Quantcast
PplWare Mobile

IA deteta casos de COVID-19 assintomáticos através da gravação da tosse

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. Apple says:

    O pior disto é que há pessoal que acha isto engraçado, normal e adere com a maior das facilidades.

  2. Manuel Martins says:

    Falar em IA quando realmente é Machine Learning, é o mesmo que falar de Desporto quando se fala de Futebol.

  3. eu2 says:

    Mas as pessoas têm que simular a tosse, certo?
    É que se são assintomáticas não têm tosse.

    • Fernando Jorge says:

      Eu julgo que é isso… não está nada escrito, mas para ter lógica, seria isso.

    • ToFerreira says:

      boa questão. Pplware?

    • F Gomes says:

      Uma outra questão relacionada com a tosse ou a fala. Não possuindo conhecimento em medicina, possuo conhecimentos práticos e pessoais noutras áreas, felizmente. Fui vocalista de vários conjunto de música para baile, ao longo de mais de 50 anos. Nessa altura, as minhas cordas vocais estavam “esticadas” ao máximo pelo esforço despendido nas actuações que, regra geral, eram das 22:00 às 03:00 horas, a maior parte delas ao ar livre, nas festas e romarias de vilas e aldeias, de Janeiro a Dezembro. Ora, deixei essa actividade e as minhas cordas vocais começaram a “encolher”, perdendo a elasticidade e fazendo com que a minha voz já não saísse com a mesma intensidade e clareza de quando estava no “activo”… Disse a investigadora que e passo a citar: “Os sons da fala e da tosse são ambos influenciados pelas cordas vocais e órgãos circundantes. Isto significa que, quando se fala, parte da conversa é como a tosse e vice-versa.” Nem todas as pessoas são vocalistas de conjuntos de música para baile, mas geralmente conversam durante as horas do dia, mantendo as cordas vocais em funcionamento. Se, por qualquer motivo, deixam de conversar mais assiduamente, as cordas vocais também começam a perder elasticidade e a voz “transforma-se”, embora parecendo ser igual… Como pode ser fiável este sistema de IA neste caso? Quem tiver conhecimentos na área, por exemplo, ligado à Otorrinolaringologia, poderia explicar. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.