PplWare Mobile

Como se comporta o Xiaomi SU7 no mundo real? Os primeiros testes prometem muito

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. João-Sousa says:

    Estas avaliações prévias são importantes, mas o mais importante é avaliar o carro depois de 3 ou 4 anos de utilização.
    O carro até pode ser bom, mas um português típico que investe “um rim” num carro, eventualmente vai preferir marcas mais tradicionais.
    A Tesla já está no mercado à tempo suficiente para não acabar de um dia para o outro. A BYD está a seguir o mesmo caminho.
    A Polestar está a passar por muitas dificuldades.

    • xico vai a esperto says:

      Como tudo é importante A LONGO prazo.

      A Tesla tem peças e dá suporte já há muitos anos, além de haver oficinas dedicadas à Tesla e outros elétricos conhecidos, já há muito suporte e know-how!

      A BYD ainda está a fazer testes de mercado e a ver o que acontece. Quem compra nunca sabe se daqui a 10 anos tem peças, se a marca existe ainda na europa ou como se processam as garantias cá. Prometer é uma coisa, a realidade é outra.

      A Xiaomi chegou agora e só à china. Já andam a dizer que é a melhor coisa do planeta e sabem ZERO de como será com o seu veículo LOLOL “ei a xiaomi, que carro bom, espetacular, faz milhões de km com uma carga, e dá mais gás que um mig 29″…… e ?! Mete água? Apodrece? Quantos ciclos dura a bateria? Se o que acontece se uma célula pifar com 80.000 km? Como solucionam? Quanto tempo demora? Onde o fazem? Há oficinas concorrentes?

      Eu para o meu tesla tenho tantas opções e até “tunning estético” da concorrência que é excelente o descanso, sabendo que já há muita experiência, muito mais até de que qualquer VW ou Peugeot/Renault elétricos.

      • Pedro says:

        a Xiaomi nao esta a contruir o carro de raiz sozinha..nao partiu do zero. O carro ta a ser construido junto com a BAIC_Motor que existe desde 2010 e que tens parcerias na china com mercedes e hundai por exemplo.

  2. Bruno says:

    Estes carros com esta tecnologia são muito engraçados mas quando dão uma avaria quero ver como resolvem, ou quando a bateria chega ao fim de vida substitui-la custa quase um valor de um carro novo.

    • João-Sousa says:

      Se num carro de uma marca “tradicional”, com concessionários, armazém de peças, etc. , qualquer avaria deixa o carro parado 8 dias à espera de peças, imaginem num carro destes.
      Se calhar a W Resolve

    • Jg says:

      Eu tenho muitos produtos Xiaomi, mas quando compro tenho a noção de que: 1. O desempenho altera muito rapidamente e com as atualizações, que deixam de existir muito rápido 2. Tem maior durabilidade que os outros produtos chineses mas 3. O destino quando avaria ou o desempenho se torna demasiado fraco, tornam-se lixo e ou 4. Desisto ou compro outro modelo novo que entretanto a Xiaomi lança no mercado (e faz isso com demasiada frequência. MAS ISTO É UM CARRO, não custa o mesmo que uma panela de arroz, uma air fryer, uma pen android, um robot de limpeza, um saca rolhas, etc… um carro com essa dimensão e características com UM MÍNIMO DE QUALIDADE NÃO PODE CUSTAR TÃO POUCO (que não deixa de ser muito dinheiro). A banha da cobra das antigas feiras agora são os produtos chineses… Não têm qualquer suporte ao cliente e duram o que durarem.

    • xico vai a esperto says:

      Bruno, queres ver como resolvem? Como qualquer outro veículo LOLOL

      – fura o pneu? vais à oficina deles ou de pneus e resolves
      – estraga uma peça / chapa & pintura / vidros? vais à oficina deles ou uma com conhecimento disso e resolves
      – estraga um motor ou bateria? vais à oficina deles dentro da garantia, ou se fora, uma externa com conhecimento disso e resolves.

      Agora se compras um veículo pouco conhecido ou comercializado…. já estás a fazer a escolha por ti. Se compras Tesla ou outra conhecida na europa, tal e qual como no teu carro ICE. E é mais simples trocar um motor de um Tesla que o motor do teu carro… e é MUITÍSSIMO mais provável que se estrague o motor do teu carro depois de 200.000 km que de um Tesla após 400.000 km…

  3. jota says:

    O problema deste carro é que é muito comprido! E claro, falta saber o preço para cá!

  4. Toninho says:

    È barato devido ás baterias CATL que estão a ser as melhoras e mais vendidas por ser fabricado na China meramente tudo por robôs….E estão apostar tudo num único carro ….não em dois nem 3 modelos.
    Resta saber quantos anos de garantia terá o carro e que marca os vai representar em Portugal…

    Daqui a dois anos vão lançar o barco xiaomi…. ahahahha

    • xico vai a esperto says:

      Sabes que muitos elétricos por aí fora já usam há anos as baterias da CATL, correto? A CATL não trabalha para a Xiaomi especialmente LOL

      • Toninho says:

        Eu sei que não mas é meramente para validar o bom trabalho que eles tem feito….e cá entre nós…..entre o mundinho da china deve arranjar umas baterias para eles…deve ser o mesmo que ir pedir ali á mercearia do lado um raminho de salsa… 🙂

    • Atento says:

      Já viram, um tem o nome de Chico esperto e fala como tal, com suposta sabedoria e com LOL’s em maiúsculas

      O outro chama-se toninho e parece isso mesmo, aceitou logo o comentário do Chico esperto e ficou humildemente no seu lugar

  5. Quantum says:

    Podiam doar os lucros á Ucrânia ao voz de bagaceiro….

  6. Badmordeafoka says:

    Muito Mimimi, o verdadeiro problema é onde vou desencantar dinheiro para o comprar 😀

  7. João says:

    643 em qual velocidade? 90? 120?

  8. João says:

    Sera que farão igual aos telemoveis e abandonarao o suporte e fornecimento de peças depois de 2 anos?

  9. NunoManuelAlves says:

    O carro parece ser excelente, o único detalhe é quem não pode ser comparado a um Tesla.model3, o SU7 e um Segmento S pelo menos.
    O Model 3 e um D, e cá vai custar a partir dos 65 mil

  10. Jose Maluco says:

    Se o carro avariar, e for necessário uma peça, tira-se uma do telemóvel e põem-se no carro para funcionar. No final de contas é tudo a mesma !”#$%&

  11. Pedro says:

    Em todos os paises temos os velhos do restelo, e ca em pt quando vieram:
    carros japoneses desconfiamos da qualidade, depois vieram os coreanos kia e hundai a mesma coisa..
    ultimos anos os americanos da tesla..
    e agora desconfiamos da qualidade dos chineses… a mesma coisa que fizemos com os telefone.
    Mesmo sabem que mtos modelos de marcas conhecidas estejam a ser fabricamos na china com tecnologia chinesa de geracao anterior!
    Cultivessem na informacao do que plataforma esta a ser colocadas no carros electricos e vao entender que neste momento, tirando a tesla, as marcas chinesas tao com carros melhores tao bons ou melhores que as marcas legacy..
    pelo menos em powertrains isto é ja claro pra quem como eu trabalha na industria automovel! abraços

    • Mecânica simas turbo says:

      Concordo Pedro.. mas na Internet somos todos mecânicos e damos a nossa opinião baseada na nossa formação, em engenharia eletro mecânica. Obrigado pelo seu conhecimento e concordo consigo relativamente a tecnologia. Espero vivamente que chegue em breve a Portugal e que traga um preço competitivo. Não para o comprar mas para a BYD baixar os seus, porque para mim o design deles é mesmo TOP. Saudacoes.

      • anon says:

        o BYD seal na China é 25mil euros, cá começa pelos 50mil… este xiaomi se custa 27mil na china provavelmente será pelos 60mil cá (se vier…) no entanto, tenho até medo que a diferença seja ainda pior uma vez que o “chefe” andou a compará-lo com modelos da Porsche e modelos de topo da Tesla em publicações anteriores sobre este carro, e nós todos sabemos quanto rins estes custam lol…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.