Quantcast
PplWare Mobile

CEO da Volkswagen acredita que a maioria dos empregos sobreviverá à transição elétrica

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Ana Sofia Neto


  1. Rei dos Panados says:

    Espera-se é um melhor desenvolvimento das baterias pois os eléctricos mais baratos só oferecem na gama dos 200km de autonomia .
    Claro que cada caso é um caso, Tive um honda e por empréstimo por duas semanas e ter que carregar de 2 em 2 dias dias é uma experiência um bocado frustrante tendo em conta que não posso carregar em casa e o posto de carregamento mais próximo fica a 5km desta, Muito bom no papel mau na prática pelo menos na gama baixa, não sei onde o português como vai arranjar 30+ mil euros por um electrodoméstico portátil com autonomia decente.

    • RC says:

      Qual era o Honda ?

      • Bits&bytes says:

        Honda EV só existe 1…
        E está escrito qual é… Vê lá isso.

      • Rei dos Panados says:

        Honda-e

        • RC says:

          Esse honda carrega a que velocidade ?

          • Rei dos Panados says:

            a 50kw que é o que o posto de carregamento da zona tem carregava em 40m dos 10% até 100% em casa não faço a mínima porque o carro era de viatura de cortesia e não tenho adaptador na minha casa.

          • RC says:

            Se foi veiculo de cortesia como carregava ou pagava os carregamentos ?

            Já agora , que adaptador é necessário para ter em casa ?

          • Rei dos Panados says:

            Óbviamente que eu é que pagava os carregamentos só faltava a empresa pagar o que eu andasse haha. O adaptador nao é necessário em casa. A contradição é que se carregares na tua tomada normal leva umas 10h com uma wallbox segundo me disseram leva menos 20% do tempo.

          • RC says:

            Ah ok, carregou com que cartão e quanto custou ? desculpe as questões mas acho esse carro muito engraçado.

            Mas disse em cima que não tinha adaptador em casa ?

          • Rei dos Panados says:

            Já não me recordo 100% de quanto custava cada carregamento mas nas duas semanas que usei gastei por volta de 60 e tal euros com edp comercial. quanto ao adaptador como já referi minha casa nao tem condições para carregar um eléctrico acho que seria preciso uma extensão de 20m para carregar pela tomada tradicional haha, por isso nao lhe sei dizer com fidedignidade acerca do assunto.

          • RC says:

            E tem mesmo a certeza que andou com um honda e ??

            é que tudo o disse nada bate certo, o honda e não carrega dos 10 % aos 100 % em carga dc em 40 minutos, nem em 1 hora.

            Por outro lado não precisa de nenhum adaptador para casa, basta ligar a uma tomada e carrega, se leva 10 horas carregar, até pode ser mas não dorme ? se carrega de 2 em 2 dias, se carregar todos os dias nem 5 horas leva.

            Se tiver realmente um adaptador que se chama wallbox carrega em metade do tempo, e não em 20% menos.

            Outra coisa, se lhe emprestaram o carro, quanto tempo esteve há espera do cartão ?

            Enfim, não entendo que interesse têm andar aqui a mentir ás pessoas, ontem andava aqui com um I3, que pela descrição vi logo que nunca andou em nenhum, bastou perguntar como se mete o i3 a andar e pronto, já foi.

          • RC says:

            Esses custos também estão errados, se diz que carregava de 2 em 2 dias, carregou no máximo 7 vezes, em 7 cargas rapidas nesse carro não gasta nem 35 euros, já que esse carro leva apenas 28 kwh, como até diz que carregou dos 10% aos 100% (que não é verdaede) carregava no máximo 25 kwh, logo uma carga desse tempo e dessa energia nem a 5 euros chega.

          • Paulo Santos says:

            RC, mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo. Acho que o Rei dos Panados vai mudar de nick

          • RC says:

            @Paulo Santos

            Venha ele que eu caço-o, até vou mudar de nick, petrolhead_hunter. LOL

            Vamos lá a ver se não é o mesmo que costuma por cá aparecer, já apanhei vários, é tão fácil saber quanto estão a inventar….

  2. Seal says:

    Mais um CEO que acredita no Pai Natal…

  3. powerverde says:

    Quandonas vendas de carros novos cairem a pique em 2035…

  4. RC says:

    Qual era o honda ?

  5. Luisão says:

    Gostava de perguntar a este CEO se a fábrica de Palmela, a AutoEuropa está preparada para a transição de produção de automóveis eléctricos?

    • RC says:

      A fabrica nem está preparada para outro modelo mesmo que seja a combustão, as fabricas são remodeladas cada vez que mudam de modelo de veiculo.

      De qualquer maneira, as fabricas que montam não têm nada a ver com as que produzem os equipamentos como motores, caixas, baterias etc.

      No caso de Palmela não se fabrica ali nada, só se monta, logo mudar para montar veículos elétricos é algo relativamente simples.

    • Lelo says:

      A questão não são as fabricas. Suponho que sejam os fornecedores de componentes.
      Um electrico tem menos e os fabricantes de filtros de oleo, gasoleo,velas injectores,turbos,escapes,EGRs, catalisadores entre outros vao perder…Se a maioria dos empregos se vai manter ? Veremos…

      • RC says:

        Todos esses fabricantes têm outras vertentes de negócio, não fazem só filtros, nem velas, etc, têm de se adaptar, os carros eléctricos também levam filtros, mas menos, também levam óleo, mas menos, travões, etc, e levam outros componentes, a bmw, a renault, a vw já produzem os seus motores eléctricos, em termos de baterias algumas ainda têm fornecimento externo e também estão a investir nas baterias, caso da bmw, toyota, entre muitas outras.

        O mundo não acabou quando se mudou de vapor para combustão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.