Quantcast
PplWare Mobile

Holanda: Manifestantes também danificam antenas 5G

                                    
                                

Fonte: De Telegraaf

Autor: Marisa Pinto


  1. Spoky says:

    Só uma pessoa totalmente cega, inadapta e em fase de negação para perceber que o 5G traz problemas a Saúde.

    Para quem tiver tempo, tem ai um video bem DETALHADO, e ainda tem a parte 2!
    https://youtu.be/IQ3eSkcBmJ8?t=404

    Só mesmo, pessoas que acreditam em promessas falsas é que caem nestas coisas de que o 5G é inofensivo, ainda não vi uma prova 100% irrefutável de que não faz mal (o mesmo se aplica ao contrário).

    Basta ver o videos do canal “Conhecimento é poder” é detalhado, explica e ainda demonstra algumas evidências. Como esse vídeo que eu pus ai.

    Para quem quiser não acredita e continua a ser cego:
    https://youtu.be/k335llwS9Dk?t=1131 (Coronavirus percam 10-15 minutos a ver e para os mais curiosos tem uma playlist no canal acerca disso)

    Só não acorda quem não quer, principalmente no 2º link do video que deixei.

    Prova irrefutável de que não faz mal? Não há! (Assim como eu não sou capaz de encontrar o contrário). 😉

    • Marco says:

      Bem eu li o teu comentário e fui ver os vídeos, o que na minha opinião não passam de meias verdades cozinhadas com especulação, basta olhar para o título dos outros vídeos que esse canal apresenta para ver um padrão. Faz me alguma confusão ver malta que nem um white paper fez ou sequer leu, e já manda argumentos baseados em vídeos de especulação e supostas provas. Para quê estudar quando podemos ver videos de YouTube e ficarmos doutorados.

      • Sujeito says:

        Fizeste muito bem em ir ver os vídeos. E fazias melhor ainda em ir ler sobre o assunto em vez de vir armado em pedante. Afinal és tu que estás a fazer a análise superficial.

      • Spoky says:

        Marco «Para quê estudar quando podemos ver videos de YouTube e ficarmos doutorados.»

        Só te digo uma coisa, o que tu estudas foi aprendido por alguem correto? Esse alguem aprendeu por outro alguem correto?

        Vais me dizer que durante o Doutarados nunca consultaste a internet para estudo, duvido muito, mas é que duvido mesmo.

        Hoje em dia tanto em Licenciaturas como Cursos, é dado pela Internet e essa informação vêm de onde?! Estudos, Analises, PDFs, Livros!?

        Essa argumentação de ver videos de Youtube é fraca e sem qualquer sentido. Uma vez que a maneira que tu aprendeste, é a mesma que os outros podem aprender.

        A diferença é que tu tens escrito no papel “Licenciado” e os outros não, tens assim tanto um cerebro equivalente a uma ervilha para entenderes isso!? É apenas no papel que tens isso. Qualquer uma pessoa pode aprender com livros, PDFs e por ai fora!

        Não vai ter é isso escrito no papel… Agora apresenta-me provas concretas e irrefutável de que não causa danos as pessoas.

        Fico a espera, Sr. Doutorado! 😉

        • Marco says:

          Curioso que na tua análise do meu texto foste capaz de assumir tanta coisa errada… Na volta deves fazer mesmo com os vídeos que andas a espalhar.

        • CF says:

          Ondas electromagneticas sempre existiram, muito mais com a revoluçao industrial, depois com as telecomunicaçoes, estão por todo o lado cada vez mais e no entanto a esperança média de vida continua a aumentar, acho que está tudo dito!

          • Pablo says:

            Que comentário mais estúpido! Os vírus sempre existiram, e a esperança média de vida continua a aumentar… Kakaka mto bom argumento! XD

        • Marco Oliveira says:

          vou-te deixar um sitio muito melhor para obter informação que o youtube: https://scholar.google.com/

        • João Barreto says:

          Spoky, uma coisa: sabes que de vez em quando se gera novo conhecimento, certo? Que não é meramente copy-paste do conhecimento passado ou ainda a roda era o epíteto da criação humana.
          E mais: qual o momento por excelência para criar novo conhecimento? O doutoramento.

          Era isto – agora difunde isto e não esses vídeos.

    • qqq says:

      é cerdade. está no youtube por isso é verdade!!!11!1!!

    • Paulo Martins says:

      Canais no YouTube fazem-se passar por canais de factos credíveis e dizem que fazem pesquisa e investigação mas não poem qualquer tipo de referências devem ser vistos com um pé atrás. Honestamente bastou-me ver nem 3 minutos do primeiro vídeo para verificar a falta de credibilidade deles, por exemplo logo o slide que aparece diz que o 5G usa frequências entre os 30ghz e 300ghz, uma pequena pesquisa no Google mostra por exemplo que em Portugal o 5G será implementado entre os 700mhz e os 3,6ghz (https://www.anacom.pt/render.jsp?contentId=1502089)

      Não engulam tudo o que colocam no YouTube, vejam se há referências procurem em artigos que refiram estudos e se possível leiam esses estudos, infelizmente o que não falta hoje é desinformação. Estejam atentos e sejam críticos daquilo que vêem e lêem.

    • jokas says:

      Hó SPOKY,O 5 G SÓ SERVE PARA C. G AR NESSA MERDA DE TECNOLOGIA HOUVISTE . EU USO A TELEPATIA É MAIS BARATO EFICIENTE E RESULTA

    • Sandra Mendes says:

      Não existe prova ou evidência que seja 100% irrefutável, e isso é parte do método científico. É por isso que todo procedimento tecnológico, fruto de conhecimento aplicado, possui margens de segurança e condutas a serem respeitadas a fim de evitar ou minimizar as falhas identificadas dos sistemas.
      Qual carro é 100% seguro? Qual bateria é 100% segura? Qual medicamento é 100% seguro?
      Reveja os seus conceitos.

    • Vivas says:

      tu es a prova irefuatvel de que ate respirar pode faser mal.

    • Antonio says:

      Sim vou visitar para te dar mais umas visualizacoes e assim ganhares mais uns trocos!!!!

    • Maria Cardoso says:

      Ouvi uma entrevista de um fisico portugues da gulbenkian. É de arrepiar o que diz sobre a 5G.Por mim, não obrigada.

  2. Joao Ptt says:

    Podem existir boas razões para destruir a rede 5G, e a 4G, e a 3G e a 2G… mas é por causa da falta de segurança e privacidade destas redes.

    • Spoky says:

      Tens de ir ver o canal do Conhecimento é poder, e ai ao veres os videos deles poderás tirar as tuas conclusões. Até porque o Canal é conhecido por transmitir a verdade nua e crua, com sentido, transparência e com argumentos bastante válidos.

      Não estou te a ofender, nem criticar. Mas se existe falta de privacidade, quem te garante que não existe falta de segurança em relação a saúde das pessoas?

      No canal dele encontras tudo acerca de 5G, CoronaVirus. Usa as Playlists e vai vendo e depois vais me dizer se faz ou não sentido. 😉

  3. Pablo says:

    Parece-me que haja um pouco de desinformação neste artigo! É verdade que haja quem associe o vírus ao 5G. Mas já antes do vírus havia muito contra a nova tecnologia! Se calhar podiam fazer um artigo sobre esses argumentos (para além do Covid19) contra o 5G! Se há cidades que suspenderam a implementação do 5G, por não estar o suficiente estudada no impacto humano, é porque alguma coisa preocupa. O sistema Micro, com microonfas direccionadas não me parece assim tão inofensivo/inócuo…

    • Vítor M. says:

      Viva Pablo. O artigo não está nada a desinformar, bem pelo contrário, até deixa informação útil. Além disso, isso que pedes já foi feito, não faltam artigos sobre o tema. Essa temática foi já substancialmente debatida, basta procurar. Depois tal como os que associam a propagação da COVID-19 ao 5G, há os que têm teorias da conspiração dos malefícios do 5G e das ondas de rádio que fritam os cérebros. Há que separar estas mentes brilhantes. Para isso, temos vários artigos que explicam, do ponto de vistas científico, a realidade.

      Boa Páscoa.

    • miguel says:

      Até que enfim um comentário que dá gosto de ler, para quem anda distraído com o covid19.
      O Wireless que temos em casa ainda vai vir o dia alguém pôr a nu toda a verdade, já existem alguns estudos com plantas e ratos ao lado de routers 24hr.
      Agora este 5G é direccional e com muito mais potencia, mais uma torradeira a cada esquina porque o 5G obriga a ter uma antena a cada esquina para funcionar caso não saibam!

  4. Pablo says:

    11 de Abril de 2020 às 15:09
    Adoro o rótulo de “teorias de conspiração” e essa comparação com as onda de rádio!
    Nos anos 90 o glifosfato também só fazia mal nas teorias da conspiração, hoje em dia está mais provado que provoca cancro!

    Não li muito sobre o assunto, mas pelo que li tecnologia 5G é muito diferente da 4G, mais intensa menos abrangente (mais antenas) e mais direvional… E microondas não são ondas de rádio meu caro Vítor.

    • Spoky says:

      Visita o Canal Conhecimento é poder, e teras toda a informação DETALHADA, com sentido e bem explicada.

    • Vítor M. says:

      Repara que o que é dito por muitos que estão na mesma onde de desconfiança como tu estás, dizem isso mesmo, que as ondas de rádio do 5G fritam o cérebro. E não conseguem perceber que estão a misturar ondas de rádio com micro-ondas, tudo numa mistura de radiação eletromagnética. Além disso, tal como temos em vários artigos, é explicado que essas micro-ondas em termos de espectro, situam-se entre a região de infravermelhos e ondas de rádio. Portanto, não havendo atualmente evidências científicas disso que dizes…

      • Pablo says:

        Vítor faz parte do espectro electromagnético. É tudo radiação! Agora ionizantes ou não, é outra história…
        É como afirmei, acho que não é assim tão simples! E faltam estudos para provar se são ou não são seguras… É uma exposição prolongada no tempo! Faz me lembrar a história do sapo… Ir aumentando devagar a temperatura em vez de pôr em água a escaldar… E esses estudos demoram muito tempo… E dinheiro…

        • Vítor M. says:

          Achas que empresas gigantes investiam milhões num produto que não tem testes suficientes? Acreditas nisso? Eu não acredito. Mas… vamos ver o que acontece. Há uns anos, no tempo do 2G, lembro-me do mesmo medo com o 4G.

          • Sujeito says:

            Se não acredita, é uma crença apenas. E quem dera que tivesse toda a razão.

            Basta ir ver as declarações dessas mega corporações em congresso e percebe logo que sim, não só fariam, como fizeram efectivamente.

            E nem se percebe o espanto. Que não se

          • miguel says:

            As empresas de tabaco também faziam investimento de milhões em testes e hoje sabemos como eram as coisas 😀

          • Vítor M. says:

            Mas o tabaco faz mal, isso está provado, mas onde tens no 3G, 4G alguma evidência? Meter tudo no mesmo saco não é lá muito certo, verdade? 😉 Pelo menos usem exemplos que sejam comparáveis 😉

          • miguel says:

            Faz mal agora, a muito tempo atrás quem disse-se isso era logo chamado de lunático e levava na cabeça com nnn de estudos comprados pelas tabaqueiras a dizer que não fazia mal.

          • Darksantacruz says:

            Vítor não foram feitos testes suficientes à rede 5g, os investimentos foram feitos em desenvolver a tecnologia não em provar que faz mal ou bem a saúde. O alcool, tabaco, etc… Também não faziam mal até que se provou que sim….

          • Vítor M. says:

            Não foram? Ok, mas onde diz os que foram feitos e quantos temos de fazer?

        • Pablo says:

          https://www.globalresearch.ca/online-bbc-fake-news-5g-decoded/5687055

          Aqui está um bom artigo sobre o 5G. E o que não falta é literatura a suportar muitos dos argumentos.

          O 5G é muito mais que um upgrade ao 4G… É informação na hora, ao milisegundo… E os interesses vão bem para além do dinheiro…

          • darksantacruz says:

            @Vitoe não tenho o botão responder disponível. És uma pessoa de tecnologia e compreendo perfeitamente mas não se pode nem deve forçar a tecnologia em nome do progresso. Respondendo a tua pergunta foram feitos alguns testes em humanos voluntarios e adivinha não se pode concluir se provoca cancro. Agora pergunto numa tecnologia a escala mundial não se deveria passar anos a testar? Não se deveria gastar grande parte do orçamento em testes? Os governos não deveriam vetar uma tecnologia mal testada? Os cientistas não deveriam ser ouvidos? (são muitos os que afirmam que é prejudicial e com estudos que o comprova). Progresso na tecnologia? Sim mas não a todo o custo.

      • RM says:

        Ondas de rádio e micro-ondas são ambas ondas electromagnéticas.

    • Cisco says:

      Agora deste cabo de mim!
      Micro ondas são ondas de quê??? Do mar? Do cabelo? De areia , feitas pelo vento?
      Explica lá, como se eu fosse muito burro, o que são as micro ondas usadas nos fornos, nos radares, nas comunicações, enfim, um pouco por todo o lado. Fico-te muito agradecido.

  5. Pablo says:

    Correção ondas milimetricas…

  6. José Sampaio says:

    Estes Holandeses e Ingleses são uns crânios! E os portugueses é que são burros?

    • RM says:

      É melhor não lançares ainda os foguetes, pois pode acontecer o mesmo em Portugal.

    • Ana Pinheiro says:

      Os portugueses para alem de burros sao ignorantes. Tal como aqueles medicos portugueses que invez de de atenderem os clientes andam a fazer sessoes fotográficas para por nos jornais e a fazer videos para por no insta

      • Cisco says:

        É verdade que os portugueses são ignorantes, e muito! Até escrevem: invez, em lugar de: em vez.
        Acho que perdeste uma enorme oportunidade de não tocar no teclado.

    • Jorge says:

      > Estes Holandeses e Ingleses são uns crânios! E os portugueses é que são burros?

      Quem anda a pedir dinheiro a quem? Quem anda a pagar patentes e copyrights a quem?
      Não sou de generalizações, mas…

  7. Vasco says:

    É excelente para os fabricantes que vão vender novas antenas. No início da revolução industrial as massas incultas também fizeram o mesmo aos teares mecânicos com os resultados conhecidos.

    • José says:

      Chamava-se a esse movimento “Ludismo”. Os Ludistas tinha receio que com o desenvolvimento de máquinas que efectuassem parte do trabalho realizado por pessoas lhes retirasse trabalho e como consequência desemprego. Isto numa altura que na Europa ou em qualquer lugar do mundo não existia qualquer segurança social. A questão aqui é diferente, Trata-se de assuntos de saúde. O facto é que não sabemos ao certo porque razão há crianças em certas zonas urbanas com torres eléctricas ou de telecomunicações ficam com leucemia. E no meu caso pessoal, não sei porque razão a minha esposa, sem historial de câncer na familia vai já no segundo. Mais sou de uma geração, que em Africa, tinha de permanecer em casa enquanto os aviões fumigassem certos bairros com DDT, para combater os mosquitos! Entendia-se então que não fazia mal algum. Como em tempos o tabaco foi considerado um medicamento, até que em meados do século XX se descobriu que as coisas eram bem diferentes. Não faltam exemplos destes.

  8. JR says:

    Para quem gostar de se informar sobre a exposição a radiação e electromagnética já existente e também sobre o acréscimo do 5G.

    Impacts of exposure to electromagnetic radiation & 5G
    https://www.youtube.com/watch?v=wIMHFU4PP50&

    “The truth about mobile phone and wireless radiation” — Dr Devra Davis
    https://www.youtube.com/watch?v=BwyDCHf5iCY

    Bom fim de semana a todos.

    • Marisa Pinto says:

      Ah, vídeos do Youtube, ok.

      • Sujeito says:

        Portanto está a desprezar o trabalho da Dra Devra Davis?

        Talvez devesse investigar antes de falar. Mas a sério. Não é apenas uns videos de 5 minutos.

      • JR says:

        Boa tarde Sra. Marisa Pinto,
        Obrigado por ter aceito o comentário.
        Sim, são vídeos do Youtube, mas não são de teorias da conspiração, nem sequer estão relacionados com o Covid-19, nem incitam de forma nenhuma a destruir propriedade publica ou privada.
        Muito obrigado.
        Bom fim de semana a todos.

      • Spoky says:

        Videos de Youtube!? Oh marisa. O que é que isso tem de mal? Enfim, um Dr só tem argumentos válidos fora do Youtube é? É com cada uma!

        • Drdrplz says:

          “um Dr só tem argumentos válidos fora do Youtube é?”

          Na verdade é.

          Youtube no fundo é 1 plataforma de conteúdo livre, ou seja tudo o que lá é colocado deve ser tido como OPINIÃO e não como fonte irrefutávelmente credível. Isso é ao mesmo nível de vi na internet que X fez isto portanto é verdade.
          As pessoas são livres de expressar as preocupações todas da forma que acharem correcto.
          No entanto uma opinião não é necessariamente factual e pode apresentar a informação de forma distorcida ou apenas de um dos pontos de vista ou até apenas mostrar o que é conveniente.

          Existe no entanto uma ferramenta que nos permite validar os factos que tem servido a humanidade excepcionalmente bem. Foi graças esta ferramenta que se descobriram os antibióticos, foi graças a esta ferramenta que se reduziu a mortalidade infantil, foi graças a esta ferramenta que se conseguiram descobrir formas de combater doenças como o cancro.
          Esta ferramenta é a metodologia cientifica.

          Portanto, sim, os argumentos de seja quem for, seja doutorado, engenheiro expert na área, etc, apenas são validos quando provados cientificamente.

          Eu acho extremamente grave que hoje em dia as pessoas não saibam distinguir isto.
          É claramente uma falha no nosso ensino, que nos preparou para a distinção entre a ficção na televisão e a realidade, basicamente preparou-nos para não nos atirarmos todos da janela fora a tentar voar como super-heróis.
          No entanto não ensinou a ter pensamento critico e a saber distinguir realidade de pseudo-ciencia de social media, e que nem todas as correlações são de facto causais.

      • José says:

        Ah essa não, então está ali o outro a falar de um canal do Youtube sobre a “inocência” das radiações num suposto “Canal do Conhecimento”! Vamos estabelecer alguma equidade e dar tempo ao tempo. O que hoje é verdade amanhã pode ser um disparate! O médico que operou a minha esposa ao seu primeiro câncer dizia que as técnicas que hoje usamos, daqui a 100 anos apenas irão parecer completamente bárbaras às gerações que nos vão suceder. Não podemos nunca assumir algo como determinante quando não conhecemos os estudos todos sobre determinadas questões. Lembre-se as marcas pagam os estudos que pretenderem “vender” e têm até mesmo sustentabilidade cientifica para comprovar o que dizem! Fizeram o mesmo com o petróleo e com o tabaco, e até com certos compostos os plásticos.

      • Ana Pinheiro says:

        Ah, matérias do pplware, ok.

  9. Manuel Conspiração says:

    Mas ninguém reparou que o covid19 apareceu pouco depois desta tecnologia 5g? Está tudo ligado…

    • RM says:

      Coincidências há muitas. Algumas pessoas é que querem relacionar/ligar as duas coisas.
      E o 5G não apareceu no final do ano passado, já andava a ser testado muito tempo antes de ser implementado!
      O covid19 é sobre um virus, e não sobre um tumor devido a radiação!

    • Gonçalo says:

      LOL o teu nickname diz tudo…és deveras inteligente realmente

    • qqq says:

      e o outro covid era do 4g?

      • Spoky says:

        Porque é que Trump , Bill Gates e outros magnatas não permitiram uma antena 5G perto da sua casa QQQ?

        #BluePillGuy? #ContactQQQ #ForMoreInformation #5GNoHealthIssues #Trump/Bill Gates

        • paulo s says:

          Finalmente a pergunta que se impunha, e com a resposta a todas as preces anteriores…
          5G é tecnologia chinesa, claro que os cowboys hão-de fazer de tudo para a denegrir. desde que o Trump falhou redondamente na aposta que deveria ter feito, dá nisto.
          e ainda mal começou…..
          deixem-se de teorias de conspiração, de doenças mal inventadas, etc.
          é pura e simplesmente sabotagem , mai nada….

          • José says:

            Engana-se a tecnologia 5G começou a ser desenvolvida elos Sul-Coreanos e britânicos, aliados, portanto, dos americanos!

    • Spoky says:

      A Malta ainda não acredita Proença… Deixa para lá, não vale a pena. São cegos e que muito possivelmente se vão deixar iludir um dia mais tarde pela Elite e ai é que vão ser eles aos montes.

  10. Francisco says:

    O 5G não faz mal à saúde, antes pelo contrário, faz bem, ajuda na digestão.
    Fui eu que disse, sou Doutorado em Especialização de Generalidades.

  11. Peferreira98 says:

    So deixar aqui uma opinião.
    YouTube != Google Academics (ou outra lib de artigos científicos)
    E a meu ver toda a pessoa perde credibilidade quando usam os termos (abram os olhos, vejam isto, eu é que sei)
    Boa Páscoa.

  12. Marco says:

    Teorias à parte, aparentemente o surto do vírus não travou a instalação de antenas 5G, até acelerou e muito a sua instalação…
    …afina de contas estas antenas são um bem essencial!

  13. George Orwell says:

    É sabido que qualquer pessoa pode adquirir legalmente tabaco, bebidas alcoólicas com cerca de 50 % de álcool, banha de porco, sal, açúcar, enchidos fumados, carne processada, grelhados em carvão etc.
    Fazem mal ? Fazem sim, e muito.
    Potenciam o cancro ? Sim, e também toda a sorte de doenças cardio-vasculares, além das doenças da adição, logo, as principais causas de morte.
    Podemos passar sem eles ? Podemos.

    Quanto às radiações electro-magnéticas dos aparelhos de comunicações:
    Fazem mal ? Há estudos afirmativos e negativos, ambos sem conclusões irrefutáveis
    Potenciam o cancro ? Há estudos afirmativos e negativos, ambos sem conclusões irrefutáveis
    Podemos passar sem eles ? Podemos se nos restringirmos ao acesso por fio de cobre/cabo/fibra, mas a falta de comunicações móveis constituiria um grande retrocesso em termos da segurança (polícia, bombeiros, proteção civil etc. ) e privaria uma boa parte da população do acesso à rádio e à televisão, designadamente à tele-escola como suprimento das aulas em tempos de confinamento.

    Se abdicássemos das comunicações móveis, rádio, TV e wi-fi ficaríamos livres de toda e qualquer tipo de radiação para além das electro-magnéticas ?
    NÃO. No norte de Portugal existem zonas com uma grande radiação do radão naturalmente abundante naqueles solos e provavelmente já fomos minimimente atingidos por fugas pontuais da central nuclear espanhola de Almaraz, nomeadamente via rio Tejo.

    Devemos abolir o 5G ?
    Equivaleria a abolir a TDT pois o 5G ocupa a mesma gama de frequências e também tem vários emissores, direccionalidade e potência ( só em Lisboa são uma dezena deles ). Os potenciais ganhos em saúde publica, tendo em conta dados de saúde pública antes e depois do funcionamento TDT, são pouco discerníveis, seguramente muito inferiores aos danos do tabaco, alcool, açúcar, sal, enchidos e carne processada, etc.

    Mas, não foi o 5G que provocou a COVID-19 ?
    Nunca ouvi falar que radiações electro-magnéticas criassem, manipulassem ou propagassem vírus. A COVID-19 encontra-se em ciclo exponencial em África, América Latina e Médio Oriente onde a 5G não foi implementada. A coincidência temporal COVID-19 / 5G incorre no chamado sofisma “post hoc …”, o mesmo sofisma quando um feiticeiro tribal toca tambor para pedir chuva e ela efectivamente cai, logo, por uma putativa relação de causa e efeito, o toque do tambor faz cair a chuva.
    E custa-me a crer que os descendentes do império inglês ou do império holandês acreditem em sofismas “post hoc …” dignos dos feiticeiros tribais das terras que eles outrora colonizaram, para andarem a destruir aquilo cuja nocividade que não conseguem refutar com provas para além de toda e qualquer dúvida.
    Entretanto, Trump fala no 6G americano e a R.P. China já deve estar a pensar no 7G.

  14. Luís Costa says:

    Começa a cansar esta infestação dos queridos das conspirações maioritariamente brasileiros! Este forum desde que foi invadido por esses incultos é só debitar baboseiras! É a terra plana, é os chineses que são uns fdp que andam a espalhar o virus pelas antenas 5G, etc etcc etc… cada vez desilude mais este forum com quem o frequenta.

    • Vivas says:

      respei-tem o brasil.

    • Robin Hood says:

      Infelizmente vi pelos videos q esses malucos são brasileiros, q me entristece.

      Nossa educação falhou miseravelmente, e hoje a maioria acredita q são especialista em tudo e que os cientistas estão errado.

      Não basta o Brasil ser o pais mais violento do mundo, ter a pior politica do mundo, agora vai carregar a alcunha de povo mais ignorante do mundo.

      • Luís Costa says:

        A culpa não é vossa mas do vosso governo que prefere manter as pessoas burras.. prova disso é a primeira resposta “respei-tem o brasil”.. meu deus do céu.

    • Francisco says:

      upvote.
      a maior parte são trolls, como este Vivas.
      Espero eu…!

  15. Glacia says:

    Isto e como a religião !
    Já o nosso amigo Albert Einstein dizia ” Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta. ” !

  16. José Santos says:

    BlackFerdyPT 11 de Abril de 2020 às 18:34
    Eu não disse que as torres usadas em meios urbanos não provocam também problemas. Apenas, disse implicitamente que, por emitirem um sinal mais fraco, o seu efeito cancerígeno deverá notar-se menos (comparativamente ao meio rural). Ou seja, que tal perigo ou consequência nefasta deverá ser menos perceptível em meios urbanos.

    Toda a gente sabe que os casos de cancro têm aumentado *imenso* no mundo desenvolvido – incluindo em Portugal: https://www.dnoticias.pt/madeira/casos-de-cancro-aumentam-mas-doentes-vivem-mais-DA2534126

    Por acaso és da Madeira? Para colocares este artigo a este assunto?
    Estas-te aproveitar de notícias para provares aqui a malta do que dizes é verdade!

  17. Marcio says:

    Estudos comprados.

    • André says:

      Adverse health effects of 5G mobile networking technology under real-life conditions

      “This article identifies adverse effects of non-ionizing non-visible radiation (hereafter called wireless radiation) reported in the premier biomedical literature. It emphasizes that most of the laboratory experiments conducted to date are not designed to identify the more severe adverse effects reflective of the real-life operating environment in which wireless radiation systems operate. Many experiments do not include pulsing and modulation of the carrier signal. The vast majority do not account for synergistic adverse effects of other toxic stimuli (such as chemical and biological) acting in concert with the wireless radiation. This article also presents evidence that the nascent 5G mobile networking technology will affect not only the skin and eyes, as commonly believed, but will have adverse systemic effects as well.

      https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S037842742030028X?casa_token=cZXxsIE8GoEAAAAA:DMbUT6vWPlbNsY28cNs4fWGO3gUaeN1eqYzYU7ZO2-XS-eIW03hnhJWDEUfDCKvbFef-dYN78nc
      ___________________________________________________________

      Towards 5G communication systems: Are there health implications?

      “The spread of radiofrequency electromagnetic fields (RF-EMF) is rising and health effects are still under investigation. RF-EMF promote oxidative stress, a condition involved in cancer onset, in several acute and chronic diseases and in vascular homeostasis. Although some evidences are still controversial, the WHO IARC classified RF-EMF as “possible carcinogenic to humans”, and more recent studies suggested reproductive, metabolic and neurologic effects of RF-EMF, which are also able to alter bacterial antibiotic resistance. In this evolving scenario, although the biological effects of 5G communication systems are very scarcely investigated, an international action plan for the development of 5G networks has started, with a forthcoming increment in devices and density of small cells, and with the future use of millimeter waves (MMW). Preliminary observations showed that MMW increase skin temperature, alter gene expression, promote cellular proliferation and synthesis of proteins linked with oxidative stress, inflammatory and metabolic processes, could generate ocular damages, affect neuro-muscular dynamics. Further studies are needed to better and independently explore the health effects of RF-EMF in general and of MMW in particular. However, available findings seem sufficient to demonstrate the existence of biomedical effects, to invoke the precautionary principle, to define exposed subjects as potentially vulnerable and to revise existing limits. An adequate knowledge of pathophysiological mechanisms linking RF-EMF exposure to health risk should also be useful in the current clinical practice, in particular in consideration of evidences pointing to extrinsic factors as heavy contributors to cancer risk and to the progressive epidemiological growth of noncommunicable diseases.

      https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1438463917308143?casa_token=gF_c-9c230gAAAAA:2y6dkdHefBGIhmfs0YqCV09jrmBjUVKmOkbApRoQHWIekKrjwP3cfVRD0Ie7AZ_pVamN886Q-60
      ___________________________________________________________
      5 G wireless telecommunications expansion: Public health and environmental implications☆

      “A growing body of scientific literature documents evidence of non-thermal cellular damage from non-ionizing wireless radiation used in telecommunications. This RF EMR has been shown to cause an array of adverse effects on DNA integrity, cellular membranes, gene expression, protein synthesis, neuronal function, the blood brain barrier, melatonin production, sperm damage and immune dysfunction (Dasdag et al., 2015a, Dasdag et al., 2015b, La Vignera et al., 2012, Levine et al., 2017). Human health effects associated with wireless radiation include infertility, neurodegenerative changes and brain cancer (Wyde, 2016; IARC, 2011) (; Sage and Carpenter, 2012; Kim et al., 2017; Kesari et al., 2011; Kesari et al., 2012a, Kesari et al., 2012b; Zhang et al., 2016; Agarwal et al., 2011, Agarwal et al., 2008, Al-Quzwini et al., 2016, Banik, 2003, Consales, 2012, D’Andrea and Chalfin, 2000, Desai et al., 2009: Prasad et al., 2017). In addition, electrosensitivity to wireless and electrical devices is being increasingly recognized by scientists and physicians (Hojo et al., 2016, Singh and Kapoor, 2014, Belpomme et al., 2015). A biologically based standard has been recommended with a scientific benchmark to a “lowest observable effect level” for RF EMR at 0.003 uW/cm2 (Sage and Carpenter, 2012). There is also growing evidence of harm to trees, wildlife and other biosystems (Sivani and Sudarsanam, 2013).

      https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0013935118300161?casa_token=0ZpcByDcqbEAAAAA:iVzvpSTxPLya5VyTVWNR1DrPjycor_FlhTp3A830Iml3ou2MGWG6vL32t1taNfF6Q3Zs7Mifg_4
      ___________________________________________________________

      E há muito mais estudos feitos é só pesquisarem nas bases bibliográficas cientificas… Isto no meu ver é normal… Reparem a história vai sempre se repetir, o chumbo também não fazia mal nenhum… apesar de existir fortes criticas pela comunidade académica ele foi usado e usado até… Pesticidas idem… A longo prazo qualquer radiação vai provocar algum tipo de dano em algum tipo de material biológico… A tecnologia será sempre uma questão do beneficio superar o custo (não monetário)…

  18. iFernando says:

    É natural que o povo não se sinta à vontade em receber radiações do governo Chinês.

  19. Pedro Bonifácio says:

    Amigos,boa Pascoa.

    Depois de lêr todos os vossos comentários ,só me apraz infomar que estariam melhor calados em vez de escreverem aqui o que escreveram,nem um comentátio credivel eu li.Portanto,em vez de escreverem aqui atoardas como as que escreveram ,sem nexo nem causa,poderiam dar uso aos dedos e fazerem um research completo ao modus opperandi e á forma e arquitectura e componentes com que estas BTS são feitas.Eu sei do que falo . mas por favor deixem de ser assim,abram os olhos e verifiquem a origem destes qui pró quós. Tenho pena de que a droga que vem dos EE UU em forma de videos fake e informações populistas e falsas vos ande a destruir os vossos pobres cerebros.Enfim.Continuo a dizer que sei do que falo.Abram os olhos.

    • iFernando says:

      “Pedro Bonifácio” não estamos na China para sermos obrigados a estar “calados”.
      Aqui podemos falar livremente e nos EUA “EE UU” também porque há liberdade.

      • Maria Cardoso says:

        Há tanta liberdade que o médico que contradito o Trump no caso covid, já foi a andar.

        • iFernando says:

          Sabes o que é liberdade? Eleições? Oposição? Constituição? Parlamento? Jornais e TVs independentes?
          No teu lindo país comunista, achas que poderiam existir canais de televisão a dizer mal de Xi Jinping 24 horas? Como faz a CNN relativamente a Trump? Na tua China não demitem, simplesmente nunca mais ninguém os vê.
          Liberdade é tu poderes ouvir nos EUA todas as opiniões, uns contra e outros a favor.
          (Já agora, Anthony Fauci não foi demitido, azar teu)
          Quando escreveres a palavra LIBERDADE, não tentes enganar-te.

      • Pedro Bonifácio says:

        Eu sou engenheiro especialista em towering,já desenhei e montei milhares de sites,cá e lá fora,sei do que falo,pois caso contrário ficaria calado.

        • iFernando says:

          Eu sabia que não eras nem médico nem político nem economista para teres uma opinião sobre a matéria.
          Apesar disso e mesmo assim, podes falar tu e TODOS.

        • Jorge says:

          E o que um engenheiro especialista em towering entende de Biologia ou Fisiologia?
          Aconselhas receber informação nutricional do padeiro? Ou informações sobre adição a substância de um traficante?

          • Pedro Bonifácio says:

            Jorge,sabes quem ´e qual é a empresa que fornece e executa estas estações moveis? A única empresa no mundo a trabalhar verdadeiramente em 5G,a Huawei,que por acaso tem os melhores smartphones do mercado,esta empresa é chinesa,e por tal motivo ,são atacadas as antenas,pois o há aí um energumeno da pior espécie,chamado Donald Trump,que inventou aí umas coisas contra a China para dar-lhes cabo do sistema económico,isto tudo porque os Estados Unidos estão atrazadissimos em termos de redes moveis,por exemplo só agora nas grandes cidades é que estão a colocar o 4G que mais não é que um 3,75G com velocidades muito limitadas e fracas.Na China cidades como Pequim,Shanghai,Chenzhen,Huanghzo,etc já estão parcialmente cobertas com redes 6G,mas atenção esta rede é só para os núcleos empresariais e grandes hospitais ,não é publica generalista,para isso têm já uma rde 5,5G ,e,até o Evereste está coberto com rede 5G,isto tudo Huawei.Tanto a Ericsson,como a Nokia só agora é que estão a começar a trabalhar o 5G,mas estão a muitos anos luz da Huawei.Portanto,estes movimentos incendiários não são inocentes,têm um destinatário,ainda por cima com a agravante de serem encomendados pelas centrais de inteligência do USA,e mais lhe digo,este vírus que nos anda a apoquentar e a assustar deverá ter sido produzido por laboratórios americanos e israelitas e lançado na China,Teerão,e Itália.Sobre isto não vou falar agora.Abraço e cuide-se.Há eu sou um democrata liberal independente e isento.

  20. Zé Duarte says:

    Aposto que estavam todos de tenda armada quando provocaram os incendios.
    Que orgulho, que sensação.
    Mas se quiseres ser mais espertos iam apoiar o 6G que tem origem americana.

  21. António says:

    Recomendo a leitura do livro “Admirável Mundo Novo” assim como da biografia do seu autor: Aldous Huxley. Bradbury e Orwell também são autores cujas vidas e obras podem aportar informação importante para compreender melhor o passado, o presente e o futuro. Acredito que sejam um excelente ponto de partida para uma investigação sobre os bastidores do poder que permita desvendar todos os mistérios em torno do coronavirus e do 5G.

    O link abaixo é somente um appetizer.

    https://www.conspiracyarchive.com/2014/01/30/revolution-of-the-mind-the-dreams-of-aldous-huxley/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.