Quantcast
PplWare Mobile

iPhone 11 é o mais vendido na China por 7 meses consecutivos

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. SANDOKAN 1513 says:

    Quem diria,na China ?? O maior concorrente económico mundial dos Estados Unidos e mesmo assim os iPhones da Apple vendem-se como nunca !! É impressionante. 😐

  2. SANDOKAN 1513 says:

    Nem a Xiaomi consegue passar a Apple em termos de vendas no próprio país.Como é possível ?? 😐

    • Galo says:

      Não confundas o que não deve ser confundido. Uma coisa é um modelo em especifico ser o mais vendido. Outra coisa é a marca ser a mais vendida.
      Senão estou em erro apple está em 6º lugar, colada à xiaomi, e atrás de oppo, ViVo, Huawei, etc…

      • SANDOKAN 1513 says:

        Mas você viu bem ou precisa de uns óculos ?? Não vê que a Apple está em 4° lugar e a Xiaomi em 5° lugar ?? Não vê isso na imagem da percentagem da venda de smartphones ?? Foge,eu vi logo isso na altura. 😐

        • Galo says:

          Obviamente não me estava a referir ao gráfico deste artigo que não tem todos os anos..tem 3 trimestres…e neste gráfico penso que tenham juntado a Huawei e a Honor que tambem já parte do grupo..ambas em separado estao no top 5…e mesmo neste gráfico no QQ 2020 vejo Apple com 10% e Xiaomi 9% , ou seja xiaomi colada à Apple. E queres saber mais? Se considerados os dados do grafico último semestre Xiaomi fica a frente da Apple. Esclarecido? Peço desculpa por não ter contextualizado corretamente o comentário anterior

          • Galo says:

            *Queria dizer ano. (Procura na web para veres os resultados completos que não estão aqui)

          • Galo says:

            Só mais uma curiosidade que poucos devem saber.. a Xiaomi há 6 anos consecutivos que Xiaomi vende mais na China que Apple…

  3. Luis carreira says:

    Todos os chineses que eu vejo (donos das lojas) usam iphone… eles la devem saber o porquê….

    • rikardo pereira says:

      porque sabem melhor que nós como é o governo deles

      • Euéquesei says:

        Sim sim os chineses sabem como é o governo deles e usam iPhone e depois todos, mas repito, todos, os Chineses usam o wechat, que é monitorizado pelas autoridades ao segundo.
        Basta escrever lá qualquer critica ao regime e no mesmo dia ou dia seguinte tem a polícia à porta.
        Eles compram iPhone pelo status, nada mais que isso. São uns tansos, é o que é… Nem vale a pena pedir para não usarem o wechat e substituir por Signal ou parecido, não largam aquilo de maneira nenhuma. Sei dso que falo porque já tentei isso cá em casa e acabei por desistir.

  4. Hugo says:

    Ter o Iphone 11 como tlm mais vendido não significa que vendam mais que Xiaomi, Huawei ou Oppo. Significa que foi o modelo de tlm que mais vendeu, não a marca que mais vende. São coisas diferentes…

  5. Joaquim Nunes says:

    Tem mais a ver com status e parolice do que com qualquer outra razão…

  6. Zé Duarte says:

    A Apple que não bata palminhas tão cedo. Eles devem estar a tramar alguma…

    • Dark Sky says:

      Quem, o governo chinês? A montagem de iPhones é feita maioritariamente na China (há uma parte montada na Índia) que também fabrica componentes. Dá-lhes muito dinheiro a ganhar – iam hostilizar mais a Apple porquê? No trimestre que passou a China foi o destino de 16% das vendas da Apple – eve ldá ter deixado bem mais.

      O que não quer dizer que, na China, os sentimentos nacionalistas e anti-americanos não corram a favor da Huawei.

  7. iSad says:

    O artigo não menciona quantos transplantes de órgãos ajudaram nestas vendas.

  8. Fulano says:

    O iPhone na China serve (tal como na maioria dos Países) para ter e mostrar “status”.

  9. Joselito says:

    Ah o capitalismo, sempre obrigando os incautos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.