Quantcast
PplWare Mobile

iPhone de 2022 deverá estrear um processador de 4 nanómetros

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. TS says:

    E a intel continuará nos 14++++++ em 2022 😛

  2. Miguel says:

    É incrível o quão a Apple tem evoluído nos seus processadores. Se continuar neste caminho, não tarda a Intel será varrida totalmente no mercado pela AMD e a Apple!

  3. Nuno T. says:

    tendo em conta que a TSMC já poderá fabricar a 3nm em 2022, acho mais provável que o iPhone de 2022 use um processador a 3nm

    • Alfa says:

      Também acho que sim. Este report em que a notícia se baseia é o único que refere os processadores de 4nm, que na realidade são um “refinamento” dos de 5nm.
      A TSMC prevê produção de risco de processadores de 3nm em 2021 e produção em volume na segunda metade de 2022, apostava mais nisso também.

  4. Tiago I. says:

    2025, lançamento do iPhone: agora com CPU de 0 nm

  5. Miguel says:

    Não percebo porque é que a Intel não acompanha, a AMD já acordou e até tem evoluído neste sentido.
    Mas de facto tem que ser a Apple a puxar pela concorrência e já se fala em 4nm até a Samsung fala em 3 nm.

    • Antonio says:

      A apple não puxa nada, primeiro porque o processo de fabrico nem depende dela, mas no neste caso da TSMC, segundo, uma coisa é ARM outra é X86

      • Nuno T. says:

        Desculpa mas o que o Miguel diz tem alguma lógica! Para a TSMC investir nesta tecnologia tem que ter clientes dispostos a pagar mais, e a Apple é o maior cliente de todos para tecnologia de ponta nesta área, pretendendo sempre os maiores avanços no processo de fabrico. Os processadores da Apple devem facilmente representar mais de metade da capacidade de produção no processo mais avançado. Sem o interesse e dinheiro da Apple a TSMC e a Samsung demorariam mais alguns anos a introduzir novos processos.

        • Barta says:

          Mas acreditas no que dizes?

        • JOAO says:

          O Nuno T. acabou de revolucionar todo o processo de inovacao.

          • Nuno T. says:

            Não creio que tenha dito alguma coisa sobre processo de inovação. Apenas falei nos incentivos económicos capazes de acelerar investimentos. Novas fábricas requerem o investimento de muito dinheiro que necessita de ser recuperado com lucros das vendas.
            Se uma fábrica gera menos vendas ao longo do tempo então demora mais tempo até obter retorno do investimento. Se demora mais tempo para cobrir o investimento isso dificulta a capacidade para investir noutra nova fábrica.

        • RM says:

          A TSMC compete com outros fabricantes, a Samsung, a UMC, a GF e até a própria Intel, por isso tem que investir para manter os seus clientes interessados.
          A AMD e a nVIDIA são dos maiores clientes da TSMC, e já o são há muitos anos, provavelmente mais que a Apple ou antes de esta ser um dos seus maiores clientes.

          • Nuno T. says:

            Neste momento só tens a TSMC e Samsung a competir por clientes a este nível. E neste momento toda a produção de 5nm da TSMC está a cargo da Apple, isso não é porque não houvesse interessados, mas porque é a Apple que paga melhor e estabelece contratos com anos de antecedência para centenas de milhões de unidades todos os anos.
            Nos outros anos tem sido sempre a Apple a primeira a ter a capacidade em larga escala de produção da TSMC, porque achas?
            AMD e Nvidia não chegam ao nível de produção para a Apple.

  6. greego says:

    E para 2030, já à novidades?…

  7. JOAO says:

    O titulo correcto seria TSMC lança processo de fabrico de chips a 4 nanómetros em 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.