Quantcast
PplWare Mobile

Haverá lítio e níquel suficientes para produzir 21 milhões de elétricos por ano até 2025

                                    
                                

Fonte: Reuters

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Jane Doe says:

    Não estraguem a noite aos velhos do Restelo…
    😀

  2. ZeDasCabras says:

    Vai ficar é um buraco da China até aqui

  3. Eu says:

    Que acelerem a porra da investigação e desenvolvimento dos carros a hidrogénio. Já se sabe que não são (ainda) tão eficazes do que os de combustão mas porque se importam com isso?
    Abram os olhos para a realidade. O mundo automóvel tem a sua merce uma fonte inesgotável desse material que pode ser obtido através de fontes limpas e o seu resíduo final é agua. A evolução na procura de novos materiais para o fabrico das células de combustível tem ainda um componente pouco abundante, mas a evolução irá encontrar outros.
    Existe problemas com os carteis de combustível? E depois? Também não o havia com os outros?
    Eu prefiro que as policias andem atras de carteis de combustíveis de hidrogénio do andar atras dos de petróleo ou afins.

    • RC says:

      Você é que tem de abrir os olhos, o hidrogénio é uma tecnologia que usa mais minérios, é mais cara, menos duradoura e gasta 4 a 5x mais energia para fazer o mesmo, a sua investigação é muito mais antiga que as baterias, até mais que os veículos a combustão, está desenvolvida porque não permite mais desenvolvimentos, parou no tempo por algo que todos aprenderam na escola.

      Porque quer hidrogénio, a gasolina não está cara o suficiente ?

      • Eu says:

        Ganhaste o prémio da estupidez, parabéns.

        • RC says:

          Você é que não pesca nada do assunto, saiba que estudei durante uns anos essa tecnologia e também trabalhei com ela, se quiser até lhe posso mostrar um banco de ensaio com fuel cells que ainda possui.

          É normal parecer só rosas para quem tem poucos conhecimentos sobre o assunto.

          Basta ver o que diz um dos maiores entendidos sobre o assunto energia sobre a tecnologia de hidrogénio. Pesquise sobre o Prof Joaquim Delgado.

      • Infinity says:

        ao contrario petroleo e do litio/ niquel o hidrogénio é o elemento mais abundante do planeta. so nao avança devido a certo lobbies e carteis

        • RC says:

          Errado, no planeta não o encontra em lado nenhum solto, e tem de gastar imensa energia para o separar. E ainda tem de ter em conta também os minerios que necessita para o meter a funcionar.

          Se fosse assim tão bom já andava por aí há muito tempo, o que não faltam são projectos falhados à sua conta.

        • RC says:

          O lobby do petróleo é o que mais o quer, já que o método de o comercializar continua o mesmo.

        • Grunho says:

          Verdade, o hidrogénio é o elemento mais abundante do planeta, só que é sob a forma de água, que é hidrogénio. Para des-queimar água e obter hidrogénio é precisa energia, muita energia. E depois esse hidrogénio só vai devolver à volta de 70% da energia gasta a produzi-lo. É como um negócio em que por cada 100 euros que eu meto só vou buscar 70. Há alguma hipótese de dar lucro? Só uma, se os 100 forem dos contribuintes e os 70 ficarem para mim.

        • Louro says:

          @infinity,

          Estao todos a tentar enganar-te nao é?

          Nao sei se te vou dar uma novidade, mas a producao de carros electricos nao fica apenas por a producao de hidrogenio.

          Para além de que, nao podes produzir hidrogenio em quantidades suficientes em casa, por ti, já energia eletrica produzir/armazenar podes.

          • RC says:

            É engraçado como estas pessoas defendem algo que não conhecem nem nunca deu provas de funcionar e ser viável.

          • Louro says:

            @RC
            Sao os habituais activistas de hastag, eles acreditam que estao a ser enganados pelos lobby das industrias e daqueles que querem ganhar muito dinheiro com eles.

            Entao por isso passam os dias todos a tentar encontrar algo em que possam dizer “Eu bem disse”, neste caso é os carros electricos, como estao a investir nos electricos, eles acham que os carros movidos a hidrogénio é que sao, caso o investimento fosse nos carros movidos a hidrogénio, eles estavam aqui cheios de argumentos para que os electricos serem o futuro.

            Espero estar enganado, mas acho que estas pessoas vivem na ansia de descobrir que a mulher/namorada/parceira os anda a trair com o padeiro para poderem dizer que estavam correctos.

          • RC says:

            @Louro 😀 😀 😀 😀

    • RC says:

      Já agora, hidrogénio não é uma fonte de energia.

      Eu prefiro algo que posso produzir em casa.

      Diga me só uma coisa, se tivesse painéis solares em casa, continuava a ter lâmpadas incandescentes e outros equipamentos pouco eficientes a trabalhar ?

      • Eu says:

        Nesse contexto, esses materiais menos eficientes não estariam a por em causa a minha sobrevivência mas apenas a serem menos eficientes.
        Sim, usaria porque tinha uma opção de escolha e só eu seria prejudicado.

        • RC says:

          Meu caro, fuel cells também usam minérios, como grafite, zinco, cobre, cobalto, platina, entre outros, além disso usa lítio na mesma , porque também têm baterias.

          Não, não usaria nem ninguém usa, porque uma lâmpada incandescente consome 10 a 20 mais para fazer o mesmo, então investiu em painéis solares para gerar calor nas lâmpadas ?

      • Louro says:

        @RC
        É um dos melhores argumentos mas que os activistas de hastag nao conseguem perceber.

        Tenho carros electricos já faz alguns anos, consequentemente instalei paineis solares e armazenamento de energia a minha conta de energia electrica é residual e é muito raro pagar seja o que for para poder “atestar” os carros.

        No verao passado fiz cerca de 2500km para chegar a Portugal, sem gastar um unico centimo em energia eletrica para carregar.

        Estive cerca de meia hora parado numa estacao de servico em Espanha que tem carregadores da Tesla ao lado, foi fixe ver a malta a parar para abastecer e a sacar das carteiras lol

        • RC says:

          Mesmo, eu também tenho painéis solares, depois falam dos lobbies, como é que algo que eu posso produzir de muitas maneiras está entregue a um lobby ?!?! lol

          • Louro says:

            O desconhecimento destas pessoas é algo incrível.

            Nao dá para argumentar com eles porque vem sempre com esse tipo de histórias.

        • Antonio Vasco says:

          Explique esse milagre de fazer 2500km sem gastar 1€ em carregamentos… A não ser que tenha carregado em casa de amigos

          • RC says:

            Existem muitos teslas com carregamentos gratuitos nos carregadores da tesla.

            Todos os vendidos até junho de 2017 têm carregamentos gratuitos para SEMPRE, uns para o carro e outros para o primeiro dono do carro.

            Depois existem outras ofertas; se recomendar um tesla a outra pessoa e essa pessoa comprar; recebe 1500 kms gratuitos.

            Também existem outras marcas a fazer isso.

            A prosche oferece carregamentos gratuitos nos seus concessionários durante 3 anos, é um cartão para ionity com os preços mais baratos do mercado.

            A ionity é cara, mas para as marcas aderentes fica muito em conta.

    • Luis Costa says:

      Fazer um carro andar 100km a hidrogénio não é assim tão rentável como parece e uma boa parte do hidrogénio que existe no mercado deriva do petróleo

      • RC says:

        Sim, uma boa parte, cerca de 95%, já que é a forma mais rentável de o produzir.

      • Eu says:

        Vamos supor que concordados.
        Pelo artigo, estaremos limitados no tempo e na matéria prima e também estando com necessidade de nos livrarmos dos combustíveis fosseis, o que resta?
        (Não venham com respostas relativas o nuclear, porque estamos aqui a falar é de mobilidade).

        • Eu says:

          *que concordamos

        • RC says:

          Onde é que o artigo diz que estamos limitados na tempo e na matéria prima?

          O artigo só diz que com a atual situação consegue se produzir x até x tempo, nada tem a ver com limite de matéria prima.

          Quem defende tecnologias ineficientes é que ao mesmo tempo está a defender o recurso a nuclear e outras formas de produção de energia, já que como disse antes, necessita de muito mais energia para fazer o mesmo.

          A própria T&E citada neste artigo, tem outro estudo que refere esse assunto do gasto energético, consulte o artigo deles “magic efuels wont save the world”

    • Louro says:

      @Eu,
      Fantástica ideia…

      Vamos sair de uma fonte de energia pouco eficaz para ir para outra que é tao ou menos eficaz porque nao queremos usar baterias…

      Oh wait… Os carros a hidrogenio também tem de usar baterias…

      Acho uma certa piada aqueles que sao contra os carros eletricos, caso tivessem investido mais no hidrogenio, andavam agora a dizer “Eletrico é que é”.

  4. SANDOKAN 1513 says:

    Pelo que já li faltam poucos anos para se poder fazer toda a extração de lítio a nível mundial.E depois,que alternativas haverá quando não houver este mineral no mercado ?? 😐

    • RC says:

      Deixa se de usar carbonato e óxido de lítio como os fabricantes planeiam,já que lítio nem sequer existe no planeta.

    • Blackbit says:

      Segundo o artigo “o relatório revela que, nos próximos anos, a produção de baterias e os projetos de exploração mineira que estiverem em fase de desenvolvimento começarão a funcionar e, por isso, as fabricantes poderão conhecer, na verdade, uma queda acentuada dos preços.” pelo este receio não me parece fundado.

    • Grunho says:

      A CATL já está prestes a produzir baterias de sódio. A densidade energética é menor, mas são muito mais baratas e amigas do ambiente, melhores em tempo de carga e em estabilidade térmica, tanto em baixas temperaturas como em resistência a incêndios.

    • Filipe Coelho says:

      Só as minas que estão a iniciar a exploração em Portugal têm um período de extração superior a 2 décadas

      • RC says:

        Então e depois ? há minas na minha zona já com décadas para que você e todos nós possamos ter uma casa entre muitas outras coisas, no final do ano passado foram atribuídas mais 4 concessões para o meu concelho, 2 delas ficam a poucos km.

        Devo opor-me a isso e desejar que todos vão morar para as cavernas ?

        Raio de estilo egoísta que as pessoas arranjaram de se manisfestar.

        • Filipe Coelho says:

          Oi? Acho que essa resposta não deveria ser para mim. Eu estava a referir esse detalhe para dizer que não faltam assim poucos anos para extrair todo o lítio como se fala. Eu sou muito a favor da exploração de lítio em Portugal, acho que é das poucas coisas que poderá tirar este país da cepa torta

  5. Secadegas says:

    Tendo em conta que a grande maioria está na Rússia…

    • RC says:

      Mostre lá dados disso ? Segundo dados de reservas, a Rússia nem sequer aparece na lista.

    • Luís Costa says:

      Olha olha o zarolho pro-Pudim aqui outra vez.

      Chile. Reservas de litio: 9,200,000 toneladas métricas.
      Australia. Reservas de litio: 2,800,000 toneladas métricas.
      Argentina. Reservas de litio: 1,900,000 toneladas métricas.
      China.
      Estados Unidos.
      Zimbabue.
      Brasil.
      Portugal.

      Estes são os principais países com reservas.. as baboseiras que tu dizes por aqui até mete nojo

      • RC says:

        Segundo as reservas que existem, dá para produzir 3x mais de carros que aquilo que existe atualmente no mundo.

        • Luís Costa says:

          A questão não é só essa, é que o lítio também é bastante poluidor, há casos de pessoas envenenadas num dos países da américa do sul (peru, bolivia ou chile) já não sei bem.. é preciso estudar isto bem.. para Portugal até não era mau porque temos recursos para crescemos economicamente

    • Mr. Y says:

      Precisas de umas aulas de geografia porque confundes Rússia com Austrália

  6. iDespairing says:

    Em breve a Terra sera bonita como a Lua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.