Quantcast
PplWare Mobile

Elon Musk revela o verdadeiro problema da condução autónoma

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. ToFerreira says:

    É preciso que carros autónomos e estradas se vão aproximando, em nome do futuro.

    • Motor says:

      tal não faz sentido porque tem por base assumir que um carro autónomo seria incapaz de lidar com imprevistos, levando a que só pudesse andar nalguns sítios – certamente ninguém está à espera que se mudem milhões de quilómetros de estradas em Portugal só porque os coitados dos carros autónomos são incapazes de “sobreviver” a imprevistos… pior ainda… mudar as ruas das cidades, comportamento de peões, ciclistas, cães, gatos…

      • ToFerreira says:

        “Ninguém está à espera que se mudem as estradas em terra batida onde os cavalos e carroças andam tão bem só porque inventaram automóveis que não se dão bem com buracos e lama”

    • Daniel Correia says:

      +1

  2. Jose Mendes says:

    A frase dele não faz sentido… A primeira parte é um requisito/objectivo. A segunda é mmm não percebo, a constatação de um facto? Não estão ligadas, a não ser de forma rebuscada…. Mas gostei do vosso comentario XD

  3. Pedro says:

    Conhecendo tudo o que ele diz sobre o assunto a minha interpretação é bem diferente da deste artigo. Ele está a anunciar que a Tesla está (perto de) a resolver 1 problema de AGI, porque só a ssim será possível ter carros autónomos. José Mendes, estão ligadas sim, a segunda é a constatação de 1 facto que obriga à 2a. Isto vem no contexto da tesla apostar num sistema AI 100% vision based, vai retirar radar na próxima versão que sai em Maio e não usa Lidar ao contrário das restantes apostas que se vê. Neste tweet argumenta que tem de ser assim. Com o contexto da tesla e tweets anteriores é fácil perceber. A notícia da pouco contexto.

    • sonhador says:

      “Está perto de resolver o problema de AGI” LOL

      • Pedro says:

        Eu não estava a dizer isso, uma sub parte de AGI. Mas a notícia é completamente mal redigida, era esse o meu ponto. Dão a entender que ele se está a queixar das estradas e tem 0 a ver com isso.

        Ele está sim a argumentar que a única forma de ter condução 100% autónoma que funciona em todas as estradas é criar um sistema que seja baseado em visão, que é o que a Tesla está a fazer, porque , e argumenta ” as the entire road system is designed for biological neural nets with optical imagers”.

        Obviamente que não está a dizer que com isso vai resolver AGI LOL. No máximo que este sistema que eles eventualmente tenham que resolver condução autónoma possa ser extendido a outros problemas.

    • Jose Mendes says:

      Mmmm o meu comentario tem mais a ver com a parte de Inteligencia Artificial. Um metodo que seja “unsupervised” só quer dizer que uma pessoa não teve de estar a dizer ao metodo, olha se vires isto, faz aquilo, caso a caso. O “vires isto” que acabei de refirir pode ser puramente com base em 1, 2 ou 10 cameras, com base em radar, lidar ou o q quer que seja. Não tem a ver com os dados que sao fornecidos ao método (que é a segunda parte da frase).
      Pode fazer mais sentido com todas as outras tweets, mas do ponto d vista de AI, a frase não faz sentido sozinha.

      • Pedro says:

        Certo, o teu comentário é válido no contexto isolado de este tweet, mas esse é o problema de tweets (e do Elon Musk que é péssimo comunicador).
        A frase em si isolada é bastante confusa, ou sem sentido , e fácil de interpretar de forma completamente errada, como este artigo o fez.

        Por isso é que estava a adicionar o contexto que falta para interpretar correctamente o que ele quis dizer.

  4. antonio sousa says:

    E absurdo pensar que uma civilização de seres absolutamente dependentes,até para limpar o rabo, alguma vez possa conceber veículos completamente autónomos.

  5. Zé Fonseca A. says:

    A notícia tira ilações erradas.
    O que se pode concluir da afirmação é que a AI vai ser melhorada para ficar 100% funcional em estradas concebidas para humanos.

    • Vítor M. says:

      Quem o diz é quem também diz que o homem não foi feito para conduzir. Se fosse, não existam tantos acidentes 😉

      • Pedro says:

        Que comentário mais desinteressante, esperava algo com mais conteúdo e nível por parte de um jornalista. O Zé Fonseca tem toda a razão no que diz , a notícia é absurda, interpretou completamente ao lado a afirmação. Quando vão escrever uma notícia podiam dar-se ao trabalho de estudar um pouco o contexto para tentar contribuir com informação de qualidade em vez de ser só lixo.

        • Vítor M. says:

          Mas mesmo sendo assim simples, não percebeste? Agora imagina algo mais complexo e estruturado. Se não percebeste o que disse, que é uma frase muito usada para estimular a condução autónoma, esquece, nunca irás perceber o conceito por trás do que disse Elon…

          • Pedro says:

            Como jornalista estás a falhar na tua missão, mas tudo bem 😉

          • Vítor M. says:

            Não, a missão não é chegar a todos (isso é utópico), a missão é chegar ao maior número possível e, principalmente, aqueles que querem ser informados e que estão dispostos a abranger outros pontos de vista. Os sabichões, esses não precisam de ser informados, esses já sabem tudo 😉

  6. DFS says:

    Eu até percebo o uso preferencial das câmaras, contudo não percebo a retirada do radar. o radar podia ser sempre uma mais valia, há situações em que a visão é prejudicada, até para humanos, e o radar podia ser um bom complemento. Se o sistema pode até ser melhor do que uma pessoa, não tem porquê tentar apenas igualar a visão de uma pessoa.

    • eu2 says:

      É muito mais fácil treinar apenas visão. Vamos ver no que dá.

      • Matreco says:

        Mais fácil é, mas é um erro capital quanto a mim. De que vai servir por exemplo, em dias de nevoeiro? O radar sempre podia dar uma ajuda nessas situações, mesmo sem estar em modo autónomo, apenas como auxiliar à condução.

        • Esmitrófia Albitxeca says:

          +1

          • Pedro says:

            Sim é 1 ponto interessante, acho que no futuro vão acabar por incluir outros sensores. ele comentou e explicou o racional de esta decisão, Não foram estas as palavras mas 1 resumo hiper simplista seria algo do género, o radar tem pouca informação e neste momento atrapalhava mais do que contribuía.

  7. Fantasma says:

    Não sou propriamente um fã do Elon Musk (opinião para o qual ele se estará borrifando, obviamente), mas também me parece que as “conclusões” neste artigo estão falharam completamente o alvo.

    Dos muitos já artigos que li, na imprensa internacional, o alvo é exatamente o contrário: é complexo, sim, mas acredita piamente que a Tesla está no caminho certo e não que “atira culpas” para “outros”. Confesso que se me apresenta, com alguma dificuldade, o modo como se possa chegar a tal conclusão. Depreendo que seja uma dificuldade intrínseca minha!

  8. Ton says:

    Elon Musk entulha e influencia as trocas financeiras mundiais: PayPal, Bitcoin; Elon Musk entulha o mundo com estradas e veículos de condução autónoma: The Boring Company, Hyperloop e Tesla, Elon Musk entulha o Espaço com satélites Starlink e viagens SpaceX; Elon Musk, Elon Musk entulha os campos com painéis solares e baterias de lítio: SolarCity ; Elon Musk entulha os nossos cérebros com Neuralink e OpenAI. Qual vai ser o próximo comprimido? Não tenham cuidado com este gajinho não… mais dia menos dia tem o mundo na mão e ninguém vai fazer nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.