Quantcast
PplWare Mobile

Tecnologia da vacina da AstraZeneca pode ajudar no tratamento do cancro

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Mitra says:

    A tal vacina de 2€ que ninguém quer a Europa fica com ela só para fazer caridade com países pobres.

    É uma vergonha o que a Europa faz e Portugal, não a querem dar aos seus habitantes mas já serve para dar a outras povos pobres 🙁

    • Vítor M. says:

      Tens razão, concordo. Nunca vamos resolver o problema da pandemia sem ajudarmos os países mais pobres a vacinar os seus cidadãos. Completamente de acordo.

      • Luis says:

        Não é com esta vacina que se vai resolver o problema da pandemia e é impossível resolver o problema da pandemia, pois teríamos que vacinar toda a população mundial em poucos meses o que é teoricamente impossível. Portanto, vamos andar sempre atrás das variantes até que o vírus desapareça por si.
        É uma falácia quem pensa que vamos vencer o vírus, temos todos os dados que isto continua fora de controle.

        • ToFerreira says:

          Estas a misturar a pandemia com o vírus. Ninguém quer vencer o vírus. Primeiro quer-se manter o número de infectados dentro dos limites do sistema de saúde, depois quer-se passar de um vírus pandemico para um vírus endémico. Neste momento, consegue-se isso de duas formas, ou o confinamento e todas as medidas, ou a vacina. Como não é possível manter durante muito tempo o confinamento, resta a vacina.

          • Luis says:

            Se não vencermos o vírus, com as novas mutações voltamos à estaca zero não tarda nada e voltam os confinamentos.

        • Vítor M. says:

          Mas é mesmo isso, vacinar toda a população. Outras doenças foram assim erradicadas. E hoje temos muito mais facilidade que em décadas anteriores. E mais, se os grupos de risco estiverem protegidos, os outros, mediante a sua movimentações, poderão parar as transmissões.

          Há países que estão a conseguir controlar muito bem.

        • ToFerreira says:

          Nunca vais voltar à estava zero, porque vai haver sempre alguma imunidade e à medida que novas variantes surgem, a população vai ganhando imunidade natural, sem nunca chegar a estado de pandemia.

      • O que será será says:

        A história dita muito bem a ajuda que temos dado aos países pobres que serviram e muito como cobaias para muitas vacinas

        • Vítor M. says:

          Essa parte não sei, não tenho nada que me diga isso. No entanto o que entendo, como forma de ultrapassar esta pandemia é vacinar o mais possível. E os países mais pobres deveriam ser ajudados pelos mais ricos.

    • kidie says:

      Isso é questao politica, AstraZeneca e feita em UK, e como UK saiu da UE a europa faz isso 🙂

  2. AlexS says:

    O problema da pandemia não se resolve com estas vacinas que têm prazo de eficiência à volta de 6 meses.. Só possivelmente infectando todos é que se resolve.

  3. R says:

    A tecnologia mRNA tem também potencialidade para tratamento oncológico (para quem não souber)

  4. Luis says:

    “Tecnologias como a RNA mensageiro (usadas na vacina da AstraZeneca)” -> Não se se esta informação está certa… Pelo que sei apenas Moderna e Pfizer usam mRNA. Astrazeneca e Janssen usam um tipo de coronavirus que não se pode multiplicar no corpo

  5. Fernando Dias says:

    A tecnologia mRNA que eu saiba não foi a utilizada nesta vacina mas sim na da Pfizer e Moderna. Convém rever a publicação para que as pessoas não fiquem baralhadas.

  6. meister says:

    AstraZeneca

    vacina “de vetor viral”: tem como base
    outro vírus (um adenovírus de chimpanzé) que foi debilitado e geneticamente modificado

    Mais ou menos a mesma tecnologia da vacina da janssen, embora se não estou em erro o adenovírus desta vacina seja outro.

  7. Joao Silva says:

    Claro que sim. Combate essa e outras enfermidades. Se não te salva da Covid17, ao menos quando morres deixas logo o cancro para trás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.