Quantcast
PplWare Mobile

China: Dependência da importação de chips para automóveis já é maior do que a de petróleo

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Tiago Pino says:

    Portugal esta a espera do que para se tornar uma taiwan? Ha muito que o investimento devia ir para chips, ia triplicar o PIB em menos de 10 anos. Depois com logistica perfeita no porto de sines e matosinhos e seriamos uma holanda plus. portugal cada vez mais e um pais de turismo e reformados e os paises assim sao de 3o mundo como cuba, maldivas etc

    • Miguel says:

      Falta de visão… os políticos tentam sempre fornecer grupos conhecidos e amigos, mas de forma a que o resultado tem de ser a menos de 5 anos, para mostrar nas eleições.
      Fazer produção de chips e exportar leva muito mais que isso, o partido que apostasse nisso seria posto na rua em 3 tempos, porque durante a construção ia investir quantidades brutais de dinheiro sem retorno fácil de agradar o olho do Português…
      Mais vale ajudar os amiguinhos e mostrar que está tudo bem estatísticamente falando…

      • Adriano says:

        +1
        Concordo com quase tudo mas quero acrescentar, o Sr costa não quer fazer nada, é o poder pelo poder, afinal de contas as faixas de população que lhe deu a maioria também não quer muitas mexidas nas coisas, querem a sua estabilidade, em detrimento do avançar do país… Com isto vemos os outros países a ultrapassarem-nos em alta velocidade… Vai-se estoirar a bazuca, no fim vai ser dito que a culpa foi da troika, da guerra, da pandemia… É a triste sina portuguesa! Vamos aguentando e pagando.

    • darksantacruz says:

      +1. Ontem já era tarde mas falta visão!!!

    • SRF says:

      Nah, é mais fácil produzir hidrogénio verde do que chips!!! (Porreiro pá)

      • Samuel MGor says:

        E faz cá falta pois pode-se usar para fazer energia sendo que ia baixar o preço do kW/h.

        • Américo Mendes says:

          Verdade, tb, mas…vamos olhar um pouco mais: para que servem esses megawhts produzidos dessa forma (Hidrogénio verde)? Em boa verdade, para além do óbvio, deveria ser para incremento de todo o tipo de produção, apoiar inovação, mas muito em PRODUÇÃO! Apostar as fichas todas somente nos serviços/inovação/conhecimento não traz valor acrescentado suficiente para gerações futuras como já aconteceu.
          Veja-se os últimos 20 e tal anos: muita conversa, pouca produção e cada vez mais pobres. Apesar dos muitos milhares de milhões, a perder de vista, que a UE enterrou no país.

    • xxx0pt says:

      Quem disse que era fácil e/ou barato de fabricar processadores com tecnologia de ponta?
      A Samsung investiu recentemente 3800milhões de dollars para tentar apanhar/acompanhar a TSMC. Onde vamos buscar esses milhões?

    • Mapril says:

      É simples: não temos nem dinheiro nem Know-How

      • Grunho says:

        Quando há QI e capacidade para fazer, o dinheiro aparece, como aconteceu na China. A falta de know how é que não tem remédio, nem com todo o dinheiro do mundo em cima.

    • Mr. Y says:

      Já em tempos houve uma empresa que tentou estabelecer-se em Portugal: a Qimonda e pouco depois abriu falência.
      É um mercado bem difícil e que requer muita mão-de-obra para se conseguir aguentar. Será que temos especialistas suficientes para isso?

    • Grunho says:

      Era preciso que houvesse aqui QI e know how para os fabricar. O maior feito da história da tecnologia portuguesa deve ter sido um motor de 2 tempos de 50 cc que equipava uma indústria nacional de motorizadas (as más línguas diziam que era copiado). E até isso já desapareceu.

      • PorcoDoPunjab says:

        Grunho, criem se as condições necessárias e o know how aparece.

        Só que com estes políticos que temos e com a carga fiscal brutal que leva metade do salário, só conseguimos atrair apanhantes de cenouras e coisas assim.
        Estamos condenados a isto e é um ciclo vicioso .
        E sinceramente nem vejo ninguém com vontade de mudar…

        Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

    • PorcoDoPunjab says:

      Tiago Pino, está enganado, nunca seremos uma Holanda plus.
      E sabe porquê?
      Não temos qualidade para isso.
      Um povo iletrado, ignorante, esquerdoso, alguma vez será como a Holanda?
      Vc já viu o governo e presidente que temos actualmente?
      Acha que vamos a algum lado com isto?
      Vamos ainda mais para o fundo, só se for isso.
      Não é falar mal apenas por falar, quem me dera a mim poder dizer o oposto, mas a realidade é o que é…

      Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

      • Adeus says:

        É curioso chamar isso tudo aos portugueses quando está a mostrar precisamente isso. Iletrado, ignorante, asqueroso… Enfim….

        • PorcoDoPunjab says:

          Adeus, onde leu asqueroso?
          Eu escrevi esquerdoso.
          Esqueceu-se de colocar os óculos?
          Nem ler sabe, só me está a dar razão….

          Não entender que o povo português é, na generalidade, claro, iletrado, é andar nas nuvens ou noutra galáxia.
          Deve ser onde passa os dias e noites…
          Alguma vez um povo de jeito colocava no governo exactamente os mesmos governantes que nos meteram numa enorme bancarrota?
          Mas está a brincar comigo ou quê?
          Este partido que está no poder já nos presenteou com 3 bancarrotas e o povo continua a votar nisto?
          Que outro nome dá vc a povos que votam em gente assim?
          Estou curioso, aguardo a sua resposta…

          PorcoDoPunjab, o encantador de burros

      • RC says:

        SIm Porco, pelo menos povoado por pessoas que pensam que são mandados por outros. LOOOOOOL

  2. Miguel says:

    Haha carros modernos é tudo electrónica… então electricos..

  3. compro essa também says:

    A china vai partir tudo …

    USA a provar do proprio veneno …

    3
    2
    1

  4. joaomatos says:

    Eu sou da opinião que os chips deviam ser reduzidos em automóveis..

    • Adeus says:

      Sou da opinião que os carros deviam ter as funções básicas, apenas com o que é estritamente essencial que garanta segurança. Os carros não deviam ser objetos de brincadeira. Isso iria ao mesmo tempo diminuir o desperdício electrónico.

      • RC says:

        O pior é que a normas ambientais e de segurança obrigam a que tenham mais componentes, dou exemplo do renaul zoe que em 2012 teve 5 estrelas na NCAP, 9 anos depois teve zero, o carro é o mesmo, teve poucas alterações, a segurança dele não mudou, o que mudou foram as regras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.