PplWare Mobile

Movimentos anti-vacinação no Facebook podem afetar a prevenção da COVID-19


Autor: Vítor M.


  1. MACnista says:

    … cambada de “acéfalos”, só pode!!!!!!!!!

    • Rosa says:

      Os acéfalos costumam ser acriticos.
      Nunca questionam o que lhes é dito por quem de autoridade, e ainda papagueiam aquilo que ouvem repetido muitas vezes…

    • Spoky says:

      Ler ler ler ler ler ler ler Maquinista.
      https://www.amazon.co.uk/Millers-Review-Critical-Vaccine-Studies-ebook/dp/B07NQW27VD/ref=sr_1_7?dchild=1&keywords=ebook+vaccine&qid=1589839188&sr=8-7

      Não te fazia mal, são “SÓ” 400 estudos cientificos que demonstram que as Vacinas não fazem tão bem quanto se pensa, fico a espera são só 400. Isto para ti é PRO.

      Acéfalo.

      • Ricardo says:

        @Spoky já leu o livro? Ou leu apenas a introdução que aparece na Amazon? É que em lado nenhum diz que as vacinas não são seguras, mas também não diz que são seguras. Apenas pede para ler. Cá para mim, parece-me que não sabe é interpretar o inglês que lê e usa isso para tentar impingir o seu ponto de vista anti vacina.

      • LR says:

        Boa! 400 estudos! Num universo de quantos estudos feitos sobre o tema? É que se for 400 de 800, é realmente muito. Mas se for 400 de 80000, já perde um pouco o gozo, não é?

        • José Bacalhau says:

          Em ciência não há democracia. Uma hipótese é verdadeira enquanto não for infirmada por alguma experiência. Até podiam ser 10 milhões de estudos contra um e só este estar certo. Dito isto, as vacinas são genericamente uma coisa fantástica, o que não é sinónimo de se dizer que são sempre boas. Por exemplo, a da gripe é altamente questionável segundo muitos investidores.

          • LR says:

            @José: claro, tens toda a razão, e estou totalmente de acordo contigo. O que acho idiota é alguém defender de forma tão disparatada como o Spoky uma posição baseado apenas num determinado livro com resumos de 400 estudos, e assumindo que apenas esses estudos estão corretos e são a verdade universal (ofendendo todos os que não concordam com essa sua “verdade”.
            De certeza que haverá muito mais que 400 estudos sobre a “possível” ineficácia das vacinas, tal como haverá muito mais que 400 sobre a sua eficácia. Mas é como dizes: são uma coisa fantástica, mas não quer dizer que não hajam algumas questionáveis.

      • Nuno says:

        O aumento da longevidade da vida deve dever-se ao melhor ar puro que inspiramos…

  2. Joao Ptt says:

    Vacinas são importantes, mas é preciso não acelerar a coisa demasiado, que não querem tornar todos inférteis e coisas do género só porque andam com a pressa.

  3. Herético says:

    “Desconfiar dos conhecimentos científicos é perigoso”.
    Nos conhecimentos científicos, eu confio apenas em metade, porque a outra metade é serviço às elites.
    Toda a poluição que existe na Terra deve-se à ação da Ciência. E note-se que não sou contra a ciência, mas sim contra os que abusam dela em nome das elites. O conhecimento científico nas mãos dos perversos é uma arma muito poderosa. Infelizmente, a maioria das pessoas “bem formadas”, ou seja, formadas pelas escolas do SISTEMA, apenas acreditam naquilo que lhes ensinaram e tudo o resto é teoria da conspiração.
    Também é verdade que existe por aí muita informação falsa, mas também existe muita coisa que devia ser levada a sério e a maioria não ligam nenhuma.
    As pessoas confiam demais no SISTEMA e até o defendem com unhas e dentes, porque têm palas e só vêm a cenoura à sua frente. Por isso insisto, olhem à vossa volta, observem de cima como as águias e vão ver que as coisas são muito diferentes daquilo que imaginavam.
    Já pensaram que quem vos fornece os vícios é o próprio Estado (SISTEMA)?
    Mas há muito mais se quiserem tirar as palas. E agora digam-me se também isto é uma teoria da conspiração.
    Vocês podem ter mestrado e doutoramento, mas se não questionarem, se não tirarem as palas, de nada vos serve os canudos.

    • eu2 says:

      “Infelizmente, a maioria das pessoas “bem formadas”, ou seja, formadas pelas escolas do SISTEMA, apenas acreditam naquilo que lhes ensinaram e tudo o resto é teoria da conspiração.”

      Ou não tiveste escola, ou a tua escola tinha uma grande falta de material. Para isso servem as aulas laboratoriais e práticas. Para tentar tirar as dúvidas das pessoas que acham que “foi só o que me disseram na escola”. O pior é quando alguns pensam que “Claro, se o professor e o manual dizem, pra quê fazer experiência? Não duvido do professor.”. Mas mais tarde esquecem-se da explicação e ficam só com a ideia de que “foi o professor que disse”.

      Claro que se eu fiz uma experiência que me mostrou que algo era verdade, se alguem diz que não porque “foi o professor que disse e ele era ligado ao governo e às elites” então é sim teoria da conspiração.

      • Rosa says:

        Nunca nenhum pesquisador testa tudo. É impossível por questão financeiras e de tempo.
        Parte-se sempre de pressupostos, que regularmente são colocados em causa, quando os resultados laboratoriais levantam dúvidas.

        • eu2 says:

          Pois, por isso é importante fazer-se testes. É preciso pesar as finanças e o tempo em relação ao benefício de se esclarecerem as dúvidas. Nalguns casos pode não valer a pena os custos, já noutros pode ser muito importante por ter sérias consequências.

        • Nuno says:

          é claro que nao é possivel testar tudo se estamos a testar uma coisa em laboratorio vamos partir do pressupostos que a agua evapora nao vamos perder 3 horas a pôr um balde ao sol para provar que a agua evapora, é claro que ha coisas que nao sao testadas mas sao coisas que sao explicadas o como e o porque e provadas atraves de calculos matematicos

    • eu2 says:

      “Vocês podem ter mestrado e doutoramento, mas se não questionarem, se não tirarem as palas, de nada vos serve os canudos.”

      Acho que ninguém consegue tirar um canudo desses se não questionar. Pelo menos numa universidade de jeito.

    • Rui says:

      Observar de cima como as águias, dizes tu?
      Então não sabes que as águias são robots construídos pelo SISTEMA para nos vigiar?
      Cheira-me que és um agente do SISTEMA infiltrado!

    • lucas says:

      Se não fosse para desconfiar porque razão por exemplo o youtube está a fechar as contas de todos aqueles falam e mostram informação que os órgãos de comunicação escondem e não só a respeito do covid e todas as áreas.
      Fala-se muito dos tempos do Hitler mas devagarinho para não levantar poeira o manto da ditadura mundial está a baixar a informação independente está a ser fechada.

    • Nuno says:

      Claramente nao andas te na mesma faculdade que eu as coisas nao sao ditas para o ar existem aulas de laboratorio e praticas onde tudo é provado e experimentado, estas teorias que o pessoal acredita no “sistema” secalhar as pessoas sacreditam porque tudo é provado a nossa frente quando era puto tambem me disseram que coca cola e mentos causava uma erupçao e eu achei estupido até experimentar, voces nao tem conhecimentos e nunca vos ensinaram as coisas mas têm a mania que quem sabe é que esta mal porque acredita no “sistema”

  4. Joselito says:

    Curaram o mundo! Finalmente acharam a cura da SIDA! Cura para doenças de RNA Viral!

    Doenças virais não têm cura! Aprendam logo!

  5. BlackFerdyPT says:

    Imunidade de grupo poderá ser atingida quando um grande número de pessoas for simplesmente infectada com o vírus – e não morrer por isso (o que acontece com a esmagadora maioria das pessoas, que são até assintomáticas (https://www.irishtimes.com/news/health/coronavirus-cases-may-be-tens-of-times-higher-than-previously-thought-study-says-1.4232557).

    Eu sou um dos que fazem propaganda anti-vacinas (mas, não no Facebook, por saber que esta rede social censura pessoas que denunciam factos que contrariam as supostas verdades oficiais). E, posso-vos dizer que, ao longo de mais de década e meia a informar-me (esporadicamente) sobre este assunto, em particular, nunca vi eu prova convincente alguma de que as vacinas sejam eficazes – muito pelo contrário.

    E, quanto ao que num comentário acima foi referido, das vacinas poderem causar infertilidade, tal não é uma “teoria da conspiração” – pois, a OMS já foi repetidamente apanhada a acrescentar/associar a hormona feminina necessária a uma gravidez com sucesso (hCG) aos agentes patogénicos de vacinas, o que tem como resultado que as raparigas e mulheres que são injectadas com tais vacinas desenvolvem anticorpos também contra tal hormona (ex: https://www.globalresearch.ca/mass-sterilization-kenyan-doctors-find-anti-fertility-agent-un-tetanus-vaccine-2/5678295).

    E, muito mais poderia ser dito sobre os vários compostos nocivos presentes nas vacinas… Mas, apenas sobre a questão da sua eficácia,

    O que se passa, essencialmente, é que há informação que diz que as vacinas são eficazes e há informação que diz que estas são ineficazes. Logo, cabe a cada um recorrer ao seu sentido crítico – se, por acaso, o possuir – e também à sua inteligência, para determinar quem é que estará a (e tem interesse em) mentir sobre o assunto (https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=9302.msg325245#msg325245).

    Mas, como há claramente quem tenha – e cada vez mais – *MEDO* do debate, toca o Facebook e afins a censurar um dos lados do mesmo (https://pplware.sapo.pt/redes_sociais/o-facebook-e-a-google-vao-censurar-conteudo-anti-vacinacao/).

    • Hugo Nabais says:

      Quantas doenças não foram já erradicadas ou os seus sintomas atenuados devido à vacinação?!
      Vai-te informar sobre o sarampo.
      Informa-te do que acontece a quem se contagia com tétano e não está vacinado contra quem está, para perceberes para que serve a vacinação.
      Achas que a poliomielite desapareceu porquê?!
      Entre muitas outras doenças.

      A vacinação como tudo na nossa vida terá os seus riscos e as suas falhas, mas os factores positivos superam em muito os negativos. Está testado e é aceite pela maioria da comunidade cientifica.

      • BlackFerdyPT says:

        As várias doenças têm sido “erradicadas ou os seus sintomas atenuados” devido a melhorias (1) nas condições de higiene e (2) na nutrição – que, respectivamente, (1) reduzem a exposição aos agentes patogénicos e (2) aumentam a resistência do organismo aos mesmos.

        E, informar-me (seriamente) sobre “o que acontece a quem se contagia com tétano” foi exactamente o que fiz, há mais de uma década, quando no início de um trabalho de voluntariado (que implicava muito trabalho de campo, com ferramentas) quiseram que eu me vacinasse contra o mesmo – tendo eu concluído, através do cruzamento de informação de diferentes fontes credíveis (como a revista “New Scientist”), que de entre as pessoas que tinham apanhado esta doença, a percentagem que tinha sido vacinada contra ela era sensivel ou mesmo exactamente a mesma que a de pessoas vacinadas na população, em geral.

        Até o próprio inventor das mesmas, mais tarde reconheceu que as vacinas não funcionavam. E, os argumentos que ainda tentou apresentar em contrário não batem certo para qualquer pessoa inteligente (ver a Wikipedia).

        Também, tenho um amigo médico de clínica geral que concorda comigo (http://octopedia.blogspot.com/search/label/Vacinas). E, se há doenças que estão a reaparecer, tal deve-se obviamente ao ressurgimento da pobreza – o que leva a piorias nas mencionadas condições de higiene e nutrição.

        Talvez, se (em vez de simplesmente acreditarem em governos, que repetidamente provam serem mentirosos) fizerem as pessoas como fazem os juízes nos julgamentos, e emitirem o seu veredicto *depois* (e não antes) de verem as provas apresentadas por *ambos* os lados, sejam tais pessoas capazes de chegar a conclusões diferentes do que diz a propaganda oficial…

        • Hugo Nabais says:

          “que de entre as pessoas que tinham apanhado esta doença, a percentagem que tinha sido vacinada contra ela era sensivel ou mesmo exactamente a mesma que a de pessoas vacinadas na população, em geral.”

          O número de pessoas que apanha a doença até pode ser o mesmo, no entanto a grande questão é a manifestação da doença, e aí já não é a mesma coisa.

          A difteria, o sarampo, a rubéola, a meningite meningocócica, a tosse convulsa, a poliomielite, o tétano, a tuberculose “desapareceram” só devido a “devido a melhorias (1) nas condições de higiene e (2) na nutrição”…
          Ok é isso mesmo…

          Como é possível haver pessoas que continuam a apregoar estes disparates faz-me muita confusão.
          Se fosse assim tão fácil íamos já todos comer melhor para erradicar o Covid-19 e passava já.

          Mas pronto, já vi que isso está muito enraizado e nem vale a pena perder mais tempo.

        • Lota says:

          Nunca li tantas loucuras juntas…black.

    • Os "iluminados" do FB says:

      Que ignorância… é atroz. Quando estes “especialistas” falam do que não dominam é um problema! Quando tiver um filho não vacinado e este morrer de sarampo, ou ficar com polio ou outra me$?a qualquer talvez mude de opinião.

      • Spoky says:

        Os “iluminados” do SISTEMA de Saúde.

        Começares a ler um livro não te fazia mal, és outro acéfalo que só sabe ouvir e calar, típico português que só vai votar no partido X ou Y porque sim, nem sabe quem é o lider, nem o que promete ou o que defende.

        É aceitar, comer e calar. É 8 ou 80. Não papas grupos.

        Então pega-la, lê tens ai muito que ler 400 páginas com estudo científicos acerca das Vacinas:
        https://www.amazon.co.uk/Millers-Review-Critical-Vaccine-Studies-ebook/dp/B07NQW27VD/ref=sr_1_7?dchild=1&keywords=ebook+vaccine&qid=1589839188&sr=8-7

        Quando abrires os olhos talvez mudes de opinião, até lá és outro acéfalo do Sistema. Comes e calaste. Quieto no teu canto a saborear as mentiras que vês do Estado e Sistemas de Saúde.

        **Usar mascará pode ser perigoso**

        cof cof cof, semanas depois retiram o que dizem e pedem mascaras obrigatórias em centros comerciais, lojas etc.

        É só uma prova do acéfalo que és, comes e calaste é assim. Típico.

        • Nuno says:

          eu a pensar que este tipo de pessoas nao vinham ao pplware afinal ainda ha aqui muitos retardados, mas pronto isso ha por todo o lado pessoas como voces anti-vacinas sao como as pessoas que acreditam que a terra é plana, tem a mania de nao acreditar nos especialistas nem sei bem pq acham se mais inteligentes mas dps sao burros como uma porta

    • Toni da Adega says:

      Já experimentaram juntar-se a meia dúzia da pessoas fazer umas orgias para ver se ganham Imunidade de grupo á Sida? Isso daria um bom caso de estudo.

      Mas ao menos agora podes descontrair e aproveitar a vida por uns tempos pois por enquanto estamos seguros e livres de uma vacina.

  6. Joaquim Sobreiro says:

    Censura imposta sem debate de ideias, sim, também entre cientistas, é uma forma de ditadura.
    Cada vez são mais os profissionais de saúde que arriscando a cédula profissional, autorização obrigatória para exercer a profissão, vão informando da utilidade da vacina.

  7. Moxa says:

    “… ao longo de mais de década e meia a informar-me (esporadicamente)…”!
    Está tudo dito e vale pouco ou nada…

  8. AlexX says:

    Não sou anti vacinas, sou sim pelo direito de liberdade em tomá-las ou não. E quem as toma não tinha que recear estar junto de quem não as toma dado que teoricamente já devia estar imune.
    Grandes ajuntamentos de pessoas (pavilhões, ambientes pequenos e fechados, concertos, etc) e animais (aviários, currais, vacarias etc) nunca foram boa ideia. Dito isto, se vacinação ou farmacêutica em geral fossem tão importantes e benéficos assim, humanos e várias espécies animais já estariam extintos há séculos.
    Muitas tribos espalhadas pelo mundo nunca tomaram nada da farmacêutica e vivem com saúde e de forma activa mais anos que aqueles nas vilas e cidades. Haverá sempre quem padece por doença nem que chegue o dia em que tomem 30 comprimidos e 3 vacinas por dia.

    • Fulano says:

      Eu também sou a favor de deixar esse gente toda morrer por não quererem ser vacinados, e proibir o seu acesso ao sistema de saude universal.

      • Spoky says:

        Fulano, se gastasses o teu tempo a ler um livro seria mais útil do que gastares o teu tempo a dizeres parvoíces e asneiras.

        Será mesmo que as Vacinas não fazem mal? Aqui tens um livro interessante:
        https://www.amazon.co.uk/Millers-Review-Critical-Vaccine-Studies-ebook/dp/B07NQW27VD/ref=sr_1_7?dchild=1&keywords=ebook+vaccine&qid=1589839188&sr=8-7

        “Contém resumos de 400 artigos científicos importantes para ajudar pais e pesquisadores a melhorar sua compreensão das vacinas.”

        És só mais um acéfalo, se o “Estado” diz é porque é verdade, se a OMS diz é porque é verdade, se a DGS é porque é verdade.

        Não questionas, não vês o outro lado da coisa, não procuras, não tentas saber, não tentas procurar respostas, questionar-te a ti mesmo.

        Não sabes nada, é o típico totó que vai as eleições e vota num partido e depois é lhe questionado “Porque votaste nesse partido, que defendem e o que prometem?” “Ahh isso já não sei, meu caro”

        Não tens de quê.

        • LR says:

          Fogo, tornas-te cansativo com a treta do livro dos “400”. Mas afinal são 400 estudos ou 4077 páginas? Decide-te. É, se não fosses o acéfalo de que a usas os outros de ser, talvez conseguisses encontrar outros 400 (ou bem mais, muitos mais) que contrariam os teus 400 estudos/páginas. É até outros 400 que afirmam que as vacinas são criadas põe ETs para nos dominar…

        • Toni da Adega says:

          Calma por uns tempos estás a salvo de uma vacina contra o Covid-19. Devias estar a curtir a vida em vez de andares tão nervoso

      • AlexX says:

        Não sejas mausinho, eles não querem ser obrigados a tomar vacinas precisamente porque querem viver. Porquê não lhes facultar esse desejo? Se as coisas corressem mal posteriormente, no máximo negavam-lhes quaisquer benefícios do Estado no SNS e faziam-nos pagar os tratamentos por inteiro. Morria quem não pudesse pagar, mas isso já acontece. O que acho é que essas pessoas deviam conter-se e ficar pelos avisos, e não entrar em autênticas manobras de propaganda ruidosa e espalhafatosa como têm feito. Um simples aviso, depois cada qual que pensasse por si e fizesse como bem entendesse.

  9. Fulano says:

    É deixá-los morrer e assim instalar de novo a selecção natural.
    Quanto ao Facebook, é apagar esses grupos e as contas de quem lá está.

  10. PTO says:

    Que se juntem aos ignorantes da Terra plana, de certeza que se vão dar bem.

  11. Joaquim Sobreiro says:

    Após tanta discussão para mim é claro que já estão bem definidas as opiniões.
    Sempre se tratou de uma questão de interesses económicos e liberdade. Como estamos em sistemas de economia de mercado quem colocar outro valor acima dos valores da Bolsa de Mercados será sempre combatido. Ignorantes e mal intensionados (vendidos a soldo do sistema) sabem que estão protegidos.

  12. Algo says:

    Eu também creio que as vacinas não sejam benéficas e comprometem com a longevidade do ser humano.

    Eu acho graça reconhecerem que os governos não prestam, mas serem desdenhosos do facto de sermos ratos de laboratório a uma indústria que lucra com as próprias doenças que nos emprega.

    Tantas pessoas paraplégicas, doentes, mortas devido a vacinas; tantas queixas e processos colocados contra essas empresas, mas maior parte jamais ouvirá de tais notícias, pois está industria corrupta paga milhões para que os testemunhos não cheguem aos mainstream media.

    Ninguém se importa até que afete aos seus ou a si mesmo. Eles usam mercúrio, substâncias fecais, e até mesmo… Enfim, mas vale acreditar na televisão do ir á raiz do problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.