Quantcast
PplWare Mobile

Asteroide gigante vai passar perto da Terra já na próxima semana

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. :-) geek ??? says:

    deveria era acertar em alguns energúmenas que povoam este planeta 😛

  2. kolas says:

    A NASA e os alarmismos. Mais um que vai passar sem ninguém dar por ele.

    • Vítor M. says:

      A NASA se calhar quer dar a entender que não sendo para já um problema, não deixamos de estar “na mira” de alguém que vagueia por aí. Não será para alarmar, mas sim para consciencializar o habitantes deste planeta.

      • kolas says:

        E faz-se o quê? Chama-se o Bruce Willis? Isto não passa de mais uma manobra de propaganda para sacar mais uns milhões de dólares ao orçamento. Já pouco faltará para vermos um relatório em que a NASA conseguiu desviar um graças a não sei que tecnologia que só eles têm e porque são os maiores. Se realmente vier um a caminho, e quando vier estamos todos a contas com ele. Não há semana nenhuma em que não venham com uma destas. Até ao dia em que acertam, e depois dizem “We’ve told you so…”. Mas segundo rezam as contas, faltarão uns milhões de anos para isso acontecer.

        • Vítor M. says:

          Se calhar está na altura de se pensar mais nisso. Mas…

          Um dia quando formos mesmo um alvo, vais dizer “andamos décadas a monitorizar os asteroides e ninguém conseguiu fazer nada?” Pois é, casa roubada, trancas na porta.

  3. sergio says:

    Isso dos asteroides mais vale nem pensarmos nisso, senão é pânico geral.
    Por acaso desde adolescente gosto de ler livros de astronomia e sites, alguns relatórios da NASA também.
    Existem milhares de objetos espaciais potencialmente perigosos (Near Earth Objects, NEOs) dos 29.000 que a NASA “vigia” certamente só catalogou uns 2 mil.
    Os que vierem de trás do Sol em nossa direção vêm de um ângulo “cego” e quando os detetarmos será muito em cima da hora.

    Preparar uma missão espacial para tentar interceptar o asteroide leva imenso tempo e um foguetão espacial não pode descolar a qualquer momento como nos filmes de Hollywood. Está dependente das condições climáticas.
    Nos telejornais por vezes mostram que várias missões de lançamento de sondas espaciais da NASA, e descolagem de foguetões, foram adiados devido ao mau tempo.

    Uma missão espacial para interceptar um asteroide levaria tempo.
    Se o tentassem explodir, teria de ser com mega toneladas de explosivos, e os destroços poderiam cair na Terra causando danos (danos menores, mas seriam danos).

    A NASA tem uma política de evitar pânico desnecessário, e já li em documentos da NASA divulgados ao abrigo da lei da liberdade de informação (FOIA: Freedom of Informatuion Act). Se um asteroide vier atingir a terra e causar um evento de extinção massiva (ELE: Extinction Level Event) eles não divulgam à humanidade.
    Isso causaria pânico, e não iria impedir o impacto.
    Milhares de pessoas em pânico iriam agir de forma irracional nas últimas horas de vida, haveria assaltos, crimes, vandalismo e pilhagem de lojas etc.
    E de nada serviria , para nos safarmos.
    Então a NASA simplesmente deixar-nos ia morrer na ignorância, mas sem pânico global.
    Eu sei que merecíamos ser informados e tínhamos direito eticamente a ser informados. Mas a NASA nunca nos avisariam.

    Avoid unnecessary panic, é a política deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.