Quantcast
PplWare Mobile

iOS 15: Apple quer substituir as palavras-passe por chaves protegidas com Face ID e Touch ID

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Luis Henrique Silva says:

    Mas muita gente seja em que sistema for, prefere usar palavra-passe, e não usar os novos métedos de autenticação.
    Espero não ser obrigqtório e ser apenas facultativo durante ainda muito tempo.

  2. XneloX says:

    Quero ver o Touch ID a funcionar num iPhone12 max

    • Vítor M. says:

      Não precisa, tem Face ID.

      • João says:

        Face ID que serve de pouco nestes tempos de pandemia em que temos de usar mascara mas é muito pratico.
        Eu gostava era de ter os 3 métodos no mesmo equipamento: Pin, face ID e Touch ID.

        • Vítor M. says:

          Eu sei que tu sabes que hoje as pessoas que têm um iPhone e Apple Watch já nem precisam de nada para o Face ID fazer o seu trabalho em conjunto com o smartwatch. Contudo, um dia a pandemia vai acabar, assim esperamos certo? E volta o Face ID a ser o método completo e seguro que já nos habituamos a usar. Mas há mais. Este método está sempre a evoluir em conjunto com o ecossistema. No iOS 15 iremos poder inquirir a Siri a fazer ações e, mesmo sem ler o nosso rosto, fazendo a autenticação com o Apple Watch, iremos ter ações no iPhone.

          Mas, mesmo assim eu concordo contigo que o iPhone 12 (eventualmente o 13 o terá) deveria ter trazido o botão com Touch ID, porque neste ano de pandemia teria sido importante para queles que não têm Apple Watch. Agora, juntar tudo num, tem os seus custos, mas mesmo assim eu acho que não era nada mal pensado, concordo que se tivesse acontecido a Apple vendia na mesma.

          Infelizmente fomos todos agarrados de surpresa e o iphone 12 quando foi projetado já não contemplava “a pandemia” e quando saiu para fabrico era impossível a Apple voltar atrás e colocar o que colocou no ipar Air 4, o botão Touch ID. Será que vai valer a pena asair no iPhone 13? Eu creio que não, mas…

          • Tiago says:

            eu devo ser a unica pessoa no mundo que não gosta do face id não consigo perceber a preferencia disto ao touch id, eu passei do iphone 8 para o 11 pro e para mim em relação ao desbloqueio foi um downgrade no 8 era extramamente rapido e muito raramente falhava nem precisava de olhar era meter o dedo e estava no agr no 11 pro é mais lento porque por alguma razao ele nao vai diretamente para o home screen fica entalado no lock screen e tenho de puxar para cima é menos fiavel porque falha em algumas ocasiões no carro então é o pao nosso de cada dia, não percebo no porque em insistir em não por o touch id no ecra mas pronto se nao querem pôr no ecra ponham na lateral ou atras qualquer coisa é melhor do que não ter

          • Vítor M. says:

            Eu passei no iPhone 8 Plus para o iPhone X, logo que eles saíram e daí em diante uso os modelos mais recentes, a cada lançamento. Eu tenho as versões mais recentes, quer as oficiais, quer as betas, incluindo o iOS 15. Nenhuma destas versões é mais lenta do que o Touch ID. E é fácil explicar a razão.

            Tu agarrar no iPhone levantas e levas o dedo ao Touch ID. Antes disso no Face ID já está desbloqueado.

            Mas também há cenários onde o Touch ID pode ser mais útil, coisa que a Apple, por exemplo, quer resolver (ou atenuar) com o iOS 15 com a funcionalidade que escrevi aqui: https://bit.ly/3iBXMqA

            O facto de ficar no Lock Screen em vez de ir para o Home Screen tem a ver como o que podes agora fazer, como ter acesso às notificações, uns provavelmente acharam mais útil ir direto para o Home Screen, outros ficar no Lock Screen dá jeito por causa das notificações.

            Eu como uso muitas notificações, já me habituei a ficar no Lock Screen, mas claro, de facto há quem não goste.

            Sobre o falhar, agora até de máscara é raro, o Apple Watch faz logo o serviço quando o iPhone deteta a máscara.

            No carro tenho-o virado para mim e mal toco no ecrã ele instantaneamente fica desbloqueado. Portanto, não partilho dessa dificuldade por acaso.

          • Tiago says:

            Mas no 8 depois no habito até quando ia a tirar do bolso metia logo o dedo para desbloquear e ainda nem tinha olhado para ele já estava desbloqueado mas claro que tmabém não vou estar aqui a comparra milisegundos porque muitas vezes o face id também é rapido mas há outras vezes que fica entalado não sei bem porque, com mascara se eu nao puxar um bocadinho para baixo não dá mas isso é perfeitamente normal. Não partilho da experiência por apple watch porque não tenho ainda tentei configurar a mi band para servir como dispositivo de desbloqueio por proximidade mas nunca consegui

          • Vítor M. says:

            Pois foi como te disse, há formas de usar, para uns mais rápido do que para outros. Há pessoas que, pela sua profissão, o Touch ID é o ideal, por exemplo, outras, o Face ID veio resolver o problema de andarem de luvas, ou de terem os dedos com as impressões digitais tão gastas que simplesmente não conseguem usar o Touch ID.

            Se um dia tiveres a oportunidade de usares um Apple Watch, vais ficar fã.

        • just_saying says:

          usa o touch id com uma luva? o principio é o mesmo

          • Tiago says:

            é claro que o touch id com luva também não dá e o face id com mascara tambem não e é perfeitamente normal isso mas ter a redundancia dos dois nunca é demais e toda a gente fica feliz. E 99% das pessoas só andam de mascara não andam de luvas

          • rodrigo says:

            Usar luva ou usar com as maos húmidas/suadas.

            Mas mais facilmente uma pessoa baixar a mascara do que ter de tirar a luva toda ou ter de secar as maos para usar o Touch ID.
            E usar a mascara ‘e so nestes tempos..quando td voltar ao normal isso nao sera preocupação. Mas as pessoas irão continuar a usar luvas e/ou ter as maos molhadas no futuro.

  3. Raposão says:

    Quero ver quando o usuário tiver que migrar de sistema operacional

  4. Joao Ptt says:

    FaceID e TouchID… o que têm em comum? Não dá para mudar. Isto cheira-me a perigoso.
    Até hoje não compreendo porque não existe a possibilidade de usar o FaceID e/ ou TouchID e ainda por exemplo um código numérico ou mesmo palavra-chave… para ser mais difícil a um intruso ultrapassar o sistema, partindo do princípio que não existia uma forma de contornar tal segurança (coisa que se tem verificado ao longo dos anos, que quase sempre existe alguma forma, seja por suposto erro na programação ou através de algum método de recuperação).

    • Vítor M. says:

      Como assim? Podes usar o Face ID sem necessidade de introduzir um código. Mas podes usar o dispositivo só com o código, o que não é de todo aconselhado. A novidade aqui é que a Apple quer usar a segurança do iPhone, quer o Face ID ou o Touch ID para deixar o utilizador sem o compromisso de num qualquer login ter de colocar a sua palavra passe. Essa pass será gerada de forma aleatória e guardada encriptada no iCloud Keychain. Essa pass sem o Face ID ou o Touch ID nada servirá, por isso vai afastar o interesse dos hackers dos servidores onde a Apple guarda esses códigos. Será um compromisso entre o dispositivo, a identidade biométrica e uma pass que será solicitada e usada em conjunto.

      Aliás, as grandes empresas procuram isso mesmo, métodos que exijam sempre o utilizador, o seu cunho pessoal, a sua identidade fisiológica. Dessa forma o Phishing será reduzido numa grande percentagem. Se é perfeito? É velho o ditado, “não podes querer sol na eira e chuva no nabal”.

      Ainda não está todo o sistema devidamente explicado, como seria de esperar. Mas num futuro terá de haver uma união de esforços entre o físico e o virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.