Quantcast
PplWare Mobile

Parece mentira, mas a Microsoft já tem a sua distribuição Linux, o CBL-Mariner!

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Joao Ptt says:

    Até poderia ser uma importante fonte de rendimento, imaginem a Microsoft garantir uma versão “Linux” leve para coisas mais simples mas em que davam sei lá: 25 anos de garantia de actualizações de segurança e de funcionalidades estritamente necessárias para funcionar bem… de certo que haveria uma adesão massiva por parte de certos sectores industriais que até hoje têm problemas de assistência na maior parte das distribuições “Linux” com excepção da RedHat acho, e mesmo assim ninguém parece garantir 25 anos de coisa nenhuma, ainda que em teoria uma empresa possa ela mesma manter o código, na prática a maior parte quer algo para enviar para os clientes que se mantenha actualizado se possível para sempre até o equipamento deixar de dar por si mesmo, falando em empresas que querem saber da qualidade, claro! As outras quanto menos tempo aquilo funcionar melhor… e essas claro que não iam meter Microsoft Linux.

    • Samuel MG says:

      Se pagarem deixa de ser Linux e passa a ser Microsoft Android 🙂

    • Marcos Falieri says:

      Você tem um ponto interessante. Se a MS desenvolvesse uma versão GNU/Linux com suporte de 10 anos (como o LTSC), disponibilizando o mínimo do mínimo apenas para o funcionamento do SO, com toda certeza, ela teria uma adesão em massa para o uso em sistemas críticos ou que sofrem poucas alterações ao longo dos anos. No meu ambiente de trabalho é um exemplo onde esse SO seria usado, lá é usado o Arch Linux mínimo + kernel LTS e somente patches de segurança são aplicados. A cada 6 meses o sistema é atualizado e congelado — tudo funciona perfeitamente bem, mas sem um suporte corporativo.

  2. Rns12 says:

    This is pure madness XD.

  3. Ru says:

    “Como transformar linux em virus/spyware’
    Com certeza existirão malucos para usar isto. Mas duvido que sejam os mesmos que já usam linux como S.O. principal. Pelo menos das distros fiáveis.

    • É uma distro com um propósito muito específico e não deverá ser usada no dia a dia. Isso está claro no texto e no próprio disclaimer da distro. Não é algo criado “só porque sim” mas serve uma necessidade da Microsoft.

      • Ru says:

        “Cheira-me” que não se vão ficar por aí.
        Quase todos os utilizadores Windows que conheço, e se aventuraram no Linux, querem à força que seja igual ao Windows.
        Caso a MS saque uma cartada destas, vamos ter uma geração nova de pseudo-utilizadores Linux que nada de bom irão trazer para a comunidade.
        Mas isto tudo sou eu a divagar, e muito….

        • Rui Costa says:

          Nao deves conhecer nenhum programador web. Todos eles querem fugir do windows para linux ou mac. So nao fogem mais porque as empresas os “impedem”

          • Ru says:

            Não estava a falar dos que fogem do Windows, e sabem que estão a usar um SO diferente. Ou daqueles que nunca quiseram saber de Windows para nada.
            Estava a falar daqueles que querem usar Linux, mas querem que funcione igual ao Windows. Depois reclamam e voltam ao mesmo.

  4. lapisazul says:

    Contínuo a aguardar uma versão Linux que dê para instalar aplicações para Windows de forma nativa e sem wine ou outro tipo de virtualização.

    • Curiosamente o oposto já existe. Já podes ter apps Linux a correr no Windows, com ambiente gráfico e tudo. O que queres não deverá ser simples, até porque precisavam de aceder a elementos do Windows que estão protegidos e que a Microsoft certamente não vai abrir para a comunidade.

      • Luis Baker says:

        Claro que nao e……. 700mb de ram para o kernel do linux e o que? nao e virtualizaçao mas tambem nao e rodar nativo tem o sistema linux rodando por baixo

    • Ru says:

      O que tu queres, chama-se windows. Linux não é windows.

  5. Pedro says:

    Façam mas é o Outlook para Linux. Única coisa que faz falta!

    • Miguel says:

      O que é que o Outlook tem, que o Thunderbird não tem?

      • Heribert says:

        Tudo. E office e adobe também …linux e tao limitado que não tem utilidade para o usuario normal

        • Paulo Jaime says:

          Está enganado. O único ponto que lhe dou razão são os jogos desenhados para correr em windows! De resto qualquer boa distribuição Linux e existem centenas têm tudo o que um utilizador normal ou empresarial necessita. Tem o Libre Office que em nada fica atrás do office da Microsoft, inclusive pode configurar para guardar os ficheiros nos formatos Word, Excel, Power Point etc…. e o Thunderbird ( cliente email ) é completo e funciona muito bem. Quanto a interface Gráfica sabia que pode escolher centenas senão milhares de ” roupas ” inclusive a das versões dos Windows, Apple etc? E não preciso de anti-vírus, nem de optimizações, desfragmentações e tantas manutenções que o Windows. Para não falar da segurança, estabilidade e fiabilidade. Quer uma sugestão? Linux Mint 20.2, Cinnamon e dps mude o aspecto que quiser.

          • Samuel MG says:

            A parte dos jogos tem solução usando o wine!! Nunca me arrependi de usar o Linux!! Pelo menos não existe o PrintNightmare 🙂 LOL!!

          • Adeus says:

            Para um usuário profissional o libre office não é solução.

          • Carlos Completo says:

            Está enganado. Libreoffice e outros demais são uma bosta quando comparados com o MS Office. Gráficos no Calc… Uma bosta! E a partir daí é só a piorar.

          • Samuel MG says:

            @Carlos Completo qual foi a ultima versão do LibreOffice que usaste? Se não usaste não podes falar sem usar!!

      • Pedro says:

        Suporte direto para exchange. Organização em condições, funcionalidades que outro não tem. Etc. Thunderbird ainda tem muito de evoluir. Mailspring é uma boa escolha, mas a forma como organizam as contas e os e-mails não me convence.

  6. anonimo says:

    É só primeiro passo. Sendo o linux muito melhor, especialmente em gestão de redes, a Microsoft, espertamente, rendendo-se ao fato de não conseguir equiparar-se, com o windows, aproximou-se do Linux, com a intenção de dele se se apropriar. Eu bem disse, quando foi anunciada tal aproximação. Anotem: o objetivo é devorar o Linux, assumindo tudo de bom que o mesmo tem e sem gastar dinheiro com isso. Um tiro no pé. O pessoal do Linux acolheu um tremendo cavalo de tróia, que vai devorá-lo, vencê-lo atacando por dentro.

  7. anonimo says:

    É só primeiro passo. Sendo o linux muito melhor, especialmente em gestão de redes, a Microsoft, espertamente, rendendo-se ao fato de não conseguir equiparar-se, com o windows, aproximou-se do Linux, com a intenção de dele se se apropriar. Eu bem disse, quando foi anunciada tal aproximação. Anotem: o objetivo é devorar o Linux, assumindo tudo de bom que o mesmo tem e sem gastar dinheiro com isso. Um tiro no pé. O pessoal do Linux acolheu um tremendo cavalo de tróia, que vai devorá-lo, vencê-lo atacando por dentro. Em tempo: Aos que discordarem do que penso: Não se dêem ao trabalho da réplica. Não tenho interesse. Fiquem na paz.

  8. Manel says:

    Não uso Windows obrigado

  9. Joao Cordeiro says:

    EEE = Embrace, extend, and extinguish.

  10. jorge says:

    A microsoft esta a preparar o enterro do linux com a ajudo do linus, o ter dois sistemas num so pc é autentica porcaria, pagar uma licença nem sei porquê, uso mac, mas nao quero ca outro sistema, podia ter os 3 sistemas mas um me chega para tudo quanto eu preciso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.