PplWare Mobile

China prepara-se para abandonar o Windows e criar o seu próprio sistema operativo


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Bruno F. says:

    Os states tentaram com a Rússia, não conseguiram. Agora estão a tentar com a China. De facto aquela malta precisa mesmo de conflitos/guerras para estar bem.

    • pauloj says:

      Não faltam aqui China lovers, deveriam-se se mudar para a China, pera deculpem-me, Portugal já faz parte da China e nota-se pelo seu declínio. Para os amantes da china esquecem-se que se Portugal alguma vez fez ou faz parte do mundo desenvolvido possivelmente e graças aos Estados Unidos. Para os amantes da China, eles deveriam informar-se do que realmente a china está a fazeer ao mundo que economico ou social, … Respect Rússia & where is marselfie?!

      • Joao Pequeno says:

        PauloJ, o teu discurso só revela a tua ignorância. Neste momento há 2 blocos fortes: os USA e a China. Economicamente e tecnologicamente. Mas a China já há milénios que é um país desenvolvido. A china já tinha linguagem escrita há mais de 3000 mil anos. ~Inventaram a pólvora,etc e blablabla. Não me quero estar a longar pq ficávamos aqui o dia inteiro. Não se trata de ser amanate de um ou de outro mas de reconhecer os méritos a quem os tem. A china é um país de engenheiros e os USA é um país de advogados (law makers)

      • Jorge says:

        Não deve ser pior do que os EUA estão a fazer e fizeram ao planeta

      • Joao says:

        Tanto respeito por Portugal e termina a frase em inglês com erros…

      • Joao says:

        Tanto respeito por Portugal e termina a frase em inglês com erros…

      • Pedro R. says:

        “se Portugal alguma vez fez ou faz parte do mundo desenvolvido possivelmente e graças aos Estados Unidos”. Gostava de ler algo mais aprofundado sobre este tema, quer dizer, uma explicação qualquer desta afirmação.
        Não me parece que, pelo facto de muitas pessoas se estarem a colocar contra a posição protecionista dos EUA, se tornem amantes da China. Parece-me é que esta política do Trump está a prejudicar-nos a todos, consumidores, pois vemos restringido o nosso direito de livre escolha.

      • Zhizu says:

        Bem a verdade é que há imensas companhias portugueses incluído que querem uma parte do mercado chinês logo têm que se mudar para a China, já visitei a China inúmeras vezes e tenho amigos em Macau e em Shanghai, estão muito bem melhor do que quando estavam em Portugal e não querem voltar. A China não é Coreia do Norte, era bom se informasse melhor antes de falar.

  2. Ginger Ale 007 says:

    Um novo sistema operativo para o próprio país,quem diria… Dá graça,porque se não me esqueço a Coreia do Norte também parece que criou um e de nada lhes valeu.Nem sei se o abandonou de vez ou não.Até gostava de ver um sistema operativo todo em mandarim,com aqueles caracteres.Uma coisa é certa.Ninguém perceberia nada. 🙂

    • Jose Lapao says:

      Errado de certo aue entende de mandarin iria perceber o aistema, e se ao mesmo tempo entende de programação, pode explora-lo. Nada neste mundo é imune a ataque e até as mais basicas leis da fisica são susceptiveis sde serem “violadas” quanto mais um sistema criado por humanos, não se esqueçam do velho ditado “errar é humano”

    • Edexote says:

      Estás mesmo a comparar os recursos do Coreia do Norte aos da China para criação de software, ou mesmo de outra coisa qualquer? Deves ter nascido na década passada…

    • Miguel Costa says:

      O Windows tem o Mandarim como linguagem de suporte para todos os menus… basta ter a versão pro e alterar a linguagem para Chinês-Mandarim. E poderá ver como fica. Espero é que decore onde está o menu para lá voltar e escolher outra bandeira, para voltar a ter o sistema numa língua que entenda…

    • Ruy Acquaviva says:

      A comparação com a Coréia do Norte beira o ridículo. A CN desenvolveu uma distribuição Linux própria, o que por sinal não tem nada de estranho, é até bastante racional. Se lhes valeu ou não é difícil de saber, ao que me consta eles usam sua própria distro e não abandonaram nem parcialmente, mas se estiver errado pode me corrigir, mas se for fazê-lo que seja com fatos e argumentos lógicos e não com bazófias sem informação.
      Por outro lado o projeto chinês é bem mais ambicioso. Não falta recursos e condições para que façam seu próprio sistema operacional. Lembre-se que é um sistema para as forças armadas e não de uso geral. Não vejo portanto nenhuma dificuldade e acho uma proposta muito correta do ponto de vista deles, já que é lógico que queiram preservar seus sistemas mais sensíveis da espionagem eletrônica que temos CERTEZA que os EUA praticam (vide Snowden).
      O comentário tentando depreciar a língua predominante na China, o Mandarin, denota um preconceito cultural ocidental, que cai no ridículo por estar referindo-se com desdém àquela que foi a cultura dominante econômica, intelectual, científica e tecnologicamente no mundo durante milênios e que no momento está em franco processo de retomada dessa posição.

    • Zhizu says:

      Comparar a China com a Coreia do Norte, tudo a ver.

  3. Jorge says:

    Não era por aqui que a China devia ir mas sim proibir a entrada de iphones na China! Isso sim seria resposta com a mesma moeda!

    • miguel says:

      Eles não entram na China, eles saiem da China
      Isso era dar um tiro no pê, os milhões em impostos e postos de trabalho que a Apple cria na China não dá grandes margem de manobra para o Governo Chinês ir por ai.

      • Atao says:

        errado. a apple não tem outra solução se não fazer iphones na China. Se pudessem não o fazer já tinham mudado à muito. Não esquecer que maior parte dos componentes do iphone são feitos exclusivamente na China e não são propriedade da Apple. A Apple é mais refém da China que o contrário.

        • Jorge Carvalho says:

          Têm sempre que meter a Apple ao barulho , e já agora quais são os componentes fabricados na china ?

          Abc

        • jose says:

          A Apple pode mudar para coreia do sul, vietname, india, etc e manter os mesmos preços, só teria de esperar que a infraestrutura chegasse ao tamanho da foxconn, enquanto isso vendia menos.
          Até podia mudar para e europa ou US e aumentar os preços do iphone ou ter menos lucro. O que não faltam são alternativas.
          Já a china, perdendo encomendas de empresas US, perderia mais de 50% do seu revenue.

        • Sujeito says:

          Errado. A dependência na china advém da infra estrutura mas isso é pano para mangas, pois também se produz noutras partes do mundo.

          Estrategicamente é a opção que preferiram, não é a única, nem de perto. É uma escolha. E com cada escolha há consequências.

    • Zé José says:

      Tiro no pé… Os iPhone são montados na China…

  4. Miguel Costa says:

    Em 2008 a China também quis bloquear o Windows de ser usado, queria que as pessoas e empresas só usassem 2 distribuições de Linux, feitas pelo governo chinês… ao cabo de 1 ano, com menos de 120000 instalações, o Windows voltou a ser permitido.
    Isto é a mesma coisa que o Brasil anunciou, que a Andaluzia fez durante 4 anos e que a Baviera fez durante 5 anos: querem autonomia só que os custos de manter um sistema operacional são de tal forma altos, que ter um mainstream acaba por ficar muitíssimo mais barato.

    • VaGNaroK says:

      Pelo visto você não leu a matéria, o novo sistema é para fins militares e não para a população usar. O custo de fazer um sistema do zero sim é alto mais ela pode usar pelo menos um kernel já feito como o linux como base.

    • Ruy Acquaviva says:

      Acho bastante polêmica sua posição sobre sistemas operacionais de uso geral no desktop, que ensejaria um longo e interessante debate que não cabe no assunto deste artigo.
      Acontece que estamos a tratar de um projeto de sistema operativo de uso específico das forças armadas chinesas. É portanto um escopo de aplicação muito mais específico onde argumentos tais como “não roda os softwares da Adobe” ou “não tem jogos” são completamente descartados.
      Pense na importância estratégica de proteger os sistemas militares daquela que vai ser a potência dominante econômica e militarmente no mundo em poucos anos e já ocupa a segunda posição “no olho eletrônico”. E pense no tamanho do orçamento militar chinês.
      Então perceba a falta de propriedade das comparações que você fez e do argumento que apresentou. As situações são completamente diferentes.

  5. Joaquim Alcobia says:

    ” Este novo sistema será desconhecido e assim imune a problemas.”
    Not conhecido => Not problemas
    ???
    Discordo da relação causa efeito afirmada.

  6. miguel says:

    Eles não entram na China, eles saiem da China 😀
    Isso era dar um tiro no pê, os milhões em impostos e postos de trabalho que a Apple cria na China não dá grandes margem de manobra para o Governo Chinês ir por ai.

  7. miguel says:

    Em reposta ao @jorge.

    “Não era por aqui que a China devia ir mas sim proibir a entrada de iphones na China! Isso sim seria resposta com a mesma moeda!”

  8. Zé Duarte says:

    Para que vão criar um novo SO? Não sabem o que é Linux? Acho que até um chinês com meio cérebro sabe que não é seguro usar um SO feito pelo governo.

  9. nacho vidal says:

    J.W.Bush–> dois arranha-céus detonados para conseguir arranjar “a desculpa perfeita” para entrar no Iraque.
    Obama–> guerra económica com a Europa (especulação/ empresas de rating/ crise imobiliaria “PIGS”) + o inicio do big brother.
    Trump–> guerra comercial na china….

    Do fundo do coração espero que a China encontre uma maneira para ganhar essa guerra.
    O meu próximo telemóvel até irá ser um Hawai só por solidariedade.

    • Jorge Carvalho says:

      “Obama–> guerra económica com a Europa (especulação/ empresas de rating/ crise imobiliaria “PIGS”) + o inicio do big brother.”

      Esta partiu-me todo , 🙂
      O que referes aconteceu em 2007 , vai ver quando o Obama tomou posse.

      Abc 🙂

      Abc

    • Jorge says:

      nAO BEBAS MAIS NADA ..

  10. Pedro R. says:

    A China acaba com esta guerra quando quiser. Pelos vistos, estão a equacionar a hipótese de proibir a exportação de terras raras para os EUA. Ás de trunfo!

    • arc says:

      Essa muito provavelemente, as Terras Raras ou Metais Raros, poderá vir a ser um dos potenciais argumentos, se a China quiser ir por esse caminho.

      É bom recordar, que a China é o principal produtor/ exportador (+70% das reservas mundiais são suas) e que entre esses metais raros se destacam ( promécio, gadolínio, túlio, cério, etc.), sendo aplicáveis em tudo o que é tecnologia nos dias de hoje.

  11. paulo g. says:

    As the creator of Chinese operating system ecology, Deepin Technology not only built close working relationships with chip, computer, middleware, database and other manufacturers, but also jointly developed lots of applications for Chinese users with Kingsoft, NetEase, Crossover and other companies. Its operating system product has been widely used in the government, finance, communication,education and other fields.

  12. David Guerreiro says:

    Uma boa jogada, assim substituem um sistema operativo que é espiada pelos serviços de informação americanos, e passa a ser espiado pelos serviços de informação chineses.

  13. Tavares says:

    Guerra entre a China e os estados unidos!? Nem comercial, isto tudo trata-se de um golpe de aumentar os valores dos produtos com o autocolante design in usa made in prc. Comecem a olhar para os produtos tecnológico, o caso da Huawei é o simples facto de ser uma empresa que oferece iPhones ao preço acessível, e com isso a Apple estava a perder receitas, sei que vão falar da samsuga, sim samsuga, é uma empresa sediada na Coreia do sul mas tem costelas americanas.

  14. Cortano says:

    Isto é uma desculpa da China para ter um maior controlo sobre o seu povo.
    China é dos países que mais investe no “big brother”

    • Ruy Acquaviva says:

      O que a matéria não deixou claro é que se trata de um sistema operativo para uso exclusivo das forças armadas e dos sistemas mais sensíveis do governo chinês. Trata-se de uma questão estratégica e não é um sistema de uso geral. Não ficou claro em nenhuma das matérias que eu li sobre o assunto se há alguma proposta de expandir para um sistema de uso geral, mas no momento é um sistema específico.
      No entanto não entendo qual é a diferença para o povo chinês entre ser espionado pelo próprio governo chinês ou ser espionado pelo governo americano. E sabemos muito bem que o governo americano espiona todo mundo (vide Snowden).

  15. Joselito says:

    Nunca vi tanto defensor de comunista por metro quadrado como a aqui estar! Ainda não vi a Alemanha e o Japão a fazer um novo sistema operativo! Que não verdade é um fork do Linux!

  16. Joao Ptt says:

    Admira-me que os Chineses ainda utilizem sistemas operativos e hardware desenhado/ fabricado em qualquer outro lugar que não seja por eles mesmos, em especial na área militar que é a mais importante para manter os outros países longe.

    Os EUA têm razão em não querer que as suas infra-estruturas militares e civis principais (comunicações, etc.) sejam desenhadas/ fabricadas em qualquer outro lado que não no seu país e por pessoas lá nascidas e que se tenha verificado serem de confiança por um lado, e terem outras pessoas de confiança a confirmar que as coisas estão bem feitas de forma a que sejam seguras de ataques tanto quanto é tecnicamente possível.

    Por outro lado estes mesmos governos/ estados querem (e tentam por todas as maneiras) vigiar tudo e todos sem excepção! Logo proteger toda a infra-estrutura é basicamente impossível porque têm que deixá-la vulnerável… como não querem ser correctos, estão a auto-sabotar-se e a plantar o veneno que terão de “saborear” mais tarde… e vão saborear, é garantido.

  17. Jorge Gomes says:

    Estes tugas todos a comentarem, parece que gostam mais da china do que do seu proprio país, pois emigrem vao todos para a china e fiquem por aí, até podem morrer todos por essas bandas para nao cheirarem mal no país da tugolandia.

  18. popinhas says:

    Trump the biggest (T)roll in human history.

  19. Manelito says:

    A China democratizou o acesso a tecnologia; por 200 euros tenho um smartphone tablet ou laptop. Sem a China tinha que vender um rim para um smartphone tablet laptop Apple entre os 5000 10.000 euros portanto obrigado China!

  20. Até depois says:

    Não vou dizer nada aqui sobre a Microsoft até porque disse muiiita coisa na matéria sobre o herdeiro do Windows 10 que deve vir uma ****** fico com Windows 7 até depois

  21. Pedro says:

    Já ti ouvido notícia semelhante à cerca de 10anos. Sabem o que é que mudou desde então? Nada? Daqui a 10anos voltamos a falar do mesmo.

  22. Jorge says:

    Para quem acompanha esta situação, e se for inteligente já percebeu que os EUA para já estão a perder a guerra, e é a própria imprensa americana que o diz, o governo já injectou 25 mil milhões dólares na agricultura por causa da soja, e a guerra a continuar os americanos vão comer soja a todas as refeições, as empresas tecnológicas pediram hoje ao governo para repensar a guerra á Huawei, porque a declaração á Huawei é um tiro no pé, porque vai obrigar a Huawei a fazer os telefones da marca totalmente com tecnologia chinesa, e se não fosse a guerra não avançava para esta situação. Conclusão a ser assim muitas empresas de silicone ballet vão ao charco. Alguém disse que a China é um país de engenheiros, e é verdade, firmando milhares deles por ano. Depois confundem as coisas quando mandam as pessoas para a China, para a Rússia, para Venezuela, para cuba, e confundem porque não e por gostar de A ou B ou C, apoiam por contra ponto as arbitrariedade, crimes e actos terroristas cometidos pelos EUA, mas só fica surpreendido quem não sabe que os EUA lideram a lista de preigosos terroristas. Já repararam que onde há crise estão metidos os EUA???? É sintomático. Não é????

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.