Quantcast
PplWare Mobile

Toyota começou os testes de um comboio movido a hidrogénio com 140 km de autonomia

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Tiago Ferreira says:

    Será que não seria bem mais fácil colocar painéis na parte de cima do comboio e receber sempre energia solar?

  2. Ricardo Gomes says:

    Hidrogênio num Comboio e numa linha que tem acesso direto a electricidade 😉 …GRANDE LOOL

    • André R. says:

      O comboio pode fazer um desvio para outra linha que não tenha energia…

      • Ricardo Gomes says:

        De Kawasaki, até Musashi-Nakahara são apenas 9km… basta pesquisar no Google Maps a linha e vez que está tem corrente energética directa… e não existe outra linha, acabei de verificar. Conclusão: hidrogénio não faz sentido e neste caso mais um PR gag.

        • André R. says:

          Mas isso foi uma linha de teste, não significa que o comboio fique eternamente a fazer esse percurso… Os carros também são testados em pistas próprias assim que saiem da fábrica certo? Aqui poderá ser a mesma situação. Não interpretes isso como sendo o destino final do comboio…

    • Asilva says:

      O Ricardo Gomes tem-se mostrado o comediante do pplware…. pena que seja apenas um palhacito triste sem piada…..

    • Ricardo Gomes says:

      Então explica la porque sff? Porque hidrogénio num linha com corrente eléctrica não é necessário… acho que a ignorância está do outro lado alem de não existir hidrogénio 100% limpo e do consumo em energia ser bastante superior no hidrogénio que na energia directa… e não não faz sentido

    • Manso says:

      Grande lol é a ignorância demontrada com esse comentário…

      • Ricardo Gomes says:

        Ja é a segunda vez que comentas a mesma coisa… a primeira foi apagada… mas ja agora explica pk? criticar felizmente todo o nabo sabe… e numa linha electrificada simplesmente não faz sentido o hidrogênio pelos mais diversos motivos… esses se quiseres explico-te

      • Ricardo Gomes says:

        Ja é a segunda vez que comentas a mesma coisa… a primeira foi apagada… mas ja agora explica pk? criticar felizmente todo o nabo sabe… e numa linha electrificada simplesmente não faz sentido o hidrogênio pelos mais diversos motivos… esses se quiseres explico-te

  3. Helder Monteiro says:

    Estao bem atrasados na Toyota!!
    Aqui na Europa ja temos comboios a funcionar a hidrogenio na Alemanha desde 2018! Feitos pela empresa Alstom.
    Com uma autonomia de cerca de 1000 Km, sao uma alternativa às locomotivas a diesel em linhas nao electrificadas.
    Varios paises europeus ja encomendaram este tipo de comboios (França, Italia, Holanda, Austria, etc)

    Em Portugal iremos receber as nossas locomoticas a diesel em 2026.

    https://youtu.be/6whJ56LmlFI

  4. FELICIANO ALMEIDA DAS NEVES says:

    São equipamentos novos

  5. RC says:

    Vá lá , já conseguem um pouco mais de autonomia que o último projecto que mostraram, o toyota corola GR com motor a combustão alimentado a hidrogénio.Grande LOL para a toyota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.