Quantcast
PplWare Mobile

Zircon: O míssil hipersónico que Putin considera “invencível”

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. lucas says:

    Ou seja o principal é tornar este supositorio cego e perder o norte basta isso.

  2. asimoto says:

    A utilização destes misseis da ucrânia ..de um ponto de vista estratégico, não faz sentido.
    A Ucrânia é facilmente alcançável com outros misseis mais baratos..

    Estes misseis fazem sentido apenas para atacar alvos que estão bem dentro de linhas de defesa do inimigo.
    Do meu ponto de vista eles usaram-nos(Kinzhal) só para os testar em condições reais.

    A China também tem armas hipersónicas..
    Os EUA parece que conseguiram com sucesso testar um protótipo, e conseguiram atingir mach 5.

  3. anti-ivans says:

    Mero desespero de quem após 3 meses de guerra contra um adversário muito inferior em efetivos e armamento, agora rejubila com a conquista de vitórias minúsculas, algumas do tamanho de algumas freguesias de Lisboa e que provavelmente serão retomadas quando o exercito Ucraniano dispor em pleno do treino e equipamentos pesados que o Ocidente está a fornecer.

  4. Dude says:

    Símbolos penianos de quem não tem tomates! Existe alguma ameaça, onde? A única ameaça às ditaduras são as eleições legítimas e aceites internacionalmente. Até o Trump está a levar nas orelhas.
    A juventude informada não irá nestas tretas e despesas, quando falta comida no prato e livros nas escolas. E internet.

  5. compro essa também says:

    Talvez seja esse um dos problemas a juventude e a sociedade que os esta acriar e alguns que ao fazer 18 anos entendem, não se sabe muito bem porquê, atirar na avó e em crianças de tenra idade …
    Uma civilização repleta de violência de vária ordem, economica, social…

    • asimoto says:

      Isso é um problema Genético do meu ponto de vista..
      Os Americanos são um povo muito primitivo, com uma cultura ainda do tempo do imperialismo/Colonialismo, estão destinados a matar-se e a matar os outros, é uma espécie de País sem controlo.
      Acabar com a proliferação de armas, seria um avanço, mas nunca uma solução, porque eles sem armas de fogo, vão matar com tacos de basebol, facas, etc…porque este problema está-lhes no sangue…é impossível corrigir.

      Depois além disso ainda há o problema das desigualdades, eles não teem estado social, são apenas escravos, não há hospitais públicos, é tudo pago, e eles pagam impostos na mesma, ou seja é escravatura..os ricos ficam extremamente ricos, explorando os menos afortunados, e os outros cada vez mais pobres, e depois as pessoas rebentam..os jovens não são devidamente educados, crescem um bocado como animais apenas, não adquirem humanismo.

  6. Jorge Flores says:

    Faz-me lembrar o Hitler com as suas armas secretas…

  7. compro essa também says:

    A falta de internet ainda será de mal o menos …

    Se for como por cá onde um ordenado minimo não dá para o minimo … onde se encontram anúncios de trabalho, onde pedem para se dominar uma vasta lista de linguagens de programação e têm a lata de oferecerem um salario minimo …

    Enfim…

  8. compro essa também says:

    Sr. Paulo isso só se for agora e se o é ainda bem, mas conheci alguém que foi despedido para ser contratado pela mesma empresa mas a ganhar menos …
    Em tempo foi noticia de emprego uma aberração do genero que eu acima disse …

    Sr.Asimoto concordo consigo mas o que se vê parece que alguns querem aqui reproduzir uma copia idêntica desse U.S.A. …

  9. Pérolas says:

    Ya…, uma nova corrida às armas é precisamente o que a humanidade e o planeta precisam…

  10. asimoto says:

    2500 graus centígrados..é o que esta coisa tem que aguentar para andar a speedar na atmosfera..
    Eu acho que é uma tecnologia que vai ser difícil de contornar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.