Quantcast
PplWare Mobile

iOS 14.5 permitirá que o Apple Watch desbloqueie o iPhone de quem usa máscara

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. José Carlos da Silva says:

    Na verdade essa limitação só acontece nos iPhones, já que a esmagadora maioria dos restantes equipamentos têm leitor de impressão digital, que cumpre praticamente tudo o que o FaceID faz.

    • Pedro Liz says:

      Não cumpre, principalmente maos molhadas ou com alcool não desbloqueia com o touch id. ja para não falar que no inverno aqui na alemanha andamos de luvas e ninguem consegue desbloquear com luvas. Faceid e bem melhor.

      • Galo says:

        Nesse “Inverno” aí com gorro, cachecol farfalhudo, e máscara, FaceID também nao consegue desbloquear XD

        Fora esta brincadeira, a nova geração de fingerprint já ultrapassou essa limitação das mãos molhadas, etc, e é mais segura ainda do que a geração anterior.

      • SergioFerreira says:

        Já ouviste falar em sensor de impressão digital óptico e de ultrassom?? Vê a diferença e depois vem cá fazer essa afirmação novamente. Os tlms topo de gama Android não têm esse tipo de problemas, pois são ultrasónicos no sensor.

    • Kaká says:

      Que informação Dramática ….que tragédia

    • Vítor M. says:

      De facto é uma limitação que os iPhones com Face ID têm, por causa da pandemia. Mas o que é notável é a capacidade da Apple em poder resolver a situação. Claro, a empresa não é burra e quem tem Apple Watch tem agora uma funcionalidade fantástica e funciona muito bem. O problema é que não chega a todos e é mais um trunfo para vender Apple Watch, mas tem de se dar o mérito a uma empresa inteligente.

      Mas, realmente é um “problema temporal” menor, o que não é limitador do sucesso do equipamento.

      O timing da doença levou a que a Apple não conseguisse reagir a tempo do Touch ID saísse no iPhone 12, mas é opção para o iPhone 13. Depois não confundas, o Touch ID não é de todo comparável ao Face ID, basta ver o rácio de segurança, que é de 1:50000 no Touch ID e de 1:1000000 no Face ID.

      • Galo says:

        Vitor, esse rácio de segurança é se a Apple usar o mesmo “Touch ID” que usou há anos…a nova geração é mais segura.
        E o racio do Face ID é exatamente o mesmo que um pin de 6 digitos (onde até só tens 3 tentativas)

        • Vítor M. says:

          Obviamente que a nova geração que a Apple usará no Touch ID será mais evoluída. Embora o método operacional mais seguro ainda seja o Face ID e é de longe mais seguro e rápido que o PIN. Por isso as marcas estão a colocar alternativas. Mas reparemos que anos de evolução do Ultrasonic Unlock ainda não conseguiram atingir um patamar de segurança do Face ID. Aliás, as marcas que usam o Ultrasonic Unlock nem querem muito dizer números, a única marca que vende a ideia, mas apenas isso, foi a Qualcomm, quando lançou a tecnologia dizia que tinham uma precisão de 1:1000000 no seu 3D Sonic Max fingerprint sensor.

          Apenas o mercado não viu as coisas dessa forma por variados motivos, até uma capa de silicone conseguiu ludibriar esta tecnologia. E nem vamos falar nos leitores de scanner ótico,

          A empresa lançou então o 3D Sonic Sensor Gen 2, mais rápido, mas a própria empresa esta mais contida na publicidade 😉

          • Galo says:

            Ups…o comentário era para ser aqui:

            Se a probabilidade de ludibriar o FaceID é matematicamente a mesma de acertares um pin de 6 dígitos, como podes dizer que FaceID é mais seguro?

            É bastante mais cómodo e mais rápido, tal como o “touch id” e equivalente, e por isso tiveram tanta aceitação pelos utilizadores.

            Usando uma área de recolha superior, (70% superior de acordo com o fabricante) e recolhendo informação 3D (à semelhançao do face ID vs debloqueio 2D), é natural que o 3D Sonic Sensor Gen 2 tenha uma segurança bastante superior à da tecnologia de fingerprint mais convencional.
            Além disso possibilita também Hear Rate Monitor.

          • Vítor M. says:

            O conjunto de fatores faz dele um método menos seguro, como é óbvio. Se o Face ID é de leitura biométrica, em que existe um mecanismos de leitura e autenticação automático, o PIN é de introdução manual com mecanismo suscetível de ser copiado com apenas o olhar. A questão matemática nem se pode ver neste ponto, até porque, por exemplo, existem mecanismos de descoberta das combinações finitas desse método de segurança.

            Hear Rate Monitor… é interessante, mas no ecrã, não sei até que ponto será preciso. Mas um dia poderá será outra forma de avaliar complementar de autenticação.

        • Vítor M. says:

          Assim se espera que a nova geração que a Apple usará no Touch ID seja mais evoluída. Embora o método operacional mais seguro ainda seja o Face ID e é de longe mais seguro e rápido que o PIN. Por isso as marcas estão a colocar alternativas aos dígitos. Mas reparemos que anos de evolução do Ultrasonic Unlock ainda não conseguiram atingir um patamar de segurança do Face ID. Aliás, as marcas que usam o Ultrasonic Unlock nem querem muito dizer números, a única marca que vendeu a ideia, mas apenas isso, foi a Qualcomm, quando lançou a tecnologia em 2018 (se não estou em erro) dizia que tinha uma precisão de 1:1000000 no seu 3D Sonic Max fingerprint sensor.

          Apenas o mercado não viu as coisas dessa forma por variados motivos, até uma capa de silicone conseguiu ludibriar esta tecnologia https://bit.ly/36DB6zu. Aliás, ainda recentemnente a Samsung lançou mais uma atualização do software do Galaxy Note 20 para tentar dar mais segurança a uma tecnologia que está cheia de problemas….

          E nem vamos falar nos leitores de scanner ótico, que embora mais rápidos que os ultrassónicos, são menos seguros.

          No mês passado, a Qualcomm lançou então o 3D Sonic Sensor Gen 2, mais rápido, com uma área maior de leitura, mais dedo no ecrã, mas a própria empresa esta mais contida na publicidade 😉 vamos ver o que vale nos novos Galaxy.

          Mas a coisa não parece estar a correr assim tão bem, porque este novo sensor é tecnicamente o terceiro leitor de impressão digital ultrassónico sob o ecrã da Qualcomm. Lançaram o 3D Sonic Sensor original e o 3D Sonic Max (introduzido em 2019). Ainda nenhum conseguiu os padrões de segurança do Face ID.

          • Galo says:

            Mas na minha opinião não tem de ter exatamente a mesma segurança, para ser “o vencedor”. A prova disso é a preferência por touch id e afins em detrimento do pin de 6 digitos, sendo que este é mais seguro.
            Tem de ter segurança que baste e ser prático.

            Imagina um sistema que combinasse faceID, com reconhecimento de voz, e pergunta secreta. Ou um sistema que “digitalizasse” todo o teu corpo 3D. Ambos seriam sistemas muito mais seguros que só faceID, mas morreriam por nao ser praticos 😉

          • Vítor M. says:

            A ideia é sempre ser rápido, e funcional e, lá está, ser seguro além do aspeto da tecnologia pura e dura. A questão do Touch ID e do Face ID, é uma evolução, a Apple preocupa-se muito com isso, o dificultar o acesso ao próprio equipamento, até no que toca ao esquecer de passwords etc, mas o PIN é um problema e por isso a Apple quer ter, uma alternativa para as pessoas não terem de tirar a máscara para a identificação. Se não fosse uma inesperada pandemia, a Apple nunca iria colocar o Touch ID desta forma. E tenho dúvidas que derivasse para o ultrassónico no ecrã.

            No futuro, parece-me, que o ritmo cardíaco poderá ser a próxima solução. Não há duas pessoas com esta marca biológica igual. E pode mesmo combinar duas ou mais tecnologias, para se conseguir em milésimos de segundo uma autenticação totalmente segura.

            Por exemplo, a Apple deverá colocar no próximo Apple Watch um dispositivo de autenticação, para remover a introdução dos 4 dígitos (embora este método já não seja sempre necessário, porque o iPhone faz esta autenticação). Poderá testar sim a sua tecnologia de leitura de impressão digital ultrassónica. Ou, quem sabe um dia, utilizar esta leitura cardíaca única para validar o acesso ao relógio. Mas claro, têm de ser prático ou não serão de certeza adotados.

  2. Filipe says:

    Claro que é tudo melhor na apple. Esta funcionalidade é exatamente o mesmo que faz qualquer android com bluetooth para quem tem um smartwatch: desbloqueio automático se detectar o smartwatch. Que maravilha da segurança. 🙂

  3. Hélio says:

    Estou fascinado com a Apple e as suas inovações.
    Tem um telemóvel limitado sem touch id, o que fazer? Meter touch I’d nos novos iPhones? Não.. Criamos mais uma função que os Android já têm aos séculos, e assim vendemos mais relógios da Apple. Aumentamos o lucro em vez de perdemos dinheiro a implementar touchid.
    Mas a Apple é que é maior ne malta? Qualidade, inovacao, segurança… Tudo de bom é melhor.. Ne? Pois….

    • IDroid says:

      Há rumores fortes que indicam que os iphones deste ano terão touch id…

    • Carlos Natário says:

      Acho que respondeste as tuas perguntas. Para a Apple isto e’ mais uma forma de vender mais dispositivos. Confesso que para mim a Apple deveria ter face id + touch id isso era o ideal mas em termos de negocio para a Apple isto nao e’ nada de novo, eles criam os problemas para depois tu comprares a solucao.

    • As33 says:

      Caro amigo, já diz o ditado “Gostos não se discutem!”

      • Jorge says:

        Boas , eu nem digo gostos não se discutem .
        Mas sobre a segurança , era interessante saber a percentagem de utilizadores que usam obrigatoriamente a função de touch, em todos os outros equipamentos que não sejam Apple .
        Dos que usam , quantos estão satisfeitos com essa função ( que funciona sempre).

        Relativamente a marcas:
        Quando a Apple veio sem o carregador, todos criticaram, mas agora parece que vão atrás deles porque parece que , obviamente, é uma “boa ideia” afinal…
        Tudo se resume a estratégias! E a tê-los no sítio para assumir algo!
        (Não esquecer que a própria Apple não tem carregadores para entrega , é o que parece, mas na realidade as pessoas que adquiriram os novos iPhones não se importam)

        As outras marcas deviam : criticar sim mas não ir atrás dessa “ideia” , isso sim era de valorizar . Agora o resto, o resto é música para todos!

    • Daniel Paiva says:

      Mas isto é para dar uma solução a quem tem um iphone sem touch id, não se trata de vender mais!

    • Vítor M. says:

      Seguramente que irá meter Touch ID nos novos, isso é uma certeza. Mas os novos deste ano sairão em setembro. Como tal e para haver uma alternativa ao FACE ID, a Apple pensou numa solução para aqueles que têm Apple Watch. Claro, não é para todos, mas é alguma coisa e vai estimular de novo a aquisição do Apple Watch.

      Mas é um facto que esta pandemia trouxe uma nova realidade. Agora, os 30 mil pontos que o Face ID projeta no rosto, poderão ainda trazer outras alternativas, ainda mais com a leitura do “status dos olhos”. Há margem para mais. Isto é que é interessante na tecnologia.

      Mas o 14.5 vai trazer mais novidades 😉

  4. B@rão Vermelho says:

    Uso no meu Note 10+ emparelhado com o Galaxy Watch e desde que o tlf e relógio esteja perto está sempre desbloqueado, alias sempre que me afasto de um ou do outro recebo logo uma mensagem que o algum deles ficou para traz.
    E com a vantagem de estarmos ou não a utilizar mascara.

  5. Zé Tuga says:

    Só faltará fazer o teste ao Covid nos novos moldes o que decerto irá satisfazer muita clientela!

  6. Pedro Liz says:

    Estou a pensar comprar um s21 mas como tenho apple watch e airpods sinto me tentado a esperar pelo iphone 13 ja que o meu SE deve durar ate la. Acham o s21 uma boa compra ou iphone melhor? Gosto dos 2 sistemas não tenho problemas por ai.

  7. Rodrigo Lemos says:

    Não sei, pra mim desbloquear o tlm nunca foi problema, seja com o dedo, com a cara ou a iris num S9.

  8. Antonhy says:

    Não entendo o motivo de tanta histeria, pelo uso de máscara no Face ID. Quando estou com máscara e preciso desbloquear o IPhone , afasto a máscara ligeiramente por 2 segundo e volto a colocar. Qual o problema?

  9. Antonhy says:

    1segundo. Hehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.