PplWare Mobile

Cientista da NASA diz: “estamos perto de anunciar vida extraterrestre em Marte…”


Imagem: NASA

Autor: Vítor M.

Destaques PPLWARE

  1. Joao Ptt says:

    Vida física em Marte, só quando lá forem os humanos de naves espaciais perder tempo, dinheiro e recursos em geral.
    Não é que não exista vida em Marte, certamente existe, mas é por parte dos seres enteais (“da natureza”) que cuidam de tudo, mas as pessoas é que não serão capazes de os ver, da mesma maneira que não os vêm na Terra apesar de estarem literalmente em todo o lado incluindo em redor de cada pessoa.
    Esta gente arranja todos os pretextos e mais alguns para irem lá, apesar de não ter qualquer utilidade. Vão certamente conseguir, mas a humanidade não vai colher qualquer benefício disso… esses recursos e energia despendida poderia ser bem melhor utilizada, mesmo lá nos EUA, para coisas com real impacto na vida das pessoas.

    • Woot! says:

      Uau que alucinação tão grande…Pensava que estávamos num blog tecnológico não num blog religioso. Podes ir pregar os teus sermões para perto das estações de comboios e metros, já tens lá alguns colegas jeovás que se calhar até te ajudam.

      • Ze Carlos N says:

        Para que andam o Newton e o Leibniz a inventar tretas de numeros se isso nao cura a peste???

      • Joao Ptt says:

        O Woot! deveria ter antes escrito “que elucidação tão grande”, não quis, mas era o que deveria ter escrito para estar correcto.

        Um blog tecnológico… supostamente o objectivo de ir a Marte além de justificar o porquê de gastar “rios” de dinheiro em coisas inúteis, é saber mais sobre a origem da vida, do Universo, se existe mais vida além da Terra e outras patranhas similares.
        Adivinhem lá, não precisam de sair do planeta para descobrir tudo isso. Os antepassados, que no fundo eram os que andam por cá agora, já souberam muito mais sobre o todo onde estão inseridos do que agora com toda este avanço tecnológico (aquelas histórias dos deuses, um pouco por todo o mundo em diversas culturas, e que com o tempo iam mudando é prova disso, conforme evoluíam interiormente em rumo ascendente iam tendo conhecimento de cada vez mais coisas e vendo/ sentido/ tendo conhecimento dos tais novos deuses até que eventualmente, alguns poucos que conseguiram avançar até mais longe, estagnaram nos limites da sua própria origem sem passar do portal limite inferior onde pressentiram a condução uniforme, mas não avançaram o suficiente para conhecer ainda imenso que ficou em falta).
        O Avanço tecnológico deu-se, mas a evolução interior de cada um é que não só não acompanhou, como regrediu enormemente!

        Os Jeóvas estão demasiado atrasados na sua evolução. Dizem acreditar num Deus, mas não sabem como funciona realmente toda a Criação, é difícil de sustentar essa convicção em Deus sem a real compreensão do todo em que estão inseridos. Além do mais até há pouco tempo (será que ainda o fazem?) andavam a mendigar de porta em porta para que as pessoas quisessem interessar-se pela (suposta) palavra de Deus que eles (acham que) divulgam… como se Deus quisesse que andassem a mendigar a sua Palavra, quando ele na realidade Exige que sejam as próprias pessoas a querer encontrar a Sua Palavra de verdade e com humildade, a reconhecê-la devidamente, rejeitar o inverídico, e passar a agir em tudo de acordo com a mesma. Quem se interessar de verdade, encontrará.
        As restantes religiões também não iam gostar da divulgação dos conhecimentos, porque lhes ia tirar o seu querido poder e influência terrenal.

        • cosmix says:

          Perceber que existe muito mais para alem… não é um acreditar mas sim um exercício de mente aberta…

          • Joao Ptt says:

            É fazer utilização da intuição, que consegue ir além da matéria terrena até à própria origem. Se a maioria deixou enterrar tal capacidade dentro de si, é claro que a mesma perdeu a intensidade e muitos nem mais conseguem aceder a ela… agora não vão é querer bater nos outros que não foram irresponsáveis como eles próprios.

            Andam os cientistas da NASA a gastar uma enormidade de dinheiro para tentar encontrar supostas respostas onde as mesmas não poderão nunca ser encontradas. A curiosidade por ir a tais planetas tudo bem, mas que pagassem do bolso deles, que mesmo lá nos EUA a população tem muitas áreas onde o gostaria de ver o dinheiro dos impostos aplicados.

        • Hugo says:

          Por favor, arremessa esse sermão aos teus amigos e família. Eles sim, vão-te perdoar.
          Aqui estás apenas offtpic e a aborrecer a malta com filosofias.

          • Joao Ptt says:

            Será porque algo que estava dormitando lá dentro das pessoas, que se aborrecem com estas “filosofias”( como denominou), está reconhecendo a verdade e está a tentar rebelar-se contra o domínio do intelecto e a tentar dizer-lhe: lê isso, presta atenção, procura mais, isto sim é útil para mim. E o cérebro na sua função dominadora está a tentar manter o domínio tentando de tudo para calar essa inquietação crescente que se continuar a aumentar pode tirar-lhe o trono emprestado, mas que nunca deveria ter sido dele!.. e levar a intuição de volta ao seu lugar.
            O cérebro/ intelecto só pode produzir imperfeição se não tiver como guia a intuição interior do espírito a guiá-lo… a desgraça a que chegou a humanidade é prova disso. Poderá produzir 10 vezes mais e melhor se conseguir mudar. Existem literalmente planos (“mundos”) a descobrir, que já deveriam ser do conhecimento de todos.

            A humanidade em vez de estar a querer mandar naves espaciais para Marte que custam uma fortuna, e representam uma concentração de energia em tal objectivo, que na prática nada de útil trás às pessoas para realmente evoluírem interiormente. Mas muitos ainda se dão por contentes por uma vida superficial.

        • Woot! says:

          Vou-te dizer o mesmo que digo ao jeovés: Alguma vez fui à tua casa bater à porta a dizer para não acreditares em deus? Então, faz o mesmo. Reduz-te à tua insignificância e não venhas bater a portas alheias com sermões. Não chateies os outros.

          • Joao Ptt says:

            Será que compreende a sua própria revolta “Woot!” ? Deveria olhar para si mesmo e tentar compreender de onde vem a revolta… será que é contra o que aqui escrevi, ou contra si mesmo por não ter chegado a tal conclusão por si mesmo? Será que aquilo que escrevi não se aproxima mais da sua compreensão, do que muito do que tem lido, ouvido e que lhe foi ensinado ao longo da sua vida? Será que tem medo de rever as suas opiniões e de toda a sua estruturação/ convicção desmoronar por ser toda errada e ter de recomeçar do zero. Nem sempre é fácil reconhecer/ admitir os próprios erros, por vezes nem perante si mesmo. Seja corajoso, aprofunde-se, pesquise com verdadeira humildade. Quem realmente procura, encontrará.

          • Pedro says:

            E esta casa é tua?

        • duke says:

          Meu, mete mais tabaco nisso, o que andas a fumar está muito forte!
          E vai apregoar a palavra para outra freguesia porque aqui não tem qualquer utilidade!
          Só faltou dizer que a terra é plana…

          • Joao Ptt says:

            Tabaco prende a alma à Terra. Nos tempos que correm, deverá querer evitar tudo o que retarde a evolução e o resgate de erros cometidos… mesmo que no caso do tabaco seja algo relativamente simples de se libertar… mas todo o tempo que conseguir poupar será muito vantajoso.
            Tem utilidade, já coloquei o “duke” a pensar no assunto, e a não se contentar somente com as teorias dos cientistas que pouca ou nenhuma utilidade terão para a sua própria evolução. Se ficou tão incomodado é porque algo dentro de si reconhece algum valor no que escrevi… mas ainda tem o cérebro a exercer todo o esforço possível para tentar evitar que perceba a limitação do mesmo, e coloque a intuição no comando a dizer como realmente deve o cérebro / intelecto actuar nesta matéria… para ser muito mais produtivo e perfeito no que faz.
            Ah! E a Terra não é plana. Até por aí se vê como as coisas estão a regredir em plena época em que ainda é possível ir ao espaço ou ver imagens do espaço em que se pode facilmente verificar tal. Para os adeptos da teoria da Terra plana… cuidado para não caírem nas bordas para o espaço.

        • Manuel Noites says:

          Porque é que estas notícias são sempre comentadas por crentes com as suas balelas habituais sobre Deus e a Criação? Estamos a falar de conhecimento científico, não se trata de crendices nem são aqui chamadas as especulações pré-científicas dos nossos antepassados. Não percebo o que os leva a comentar assuntos de que não possuem nenhum entendimento e, por sua vez, também não vejo as pessoas da ciência preocupadas em comentar tudo o que seja notícia saída do Vaticano, por exemplo.

          • Joao Ptt says:

            Talvez porque algumas dessas pessoas saibam realmente mais do que alguma vez esses cientistas irão saber.

            Os cientistas ainda hoje em dia não conseguem explicar como se desenvolve a mais simples das flores, e querem encontrar a origem da vida… que está muito (mas mesmo muito, a uma distância verdadeiramente inimaginável) para além da própria origem onde o ser humano se pode tornar auto-consciente.

            Para alguém que tem conhecimentos elevados ver pessoas a desperdiçar vidas inteiras a chafurdar na lama é um pouco triste, e pior é que fazem grande alarido perante o menor grãozinho de qualquer coisa que encontrem na enormíssima criação como se fosse o conhecimento supremo atingível e eles fossem os maiores dignos de admiração.

          • Manuel Noites says:

            Não, não sabem, apenas fingem que sabem. Para os crentes Deus é a resposta para tudo e não é preciso investigar mais nada. Os cientistas quando não sabem alguma coisa ao menos têm a humildade de o admitir, não inventam respostas fáceis. Felizmente a humanidade sempre teve pessoas que nunca se contentaram com explicações mágicas e foram atrás das verdadeiras respostas.

        • Woot! says:

          Neste sentido, o desenvolvimento contínuo de distintas formas de atuação assume importantes posições no estabelecimento das condições financeiras e administrativas exigidas.

          É claro que a estrutura atual da organização assume importantes posições no estabelecimento do sistema de formação de quadros que corresponde às necessidades.

          Desta maneira, a consulta aos diversos militantes desafia a capacidade de equalização do levantamento das variáveis envolvidas.

    • Hugo says:

      Chegaste…afirmaste….e não disseste nada. Agora pensa!

      • Joao Ptt says:

        Chegou, leu e não reconheceu. Agora pense!

        • Hugo says:

          Reconhecer? Eu reconheço sempre que há uma explicação lógica e minimamente credível. TUDO o que afirmaste não tem qualquer base de fundamento.
          Mesmo que amanhã se prove que estás certo…isso não validará o que foi afirmado, sem fundamento, anteriormente.
          É como se amanhã inventarem um carro voador e disserem que o pioneiro foi a primeira pessoa a dizer “um dia os carros vão voar”.

          • Joao Ptt says:

            Não reconheceu a Verdade em minhas palavras. Foi isso que não reconheceu. Pode torcer-se e contorcer-se como quiser, mas elas permanecerão verdade, independentemente da maneira como as possa querer aceitar ou não.
            A limitação é apenas responsabilidade própria, e própria tem de ser a vontade de se libertar do lugar cimeiro que a maioria deu ao seu querido intelecto, em lugar daquele que deveria de facto dirigir: a intuição. Se ajudar a reconhecer… a voz do coração cujas razões escapam à lógica, antes mesmos que se seja capaz de raciocinar a respeito. Ex.: alguém se apresenta junto de si, muito bem apresentado visualmente, e imediatamente não gosta dessa pessoa, não obstante nada dela dar aparente motivo para imediato repúdio. Aí está a voz da intuição. Alguns já a perderam, mas felizmente ainda muitos a possuem, se a seguem ou não, segue-se depois felicidade ou infelicidade conforme a escolha.

          • Hugo says:

            Tal como eu disse… sem fundamento.

          • Woot! says:

            Lol nem vale a pena alongar conversa com este tipo de pessoas que não só deturpa o que os outros dizem como tem paleio (sem sentido) que não acaba. É dizer que sim como se faz com os malucos e seguir viagem.

            Parece um colega meu da faculdade que dizia que a evolução era falsa porque nunca viu nenhum macaco a se transformar em humano. É daquelas coisas que não dá para explicar. Dizes ok e encolhes os ombros.

          • Joao Ptt says:

            Caro “Woot!”… “Parece um colega meu da faculdade que dizia que a evolução era falsa porque nunca viu nenhum macaco a se transformar em humano. É daquelas coisas que não dá para explicar. Dizes ok e encolhes os ombros.”

            Ao contrário de si, eu posso explicar esse mistério.

            Esse colega está certo… e está errado.

            Ele está certo em que os animais evoluíram e uma dessas espécies de “macacos” evoluiu até certo ponto para além do qual não lhe era possível progredir mais, ou entrava algo diferente ou deixaria de existir… o corpo dos mais nobres dessa espécie de animais deram o invólucro/ capa/ roupagem/ instrumento… o que lhe quiser chamar, para o ser humano, entrar e tomar conta de aí por diante e fazer evoluir essa espécie animal até ao ser humano de hoje em dia. Os restantes dessa espécie onde os humanos não encarnaram, acabaram por desaparecer algum tempo depois.

            Por isso o animal não evoluiu para ser humano, esse colega está certo nesse raciocínio, porque esse animal é de espécie diferente e mais baixa que o ser humano. Esse animal nunca poderá ser um humano, mas preparou para este o corpo, onde a partir de determinado momento entrou (encarnou), tomou conta do mesmo, para que este pudesse então desenvolver-se aqui na Terra. O ser humano não poderia reconhecer os animais como seus “pais” porque são de outra espécie! Dele apenas recebeu o invólucro/ corpo nada mais.

            Essa encarnação foi possível, resumidamente e escrevendo por alto, porque o mais nobre dessa espécie animal se aproximou em sua evolução máxima ao nível de desenvolvimento do ser humano naquele momento da sua evolução nesta criação posterior, a um ponto em que quase se poderiam tocar e já era possível construir uma “ponte” / “instrumento” intermédio para permitir a encarnação.

            Por isso o seu colega “maluco” até tinha certa razão no que pensava… mas o desconhecimento de como funciona a criação posterior não lhe permitia descobrir o mistério da transição.

    • Paulo Santos says:

      Joao Ptt e estás a teclar na www graças a quê? Tecnologia paleolítica?
      Explica-me lá isso de não ter qualquer utilidade.

      • Woot! says:

        Não perguntes isso que há resposta para tudo. A última vez que tive uma discussão dessas vi-me grego para explicar que quem tinha planeado e supervisionado a urbanização onde vivia tinha sido o Engenheiro XPTO. A senhora que me veio a seguir até casa teimava que tinha sido deus.

      • Joao Ptt says:

        Paulo Santos, estou a teclar na Internet graças ao trabalho dos seres enteais (“da natureza” se assim preferir) que preparam em outros planos de existência todas estas coisas e muito mais, e muito mais perfeito, porque ao contrário dos seres humanos eles como vibram na Luz de Deus só podem fazer o que é perfeito no plano onde se encontram.
        Imensas mais coisas estão prontas lá, prontas para serem descobertas, assim os seres humanos se abram correctamente a tal! Quando os seres humanos passarem a também estar sincronizados correctamente com a Luz também as suas obras serão muito mais perfeitas e duradouras! A ver se finalmente começam a trabalhar para glorificar Deus, o Criador, ao mesmo tempo que são mais felizes e realmente úteis, por estarem da maneira certa na Criação.

        A Internet, tem claramente utilidade indiscutível. Tem muito de bom, como de mau. No bom se encontra a própria Verdade que pode ser encontrada, por quem realmente se esforçar… e que se não fosse a Internet provavelmente muitos nunca teriam conseguido encontrar. Mas tem muito mais de útil para o dia a dia. E com isso poderá aprender a ver o mundo de forma correcta e ajudar a melhorar a sua vida, e até certo ponto o das outras pessoas, se lhes der boas informações/ dados que venham a ser seguidos.

        O ir para a Marte é que não conheço ninguém que possa beneficiar de tal coisa para melhorar como pessoa. Mas os recursos e energia nisso despendidos são imensos.

        • duarte says:

          fds, ó PTT deixa a tua capa para um corvo ou um golfinho que são bem mais inteligentes que tu e vai vender essa treta para a lua. Lá poderás ter futuro. Ninguém te ouve

          • Joao Ptt says:

            Mas o duarte já leu. É como a publicidade “sem querer, já leu, anuncie aqui”.
            Mas fico contente com essa revolta, ninguém se revolta se lá no fundo não reconhecer o valor, ainda que depois a maneira de se expressar não seja a melhor. O que escreve, diz mais acerca de si mesmo, do que de mim.

    • k says:

      No próximo mete mais tabaco, nota-se que tá um bocado forte para ti…

    • Paulo Santos says:

      Desculpa Joao Ptt, mas o que dizes é um completo contra-senso. Fazes lembrar aqueles que explodem de raiva com a mineração de lítio e ao mesmo tempo têm o smartphone da moda na mão. Também na década de 60 diziam que ir à Lua e a exploração espacial era um disparate sem imaginar a evolução que daí adviria.

      • Joao Ptt says:

        Paulo Santos, o ir à Lua era um disparate na década de 60 e continua a ser hoje em dia um disparate.
        Gasta-se rios de dinheiro para ir à Lua fazer o quê? Quem é que pode beneficiar interiormente de tal? Não conheço ninguém.
        O ir ao espaço para colocar os satélites… que de resto nem é preciso mandar para lá pessoas para fazer isso, tem utilidade prática diária é útil e ajuda(ou) muitas pessoas a evoluir interiormente (facilita as comunicações, a determinação da localização)… ir para a Lua, Vénus ou Marte é que não tem tal utilidade para a generalidade da humanidade.

        • Pedro says:

          Meu caro, tem de haver equilíbrio entre o “interior” e o “exterior”.
          As idas à lua ou outros semelhantes alcançados são sempre positivos. Ou encontraste agora o caminho do meio e ainda estás extasiado com isso ou só andas lá em cima e esqueces-te que os pés estão assentes na terra.

          • Joao Ptt says:

            Sim, deve haver um equilíbrio, mas ir à Lua não trouxe vantagens à humanidade, assim como o ir a Marte não trará… pelo menos para a evolução interior.

        • Paulo Santos says:

          Desisto. Mas faz um favor a ti próprio e vai pesquisar sobre tecnologias do dia a dia que devemos ao programa Apollo.

          • Joao Ptt says:

            Sei que algumas coisas físicas úteis vieram de tais programas de investigação. Não nego que o desenvolvimento nessa área trouxe vantagens físicas. Mas era preciso ir à Lua, ou agora ir a Marte? As coisas úteis teriam sido descobertas na mesma, pois tudo está pronto em outros planos de existência já feitos e prontos a ser encontrados para serem copiados para esta matéria ainda que não sejam tão perfeitos como os modelos de lá. É só uma questão de as pessoas realmente terem necessidade deles e alguma humildade para conseguir receber tal.

            No fundo é como dizer que era preciso a Expo 98 para resolver toda aquela vergonha naquela área do actual Parque das Nações em Lisboa, Portugal. Tudo o que foi feito poderia ter sido feito sem qualquer exposição, mas faltou sempre a vontade e a pressão certa para tal… que no caso foi fazer a Expo 98 para requalificar toda aquela zona. Pessoalmente acho que construir aqueles edifícios todos junto ao rio, numa zona de falha sísmica não foi a coisa mais inteligente, mas poderiam ter construído só uma zona de jardim/ parque… mas claro que ali pensaram nos cifrões.

        • Carlos Rainha says:

          Li grande parte do que escreveu, e apesar de concordar do que diz, quando refere que gastam “rios” de dinheiro com disparates, porque é realmente um facto, quando tanta gente morre de fome, gastar-se periodicamente 2 milhões para ir a Marte, descobrir o que não tem necessidade de ser descoberto, no entanto, quando introduz”Deus” e “Seres Enteais”, no meio de uma conversa que requer lógica, e não, religião, perde toda a razão.
          Fez menção à Verdade, no entanto, esquecer-se que a verdade é, cada vez mais, alvo de subjectividade. Lembre-se que, 200 anos atrás, milhares de pessoas foram mortas em praça pública, porque não conseguiam ver a “Verdade”. Isto de “2 e 2 são 4, mas por vezes pode ser 5, ou 3”, não funciona assim . Fico feliz que tenha encontrado uma verdade que lhe deixe feliz, mas não deve, nunca, subverter as “Verdades” alheias, porque a sua liberdade termina, onde a dos outros começa.

    • Bruh says:

      Eu já nem leio os comentários desta pessoa. Tentei ler um, uma vez, e foi o suficiente para perceber que é uma perda de tempo. Felizmente, a imagem de perfil dele é bem identificável ao longe. Larguem as drogas crianças, ou acabam como este.

      • Joao Ptt says:

        Gostei do conselho às crianças, para largarem as drogas. Se acabarem como eu, poderão ser muito felizes e úteis.
        Bem sei que o “Bruh” escreveu com a intenção de dizer o oposto.

        Para as crianças uma primeira lição: quando virem estes ataques serrados a alguém de muitos sem motivo aparente já sabem que algo de valor existe ali… ou os outros não se dariam ao trabalho de atacar. Uma segunda lição: normalmente estes ataques focam-se na pessoa, porque tais pessoas são ignorantes no próprio assunto e por isso não possuem eles mesmos argumentos próprios que possam realmente rebater o assunto exposto, quer dizer podem apresentar os argumentos, se tiverem alguns, mas qualquer um neutro facilmente identificará onde está a razão/ verdade… e desse perigo tentam estes críticos evitar tanto quanto possível… para não levar as pessoas a investigar e descobrir mais e correrem o risco de eles próprios terem de sair do comodismo a que já se habituaram para se movimentarem.

    • Tiago says:

      Mais um alucinado que segue o blog Português do
      https://odiariodeumet.wordpress.com

      Ainda vais a tempo de largares a droga, se precisares do numero eu vou ao Google por ti.

  2. Asdrubal says:

    Encontraram homenzinhos verdes em Marte!!!

  3. Marco Sousa says:

    Não me digam que vão dar razão ao Erich von Däniken

    • TugAzeiteiro says:

      Never a Straight Answer… segundo um estudo do Uncle Sam que custou não sei quantos milhões usd, a humanidade não está preparadas! Isto tudo por motivos religiosos…

      • Woot! says:

        Não me admira nada. Aliás basta olhares para as respostas deste artigo que já tens uma ovelha a balir. Há uma necessidade imensa de balir para que todos ouçam desde os tempos primordios. Deve ser um sindrome de inferioridade qualquer.

  4. NelsonN says:

    Qual é o nome do filme?

  5. Miro says:

    vida, aka umas bacterias …. /fascinante….

    • O novo do restelo says:

      Essas bactérias podem trazer muita informação e se sobreviveram, podem trazer muitas mutações/ substâncias que ajudam os humanos a melhorar a saúde ou protegerem -se contra radiação.

      • Bruno M. says:

        E podem mudar a nossa visão e procura de vida extraterrestre em planetas ou luas que hoje pensamos serem estéreis, por exemplo!
        E compreender um pouco mais o universo!

  6. QueArtistas says:

    não percebo esta malta que vem comentar num site de tecnologia, devia ficar minimamente empolgado com esta noticia, nem que seja pelo fascínio da descoberta do desconhecido por todos.

  7. Carlos Carvalho says:

    Fantástica notícia, eu sempre soube que era só mesmo uma questão de tempo, porque vida existirá de certeza em muitos pontos do nosso sistema solar e quando transferimos esta percepção para a imensidão do universo então as probabilidades são infinitas, pode ser que estes teólogos da treta que têm tentado dominar populações tenham de meter a língua dentro de um saco, não vejo o dia de isso acontecer, para a nasa tornar esta informação pública é porque eles já têm a certeza, agora as pressões devem ser gigantescas, um bem haja para os homens da ciência.

  8. 4nick8or says:

    Se o senhor disse isto já não acredito nele

    “É como quando Copérnico declarou ‘não andamos a dar a volta ao Sol’. “

  9. NM says:

    Concordo que é um desperdício de recursos, mas não de tempo…
    É desta forma que a humanidade evolui, como já o fez no passado com os Descobrimentos!
    Embora no processo tenha causado a extinção de outras culturas, recursos, etc…
    Espero que as pessoas aprendam com o passado, para não repetir o mesmo mal no futuro!
    Se bem que no Universo das coisas, apenas somos um grão de pó…

  10. Pedro Fernandes says:

    Ainda falta provar que Marte é redondo. 😛 desconfio que seja plano 😛

  11. Samuel says:

    Tanto dinheiro gasto para irem a procura de bactérias e seres unicelulares.

    • Ivan says:

      Até podia ser apenas vestígios genéticos, já paraste para pensar que poder ser o suficiente para fazer uma grande descoberta científica e ajudar na cura de algo com base num possível processo bioquímico desconhecido até ao momento? Cresçam e pensem antes de virem a falar

      • solopees says:

        bem…. com o avanço tecnologico e cientifico achas que essas doenças, poluição, alternativa aos combustiveis poluentes e afins já não deviam tar num nivel bem avançado? pensar? para que?
        se essa discoberta cientifica for como a cura para algumas doenças que andam ai ou o desenvolvimento de cpu’s isto vai continuar igual ou pior mas com alguem a fazer bom dinheiro disso tudo.

    • Woot! says:

      Se não conhecessem as bactérias como conhecem hoje em dia primeiro nem estarias aqui a falar sobre elas e segundo provavelmente estarias morto. Se isso não te chega para perceberes a utilidade de uma missão destas então nada chegará.

      • Carlos Rainha says:

        Estaria morto como assim? Se a falta de conhecimento sobre bactérias fosse o suficiente para matar alguém, não estaria mesmo cá ninguém. Não estou a ver o Zé das Cavernas a dizer ao Toni das Cavernas
        : epah, quem me dera saber sobre bactérias, talvez não morresse tanta gente comida por tigres dente de saber ou mamutes… Que achas, Toni? Toni????? Opah. Uma bactéria levou-o. ”

        • Woot! says:

          Tu é que precisas de um tigre dentes de SABER para ver se consegues perceber o que eu disse.

          Queres que te relembre o que o médico te receita quando estás doente? Queres que te relembre o que está a ganhar resistências devido à “cura” que encontrámos?

          • Carlos Miguel Vieira Rainha says:

            Este João Ptt tinha razão. Tens aí um grave problema de te quereres defender. Não sabes o que é auto correct, ou querias parecer inteligente? Não estás mais na selva, não tens de atacar toda a gente que fala contigo. Não percebes o que escrevi, aprendi a ler.

        • Woot! says:

          Eu percebi perfeitamente o que escreveste e não fez sentido nenhum tendo em conta o que eu disse. Tu é que precisas de aprender a ler não sou eu,

          Não é a toa que a Cólera praticamente não existe nos países desenvolvidos. Não só a higiene subiu bastante como os métodos preventivos e medicamentos associados são muito mais evoluidos graças obviamente ao estudo de bactérias semelhantes e da própria bactéria que provoca a Cólera.

          E claro que respondi a “atacar” porque respondeste com ironia num assunto importante e que se não fosse esse conhecimento, provavelmente estarias morto, tal como disse no comentário inicial. E não digo que fosse de Cólera porque foi só um exemplo, mas tens milhões de bactérias que foram contidas e algumas praticamente erradicadas.

  12. Tears says:

    Vão encontrar vestigios humanos , fosseis/construçoes etc … preparem-se…

  13. Vítor Pereira says:

    O que vão anunciar é que existe água em Marte que é potável, mas isso não é nada de novo.

  14. Carriço, Carlos says:

    Esta realidade, a confirmar-se é uma insignificância com a grandeza do que aí vem acerca do universo.

  15. Carlos Rainha says:

    2 milhões a serem gastos, para, consoante aqui alguns, abrir-se a “possibilidade” e não a certeza, de, através da descoberta de uma “suposta” célula, provir daí uma cura milagrosa para os males do mundo. Talvez descubram a cura para as células que lhes falam no cérebro, quando pretendem gastar recursos com “possibilidades” ao invés de “certezas” e livrar o mundo da fome e da pobreza.
    A ciência despreza a religião, mas a base de uma é a base de outra, e esta é, o medo de estarmos sós no universo, e de sermos responsáveis por cada segundo de vida que nos resta. Gastem os 2 milhões a procurar novas formas de sustento e energia renovável, porque quando estes acabarem, os “homenzinhos verdes” que nunca descobriram, com certeza não nos vão salvar. Ou talvez os cientistas pensem que se tiveremos vizinhos do lado, lhe podem pedir açúcar e ovos emprestados.

  16. Giuliano Caetano Esper says:

    Mas é claro que existe vida em Marte ! Não só em Marte, mas também em Europa (Lua de Júpiter) , Titã e Encelado (luas de Saturno) e em infinitos outros planetas do universo. Porque temos que esperar a Nasa dizer que “sim” pra crermos nisso ? Essa não é uma questão de fé e sim uma questão de estatística, ou seja, num universo de infinitas possibilidades, porque a vida teria se iniciado apenas num único planeta ?

  17. Giuliano Caetano Esper says:

    Sem querer entrar em discussão com os demais…. É da natureza humana a curiosidade, o querer saber o porquê, é o que nos diferencia dos outros animais. Então não se deve questionar se o gasto de recursos para “ir à Marte” seria melhor utilizado aqui mesmo na Terra. O ser humano é impelido pela sua curiosidade (parafraseando Gene Roddenberry): “… Audaciosamente indo, aonde nenhum homem jamais esteve … ” até nos tornarmos uma civilização galáctica. (Se não nos destruirmos antes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.