Quantcast
PplWare Mobile

Tem mil euros para gastar? Óculos Realidade Aumentada da Apple poderão aparecer em 2022

PUB

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Carlos says:

    Acho que haviam de ser mais contidos na elaboração dos títulos porque existem pessoas a passar dificuldades com a situação pandémica.

    • Vítor M. says:

      Estás a reinar verdade? É que misturar a pandemia com um rumor que os óculos custarão mil euros, é só intelectualmente desonesto, a acreditares no que dizes.

      • Carlos says:

        Não, porque há muitas formas de se dizer as coisas. O comum dos mortais não tem 1000€ para gastar, assim num óculos.

        • Vítor M. says:

          O comum dos mortais não tem? Mas os produtos ao são lançados só para o comum dia mortais, são lançados para qualquer pessoa decidir se quer ou não comprar, e o comum dos mortais compra smartphones a passar os mil euros, porque eles vendem-se aos milhões.

          Portanto, essa do povo é desgracado é uma conversa desonesta, porque o nosso mercado é um dos que mais investe em carros elétricos e estes não são baratos. Ao contrário de outros povos, o povo português é dos que mais investe em tecnologia.

          O que dizes não faz sentido. O comum dos mortais, que trabalha, gere a vida e sim, pode comprar estes ou outros electrónicos da forma que entende, porque a realidade diz que isso acontece.

          • Meio Parvo says:

            É sempre a mesma conversa, se o tuga comum não pode comprar então se deve falar nisso, até porque Portugal é claramente o mercado principal da marca. Se calhar deviam fazer somente matérias sobre produtos chineses de baixo custo.

          • Vítor M. says:

            Exato, mas… já nem sei o que dizer sinceramente a estes argumentos.Eu também tenho uma paixão incomensurável por este “brinquedo” https://bit.ly/3pNGyIx mas não vou espalhar a minha “indignação” de não o ter na minha garagem 😀 😀 a esperança é a última a morrer 😀

        • Ze das Couves says:

          Discordo, o comum dos mortais ou seja pobres tugas preferem gastar 1000€ nuns óculos assim do que arranjar o dente podre que pode o matar daqui a 1 ou 2 anos!

        • iAndroid says:

          Vitor, ele está a reinar! Não acredito que não esteja. Eu concordo que haja títulos que não fazem jus à noticia ou que sejam demasiado sensacionalistas, mas este não é um caso desses.

        • Miguel says:

          O comum dos mortais tem carro, internet 200mb, iphones, iwatch….e anda a queixar-se que não tem dinheiro para a casa, para a comida e para as propinas.

          Até há muitos comuns mortais que têm belos carros, belas roupas…..e casa paga pelo estado., no fim ainda se dizem vítimas da sociedade.

  2. Marcos Antnio Severino says:

    Comentário para todo mundo entendeu ter conhecido bastante conhecimento

  3. Elektro says:

    Na minha opinião, cabe a cada comum mortal direcionar os seus rendimentos de forma eficiente e da forma como entender.

  4. Blox says:

    A ser verdade, ponham lá mais uns 1000 e um tanto mais.

  5. João says:

    Se vai ter tecido em contacto com a pele não é muito boa ideia apesar de o esperado é terem um design bonito e elegante.

    1000€ (provavelmente mais) pra ter de estar ligado ao PC (Mac) também me parece que vá ser uma experiência cara.

  6. wtvlol says:

    Os oftalmologistas agradecem.
    VR pode trazer várias complicações para os olhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.