrogénio

    • Miguel Coimbra says:

      Diga-me, como vai produzir o hidrogénio, já que este não existe na natureza? Se vai fazer a electrólise da água, com que energia pretende fazer isso? O vento e o sol não são suficientes.
      Já agora, como vai garantir a segurança dos automóveis com depósitos de hidrogénio? Um depósito de hidrogénio é mais perigoso do que um de gasolina em caso de acidente.
      Lembre-se que a própria Toyota já desistiu da ideia peregrina das células de combustível.

      • Iúri Aires says:

        Este actual Toyota Mirai que conseguiu atingir 1000 Kms com um deposito, tem um deposito que pela informação que dão, é anti tanque, não sei descrever o nível de segurança, mas parece-me mais seguro q um Tesla onde vários tem pegado fogo com acidentes de baixo nível.
        Fazer a electrólise realmente parece complicado apenas com energia do sol e do vento, mas temos igualmente as hidráulicas que geram energia para carregar os carros eléctricos actualmente.
        Continua a ser uma melhor alternativa a longo prazo do que carros eléctricos, principalmente nas cidades, queremos menos trabalho com o carro, é diferente carregar o carro de 2 em 2 meses, ou ter de carregar o carro durante 3 horas de 3 em 3 dias.
        Hidrogénio é o futuro sem sombra de duvidas, mas claro q os outros vão continuar a existir.

        • Sujeito says:

          O hidrogénio é “o futuro” há decadas, exceto que ainda nem é o presente.
          O eléctrico demorou um centenário e meio para se massificar.
          Faz as contas.
          É tudo menos certo.

          • Iúri Aires says:

            É verdade o q dizes, e é muito por causa da bolsa, a expectativa dos carros eléctricos subiu drasticamente, queimando o caminho para onde devíamos investir.
            Hj o valor para estas empresas é investir onde as pessoas estão a comprar, e esta tudo a ir para a trend dos eléctricos.

    • Keyboardcat says:

      Tu fazes o que no final for mais económico. A não ser que não saibas usar a cabeça.

    • Ricardo Gomes says:

      Então o teu velho vai apodrecer e depois vais passar a andar a pé 😉 porque só mesmo alguém com ZERO conhecimento diz tal parvoíce

  4. Fernando Machado says:

    O problema do hidrogénio são as botijas e a hidrólise. Poderiam criar o meio termo enquanto nao existisse algo menos perigoso. Os carros a gás GPL andam na estrada e acho que são tão perigosos ou mais que os de hidrogénio, mas pronto. Criar um carro a combustão/hidrogénio. Tipo aqueles equipamentos que os brasileiros estão a instalar nos carros mas algo oficial de fabrica que garante realmente a poupança de combustível. Ou então os carro a GPL com o mesmo sistema. Seria o menos poluente dos carros a combustão.

  5. says:

    A opção eléctrico tem um custo demasiado elevado e pouco prático. esta de pagar por um carro destes o que se paga e depois ter os inconvenientes do carregamento e da kilometragem, faz c q muita gente não avance p aí. Vejo nesta tecnologia mais uma forma de deixar de enriquecer os das arábias, a Russia e a Venezuela e passar a enriquecer o ocidente, para além dos governos sanguessugas. Há anos que se inventou motor propulsionado a ar… A Renault até chegou a dizer que ia comprar a patente e até hoje isso ficou no segrdo dos deuses. Pois… Isso não interessa aos governos sanguessugas larápios.

    • Fora da Caixa says:

      Isto já para não falar da invenção de um motor movido a água que levou à morte do seu inventor às mãos do senhores do petróleo

      • Ricardo Gomes says:

        Hahahaha movido a água 😉 loool só falta dizer que já viste extraterrestres e que eles moram logo aqui ao lado 😉 um sábio já me tinha dito a muitos anos que a inocência traz felicidade… infelizmente não traz sabedoria…

        • Fora da Caixa says:

          Eu DESCULPO A tua IGNORANCIA, pois talvez quando isto aconteceu ainda não eras vivo e, eu que tenho 60 anos, ainda era muito jovem. Eu sei que o caso foi muito abafado e caiu no esquecimento, mas Ricardinho, antes de demonstrares a tua ignorancia devias investigar.

          • Ricardo Gomes says:

            Com os links que enviaste só prova que o único ignorante aqui és tu e que não tens o mínimo de noção do que estás a falar… ainda por cima não sabes ler, muito menos entendes o que lá está escrito, e não nunca nenhum veículo andou somente a água nem nunca nenhum se vai mover somente a água. A electrólise é um processo ao qual parte pode ou não conter H2O caso saibas o que isso é 😉 Opa tu deverias mesmo voltar para a escola primária visto que algo de muito mal aconteceu no período que lá estiveste… ou simplesmente não foste inteligente o suficiente para entender o básico dos básicos, e se não o conseguiste na altura é mais que óbvio que não o vais conseguir agora… mas o mais interessante disto tudo é tu és mais uma prova disso, é que os burros se acham sempre muito inteligentes 😉

          • Fora da Caixa says:

            Um estúpido arrogante, como você, quando nasce torto, morre torto. É tempo perdido, gastar com gente como você. Ponto final

          • Ricardo Gomes says:

            AO menos não morro estupido 😉

  6. Gonçalves says:

    Com certos tipos de mentalidades quem se fica a rir são os lóbis do petróleo e as gasolineiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.