Quantcast
PplWare Mobile

Questão: Concorda com a mineração de criptomoedas?

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. miguel says:

    Não concordo elas deveriam ser dadas as pessoas, no mínimo 100 por cada pessoa.

    *Modo irónico off

  2. Pirata das cabernas says:

    100% de acordo…

  3. Luis says:

    Não e devia ser proibido, a uns anos foram as placas gráficas subiram por causa disso, agora não à conponentes para tudo, e tanbem se devia de reaproveitar antigas placas

  4. Já Foste says:

    Olha as bitcoins fazem mal ao aquecimento global….vê lá Ahahah o gates daqui a uns dias vai dizer isso…

    • Samuel MG says:

      As criptocoisas fazem mal ao planeta pois precisas de muita eletricidade para minar essas porcarias!!

      • Johnny Walker says:

        E os bancos do mundo todo e as casas da moeda funcionam a ar puro.. e os carros a gasolina tbem.. já para nao falar da industria textil, que ate nem poluem fontes de agua nem nada.. mas prontos, andamos todos a pé e sem roupa, para nao poluir..

        • E esta hein ... says:

          Mas banco nenhum NUNCA pôs em risco o abastecimento energético ás populações como aconteceu no médio oriente, ou não consideras aquelas pessoas como seres humanos com as mesmas necessidades que tu ?

        • Blam-O says:

          Vai uma diferença entre teres de queimar combustíveis e consumir outros recursos não renováveis em favor do bem estar de uma comunidade e evolução do todo, contra o consumo energético por alguns indivíduos (Ainda que talvez possas chamar empresa em nome individual) que ultrapassa os valores de alguns pequenos países, tudo para o seu próprio proveito financeiro.

          Minar criptomoedas em nada ajuda a humanidade. Se me dissesses que é algo tipo Folding@Home…

          Sim, é a culpar criptomoedas. Se há outros pontos que precisam de atenção? Claro, mas isto chegou ao ponto de ser tento se não mais urgente.

      • David says:

        Não se trata de minerar moedas, mas sim manter a blockchain operacional e segura. Como recompensa, as pessoas recebem essas moedas. Pelo menos esse era o motivo no início. Agora é obvio que o objetivo é fazer dinheiro.
        Mas não te preocupes muito, isto é apeans a primeira fase. Esta tecnologia eventualmente vai evoluir para ficar mais eficiente e possivelmente virá ajudar-nos a reduzir a nossa pegada ecologica, porque, por exemplo, várias entidades irão deixar de necessitar dos seus próprios servidores ligados 24/7 e poderão utilizar blockchains públicas ou privadas.

      • Tomas says:

        Mano tu já viste quanto é que gasta a Google ou a ovh antes de dizer que consome muito vai estudar hardware e consumo de energia porque que carregas o telemóvel ou usas a televisão ou porquê usas o Facebook ou Instagram isso consome imensa luz

    • carlos says:

      O mal que fazem ao mundo é o facto de terem uma cotação que se baseia apenas em pura especulação, sem qualquer ligação a fatores produtivos ou de criação de riqueza real. Hoje dizem que os estados não se devem meter nisso, mas um dia vão dizer o contrário. É mais um telexfree só que ao contrário deste é apoiado por empresas de grande poder a nível mundial.

      • Tomas says:

        E o ouro tem valor no quê também é a base de especulação

        • Pedro Fonseca says:

          O ouro tem, por si só, utilidade material. Para além do uso estético e isso é também um uso perfeitamente legitimo o ouro é o mineral com mais aplicações na industria, na saúde e na electrónica.
          Por isso o valor do ouro não é baseado unicamente na especulação, existe especulação claro, a especulação acaba por chegar a tudo, mas o ouro tem valor por via da sua necessidade o do seu uso prático.

        • ivan says:

          ouro ja nem é a base por tras de um valor da moeda…

  5. Jorge says:

    A quem votou “não”, aconselho a ouvirem o Sr. Fred Antunes. E a escassez de gráficas não está só APENAS relacionada com o mining.

  6. Diogo says:

    Concordo se arranjarem uma maneira de gastar menos energia para minerar.

    • Gertrudes Sodoxa Xuarenca says:

      isso já está a ser feito

    • rjSampaio says:

      porque? gasta menos que os bancos….

      anyway, o consumo era e sempre foi baixo, a mineração não existe para a malta ganhar dinheiro, existe para garantir a segurança da rede, e antes de o preço ter disparado, ninguem ganhava dinheiro com o mining, as pessoas faziam-no de borla sem qualquer ganha, que era recompensado nem servia para uma pastilha elastica.

      O facto que as pessoas são gananciosas e quererem ganhar dinheiro com essa mesma mineração agora que o valor da moeda é alta.

      Este “Concorda com a mineração de criptomoedas” é estupido e para quem for da ideia que “só serve para fazer dinheiro aparecer do ar, mas eu não posso aproveiter de momento” sim é obvio que as pessoas vão ser contra, mas a mineração não é nem nunca foi para isso…

    • says:

      já se informaram de quanto gasta o fabrico de moedas ou notas?!

  7. João says:

    Sim e não. Da maneira descontrolada que está neste momento, tem efeitos adversos em certos mercados e, obviamente, no ambiente.

  8. Sam says:

    Apenas por curiosidade (por agora): Tendo um bom desconto na minha eletricidade, gostaria de saber o mínimo€ que teria de investir (em equipamento) para ter um lucro razoável? Cumps

  9. Satoshi says:

    Cripto é mais ecológico que sistema financeiro actual. Isto é ridiculo.
    70% da mineração utiliza energia renovável. Bitcoin está a tornar energia solar mais rentável. Os media recusam se a informar. Andam aqui nestes click baits da treta, enquanto as pessoas perdem o melhor investimento do século.

    • Johnny Walker says:

      Mais sobra para quem está atento e estudo sobre o assunto..

    • E esta hein ... says:

      E onde estão os factos? As provas dessa miraculosa utilização SÓ de energia renovável? Como se fosse possível os mineiros escolherem a energia que usam, bem podem sempre ter a vizinha a pedalar na bicicleta ligada ao gerador lá de casa …

    • José Fonseca Amadeu says:

      70% da mineração é com puxadas ilegais em países do terceiro mundo, impossível fazer esse paralelismo

  10. Victor says:

    Concordo. Acho que todos deveriam de o fazer, mais cedo ou mais tarde irá tornar-se algo comum no nosso dia a dia algo tão simples como ir buscar um snack a uma vending machine e ser pago em BTC.
    Pena que haja pouca informação e demasiada desinformação sobre o que são as criptomoedas ou o Bitcoin na sua essência.

    Isto é o Gold Rush da era digital

  11. lince ibérico says:

    1 – eu ainda não percebi o porquê de as criptomoedas serem diferentes da moeda real. Tanto mais que passam a vida a compararem-se com as moedas reais, no fundo é uma coisa para meia dúzia ganhar uns trocos à custa de milhões.
    2- Depois, que segurança ou porta a quem bater para pedir ajuda ou reclamar? Nenhuma.
    3 – A questão da energia consumida é semelhante à utilização de campos de cultivo ou florestas para produção de biodiesel. Faz sentido? Não. Além de mais, quanto mais criptomoedas existirem, ainda que tudo digital, a mineração é cada vez mais complexa.
    4 – Que utilidade prática/real tem para a sua utilização, apesar do seu valor “astronómico”? Nenhuma.
    5 – Qualquer pode criar uma criptomoeda, logo é como os likes.
    Resumindo, há já países que se levantam contra a mineração pelo consumo de energia excessivo.

    • cross says:

      O teu primeiro ponto resume tudo. o resto vem daí.

    • Pinto says:

      Boa estudar um pouco mais sobre as criptos para não falar tanta asneira 🙂

      • Blam-O says:

        Excepto que tudo o que ele diz são pontos perfeitamente validos, aos quais não respondeste a nenhum porque não tens boas respostas, e nem queres tentar porque em alguns dos pontos só tens a salientar as possíveis negativas.

    • Pedro says:

      Transações mais rapidas do que tradicionalmente, custos muitos mais baixos nas transferências principalmente nas internacionais, tecnologia aplicavel a anti falsificação de quanquer coisa(por exemplo , musica, fotos, videos, diretos autoriais, softoware, hardware e por ai vai)
      Quanto aos mineradores, é quem mantem a rede/ sistema descentralizado e por cada transação da rede eles ficam com uma parte pelo trabalho que fizeram. Não e trata de likes.
      Alem de que muitos paises ja anunciaram a sua própria moeda digital, incluindo a uniao europeia, suecia, china, ucrania…. algum valor deve ter????
      A questão da energia, podemos olhar de que iremos gastar de um lado mas poupar pelo outro, moedas fisicas gastam um monton de energia e ninguem se queixa, exploração de metais, producao, armazenamento, transporte, segurança, higienização…

    • paulo says:

      no ponto 2 diz isso ao antigos clientes do BES!!! ACORDA!

    • paulo says:

      Amigo se tu nao percebes queres vir argumentar o que como dizes que que nao tem utilidade nenhuma__ mas tusabes do que falas?? nao! o ellon musk entrou no BTC porque ]e burro! os ignorantes estao com a confianca todo os inteligentes com as duvidas todas!

    • David says:

      Epah… o facto de algumas moedas terem um valor “astronómico” deve-se simplesmente a especulação. A mesma que se verificou na gold rush no século passado e tambem se verificou algo semelhante nas stocks das principais primeiras empresas da internet. É uma coisa nova que ninguem sabe ao certo quanto vale, por isso as pessoas especulam. Pode valer muito mais, ou muito menos, mas existem atributos de cada moeda que influenciam o seu preço a subir. Por exemplo, a bitcoin fica cada vez mais escassa a cada ~4 anos, o que tem vindo a originar um surge nos preços do mercado inteiro. Só não se aproveita disso quem não quer. Quer queiram quer não, as blockchains são uma tecnologia com bastante potencial para mudar o mundo e portanto não se vai embora. Aliás, as pessoas que não dão importancia a esta tecnologia estão a perder uma enorme oportunidade, pois não fazem ideia do enorme potencial dos mercados financeiros que se estão a formam nestes ecosistemas. Sabias que lá podes emprestar o teu dinheiro e receber o juros que MERECES?…
      Resumindo, a blockchain é uma tecnologia com enorme potencial, que poderá ser utilizada para coisas que nem sequer conseguimos imaginar neste momento. Travar isto é travar inovação, que poderá eventualmente a reduzir significativamente a nossa pegada ecologica ao descartar a necessidade de várias entidades terem os seus proprios servidores dedicados a tarefas que podem passar a realizar em blockchains publicas ou privadas. Com isto não digo que mineração seja necessária. Acho que não é. Até porque por exemplo a blockchain Ethereum está no caminho de se tornar numa blockchain baseada num processo que necessita de muito menos poder computacional que a mineração.

      • João Magalhães says:

        Não percebo muito desta matéria mas gostaria de entender melhor, como é que se troca por dinheiro ou por exemplo hoje compro a 50.000€ quem me garante que amanha não vale 10€? E mesmo hoje sabendo que já esteve a 1000€ vou dar 50 mil por uma BTC? Quem me garante que sobe mais de 50 Mil ? Isso deixa-me um pouco apreensivo.

        • traveller says:

          quem te garante que hoje tens 50.000€ e que amanha esses 50.000€ não dão para comprar um pão? vê quem tinha há 5 ano o equivalente a 50.000€ em kwanzas ou Bolívar o que compram hoje.

  12. Sergio J says:

    Acredito na tecnologia associada, mas controlada pelos estados. O conceito de um mercado não regulado faz-me muita confusão. Talz como o ideal comunismo é uma utopia um mercado que se regula a si próprio é a mais pura das fantasias.
    A maioria dos defensores ou são anárquicos, ou ultra-liberais, miúdos ou a maioria que vê uma oportunidade de dinheiro fácil. Claro que existem sempre os outros, mas que ainda não perceberam que as ideias base não funcionariam num mercado assim

    • David says:

      Eventualmente a grande maioria dos países vai requerer que as pessoas indiquem quais são as suas contas para tentar impedir atividade criminosa, visto que as transações serão todas visiveis e as pessoas quando quiserem usar esse dinheiro terão de se associar à conta, o que criminosos não irão querer fazer. De resto, o mercado financeiro que se está a construir nas blockchains vai muito provavelmente substituir a necessidade das pessoas usarem bancos que cobram mais do que dão…

      • scp says:

        As notas (cash) é muito mais usado para coisas ilegais porque não há rastreio, não dá para seguir e associar o cash a ninguém. Na btc e outras criptos dá para ver porque as contas de onde sai e entra o dinheiro são públicas e dá para ver as transações. Só mesmo o monero é que não dá para rastrear.

  13. David Guerreiro says:

    Qualquer dia não é viável minerar bitcoin ou ethereum, vai tudo virar-se para criptomoedas mais recentes e mais fáceis de minerar.

  14. Zanoni says:

    “Toda a verdade passa por três estágios. Primeiro , é ridicularizado. Em segundo lugar, é violentamente combatido. Em terceiro lugar, é aceite como sendo auto-evidente. ” Nicholas Klein
    A criptografia, pricipalmente o Bitcoin, encontra-se apenas no inicio da segunda fase.

  15. Micael Henriques says:

    Boa tarde eu concordo com a mineração porque mais cedo ou mais trade nos vamos começar ousar essa moedas digital, o que não concordo é que não à informação não á uma instituição fisica onde se possa reclamar .

    • David says:

      Exato, lá a responsabilidade pelo teu dinheiro é apenas tua. Podes fazer com esse dinheiro o que quiseres. Se cometeres um erro, é apenas culpa tua, como seria de esperar. Mas não te preocupes, quando a tecnologia começar a ser mais mainstream vai ser tudo mais fácil e menos perigoso. Vai começar a ser necessário fazer verificação de ID antes de usar, o que limita os esquemas fraudulentos.

  16. Pedro says:

    Até podem proibir as moedas digitais, mas não podem proibir o softoware descentralizado com valor tecnológico indiscutível. Kkk
    E quem me impede de comprar uma parte de softoware? Alias, ja podemos ter uma cartao “visa” baseado nas criptomoedas. Posso deixar o meu dinheiro em uma empressa de troca e ter o meu cartão debito valido pelo mundo. Os bancos tomem no rabiosque, pelo abuso constante das taxas.

    • carlos says:

      Em primeiro lugar isto não pode ser considerado uma moeda no conceito tradicional, porque eu não a posso usar comprar ou para vender nada. Isto é um negócio a quem alguém um dia chamou de criptomoeda.
      O problema não é nem nunca foi o facto de ser digital, pois o euro também já é uma moeda digital, o problema é que este mercado não é regulado, não tem regras e quando rebentar vai haver muito choro e desespero.

  17. Ludita_Modernaço says:

    A questão ambiental é talvez o maior obstáculo neste momento à adopção em massa das criptomoedas. Mas parece-me menos absurdo queimar energia para nos libertar de um sistema financeiro parasitário do que queimá-la (com as mesmas placas gráficas) a jogar futebol na televisão.

  18. Atento says:

    Apenas uma ideia atirada para o ar … para refletirem …
    O crescimento do «valor» das «crypto-moedas» coincide com a implementação de maior regulação dos mercados financeiros («paraísos fiscais» e controlo de capitais para prevenção do branqueamento de «dirty money» (terrorismo, droga, armas e fraude fiscal)).
    Nota: Excluem-se as oscilações especulativas geradas, essencialmente por desinformação da opinião pública.

  19. King_Ze says:

    Deve-se começar a pensar na migração do Proof-of-Work para o Proof-of-Stake, cada vez mais há um desperdício enorme de energia e recursos para fazer a manutenção da Blockchain, e agora, para além disso a ruptura de stock de gráficas e componentes de PC.

  20. jack says:

    Quando chavaleco também acreditava que haviam bruxas e lobisomens

  21. Fernando says:

    Criptomoedas deve ser “pouco” utilizado neste momento para lavagem de dinheiro, fuga aos impostos, patrocinar terrorismo, negocio da droga, entre muitas outras falcatruas…

  22. David says:

    Acho piada ao facto de muita gente dizer mal da mineração de moedas, mas nem pensam no enorme impacto ambiental causado pela mineração de ouro e outros metais preciosos. Podem muito bem dizer que esses metais preciosos funcionam como recursos básicos na produção de certos produtos, mas imaginem só a redução desse impacto se as pessoas deixassem de comprar ouro e prata como investimento…
    É que ainda por cima, nessas minerações de metais não existe a possibilidade de usar energias renováveis……..
    E depois dizem que os outros é que estão mal informados…

    Pra dizer a verdade, não sou a favor da mineração. Mas sei que essa é apenas a fase inicial desta fantástica inovação que são as blockchains. Eventualmente, muitas blockchains vão deixar de requerer mineração à medida que a tecnologia evolve. Aliás, atualmente já muitas providenciam rendimentos passivos bons sem a necessidade de investir em poder computacional.

    Pessoal, informem-se de ambos os lados. Os investidores bem sucedidos não olham apenas para os lados negativos e nem sequer se limitam a fazer umas pequisas rápidas…
    Às pessoas casmurras que não querem sequer considerar os aspetos positivos e, por conseguinte não querem aproveitar esta oportunidade, tenho apenas uma coisa a dizer: have fun staying poor.

    Mas tenham calma também, não se limitem a meter dinheiro na coisa só porque tem vindo a subir e depois quando desce uns 20% entram em pânico e vendem com prejuízo. Há que olhar para a big picture, o cenário macro. Quando o mercado parecer sobreaquecido, talvez seja melhor ir devegar, com cautela.

  23. Hard Nuts says:

    Maneira de lavar dinheiro das drogas, prostituição e tráfico de armas. “Falsa” moeda porque ninguém garante o seu valor e de moeda só tem a parte do de “reserva de valor”…na vertente “valor de troca” não, porque dada a sua volatilidade, é altamente especulativo, e as compras/vendas tem que observar uma certa estabilidade que não se verifica no mercado. Eu vou minerar, não para comprar com bitcoins, mas para as depois converter em dólares ou euros, etc… O dia que os estados vejam as criptomoedas como uma ameaça aos mercados financeiros (e são, na medida que são activos altamente especulativos não regulamentados nem PELOS ESTADOS nem POR NINGUÉM) serão declaradas ilícitas e inconversíveis em moeda…depois quero ver como é. Prefiro investir em activos reais como a”Commodities”.
    As criptomoedas não são verdadeiras moedas porque ninguém vai ali no Pingo Doce ou Lidl comprar o pão com elas…
    Quanto às eficiência energética e tal… Quem é que se periocupa com isso? Tu compras.o telefone mais caro, o carro mais poluente, a casa menos eficiente energeticamente…tu estás em Portugal… compras quase tudo novo do pé pra mão… aqui não há tradição em comprar em seguida mão: se assim fosse ainda seria a “economia circular” que vi no meu tempo de menino. Mas isso não ajuda a economia não é? Não cria empregos ou não ajuda à Inovação…ou outras bojardas do tipo. Aliás…só vejo alguém a ser.”sustentável” ou “verde” se isso lhe for vantajoso…seja Estado, Empresa ou Cidadão. Por isso pensem antes de comprar coisas que não precisam e de procurar o que precisam trocando pelo que o outro não quer. Dá trabalho? Dá…mas é melhor que CriptoCoisos. Bem hajam.

    • Raquel says:

      Completamente errado. Aliás, se a bitcoin fosse usada para fins ilegais seria uma bênção para a policia porque tudo ficaria registado e acessível a todos.
      O USD vai continuar a ser a moeda de eleição para esquemas ilegais, como a corrupção, compra de droga, lavagem de dinheiro, assassinatos, pagamento de guerras, enfim… o USD tem sido tão bem sucedido que ninguém o irá conseguir destronar dessa posição.

      A Bitcoin apenas seria usado por algum palerma que seria apanhado em três tempos.

  24. Pedro Fonseca says:

    A questão não deve ser tanto se a mineração de Bitcoin gasta muita ou pouca energia em termos absolutos.
    A questão deveria ser, é justificável a energia gasta na mineração de Bitcoins?
    Não é!
    Não sei sei se o sistema financeiro tradicional gasta tanta, mais ou menos electricidade que a mineração de Bitcoins! Mas gasta o mínimo necessário para as necessidades do sistema. Nenhum servidor da rede Visa executa mais operações do que aquelas necessárias para o processamento de determinada transacção. Nenhum banco central gasta mais papel do que o extrictamente necessário para imprimir notas.
    Já a mineração de Bitcoins assenta na resolução de um problema matemática cujo nível elevado de dificuldade foi definido propositadamente com o intuito de manter uma determinada valorização do processo de validação e não por necessidade do processo em si.
    Outras criptomoedas já usam outros processos de mineração como o proof-of-stake que necessitam de muito menos energia, mas muito, muito, muito, muito menos, do que a mineração de Bitcoins.
    Por isso, sim, é completamente estapafúrdia a quantidade de electricidade gasta na mineração de bitcoins, e de outras criptomoedas cuja mineração se baseie em processos do tipo proof-of-work. Para validar de forma segura um bloco de transações e adiciona-lo a uma blockchain de forma imutável não é preciso a quantidade de hardware que existe actualmente. É simplesmente inacreditável a quantidade de recursos materiais e energéticos dedicados a uma tarefa, a de validação e registo. que poderia ser muito mais simples!

  25. Ruben says:

    Concordo, se fossem minados através de painéis solares com respetivas baterias. Abraço.

  26. Garfield says:

    Se eu tiver bitcoins, onde posso trocar por euros?

    • Pedro says:

      Atraves de empresas de compra e venda (como a binance) consegue fazer transferencia para a sua conta bancaria. Se tem as moedas em offline, envia para essa mesma empresa e depois faz a transferncia para a conta bancaria via transferencia sepa.
      Tambem existe empresas que disponibilizao cartão visa e ters as altcoins/bitcois e usalas para pagar ou levantar dinheiro em caixas atm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.