PplWare Mobile

OMS: Novo coronavírus pode não se transmitir através de objetos e superfícies


Autor: Pedro Pinto


  1. miguel says:

    Essa organização para mim como fonte de informação fidedigna ultimamente vale 0!

    • rikardo pereira says:

      para mim ja ha muito que vale 0

    • Wishmaster says:

      @miguel

      Verdade… Ora dizem uma coisa, ora dizem outra… Depois voltam atrás e afinal é como disseram que era e já nem sabemos o que disseram e quando. Um autêntica trapalhada de informação.

      Entretanto, já no início de Março, um epidemiologista alemão tinha feito investigação numa casa de infectados, toda a família infectada, não encontraram o vírus vivo em superfície nenhuma, telemóveis, maçanetas, gato, etc…

      • eu2 says:

        O problema é que só lêm o que lhes interessa. A parte do “*ainda* não está confirmado”, “pelo que se pôde perceber *até agora*”, “são investigações *preliminares*”, logo ainda não é oficial, essa não entendem.

    • JOÃO BRITO says:

      Se a comunidade científica não mudasse de opinião ainda se julgava a Terra plana e o Sol girava em torno da Terra.

      Há que perceber que o conhecimento científico é dinâmico consoantes os factos existentes, o que hoje é dado como verdade amanhã pode-se acabar por verificar falso.

  2. Miguel says:

    A OMS é completamente ridícula. Só suposições.

  3. Joaquim Sobreiro says:

    Sabendo dos financiadores da OMS, com nomes e valores, como se pode confiar?

  4. Paulo says:

    Hoje dizem uma coisa, amanhã dizem outra em que ficamos LOL?

    • eu2 says:

      Na última informação *confirmada*.
      Se não te sentes seguro, espera algum tempo que surja nova confirmação, ou estuda por ti mesmo. Se não quiseres fazer isso, faz como quiseres, mas lembra-te que há sempre o risco de estares errado.

  5. Daniel Neto says:

    Quando fazem este tipo de posts seria interessante colocar a fonte para quem quiser consultar mais informação.
    Fica a dica.

  6. Pedro says:

    Foi escrito por Pplware. Eles estavam na conferencia, não há fontes.

  7. Filipe says:

    Vejam lá que a OMS nem sequer tem, depois deste tempo, evidências claras de que uma pessoa com máscara, viseira e luvas (e que não esteja infectada) não fique infectada na mesma quando num local com mais pessoas infectadas… Por isso mesmo é que só ordenaram inicialmente que máscaras e outra protecção só para médicos e infectados é que seriam obrigatórias.
    Na hora falam muito, mas depois quando são confrontados e a verdade sai, afinal tudo não passava de suposições.

    • Wishmaster says:

      @Filipe

      E a questão é que, após já vários surtos epidemiológicos pelo mundo todo com os quais a OMS já lidou, de repente não sabe se deve ser usada máscara entre outras dúvidas, estávamos nós em plena crise pandémica e ainda se andava a discutir isto…Uns a dizer que deviam usar, outros a dizer que não, etc…

    • Dark Sky says:

      Outra vez as máscaras. De vez em quando convinha pensar e ler qualquer coisa.

      – Se a OMS as recomendava para os profissionais de saúde era porque as considerava inúteis?
      – O que a OMS disse é que as máscaras para uso dos profissionais de saúde fossem priorizadas a esse pessoal – o que é sensato dada a sua escassez em muitos países
      – Disse também que não havia evidências das máscaras de uso comunitário – de algodão tecido serem eficazes. Note-se bem que as máscaras social de que agora se fala, de material não tecido e com filtros, não era um conceito existente na altura. A OMS referiu-se especificamente a máscaras de algodão tecido. Mas com isso parece que a OMS dizia espirra e tussa à vontade. O que disse foi espirre para um lenço de papel ou para o cotovelo. A máscara de algodão tecido é mais eficaz? Talvez, e talvez a OMS pudesse ter dito “use uma máscara qualquer”.
      Agora o que a OMS não disse foi: há abundância de máscaras cirúrgicas , dá para dar e vender à população, mas não as devem usar. Isso basta pensar um bocadinho.

      Os “monos” vivem para atacar qualquer coisa. Também calha à OMS.

      • Wishmaster says:

        Sabe bem que foi por causa da escassez… Iria causar o pânico e fragilizar governos não acautelarem nem haver máscaras, e quando tiveram tempo para as arranjar.

  8. George Orwell says:

    Andáveis vós, Pedros, Marisa e Inês
    Em Pplware afã e doce encanto
    Eis quando a china monção solta vil rês
    Para tão soez afronta e quebranto

    A torpe besta de Covid chamado
    À lusitana praia chegou do leste
    Não bastava o clima, o triste fado
    Ao agreste quis juntar insana peste

    Tão sofridas almas estão de quarentena
    Confinadas às paredes da solidão
    De tão curto ser, mui grandiosa pena

    Deuses, se por pranto desejo concedei
    Que a reles peçonha tome o avião
    Veloz, vade retro prà terra da Huawei

    Luís Vaz de Allen Zimmerman – poeta (mui) mal arrimado

  9. Sr. Atenção says:

    Esta organização é o verdadeiro vírus.

  10. Felipe says:

    Uiii, que informação tão credível!! Vindo de quem vem não tenho nenhuma razão para duvidar! Eheh 😀

  11. Ora ora says:

    Aconselho o pessoal que não acredita em ciência a injectar desinfetante. Problema resolvido.

    • miguel says:

      Eu acredito na ciência, e esse paleio da terra plana já chateia para desinformar quando algo não é igual aquilo que concordamos.
      Como acredito tanto nela injecta em ti e depois diz-me o resultado, enfim…

      O problema da OMS é que tem dado tiro nos pês constantemente, e ultimamente é mais uma organização sobre muita suspeição de $$$ / €€€€!

      • Hugo says:

        Nem a própria teoria da terra plana foi formulada em tão pouco tempo.
        Está visto que és daqueles que “quer aqui…e agora”, mas infelizmente ninguém te deve nada e, para nossa infelicidade, também não me parece que se vá aprender grande coisa contigo.
        Ainda assim fico a aguardar dias melhores.

  12. Carlos Fernandes says:

    Todas as recomendações da OMS derivam de investigações cientifica. Com tal e para o efeito foi divulgada recentemente um estudo cientifico dia 17/05/2020 (https://www.afp.com/pt/noticia/855/estudo-com-hamsters-comprova-eficacia-de-mascaras-contra-covid-19-doc-1rr6iv3) que comprova que o uso de mascara é eficaz contra o covid-19.
    Não entendo com tanto epidemiologistas, mais ninguém apresentou este teste.

  13. Dark Sky says:

    Convém enquadrarmos a bola com a baliza.
    – Em março a OMS disse que – de acordo com os estudos disponíveis, de diversas entidades – o coronavírus se podia manter nas superfícies durante várias horas ou até vários dias.
    Um desses estudos, em laboratório, concluiu que a Covid-19 pode sobreviver de dois a três dias em materiais como vidro, tela, metal, plástico ou papel se estiverem a uma temperatura de 37 graus. Outro apontava até sete dias de sobrevivência fora do organismo.

    – O que a OMS diz agora é que não há provas de que os resultados desses estudos, em laboratório, ocorram na vida real. Ou seja, não encontrou provas conclusivas de que o coronavírus pode contagiar-se a través de um contacto com uma superfície artificial como maçanetas de portas ou teclados.

    Mas – no que importa – a OMS mantém a sua recomendação a favor da desinfeção de superfícies e objectos sempre que seja possível e para tranquilidade da população.

    A conclusão que se tem de tirar é de que não é preciso andar cheio de medo de tocar objectos da vida normal e corrente. Mas, como em relação a todos os vírus, a lavagem frequente das mãos, em particular antes de as levar à boca ou aos olhos, continua a ser muito importante (princípio da precaução).

    • Pedro Pinto says:

      Não havendo evidência, ainda não é certo. É quase isso que falaste

      • Dark Sky says:

        Deve haver muita gente com as mãos sem pele de tanto as lavar dentro de casa. Toca num objeto – lava – toca noutro – lava, porque o vírus pode lá estar durante dias.

    • Wishmaster says:

      Há que séculos epidemiologistas alemães começaram a falar disso sobre a transmissão em contexto de vida real… Hendrick Streeck, da Universidade de Bona.

      • Dark Sky says:

        Do estudo efetuado na região de Heinsberg concluiu no início de abril, que:” Até agora, não foi comprovada nenhuma transmissão do vírus ao tocar objetos infetados, em supermercados, restaurantes ou cabeleireiros.”

        Para a OMS fazer a atual declaração teve em conta outros estudos que também não encontraram provas conclusivas dessa transmissão. Mas, diga-se em abono da verdade, que se não fazem experiências do tipo:
        1. “Fazemos-lhe um teste de diagnóstico para se ter a certeza que não está infetado”
        2. “Agora toque aqui neste objeto infetado” (não se pode fazer isto porque o Covid-19 não tem tratamento, da mesma maneira que não se pode dar uma vacina experimental a uma pessoa e a seguir infetá-la com Covid-19 para ver se resulta)
        3. “Agora vamos colocá-lo num ambiente isolado para evitar outros tipos de contágio”.
        4. “Agora vamos ver se ficou infetado por tocar no objeto infetado”
        — dificilmente se encontram provas conclusivas.

        • eu2 says:

          Se fizessem isso a um certo número de pessoas, poder-se-ia tirar provas conclusivas, não? Mas só se pudessem fazer isso.

        • Wishmaster says:

          Falta a parte de não ter encontrado vírus #”vivos” na residência de uma família que estava toda infectada…

          Sim, esse tipo experiência poderia ser feita, mas as autoridades não a iriam fazer provavelmente, mesmo que houvesse um voluntário.
          Por acaso, conheço uma pessoa que disse que não se importava de ser voluntário!! lol
          Há umas “teorias” que dizem que em 1918 tentaram infectar pessoas e não conseguiram. Ainda não verifiquei se isso está registado por historiadores.

  14. fernandes says:

    Fonte?? Isto de por artigos sem fonte passa por uma opinião. Sou formado em biologia molecular e gostaria de saber em que se baseiam para colocar este post!

  15. nuno ferrao says:

    confiem no costa que ele é que sabe como é.

  16. danny says:

    Esta noticia encaixa como uma luva, principalmente num momento em que as creches e escolas abrem os seus serviços! LOL.
    Realmente é uma piada! primeiro toda a desinfectar tudo, agora quase que nao é necessário. Se fosse palavras vindas da nossa ministra da saude (que dizia nao ser necessário máscaras, mas agora é!) nao me estranhava nada. Agora vindo da OMS??

  17. informado says:

    O PPLWARE agora é um site de apoio ao Governo SOCLIALISTA? No dia em que o governo diz pras pessoas irem para a rua publica esta notícia que não vale nada… e tendo como fonte a OMS .. OMS que escondeu o vírus em conluio com a China em Dezembro e Janeiro. OMS credibilidade ZERO!

    • Dark Sky says:

      Tu não és o tal que não quer sair de casa nem por mais uma?
      Do que se está a falar é da transmissão do vírus tocando em superfícies que podem ou não estar infectadas.
      – Estudos feitos – em laboratório – mostraram que o coronavívirus podia contagiar durante horas ou dias, fora do corpo humano, em superfícies artificiais como vidro, tela, metal, plástico ou papel, em certas condições como a temperatura a 37º. Nessa altura, em março, a OMS informou isso mesmo.
      – Agora a OMS veio informar que estudos – em condições do mundo real – não confirmaram a infeção do vírus por contacto com superfícies artificiais. Isto é ciência – não se confirma, a OMS informa.

      Agora, vamos lá a ter maneiras, o que dizes não é o problema do optimista e do pessimista – do copo meio cheio e do copo meio vazio. Diz o otimista: “Ainda bem, sinto-me mais aliviado”. Diz o pessimista “Olha que a OMS não afirma que não pode haver contágio, só diz que não tem provas de contágio …”

      Tu atacas a OMS, juntando o Governo socialista, mas podias juntar a oposição e mais o PR, porque, felizmente, estão todos de acordo.
      Já pensaste que o teu pensamento é que pode estar desinformado? Que quando Xi Jiping – com todos os defeitos que se lhe conhece e intenções imperialistas – diz que só a 19 de janeiro houve a consciência real da infeciosididade do vírus da Covid-19, está a ser sincero? Que a OMS quando dizia que a China estava a tomar as medidas adequadas estava a ser sincera?

      Que essa coisa de Trump atacar a OMS, puxando por Taiwan que diz que avisou a OMS e foi ignorada (avisou que podia haver um novo vírus, não que havia um novo coronavírus) tem intenções eleitoralistas? Em todo o caso, como quem aprova o financiamento da OMS é o Congresso dos EUA e podia haver chatices, Trump já foi dizendo que uma parte (10%) do financiamento da OMS aprovava.

      É quer atacar a OMS é o maior disparate à face da Terra. A OMS é fundamental para os países com poucos recursos. Quando a Covid-19 se tornou um perigo em S. Tomé e Príncipe vai ver quem é que acudiu (e mais alguns países da UE, com destaque para Portugal). Fez ou disse uma asneira, ou entendida como tal, aqui ou ali – é irrelevante.

    • Rui says:

      Quais são, para ti, as fontes credíveis relativamente a este assunto?

    • Vítor M. says:

      O Pplware não tem partido político, religião ou clube.

  18. Joaquim Sobreiro says:

    Se a dimensão de qualquer vírus, só permitiu a sua observação (descoberta), com microscópio eletrónico, como pode a dimensão do orifício respirável de qualquer máscara dar a segurança anunciada para a utilização na protecção de vírus?

    • Rui says:

      O vírus precisa de um meio de transporte como as gotículas presentes na nossa tosse. Essas gotículas são maiores que o vírus e são elas que não devem passar pela máscara.

    • Luis says:

      Chamam-se mecanismos de filtração. O que refere é apenas a tamisação/deposição, em que partículas maiores do que x não passam. Mas dependendo do tamanho dessas partículas, há o mecanismo de difusão, adsorção e inercial. Não é preciso os poros serem mais pequenos do que as partículas.

  19. Samuel MG says:

    Resumindo a OMS muda de opinião como uma mulher muda de roupa!!

  20. Napz says:

    A única conclusão que se chega é que a grande maioria das pessoas percebe 0 de ciência, de métodos cientificos ou de como a ciência avança.
    Até se chegar a um consenso na comunidade cientifica, com provas inequivocas, a unica coisa que poderá sair são especulações.
    Nada de anormal.

  21. Nuno says:

    Isto vem dos últimos tempos, não aqui no pplware, mas lido por aí, em diferentes ocasiões, em sites de notícias, que é o verdadeiro problema:
    – Afinal o coronavírus pode não ser transmissível através de objectos e superfícies.
    – Afinal o coronavírus pode ser transmissível através de objectos e superfícies.
    – Afinal o coronavírus pode não ser transmissível através de objectos e coisas.
    – Afinal o coronavírus pode ser transmissível através de coisas e plantas.
    – Afinal o coronavírus pode não ser transmissível através de cenas de fumar.
    – Afinal o coronavírus não pode não ser transmissível através de objectos e superfícies.
    – Afinal não, o coronavírus pode ser não transmissível através de líquidos e sólidos.
    – Afinal o coronavírus pode sim, ser transmissível através de humdidade, mas nem sempre…

    • Dark Sky says:

      Penso que se pode resumir tudo isso ao que disse hoje a Diretora-Geral de Saúde:

      “A transmissão do vírus é mais difícil do que se pensava através de corrimãos ou maçanetas das portas. Mas a desinfeção e limpeza dessas superfícies continuam a ser recomendadas pela OMS. É uma boa notícia, porque permitirá um regresso à normalidade mais à vontade.”

  22. Algo says:

    Lol às pessoas a dizer que temos que nos adaptar às novas descobertas e opiniões. Quer dizer que se milhões de pessoas morrerem amanhã porque afinal o que era já não é devido a uma negligência da OMS temos de nos conformar? Ok.

    Essa organização já provou que não presta e o facto de haver indivíduos investidos no que sai da boca deles inquestionavelmente é preocupante.

    Quem fez a sua pesquisa sabe e BEM qual é a agenda dessa gente. Os comportamentos deles até á mãos recente data falam volumes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.