Quantcast
PplWare Mobile

Rússia pondera instalar um reator nuclear em Marte

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. PGomes says:

    Chernobyl 2.0

  2. Bruno Mota says:

    Já f**** um planeta, agora querem f***** outro…

    • Samuel MG says:

      Era bem feita que quando a base estivesse feita que caísse um asteroide em cima dela 😉

    • Cláudio Andrade says:

      Estamos só a falar de energia mais limpa que existe… Não sei qual o problema. Chernobyl foi um claro erro humano… Não foi acidente.

      • PeterJust says:

        Visto por esse prisma todos os acidentes são erros humanos. Quanto a ser limpa… só pode ser sarcasmo, certo? Sabes que há lixo radioativo enterrado por todo o lado na terra e inclusivamente no fundo do oceano. Sabes também de certeza que além de Chernobil já houveram e haverão mais no futuro infelizmente, outros acidentes nucleares e também esses tiveram consequências gravíssimas. É que dizes uma coisa mas a evidencia diz exatamente o contrário

      • a says:

        não é limpa e sim económica, por que ela pode ser bem prejudicial para quem trabalha com radioatividade durante muitos anos

  3. Carlos Sousa says:

    E se….houver um acidente no lançamento do material reactivo para o espaço….

  4. Só naquela says:

    Imaginem o lançamento do reator nuclear para o espaço correr mal e cair na terra aos pedaços?!??!? Ou uma vez em orbita antes de enviarem para Marte, algo correr mal e perderem o contacto e cair de volta para a terra (como os dos chineses)… Detritos altamente radioativos a serem espalhado no nosso planeta por uma área enorme..

    Tudo boas ideias… :(:(

    • Louro says:

      O material usado para gerar energia nuclear só por si nao é um problema e só passa a ser quando combinado e activo de uma determinada forma.

      Por isso se cair novamente na terra, será inofensivo.

    • Toni da Adega says:

      Imaginem quando souberem que já foram feitos dezenas de lançamento de sistemas que utilizam energia nuclear.
      https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_nuclear_power_systems_in_space

      • PeterJust says:

        Até há submarinos atómicos, mas por existirem não quer dizer que sejam totalmente seguros. Neste caso será enviar um reator de grandes dimensões e não temos grande informação acerca do material radioativo a bordo e a sua quantidade, mas tudo leva a crer que em caso de acidente dentro da atmosfera terrestre, as consequências seriam desastrosas.

        • Miguel says:

          Deves pensar que um reactor é transportado em processo de fissão. Santa ignorância.

          • PeterJust says:

            O reator não é problema, o problema é o combustível. Mas como sou um ignorante e tu é que és esperto informa-te sobre os procedimentos de segurança levados a cabo pela NASA quando é lançado material radioativo para o espaço, segundo a tua inteligência superior eles devem ser burros a perder tempo com isto porque não há problema algum.

          • Miguel says:

            @PeterJust

            O combustível é U-235 (uranio enriquecido), que por si só não é desastroso nem perigoso (podes pegar nele com as mãos sem consequências de maior)
            O perigo é no próprio processo de fissão e as enormes quantidades de radiação ionizante resultantes e claro os elementos daí resultantes (caso de chernobyl).
            Ou seja, é muito mais perigoso transportar residuos resultantes da fissão do que o combústível.

            Não leves a mal, mas no que toca a radiação, tipos, origem e consequências és sim ainda um pouco ignorante. Mas se pesquisares podes aprender mais.

  5. Joao Ptt says:

    Estamos a falar da Rússia? Aquele país que anda constantemente a cortar nas compras de aviões de combate militar desenhados e construídos dentro da própria Rússia… se nem têm dinheiro para comprar os aviões supostamente necessários para garantir a defesa aérea do seu enorme território, vão gastar dinheiro a mandar reactor nuclear para Marte? Algo errado não está certo.

    • AlexAlex says:

      Estão a cortar os Su-57 que agora já se sabe foi mais como intermediário (ou para relações públicas, ou desculpa para capitalizar a Sukhoi). No próximo dia 20 apresentarão o produto que realmente interessa.

      Em todo caso, a posição dos caças na doutrina de defesa Russa já não possui a relevância do passado, estão focados em sistemas de mísseis hypersonicos…

  6. César Oliveira says:

    Tinha que ser. Já querem sujar outras mundos. Não basta terem conspurcado a terra com essas malditas centrais nucleares.

    • Miguel says:

      O que tem as centrais nucleares? São a energia mais limpa e barata que existe.
      Até espanha tem centrais nucleares.

      • César Oliveira says:

        Isso não é verdade. A prova disso são os acidentes que podem ocorrer e já ocorreram e olha os efeitos que gerou.
        E já nem falo do lixo que essas malditas centrais nucleares geram.

      • PeterJust says:

        Então o lixo radioativo é limpo? Enterras aquilo à porta de casa e tapas com cimento a tua freguesia. Está o problema resolvido

  7. Louro says:

    Fico estupfacto com os comentários que aqui vejo, nao percebem absolutamente nada do assunto mas mesmo assim vem sempre “ai jesus que vamos morrer todos”.

    Energia nuclear é a forma mais limpa e eficiente que temos até ao momento de gerar energia, também é muito mas muito mais segura nao só para o ambiente como para nós próprios.

    • PeterJust says:

      Chernobil, Fukushima entre outros são o exemplo perfeito da segurança das centrais nucleares, são bastante seguras, até terem de mandar trabalhadores para a morte e contaminarem florestas e mares inteiros. Só para se ter a noção, em Fukushima as pescas nas zonas circundantes foram proibidas por 10 anos e vão despejar água radioativa para o oceano durante 30 a 40 anos! Muito seguro, fico completamente descansado se tiver uma central à porta.

  8. PTO says:

    E pronto! Lá vai o Ser Humano começar a f*der mais um planeta!

  9. Miguel says:

    Fico parvo com as preocupações que por aqui há em poupar o planeta marte á energia nuclear. Não podemos deixar que se detrua a enorme e mágnifica fauna e flora de Marte, assim como os seus lagos cristalinos e florestas a perder de vista.

    Vão apanhar ar!, vão arejar essas cabecinhas!

  10. Pedro says:

    Sei dos problemas que existem em neutralizar os desperdícios e o lixo nuclear que essas centrais produzem e também sei dos graves acidentes que aconteceram em chernobil e em fukuchima . Mas pelos vistos o senhor não sabe !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.