Quantcast
PplWare Mobile

O grande problema do novo Windows 11 é que tornará milhões de computadores obsoletos

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. raulsobral says:

    e qual é o problema, para que o Win 11 , eu alegremente voltei ao 7 , já estava farto de actualização da actualização.

    • MACnista says:

      … pois, mas como ficas com um OS obsoleto e logo os Chromes e os Firefox e por aí adiante não abrem certos sites porque já não estão preparados para correr esses sites, acredita!!

      • PTO says:

        LOL, OS obsoleto.

        O Firefox ainda funciona perfeitamente com o W8 e abre praticamente todos os sites.

        Deves julgar que mal sai uma nova versão do Windows que os browsers deixam logo de funcionar com as versões anteriores.

        • iDroid says:

          Falaste do windows 8, mas o Raul Sobral referiu o 7. Mesmo que os browers suportem tanto o Windows 7 quanto o 8, foi um mau exemplo.

          • Luis says:

            e no windows 3.11 será que ainda funcionam 😀

          • PTO says:

            O meu ponto, que está perfeitamente explicado, foi que está tudo a fazer um drama por nada. O W10 não fica obsoleto com a chegada do W11, vai continuar por muitos anos e para a maior parte dos chorões que aqui andam, continuar no W10 não lhes causa problema nenhum, a não ser, talvez, uma mossa na vaidade e status por não terem o último Windows.

          • Miguel Silva says:

            Pois é, o pessoal com máquinas boas não vai querer mostrar que ainda têm W10 em tempos de W11. O pessoal gosta de mostrar que tem o melhor Smartphone Samsung ou IPhone e depois com um Windows 10 a destoar…kkkk

  2. MACnista says:

    Claro!!!, ai não tinham essa ideia Hummm?? … para “obrigar” os utilizadores a comprar novos PC’s e a economia andar para a frente, e claro alguém – que não eu – vai lucrar com isso, óbvio!!

    • Pedro F. says:

      A microsoft anda há 10 anos a avisar que este requisito vai ser obrigatório mais tarde ou mais cedo…
      O meu computador de 2010 e o portátil de 2013 são ambos compatíveis…
      Que não tem este tipo de segurança no seu PC continua no W10 mais 5 anos e deve ir repensando as suas escolhas em termos de segurança.

      • PTO says:

        O teu de 2013 já tem TPM? Mas o processador não deve fazer parte dos que são aceites.

        O meu portatil tb é de 2013 e não tem TPM nem processador compatível.

        Mas tb continuo bem no W10, daqui até 2025 seguramente que já iria mudar de portátil de qualquer forma, por isso tenho muito tempo.

  3. Filipe C says:

    Não tornará nada obsoleto. Que mania as pessoas têm de achar que tudo o que é mais velho, tem de usar os sistemas de ultima geração.
    Ha computadores a usar o Windows XP e a funcionarem bem para o que se destinam, seja em fabricas, seja em torres de controlo de trafego aereo, etc etc, nao precisaram do Windows7, 8, 8.1 ou 10.
    Imensos computadores usam o Windows 7, milhoes usam o 10, e nem tudo tem que migrar para o Windows 11 nem vai, e nao é por isso que ficam obsoletos, deixam de correr programas de produtividade, industria, jogos etc, nada muda nos computadores atuais e a quem usa o Windows 10 por exemplo.

    Isto é quase como se dizer que quando saiu o Wifi6, milhoes de computadores e telemóveis ficaram obsoletos porque nao suportam o Wifi6. Não… não é assim tão dramático.
    Inventam problemas onde não existe. A tech de hoje não tem de ter obrigaçao de ser retrocompativel, alias isso é um dos grandes problemas da industria, é querer fazer algo novo e moderno mas ter que se preocupar com o antigo, o que faz com que o produto não seja tao otimizado e inovador assim.

    • Vítor M. says:

      Na minha opinião estás enganado. Aliás, ao nível empresarial, principalmente no que toca a equipamentos que foram lançados com Windows 7, por exemplo, e quando perdem o suporte, são uma dor de cabeça para os proprietários/empresas sempre que precisam de fazer um upgrade de funcionalidades, lido com clientes com máquina de corte, teares, etc etc etc e bem vejo essa luta constante. Porque o sistema ficou obsoleto, os drivers por vezes já não são atualizados, há de imediato desinteresse em aperfeiçoar os próprios software a correr em máquinas mais antigas. Isso é o normal. O mesmo vai acontecer de agora em diante.

      Tanto que isso é verdade que muita gente ficou no Windows XP causando à proporia mIcrosoft problemas, pois teve de estender o suporte de segurança e até cobrar aos clientes após o fim desse suporte. Criou mesmo incentivos para as pessoas migrarem para o Windows 7. Depois aconteceu o mesmo com o Windows 10, com uma campanha fortíssima. Tudo porque as máquinas começam a ficar obsoletas. Mas agora, ao que tudo indica, o problema agudiza-se em máquinas com apenas 2 anos.

      Agora, se o Windows 10 ainda vai dar para o gasto? Vai, como o Windows 7 ainda dá em milhões de máquina. Vamos ter é daqui a uns meses a MS a fazer pressão para as pessoas migrarem tal é a fragmentação. Mas usar o Windows 10 em vez do 11, não é dramático, o Windows 10 afinadinho ainda durará à vontade 10 aninhos.

      • Vidal says:

        Por este andar estou a ver muita gente a mandar a Microsoft pastar e passar a usar Linux, pelo menos funciona em qualquer velharia e Malta pobre não tem dinheiro para novas máquinas e deitar fora as que ainda servem perfeitamente.

      • Luis Baker says:

        Mas quando apple faz isso ja nao e um problema!

      • imf says:

        discordo e ti victor, mas isso ja era obvio.
        Nem tudo o mundo dos pcs gira a volta do sector de informática/edição, ha todo um outro mundo la fora.
        Na empresa onde trabalho, e é das mais modernas se nao a mais modernizada do sector em Portugal (acho que qualquer industria, sofre do mesmo).
        O nosso IT, anda sempre com as ultimas atualizações etc. mas isso é para o pessoal dos escritórios.
        Nos no terreno temos uns 7/8 pcs com winXP, e win 7, que é a unica forma de correr os programas compatíveis com os equipamentos que temos.

        imagina victor uma linha de produção industrial e projetada em 2010, vao fazer o projeto com equipamentos da época, e se for preciso ja com 2 anos no mercado.
        logo o pc bem como todos os equipamentos de controlo sao de 2008.
        uma linha desde a altura que é encomendada, fabricada, alterações pedidas pelo cliente, normas que mudaram e que tem de ser retificadas, instalação no cliente, testes e pedidos de conformidade, ate começar a produzir efetivamente se for preciso sao 4/5 anos.
        logo 2015 tens uma maquina que tem todo o equipamento de 2008, e sao maquinas para durar 20 anos no mínimo ate 2035. e isto se depois não for revendida para uma empresa mais pequena.
        por isso é perfeitamente normal a nivel industrial haver equipamentos novos que ja tem tecnologia madura, e alguém vai ter de manter aquilo a funcionar.

        • Vítor M. says:

          É natural que existam trabalhos menos exigentes. Mas nem falo na edição e CAD. Apesar disso, máquinas que dizes usarem Windows XP são mais que obsoletas e são um risco de segurança. O mesmo se passa com o Windows 7.

          O que tu dizes vai ao encontro do que estou a dizer. A fragmentação é cada vez maior e estas limitações do Windows 11 vai ainda aumentar mais esta fragmentação. Compreendo que a Microsoft queira um Windows mais seguro, mas é um evidência que cada vez mais as máquinas estão obsoletas e o parque informático que tens na tua empresa é perigoso de tanto inseguro que é.

          Não quer dizer que não funcione para o devido efeito, mas seguramente perderam a evolução dos softwares que entretanto exigem outro tipo de qualidade de trabalho.

          Não duvido que uma máquina com Windows XP não sirva para as senhoras do registo civil tirarem o CC ad eternum, não me admira. Ou um multibanco usar Windows XP, mas isso são máquinas que têm uma funcionalidade que depende mais de máquinas terceiras (no caso de serviços web e páginas desenhadas com requisitos mínimos) e a correr dentro de redes estanques. Não estamos a falar máquinas abertas ao mundo e a desempenhar trabalhos de constante modernização.

      • Pedro F. says:

        Quem for fazer o CC pode apreciar o WinXP a correr nas máquinas do registo civil!
        E com a última atualização, que se há coisa com que não se brinca é a segurança!

    • Paulo Jaime Ferreira de Matos Silva says:

      Não deve saber bem o que está a falar. Sistemas operativos sem suporte não têm actualizações de qualquer espécie e pior ainda…de segurança! Acha mesmo que o tráfego aéreo é controlado com Windows XP? Ou qualquer outra versão?. Tráfego Aéreo, Bancos, Empresas, NASA, Amazon, Facebook, bases de mísseis, tráfego ferroviário, Semáforos….acha que é o Windows? Estávamos bem tramados em termos de fiabilidade, estabilidade e segurança. Tenho 2 torres e um portátil, funcionam excelentemente com W10 mas não são compatíveis com W11 por causa do TPM. Não me preocupo, pois não dependo de Windows para nada. Passo as 2 torres e o portátil para Linux Posso instalar interfaces gráficas iguais ap W10 ou ao OSX Big Sur da Apple, não preciso de manutenção nem anti-vírus, menor consumo de recursos….ainda podia continuar com W10 até terminar mas não….

      • Manuel da Costa says:

        Pois… você é que não sabe de nada do que está a falar.
        O DoD americano, que gasta 7340% do PIB português por ano, usa uma versão modificada do MS-DOS 9.11 (o antigo background do Win3.11). Para alguém chegar lá, são 2 anos de treino além de que existem bloqueadores que impedem a utilização de telemóveis e computadores, sem usarem a rede interna.
        O ATC de New York usa o Windows XP, numa versão modificada que também é usado em LAX. ups… A diferença é que os computadores deles não precisam de 670 gb de placa gráfica ou 6000000000mbs de comunicação. Funcionam em cascata o que melhora a defesa em 100000% em relação a tudo o que referiu.
        Se falasse de empresas privadas, essas sim usam sistemas próprios baseados em unix. Só que são 100000 milhões de dólares (só nos EUA) gastos anualmente com isso. É por isso que a própria Microsoft passou a oferecer serviços semelhantes para usarem o Windows XP (rede multibanco ainda tem 50% dos terminais a usá-lo, os restantes utilizam o 7, os POS usam a versão do 8.1), windows 7 e o 10.
        Para muitos serviços que referiu, não precisam de andar a gastar 65000 milhões de euros a cada 5 anos, para modernizar o parque informático, porque não precisam. Curiosamente começou bem, depois perde tudo a quer dizer que você é muito melhor que uma empresa.

      • Zé Fonseca A. says:

        Na verdade tens muitos aeroportos mundiais a correr DECOR sobre Windows 3.1/3.11, NT, XP, não sei qual a surpresa.
        Assim como muitos sistemas in-flight de muitos aviões usam esses sistemas operativos e até porta-aviões, navios e submarinos nucleares, existia um caso de um submarino que dava um BSOD ao lançar um missil 😀

      • Tiago E. says:

        Por que é que ainda não fez essa migração, então?

      • Pensamento Positivo says:

        Caro: Como já aqui lhe disseram, há mesmo muita coisa a correr legalmente SO’s com já bem mais que uns aninhos e aos quais a MS ainda dá suporte de segurança pago. O XP da maioria das máquinas do Multibanco existentes em Portugal é só talvez o mais conhecido!… As restantes correm mais modernos.

        Unix/Linux é muito usado sim, mas sobretudo em servidores. Em workstation/front office é muito pouco. Na banca Portuguesa nada mesmo e conheço-a bem… Depois há as POS dos hipermercados maioritariamente da IBM a correr RHEL, há os IFE da Emirates também a correr RHEL, certo equipamento industrial, mas é uma minoria…

        Linux para uso doméstico é excelente. O meu “velhote” de onde escrevo já não seria vivo sem ele… Mas, convenhamos: O windows 10 vai aguentar-se até 2025 pelo menos… Em PC’s que já terão até uns 7 anos quando lá chegarmos!… E com 7 anos nenhum PC doméstico aguenta Windows, chame-se ele 10, 11, ou Infinito!…

      • Pedro F. says:

        Vai fazer o CC ou o passaporte e vais ver se não é no XP que corre o software…

    • JJ_ says:

      Não se pode querer evoluir por um lado e por outro ficar na mesma.
      Se as empresas acompanha-se a evolução dos sistemas, as migrações seriam mais suaves e menos dispendiosas. Não digo, para migrar todo o ano, mas num espaço de 5 em 5 anos, é mais do que suficiente para ir melhorando os equipamentos e software.

      Se uma empresa investe em criar um software próprio, tem de ter a consciência que o tem de o manter e evoluir para o novo hardware. Se não quer ter esse custo, usa software de terceiros, que francamente existe para todos os gostos. Por isso é que as empresas de software cada vez mais, criam planos de mensalidade para ser mais económico a medio prazo.

      • Pensamento Positivo says:

        Em teoria isso está tudo muito certo… Mas, depois há máquinas que têm uma função muito específica. Imagine uma máquina para fazer ecografias. Algumas ainda andam em Windows bem lá para trás. E porque será? Se calhar porque não é fácil actualizá-las…

        Quanto ás apps empresariais mais correntes, aí a tendência é para pôr tudo na “nuvem” e deixar que a questão da workstation seja “indiferente” desde que o browser corra lá…

        • JJ_ says:

          Não é uma questão de ser fácil ou não atualizar! Se calhar é mais fácil do que imaginas. A questão é: qual é a necessidade de o fazer?

          Depois, a tecnologia das ecografias vai melhorando, logo compensa mais ao fabricante, lançar novos modelos do que andar atualizar os antigos.

          Alem disso, os upgrades dos SO não é para esse tipo de maquinas. Essas maquinas, mesmo tendo um SO comercial, esta adaptado para uma função especifica e por isso, o SO usado é o recurso menos importante em todo o funcionamento.

          Outro ponto, em alguns casos, usar software/hardware alegadamente “mais antigo” pode trazer maior segurança, visto existirem cada vez menos formas de se conseguir conectar com esses equipamentos. Que para a finalidade a que se destinam, isso pode ser bom.

          Resumindo, nunca vi empresas que utilizam esses sistemas complexos e específicos a queixarem-se dos novos Win não serem compatíveis. Isso é indiferente para eles. Agora, uma empresa que usa o Windows de uma forma mais direta, esses é que se tem de atualizar.

    • FAR says:

      As pessoas andam um pouco parvas nesse sentido de terem que ter a ultima novidade assim que ela sai. E os oportunistas então.. até esfregam as mãos com essa “fome” que há.

      Isto realmente prova bem o poder do marketing e a falta de uma mentalidade crítica e minimamente razoável. Ora se o suporte ao W10 está previsto terminar daqui a 4 anos (em 2025) qual é a pressa/medo/agonia? Muito provavelmente a malta que mais anda para aí a chorar pela internet fora quando chegar a altura já mudou de máquina.

      Mas o cúmulo é mesmo o aumento do preço dos chips TPM. Desculpem a expressão mas é mesmo de carneirada. Oh gente sem nada com que pensar!

  4. tomazturbano says:

    A Microsoft quer que as pessoas comrem mais computadores.
    Fazendo essas coisas, ela estimula as pessoas a procurarem outros sistemas operacionais. Graças as atualizações porcas do windows 10 comecei a usar o POP OS e estou adorando.

    • lapizazul says:

      NOBODY CARES!!!

    • Manuel da Costa says:

      O problema é mesmo a parvoíce de pessoas como você… o Win11 está na versão Beta. Ainda faltam 3 a 12 meses para a versão de comercialização ser disponibilizada. É por isso que só através do Insider ou usando uma das 4 leaks, é possível experimentar o win11.

  5. art says:

    Acho que vou aproveitar para vender o meu , já tem uns anos , mas dá para atualizar…de repente parece que valorizou….. Cá para mim foi o divórcio que provocou isto…começo a ficar farto de tantas atualizações …..

  6. Tiago E. says:

    Mas já saiu o Windows 11? Pensava que ainda faltavam meses e que estávamos nas versões de testes.

  7. HAS says:

    Esses novos requisitos de sistema para levar as pessoas a comprar novos PCs são ridículos.
    A Microsoft deveria abandonar esta charada e fazer do Windows 11 uma atualização paga, para todos os computadores

    • Manuel da Costa says:

      O Win11 só é para ser colocado no mercado, DEPOIS de Setembro de 2021.
      O que anda a ser TESTADO são versões que a empresa vai melhorando. O leak e a versão do primeiro dia dos Insider, tinha de ser exigente, pois vai ser a versão a disponibilizar em computadores novos. Nesses computadores aquilo que pede já faz parte do mínimo dos mínimos existem… desde 2018.

  8. César Oliveira says:

    Será que isso não passa de um grande negócio para a Microsoft e os seus parceiros que vendem computadores ?
    Toma lá, dá cá.

  9. Blox says:

    O meu Mac que não instala mais que o Mountain Lion riu-se… Já o outro laptop mais antigo corre o Windows 10.

  10. PTO says:

    “O grande problema do novo Windows 11 é que tornará milhões de computadores obsoletos”

    Não é problema nenhum.

    As pessoas mudam de smartphone de 2 em 2 anos, às vezes até menos, só porque saiu uma versão nova do Android e o fabricante não disponibiliza a atualização para o telemóvel que têm. Muitos desses telemóveis custam tanto ou mais que um portátil de gama média e não vejo ninguém a vir para aqui queixar-se.

    Além disso o Windows 10 ainda irá continuar a existir PELO MENOS até 2025, com suporte a 100% pela Microsoft.

    Por isso:

    1 – nenhum computador fica obsoleto com o lançamento do Windows 11.
    2 – se queremos mais e melhor segurança, esta é a forma de a conseguir.
    3 – nós é que temos de acompanhar a evolução tecnológica.

    Em minha opinião, a esmagadora maioria dos que por aqui andam a chorar e a dramatizar por causa dos requisitos do W11, não precisam dele para nada para o seu dia a dia e podem perfeitamente continuar com W10 sem problemas. E são os que provavelmente tb por aqui têm criticado a Microsoft pela falta de segurança no Windows.

    Espero bem que a Microsoft não recue na obrigação de se ter TPM nos computadores, porque senão nunca mais evoluimos para um sistema operativo mais seguro e fiável.

    E antes que me acusem de parcialidade, eu sou um dos afetados, o meu portátil não tem nem TPM nem CPU compatível. Continuarei com o W10 e seguramente que até 2025 iria mudar de portátil de qualquer maneira, com W11 ou sem W11.

    • Vítor M. says:

      As pessoas mudam de computador de dois em dois anos? Estás tão enganado, mas tão enganado.

      • Sand says:

        Tem razão.
        O meu computador antigo foi utilizado desde 2006 até 2019!
        Só mudando alguns componentes aleatoriamente conforme as necessidades… RAM, ^Gráfica, e CPU uma vez, em 2009
        E lá durou bem, até querer inventar com cenas mais pesadas em 3D

        • Vítor M. says:

          É ínfima a percentagem de utilizadores que mudam de dois em dois anos., E vi isso em tantas pessoas nesta pandemia. A falta de equipamentos foi tal, poema procura, qeu os stocks esgotavam num ápice. Nunca se vendem em tão pouco tempo tanto computador como em 2020. E porquê? Porque o parque estava tão obsoleto que uma simples videoconferência com o software mais recente não funcionava.

          • Zé Fonseca A. says:

            O último computador que comprei foi um PowerBook G4.
            O último telemóvel que comprei foi um.
            Por saber que se deve trocar de pc a cada 2 anos assim como de telemovel, deixei de gastar dinheiro nessas coisas, ou a empresa fornece ou simplesmente não uso.
            Desde há 5 anos para cá passei a fazer o mesmo com carro.
            Hoje em dia só gasto dinheiro com habitação e é porque trabalho em portugal, se trabalhasse fora colocava a renda da casa no contrato.
            Cada vez mais é tudo transitório, façam as contas ao dinheiro que gastam durante toda a vida se precisarem de estar sempre a comprar pcs, telemoveis, carros, etc, para vocês, para a esposa, para os filhos… dá logo vontade de saltar da ponte.

          • Vítor M. says:

            Sabes, eu percebo bem o teu ponto de vista. Claro que no meu caso, se não tenho (temos na equipa) os equipamentos não os posso analisar e como vou falar deles sem conhecimento de causa? É verdade que um bom pedaço do meu orçamento está investido em material, do mais variado possível. E não sou de todo um exemplo. Mas atualmente as pessoas têm acesso a material que pode ser mais caro no início, mas ganham em longevidade, o que acaba por se traduzir em ganho. Mas claro, tem de se trabalhar muito, para se ter alguma coisa. É um facto.

          • Luis says:

            agora já todos tem TPM 2.0 – problema resolvido

      • PTO says:

        Onde é que eu disse isso? Tens de saber interpretar melhor o que escrevi.

      • honorato says:

        um computador só se muda por avaria e. se não tiver conserto. eu tenho um portátil com 7 anos e só comprei um novo a 1 ano porque começou a ter problemas

    • LM says:

      Hahahahaha as pessoas mudam de computador de 2 em 2 anos? Só se for um nabiça. Comprei o atual pc há 3 anos e o meu anterior durou quase 10 ANOS. Nunca na vida encravou nem me deu problemas pois também ia tratando dele. Veio com ele o Windows 7 e passei do 7 para o 10 SEM PROBLEMA algum. Agora o meu atual pc tem o dobro ou triplo da recomendações mínimas e não está apto porque tem um CPU de 7ª geração. Que grande lógica. Isto não tem nada a ver com avançar ou recuar na tecnologia. Tem tudo a ver com dinheiro. Mas o meu tão cedo não vão ver.

      • PTO says:

        Outro que não sabe interpretar um texto. Eu não digo isso em lado nenhum.

        A menção que fiz sobre os telemóveis serviu apenas para, por um lado, demonstrar a dramatização absurda que as pessoas estão a fazer em relação a terem de trocar de computador (flash news: NÃO TÊM de trocar), e por outro lado a hipocrisia que está inerente a esse discurso e atitude contra a Microsoft.

    • Interpol says:

      O PTO disse “As pessoas mudam de smartphone de 2 em 2 anos” mas várias respostas a este comentário levam a pensar que ele disse “As pessoas mudam de computador de 2 em 2 anos”

      • LM says:

        Quem respondeu percebeu bem o que ele quis dizer. Há pessoas que trocam de telemóvel de 2 em 2 anos mas um pc é muito pouca gente que o faz.

      • PTO says:

        Há pessoas que nem sequer param para pensar e raciocinar antes de responderem em modo “automático”.

        A menção que fiz sobre os telemóveis serviu apenas para, por um lado, demonstrar a dramatização absurda que as pessoas estão a fazer em relação a terem de trocar de computador (flash news: NÃO TÊM de trocar), e por outro lado a hipocrisia que está inerente a esse discurso e atitude contra a Microsoft.

    • Ricardo says:

      Exatamente. Está tudo dito.

    • PeFerreira98 says:

      TL;DR:
      Dar 600€ por um smartphone a cada 2 anos (PPA = 300€) -> YASS!
      Dar 1000€ por um PC/Laptop a cada 4/5 anos (PPA = 200€/250€) -> NONONO!

  11. JEKU says:

    Nada de novo, mas nunca vi um título assim quando sai o novo iOS ou o novo Android

    • Vítor M. says:

      Repara no que as empresas por trás desses sistemas operativos estão a fazer. A Samsung está a dar mais anos de suporte aos seus smartphones, a Apple, com o iOS 15, dá suporte a iPhones com 6 anos, o macOS 12 Monterey dá suporte a máquinas de 2013. Não vejo factos nesse teu comentário.

      • B@rão Vermelho says:

        Os Imac de 2011, deixaram de receber actualizações no High SIerra, os que tinham gráfica da AMD, já não passaram dai, eu tenho um e mesmo instalando um versão pirata ele instala mas depois quando estamos a navegar na internet começa com falhas na gráfica e à outras aplicações que também não funcionam bem

        • Vítor M. says:

          Requisitos de hardware Mac

          Para consultar informações sobre o modelo do seu Mac, clique no ícone da Apple na parte superior esquerda do ecrã e selecione Acerca deste Mac. O macOS High Sierra é compatível com os seguintes modelos Mac:

          MacBook (finais de 2009 ou mais recente)
          MacBook Pro (meados de 2010 ou mais recente)
          MacBook Air (finais de 2010 ou mais recente)
          Mac mini (meados de 2010 ou mais recente)
          iMac (finais de 2009 ou mais recente)
          Mac Pro (meados de 2010 ou mais recente)

          As gráficas AMD foram um cancro em máquinas de 2010 e 2011. Eram autenticas torradeiras. Várias máquinas foram alvo de extensões de garantia por causa dessas placas manhosas.

          • B@rão Vermelho says:

            Acredito que foram maus, embora não tenha tido qualquer problema com ele, tenho um Imac de 2016 que é muito mais lento que o de 2011, alias é inacreditável como a Apple lança “pc” com discos HD de 5200 RPM.
            Tenho o meu Imac de 2016 a trabalhar com SSD externo mas já não é a primeira vez que tenho de fazer nova cópia, porque deixa de arrancar, Vítor M. tem conhecimento de mais pessoas com problemas deste com disco externo, tenho instalado o BiG Sur 11.4

    • Sabichao says:

      Uma das coisas que fazia a diferença no Windows em relação aos outros era o suporte do “legacy”. Assim está a ficar como os outros, em que é preciso substituir o hardware ao fim de uns, poucos, anos. Quem tem hardware antigo pode sempre usar Linux…

      • Samuel MG says:

        Podes definir hardware antigo? Já que o meu portatil é um AMD quad core a 1.8Ghz com 8GB de RAM, 500 GB de disco (hdd) e com uma R3 tendo o Linux como OS. Se comprar outro portatil também vou instalar o Linux nele e vai ser sempre assim.

  12. Tuga Pobre says:

    Nem tudo serão más noticias.
    Tendo a Microsoft um brinquedo novo para andar sempre a mexer com atualizações, poderá ser que o W10 fique numa versão estável 🙂 durante uns anos, segundo dizem previsivelmente até 2025.
    Hoje provavelmente 80% ou mais do mercado informático mundial será incompatível com este novo SO da Microsoft, daqui a 4 anos pode ser que já existam mais maquinas a suportar o novo brinquedo da Microsoft.

    • Vítor M. says:

      Pode ser um trunfo efetivamente, principalmente no combate ao malware. Vamos ver.

    • Manuel da Costa says:

      Deixe lá passar os 700000 milhões de versões, que entre Dezembro e Março de 2022, o Win11 estará disponível para qualquer computador que consiga correr o Win10.
      É assim que a empresa está a trabalhar… começa pelos computadores novos (onde vai conseguir os lucros), depois expande para os outros.

  13. Pedro says:

    Simples, instalem linux!

  14. Jose Mendes says:

    A MS ja esta a falar em baixar os requisitos para TPM 1.2. Sendo que este é o requisito actualmente para instalar a preview. Vamos a ver…
    Mas estamos a falar da 8th generation que foi lançada em 2017, ja faz 4 anos. Embora a realidade tb é que PCs com esses CPUs ainda estiverem a ser vendidos durante 1 ou 2 anos após o lançamento. So que so a partir desta geraçao é que a virtualizaçao dos processos com ligacao directa a hw e.g. no edge, passou a ser propriamente suportada, sem um impacto enorme na performance. E isso protege imenso o PC. A 7th gen ja tem pseudo suporte para isto, mas versões mais recentes lidam mto melhor com o assunto.

    O win11 vai ser um optimo passo na direccao d segurança que é uma coisa que toda a gente precisa e mto pouca gente dá prioridade…

    P.S. Uma coisa que ja se esta a falar, é que algumas das features tipo a loja nova vai chegar ao win10, talvez haja um update parcial de UI tb… Por isso talvez nao se perca tanto assim por ficar em win10, especialmente para quem n quiser saber d android apps e segurança.

  15. leoni says:

    Ubuntu neles.

  16. Nuno Pinto says:

    Usem Linux…

  17. Nuno Santos says:

    O problema não reside só no TPM, reside também nos processadores. Por exemplo tenho 1 Lenovo Ryzen 3300U e ele mantém a dizer que não dá. Existe um script que pelos requisitos existentes diz o qual o requisito não atingido.

  18. Fusion says:

    O grande problema das novas atualizações Android é que tornará milhões de smartphones obsoletos.

    Aguardo por essa notícia

  19. rainer says:

    Não é a nova versão do Windows que vai tornar os computadores obsoletos, é mesmo o tempo e a evolução da tecnologia. Eu enquanto não comprar um PC novo vou continuar com o 10 e estou perfeitamente bem.

  20. Júlio Rocha says:

    Nada que um pequeno ficheiro, entre ISOs não resolva, mas é estúpido, o meu PC preencher todos os requisitos, só que é um Intel de sexta geração. Resumindo, a Ms assume que todos os PCs Intel com mais de 3 anos não servem para o w11. (eu até simpatizo com o SO)

  21. Knight says:

    Será que os humanos no planeta terra não conseguem viver sem essa tal ‘tecnologia’ comunista?
    Reparem no que esta se tornando internet…
    Se os humanos soubessem o que é boicote essa gentinha amante da ped0filia não iria ter vez.
    Eu faço a minha parte no que diz de telemovel/celular, nunca tive um.
    Continuo sozinho , eu acho,, nunca tive ‘facelixo’, ”tuiter” conta em ‘tube’ e por ai vai.
    Mesmo meu pc estando apto para ter o W11 se continuar esse ‘esgoto comunista’ na net no lvl hard, eu desligo isso aqui e vou plantar feijão.
    Meninas, bjo do Knight, add ai no meu msn, ta ok,rsrs.

  22. David Guerreiro says:

    Tenho um i5 de 6ª geração, e tenho Secure Boot e TPM 2.0 na board, só que por ser anterior à 8ª geração supostamente não é suportado. Não irei trocar o PC por causa disso, até porque o Windows 10 tem suporte até 2025. Mas eventualmente irei substituir o CPU e board, por uma nova geração da AMD.

    • Manuel da Costa says:

      CALMA!!!
      Isto são versões de teste!!! O sistema só será disponibilizado depois de Setembro. Ainda estamos a 75 dias de distância, na melhor das melhores hipóteses.

  23. LA says:

    Se não der para instalar o Windows 11, e se não comparar outra máquina, vou manter o 10, pelo menos, até ao final do suporte anunciado, pela Microsoft. Depois logo se vê. Acho que o pessoal está a sofrer, por antecipação.

    • Manuel da Costa says:

      Só a partir de Setembro é que vai ser possível instalar o Windows 11. As versões insider são versões beta para a empresa testar e perceber os bugs.
      Com o 10 aconteceu o mesmo. Foi anunciado, os insiders andaram 6 meses e meio a usá-lo, até que foi disponibilizado. Depois foram 18 meses até chegar ao suporte que está actualmente.

  24. Crucificados pelo Sistema says:

    Não é o fim do mundo, nem é assim tão grave , nem é necessário pânico por não ser possível atualizar para o ultimo SO.

    A Microsoft garante até 2025 o Windows 10 logo um PC/Portátil terá mais 4 anos de vida, e desde que as pessoas mantenham as atualizações não é situação preocupante, e ao chegar a essa data ou perto, quem realmente necessitar de Software novo ou compatibilidade com Hardware aí sim será forçada a trocar de PC, porque fora isso se alguém quiser prolongar a vida da máquina instala uma distribuição linux leve e fica com mais 4 anos de vida útil no PC, existe sempre solução.

    Em relação às máquinas vendidas em 2018 (Surface Studio 2) não tenho pena nenhuma, pois foram vendidas para uso profissional, e quem tem 3.500 dólares para pagar por elas, é porque 1º precisa dessas máquinas e 2º rapidamente recupera o dinheiro investido visto que o target dessas máquinas eram designers e criativos, e por norma profissionais desse género têm de ter sempre o top, portanto esses em cada 2 anos ou máx a cada 4 trocam de máquina, logo não é problema.

  25. Danyyel says:

    em 2025 lá vai o meu insys do e-escolas para o gavetão

  26. Manuel da Costa says:

    Isto é tudo crianças?
    Há 6 anos atrás anunciaram o Windows 10. Foram mais de 6 meses que só os insiders puderam usar o sistema (foi apresentado em Julho, a primeira versão disponibilizada foi em meados de Dezembro e a versão colocada no windows update foi em Maio de 2016, sendo que só em Outubro de 2017 surgiu a “versão final” que ainda são os requerimentos de hoje).
    O que está nos Insiders são versões beta e alpha, para a empresa saber como se comportam os biliões de configurações existentes. Por isso é que vão saindo novas versões quase dia a dia…
    Tenham calma e não vão logo a correr instalar a nova versão e aparecem cá a reclamar… esperem que o sistema seja disponibilizado LEGALMENTE.

  27. Marquete says:

    Calma! Saibam esperar os cracks e gambiarras

  28. falcaobranco says:

    Vai acontecer ao W11 o que aconteceu ao W10 quando apareceu no mercado… o pessoal continiou a usar o W7….

    Neste caso, o pessoal além de continuar a usar o W10, muitos vão voltar para o W7… até que a microsoft perceber que deu um tiro no pé e voltar atrás na decisao de meter o TPM 2.0… quando a base do W11…é o W10!

  29. Luis Santos says:

    Boa tarde a todos
    Só para dizer que já instalei o Windows 11 e aparentemente está a funcionar. Só me faltava o TPM 2 mas foi ultrapassado como explicado em muitos sites. Por enquanto só não aceita o Moxila Firefox e a tradução para o Português de Portugal ainda tem lacunas, mistura de português e inglês, mas logo melhorará.
    Os comentários que se vê aqui escritos são surpreendentes .

  30. Mário says:

    Ou a Microsoft abandona totalmente, até à saída do Windows 11 final, os requisitos mínimos, ou não vai demorar muito tempo a perceber que foi um erro total.
    Depois; a Microsoft, com esta postura vergonhosa está a fazer com que imensa gente abandone o Windows e vá para o Linux, por exemplo.
    O meu pc tem 10 anos, mais ou menos. Tem 2GB de Ram.
    Utilizo o Windows 10 e não tenho e nem nunca tive problema algum.
    Queria muito mandar montar um computador novo. Mas não tenho condições monetárias. Será que a Microsoft me paga para isso?
    O Windows sempre funcionou em qualquer pc.
    E agora a Microsoft faz este disparate total!
    Mas esta postura vai-se virar contra ela. E não vai demorar muito, até a Microsoft dar-se conta disto.
    O Windows 11, deveria poder ser instalado, ou actualizado em qualquer pc, como sempre foi, até aqui!

    • Pedro F. says:

      Sabes que podes continuar a usar o Windows 10, certo?
      E também podes continuar a usar o teu carro normalmente. Não tens de comprar o último modelo que saiu…
      E também não tens de trocar de telemóvel só porque já saiu um novo…
      E a TV a sala também pode continuar a mesma…
      Ok?

  31. Redin says:

    Eu sempre aprendi que “O sol quando nasce é para todos” e não o contrário.
    Estarei errado?

  32. Discover says:

    Já cá tenho um ISO modded para evitar tom e a treta do PC…
    Se tenho tom e condições para activar?
    Tenho.
    Se quero activar?
    Não quero. Não sou pau.mandado…

  33. Rui says:

    Gosto tanto do meu ubuntu…

  34. joao ratao says:

    Bypass TPM module e tá feito. Windows 11 a funcionar 😀 eles ainda não perceberam que a malta não troca de máquinas só porque eles querem… é preciso t€mpo…

  35. Adolfo Dias says:

    A TPM é fod***! Eu bem vejo quando a Maria entra nela!…

  36. Sergio says:

    Total desrespeito da Microsoft para com o consumidor. Não poderei instalar o Windows 11 no meu Commodore 64. A Deca Protesta tem que se manifestar.

  37. Mário says:

    A Microsoft julga que basta querer-se comprar um pc novo, e já está.
    É preciso ter-te disponibilidade financeira para comprar, ou mandar montar um computador novo. Que tristeza!
    A Microsoft ao estar a impedir que milhões de pessoas, possam instalar o Windows 11, ou actualizar para o windows 12, devido a estes estúpidos requisitos, está fazer com que imensa gente, pelo mundo fora, fique com asco da Microsoft e vá para o Linux!
    A Microsoft acorde, enquanto é tempo!

  38. Mário says:

    Perdão pelo erro: A Microsoft ao estar a impedir que milhões de pessoas, possam instalar o Windows 11, ou actualizar para o windows 11, devido a estes estúpidos requisitos, está fazer com que imensa gente, pelo mundo fora, fique com asco da Microsoft e vá para o Linux!

  39. FERNANDO MARQUES MARTINI says:

    tem varios metodos de desabilitar o TPM e Secure Boot só psquisar no facebook, youtube

  40. Jorge Ribeiro says:

    A parte do TPM 2.0 até compreendo, mas a parte dos intel de 8º geração não tem lógica nenhuma, se a razão ainda fossem Spectre e o meltdown ainda se compreendia, mas os processadores de 8º geração da intel são afetados e funcionam. Depois dizem que é compatível com processadores dual core, mas depois não tem processadores dual core na lista de CPUs compatíveis. Espero que essa lista seja atualizada, ou que na realidade outros CPUs sejam compatíveis.

  41. SANDOKAN 1513 says:

    “Nalguns casos, a solução é simplesmente ativar o módulo TPM se ele estiver desabilitado. Noutros, entretanto, nem mesmo isso aliviará o problema.
    O motivo é que a Microsoft também exige que os processadores Intel sejam de 8.ª geração (lançados em 2017) ou mais recentes.” Bastaram estas 2 exigências e já fiquei de fora.Eu e milhões por esse mundo fora. 😐

  42. Hermínio Cerqueira says:

    E os AMD FX Socket AM3+ também estão de fora !
    Está na hora de abandonar o Windows e esta é a resposta certa à arrogância da Microsoft !
    Os Sistemas Linux são mais estáveis , seguros e tiram melhor partido do Hardware e não necessitam de tantos recursos !

    • Pedro F. says:

      A Microsoft aumenta a segurança e o pessoal quer abandonar o Windows para o Linux por ser mais seguro…
      Serei só eu a ver a incoerência?

      • Hermínio Cerqueira says:

        Segurança ??? Cada actualização do Windows 10 abre mais buracos na segurança do mesmo e quanto à estabilidade até chegou ao ponto duma simples impressão fazer o windows abortar como foi p caso de uma das última a ctualizações de 2021 !!!!

        • Pedro F. says:

          Sim, porque os outros são perfeitos…

          • Hermínio Cerqueira says:

            Então experimenta este e diz se quiseres ser honesto !

            https://pop.system76.com/

          • Pedro F. says:

            Digo o quê?
            Que análise fizeste ao SO, com que ferramentas? Tens conhecimentos na área? Ou é uma questão de opinião apenas?

          • Hermínio Cerqueira says:

            Recebi a primeira relaese do Windows 11 há mais de 60 dias e instalei a mesma numa máquina virtual sob o VMware WS Pro 16 e testei exaustivamente a mesma em comparação com uma máquina virtual com o Windows 10 Pro e constatei dum péssimo desempenho do Windows 11 em relação ao Windows 10 !!!

          • Pedro F. says:

            Lá está… Zero argumentos e muita garganta…
            Mas pode saber-se os testes que fizeste ao SO do link que meteste acima para concluir que é mais seguro que o Windows?

          • André says:

            Pedro F. muitas das grandes descobertas de ciber-segurança são conduzidas em Linux, pelo facto de ser um ecossistema aberto e modular. O facto da kernel do Linux ser open source facilita qualquer investigador independente a localizar problemas de segurança mais facilmente que no Windows. São encontradas (em número não em gravidade) mais falhas de segurança em Linux que em Windows. O que significa que todas essas falhas são depois corrigidas pela equipa do Linux.

            Há muito interesse em tornar o Linux seguro, por parte da Google, Apple, Microsoft, Amazon etc, dado que todas estas fazem uso extensivo da Kernel. Portanto sim, o Linux tem tudo para ser mais seguro que o Windows.

            Se o Windows é mais seguro que o Linux? Duvido imenso, porque é de código fechado e apenas uma empresa tem acesso completo ao código, tornando qualquer investigação mais difícil, ao contrário de um sistema de código aberto que imensas empresas e universidades têm interesses económicos e académicos em tornar seguro. Seja como for, todo o software tem bugs e vulnerabilidades. Em estabilidade, dado que a Internet corre practicamente em Linux, duvido que o Linux seja assim tão instável.

            Até os próprios módulos TPM poderam ter vulnerabilidades em hardware.

          • Pedro F. says:

            Facilita…
            Interesse ..
            Tem tudo para ser…
            Duvido…
            Portanto, e voltando ao meu ponto inicial, algo em concreto? Cada um pode acreditar no que quer…

  43. Lucas says:

    Como se faz um bypass no TPM?

  44. Lucas says:

    Bem… Se mantiverem está regra o Chrome OS irá de cerrrteza ter um impulso imenso .

  45. José Álvaro says:

    Windows 11, concebido pela Microsoft para extorquir dinheiro a pessoas e empresas já em grandes dificuldades devido à pandemia.
    Sem um pingo de vergonha, já com a peida bem cheia com o negócio das vacinas venenosas, o Sr. Bill Gates resolve roubar ainda mais aproveitando a posição dominante no mercado para lançar um novo sistema operativo incompatível com a grande maioria das máquinas para obrigar à aquisição dos surface e de outros dispositivos fabricados pelos seus compadres, donde certamente recebe um belo quinhão.
    Tenha vergonha seu proxeneta nojento, já tem os pés para a cova para que quer ainda mais milhões?

    • Hermínio Cerqueira says:

      Uma vergonha pois até os Super Surface Pro de 3600 € de 2018 não são compatíveis com o Windows 11 !!!!!

      • Pedro F. says:

        Eu ia apostar que não era obrigatório usar…
        Mas vocês devem ser daqueles que sempre que sai um modelo novo de carro vão a correr comprar só porque sim…

  46. Miguel A. says:

    Não há problema nenhum. Ainda hoje estive nas finanças, e a funcionária estava a aceder ao sistema no Internet Explorer no Windows 7. Logo, coisas atuais? Para quê? O meu thinkpad de 2012 já anda a testar vários Linux, para ver um porreirinho para ficar. Não vou comprar computador tão cedo.

    • Paulo Jaime Ferreira de Matos Silva says:

      Recomendo o Linux Mint 20.1, interface Cinnamon. Tem várias interfaces gráficas mas se quiser que ele fique com as cores e os ícones do Windows 10 pode pesquisar ou envie-me email que eu dps ajudo. Não precisa de antivírus, nem de optimizações, limpezas, consome menos recursos de hardware e rola bastante fluido mesmo em máquinas modestas. Quem não pode ou não quer alimentar uma máquina de chupar dinheiro não alimenta a Microsoft. Não precisa. O único senão: Jogos mas sei que muitos correm através do programa WINE ( virtualização ) mas eu não jogo. Tb tem como sugerido abaixo por outro comentador o LinuxFX que reproduz a 95% o Windows 10 e é baseado em Linux Ubuntu. Enquanto as máquinas duram e trabalham bem para quê deitar fora ou encostar? A carteira e o planeta agradecem

  47. Luiz says:

    Manjaro Linux KDE instalado sem problemas. Produção musical e edição de vídeo. Windows 11, não obrigado

  48. contacto says:

    LinuxFX igualzinho ao Windows

  49. João says:

    É a vida… o TPM 2.0 já cá anda há bastante tempo (cerca de 7 anos). Entendo que um computador com 7 ou 8 anos seja perfeitamente utilizável, eu por exemplo tenho um portátil i7 de quarta geração, com 8gb de ram que chega e sobra para a minha utilização e já terá por esta altura essa idade. Se não der para Windows 11 não vou chorar baba e ranho : quantos telemóveis de 1000 euros ainda têm a última versão do sistema ao fim de 8 anos ? Sim eu preferia continuar a fazer atualizações mas se precisar muito muito muito, o caminho é vender este a alguém que não precise, ou use Linux e comprar um novo. Não me parece que tenhamos de criticar a Microsoft por exigir o tpm 2.0, isso não me parece justo

  50. costa says:

    tanto medo e alarilo… ainda ontem num intel i5-9400F que nao e compativel, bastou instalar o vmware em cima do windows 10 e instalar o windows 11 normalmente. Até acaba por nos fazer um favor (pelo menos a mim) em que posso usar os sistemas windows em virtual e escusam de estragar o que funciona direito

  51. Knight says:

    OTIMO, MENOS POBRE PRA ENCHER O SAC0

  52. André says:

    Hora de fazer upgrade para Linux que desde há muitos anos é superior ao Windows em todos os aspectos (tão superior que a Internet roda practicamente em Linux, tal como grande parte do backend da Microsoft Azure).

    • Pedro F. says:

      Porque é que vocês esperam tantos anos para mudar para um SO tão superior ao windows e só o fazem quando o vosso computador não consegue correr o Windows?
      Parece aquele gajo que perdeu tudo o que tinha e deixou de andar na merda dos Audi, BMW e Mercedes para andar no verdadeiro automóvel que todos desejam… Um punto verde em segunda mão…

  53. Mike says:

    Já existe bypass oficial da Microsoft para o TPM, 4GB de Memória RAM e Secure Boot: https://www.bleepingcomputer.com/news/microsoft/how-to-bypass-the-windows-11-tpm-20-requirement/

  54. João says:

    Só tenho pena é que o jogo do dinheiro desde a muitos anos não deixe o Linux crescer mais em termos de fazerem os programas originais tipo photoshop e por ai fora também para este sem ser com truques senão a muito que o win tinha levado uma razia dos Linux.
    Alias desta vez foi o win a ir buscar cantos arredondados e visual a muitos linux já existentes,vamos ver no que dá.
    Quanto a segurança não existe qualquer dúvida ,basta ver qual a maioria de sistemas que usam as grandes empresas tecnológicas nos seus servidores.

  55. João says:

    O maior mal é que muita gente se habituou ao pré feito e facilidades do Win e nunca se preocupou sequer em pelo menos testar e aprender um pouco de Linux

  56. bruuu says:

    Boas,

    Perdoem-me a ignorância (e a minha memória), mas quando o Windows 10 foi lançado foi uma grande novidade, tudo muito inovador porque trazia conceitos e soluções mais eficazes etc etc. Mas penso ter lido algo que, deixaria de haver atualizações de sistemas operativos (lançamentos etc, não haveria um 11 e 12, e 13 Windows e por aí adiante). Seria o Windows 10 a base de tudo, e tudo atualizado nesse sistema.

    É um conceito muito porreiro que evita que de X em X anos tivéssemos de comprar um novo sistema operativo. Daí a minha surpresa por um Windows 11.

    Não foi dito ou falado algo desse género?

    • Pedro F. says:

      Sim, foi. E também foi dito que 648kb eram suficientes…
      Marketing!
      Mas não é preciso comprar o Windows 11 se não me engano…

      • joaogarciafotografo@gmail.com says:

        Claro que não é preciso comprar, é instalar um Linux. Pena é os gigantes manipuladores não fazerem também software para Linux senão já tinha levado a fazia que merecia.

        • Pedro F. says:

          É instalar o que cada um entender. A dúvida era se o Windows 11 era pago por deixar de ser windows 10 e a resposta é não.
          E porque será que os gigantes manipuladores escolheram um SO tão mau?

          • joaogarciafotografo@gmail.com says:

            Nunca disse que é mau, simplesmente prefiro o meu Linux, porque esta manipulação vêm de a muitos anos atrás, é o porquê é simplesmente dinheiro, é a minha opinião.

  57. joaogarciafotografo@gmail.com says:

    Mais Pedro olha que todos os dias tenho usar win no trabalho mas em casa só Linux e não troco por nenhum win, até na velocidade se vê bem a diferença, mas claro não critico quem use o que quiser como fizeste numas respostas atrás

    • Pedro F. says:

      Também não critiquei ninguém caso consigas perceber o que escrevi…

      • joaogarciafotografo@gmail.com says:

        Ok aceito, foi só um pouquinho de certa maneira mas ok aceito. Uma pergunta sem qualquer tipo de crítica ou o que for, já usou Linux? E o que achou ao usá-lo?

        • Pedro F. says:

          Achei que era mais um SO que na altura para mim não servia por não ter como correr os programas que usava no dia a dia…
          Ainda tenho numa pen com o Knoppix live para resolver problemas em computadores…
          Era como se um iPhone ou um Android não pudesse correr apps…
          E hoje em dia continua a ser essa a limitação.
          E não é por dinheiro porque muitos softwares já correm em mac e não foi a Apple que os desenvolveu…

        • Mike says:

          O problema do Linux não ser mais difundido é a panóplia de distros e ambientes gráficos que existem, que contribuem para uma não uniformidade do sistema. Windows é Windows e tem sempre a mesma forma de trabalhar, MacOS é MacOS e tem sempre a mesma forma de trabalhar. Linux… é Gnome, é KDE, é XFCE, é Unity, é “qualquer coisa que venha a ser inventado por ser open source”… e depois ainda vem os diferentes “Package Managers”, é o opkg, é o apt, é o yum, é o dpkg…
          Tudo isto gere confusão para um utilizador comum e não ajuda à maior aceitação do Linux e consequentemente as empresas que desenvolvem software a ajustar os seus softwares para uma variadade de combinações possíveis que podem gerar incompatibilidades ali e acolá…

          • Pedro F. says:

            Tem o pesmo problema que as atualizações do android…
            Como a fragmentação é tanta, não há consenso em nada…

          • joaogarciafotografo@gmail.com says:

            100℅ toda a razão entre outras, é isso mesmo, uma das maiores razões, de acordo e se calhar até haveria mais e melhor software nativo para ele.
            E claro o utilizador comum quer é facilidade de uso, meu caro tudo de bom e viva todos eles uns melhores outros piores, eu gosto mesmo é de os ir testando a todos

          • João says:

            Pedro se fores por ai até as atualizações do Win tornam por vezes os computadores montes de lixo, em 25 anos a usar Win já tive muitos pc no trabalho legais que pelas atualizações obrigou a formatação de pc sem outro remédio, enfim por ai é igual em todos os SO quando fazem por vezes atualizações esquezitas e o Win até é Rei nessas.

          • João says:

            Mas é como digo são todos bons cada um a sua maneira e com os seus defeitos.

          • Redin says:

            Foi exatamente devido a essa exagerada fragmentação que eu desisti por varias vezes me adaptar ao Linux. Não gosto de usar somente, gosto de mexer e nunca me entendi. Uma curva de aprendizagem demasiado exigente.
            Atenção que eu sou um utilizador Windows e já venho do velhinho MSDos 3.1 em que para instalar uma drive de disketes tinha de ler um livro de centenas de paginas. Nem o mouse existia.
            Portanto, a única desculpa só mesmo se for a velhice que me trai.

          • Pedro F. says:

            João, os updates do Windows são feitos pela MS. No Android tens dezenas de marcas responsáveis pelos supostos updates… Se não vês a diferença nem sei o que te diga…
            Quando fazes um programa para Windows sabes com o que contas. Para Android não… Para Linux é igual…

  58. joaogarciafotografo@gmail.com says:

    Pois hoje em dia já tão bem melhores essas limitações Devido por exemplo o office já ser online entre outros igualmente, e sim é por dinheiro pois não lhes interessa fazê-los para um so livre, de qualquer maneira hoje em dia tou a correr office, photoshop e outros como se fossem nativos no meu MXLinux com grandes velocidades de trabalho, posso dizer que em downloads é 10 vezes mais rápido a transferir, mas como digo durante a semana a trabalho uso win Devido a essas limitações que não tem a ver com SÓ mas sim softwares que não existem para Linux. Este novo win 11 até tem suporte nativo ao Linux o que acho querer dizer algo mas…
    Ainda digo outra coisa que é se não fosse a pirataria existente na maior parte de todos os pc caseiros com win de certeza que a coisa táva mais equilibrada a uns bons anos, pois de certeza que a maior parte não o compraria mas…
    Enfim como digo o Win é bom mas o Linux também assim como o Mac, em questão de comparação real sem pirataria, Linux é gratuíto é atualmente bom, experimenta o MXLinux.
    Fica bem é só tou a trocar umas idéias sem qualquer intenção de dizer qual o melhor ou não.

    • Redin says:

      A questão da existência de pirataria no Windows não é desculpa para comparar a apetência ou gosto de um ou outro, porque o Linux sempre foi livre e a popularidade não pegou por alguma razão.

      • João says:

        Não diz o amigo, se por alguma razão a micro conseguisse bloquear a pirataria ou apenas o quisesse fazer veríamos como iria correr, mas como digo cada um é completamente livre de escolher e para mim todos são bons, cada um com os seus pontos fortes e fracos.
        É só isso que digo aqui desde o principio cada um escolhe,apenas não gosto de ver ninguém defender com unhas e dentes apenas um só só porque acham ser o maior.

    • Pedro F. says:

      O windows tem sido grátis há anos! Desde o 7 que nunca mais comprei e atualiza sempre…
      O macOS só vem nos macs…
      Qual é a vantagem de, por exemplo, uma adobe, em não fazer o software deles para Linux? Eles vendem ao mesmo preço para Windows e para MacOS e se vendessem para Linux.ia ser igual.

      • João says:

        Pois mas não o fazem, e porque será, achas ser apenas porque não querem, acho graça a muita malta que acha que o Linux não presta mas certo é que praticamente todos os servidores mundiais são precisamente em sistemas deste, também não achas estranho todas as grandes empresas tecnológicas serem tanto pelo Win e só usarem nos seus servidores Linux, hum.Mas pronto amigo é como digo para mim são todos bons cada um com pontos fracos e fortes.

        • Pedro F. says:

          É precisamente pelo que dizes. O linux é bom para servidores.
          O Windows é mais orientado para o resto.
          As empresas não pegam no Linux porque existe há 30 anos e tem a mesma quota de mercado do ChromeOS que tem 20 anos a menos…
          Não é só o facto de ser bom ou menos bom. É aquilo que permitem fazer. E para mim, o facto de haver imensas coisas que não correm em Linux é o fator número 1 para não usar nem querer saber dele para nada…
          Em linux não tenho como fazer um update de firmware da minha máquina fotográfica ou do meu drone. Não posso usar os meus programas 3D, AutoCAD, de simulação, engenharia… Não posso correr o software de diagnóstico automóvel que tenho na oficina…
          Não tenho jogos…
          Office…
          Não tenho a minha suite da adobe…
          Nao tenho visual studio…
          E isto é só o que me lembro de ter sofrido em tempos…

          • João says:

            Pois entendo aqui o teu ponto de vista, específicos, mas olha o comum utilizadores usa office hoje em dia trabalha 100℅ no Linux, mails e internet também, se formos a ver bem hoje em dia ao mais comum utilizadores já os programas normais todos funcionam, apenas as pessoas se acomodam com a facilidade de uso e com o que lá vem ao comprarem um pc. A pouco tempo ofereci um pc a uma pessoa amiga que precisava para fazer os estudos do IEFP, instalei o MX Linux com o atalho do Office365, Gmail etc. Ele já fez o curso e usou Word do 365, só a uma semana soube que o SO era Linux, sabes o que me disse, o João nem sei o que é isso de SO. Portanto como vês as pessoas comuns se lá tiverem um Win ou um Linux é-lhes igual desde que faça o que lhes é preciso. Agora para ti sei que é difícil pois também trabalho com softwares específicos que não bombom no Linux, mais uma vez te digo se for utilizador comum office mails redes sociais, amigo é indiferente o sistema para a pessoa desde que cumpra as funções que ele pretende

      • João says:

        Alias não sei se sabes mas a própria Microsoft usa Linux nos servidores do Bing, porque será ?
        Extremamente estranho eles não usarem um o OS tão confiável quanto o grande “Windows 2003 Server”, não achas estranho ou o Linux só serve para a segurança deles?

        • Pedro F. says:

          Já te disse que o linux serve para servidores. Ponto. De resto é limitado para servir a milhões de utilizadores.
          Senão explica-me porque anda abaixo de 3% de quota de mercado?

          • João says:

            Amigo não vale a pena explicar nada, está a vista que o Windows é mais fácil para o comum utilizadores até porque as pessoas não têm hoje em dia pachorra para aprender nada a não ser andarem nas redes sociais, ou ainda dúvidas disso. Já te disse que o Windows é prático para o comum dos utilizadores mas que é melhor SO depende do ponto de vista de cada um e para o que vai servir, amigo é como te digo queres facilidades usas Windows, queres outras coisas mais específicas usas Linux, já te disse são os dois bons, porque eu acho isso mas não és capaz de ver nada de bom nos Linux porquê, apenas porque não te deste com ele em tempos mais passados?
            Mas olha vou ficar por aqui porque não vale a pena troca de idéias quando alguém não vê nada de bom em alguma coisa, eu vejo coisas boas nos dois SO tu não vês paciência, ficamos por aqui.

          • Pedro F. says:

            Comecei com o windows ainda nem internet havia quanto mais redes sociais… Esse argumento nem conta…
            De resto, os problemas que eu tive no passado continuam a partir do momento que os programas que uso não correm em linux. Até pode ser o melhor SO do mundo, e acredito que seja já que só há 1 windows e há 2 milhões de linux…
            Mas andar na net e mandar uns mails não me chega para o dia a dia…

          • João says:

            O meu amigo já lhe disse que tanto para si como para mim que usamos software de fotografia,design e outros não serve os nossos propósitos, quanto as redes sociais e outros apenas referi para os usuários comuns do dia a dia normal ,pensei que tivesse entendido esta minha posição sendo apenas dirigida a usuários normais que só usam office e pouco mais, para esses se lhe enfiarem um Linux ou um Windows nem dão pela diferença .

  59. João says:

    Podem ver aqui por exemplo o que anda a acontecer, porque será?
    https://pplware.sapo.pt/linux/o-linux-do-windows-10-ja-tem-disponivel-a-tao-esperada-interface-grafica/
    https://pplware.sapo.pt/microsoft/parece-mentira-mas-a-microsoft-ja-tem-a-sua-distribuicao-linux-o-cbl-mariner/
    https ://www.tecmundo.com.br/software/212369-ex-funcionario-microsoft-diz-linux-seguro-que-windows.htm
    Mas é como digo eu gosto do Win mas também do Linux.

  60. João says:

    Para finalizar de uma vez a minha posição em relação ao Windows sim sem dúvida um bom SO até porque muito do software só trabalha neste principalmente software relacionado com fotografia, design e afins.
    Para usuários normais do dia a dia seja Win ou Linux é indiferente pois nem dão pela diferença desde que possam usar office , mail e redes sociais, até porque a maioria deles nem sabe o que é um SO nem para que serve, apenas lhes basta cumprir as funções do dia a dia deles.
    Ou seja para mim,
    Designer , fotógrafo , entre outros dentro destas áreas : Sem Dúvida Windows
    Utilizador comum dia a dia , office, mail,entre as coisas mais usuais hoje em dia Win ou Linux é indiferente sendo os dois bons no efeito.
    Servidores web sem dúvida Linux sendo que o Win server também não é mau de todo.
    Portanto Pedro não vejo qual é o teu problema em só conseguires ver o Windows como único, absoluto e Deus Rei dos SO.
    A para vários efeitos e gostos sendo que para mim gosto dos dois e uso os dois, entendo porque usas o Windows devido aos softwares que usas mas dai dizeres que o Linux não presta apenas por não servir ao que tu precisas não é bem correto até porque como sabes tens vários softwares livres no Linux hoje em dia que poderiam servir os teus interesses, chato é que tinhas de aprender a trabalhar com alguns deles de novo.
    Mas pronto como te digo fico por aqui porque é assim como digo gosto dos dois e vejo vantagens num e no outro em certas situações.abraço e tudo de bom para si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.