Quantcast
PplWare Mobile

Benchmarks do suposto processador Apple M1X poderão indiciar que a Apple já está em testes

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. eurodoid says:

    Isto já tem algumas semanas e já se tinha chegado à conclusão que não passa de pura especulação, sabe-se lá de quem. Ninguém teve acesso a uma pré-amostra. Basta olhar para as pontuações e características indicadas.
    Nunca seria possível para o M1X obter no Cinebench R23 aquela pontuação em multicore tendo aquela pontuação em single core, sabendo que tem 12 cores (8+4) e uma frequência de 3.2GHz. Os testes ao M1 já balizam o que é possível com essas características.

  2. PT says:

    12 cores!!! Ainda a intel usa 4 e a amd deixou toda a gente doida com 8…a Apple ja vai nos 12 e em apenas 1kg com autonomia de 20h! A Apple nao merece o hate que tem, é de longe a locomotiva tecnologica do mundo.

    • Njag says:

      E acredito que este seja o média gama, quero ver é o topo de linha que vão vir para o MacPro.

    • miguel says:

      E não precisa de fan a versão 7 cores 😉

    • Miguel A. says:

      Calma rapaz. Não te excites tanto. Sabes que a AMD tem um processador de 64 cores, certo? E que a Ampere tem um processador ARM com 128 cores, certo? Pronto, tem lá calma. Sem duvida que é um bom indicio a Apple enveredar por este caminho, vai-nos permitir ter maquinas melhoras a custos menores no futuro (com recurso a open source na plataforma ARM).

      • eurodoid says:

        tudo verdade mas não são processadores para portáteis.

      • PT says:

        64 cores num portatil de 1kg com uma autonomia de 20h? Nao tem. Tem calma que tanto querias falar mal da apple que nem percebeste do que se tratava a conversa.

      • José Fonseca Amadeu says:

        Dois acrónimos para ti, TDP e SoC. Podias ter 1000 cores que mesmo aí não iria interessar para o tema.

        • Miguel A. says:

          Calma. Eu apenas respondi ao comentario de Intel nos 4 e AMD nos 8 cores. A tecnologia permite mais cores, o TDP é que é mais complicado, principalmente na arquitetura X86 e X64. Com a aposta da Apple em ARM para computadores, vai mover a industria nesse sentido, mesmo nao sendo uma grande novidade (exemplos com a AMD que lançou em 2016 um processador ARM para servidor (Opteron) com 8 cores e 32w de TDP, excelente para a altura, tendo em conta que o processo de fabrico era de 28nm), assim como a Microsoft lançou o Surface Pro X, com SQ1 e SQ2. A tecnologia existe, basta ver os Clusters de Raspberry Pi para servidores.
          Agora a Apple é uma geradora de tendências, aproveitando o bom da tecnologia para empurrar a industria para a frente, neste sentido aproveitamos o bom da tecnologia ARM, que já devia ter tido esse impulso há anos, mas o oligopólio Intel e AMD foi mais forte.
          Agora que a importancia dos dispositivos móveis e a eficiencia energética é notória, aqui está o resultado. É bom para todos.

    • eurodoid says:

      São 12 cores, mas 4 são de baixo consumo, de modo que na prática é mais equivalente a 8+1, considerando o que se conhece destes núcleos da Apple. E mesmo assim isso não significa por enquanto nada, até que se saiba o quão capaz é de aproveitar todos os núcleos de forma eficiente.
      É de esperar um bom desempenho mas é a primeira vez que a Apple faz um processador com mais de 8 núcleos.

      • Miguel A. says:

        Vai aproveitar bem na mesma os cores, visto que a arquitetura está pensada para isso e o Sistema Operativo está preparo para isso há décadas.
        De lembrar que o Mac Os X foi inicialmente compilado para Power PC, que trás processamento multi core à muito tempo em máquinas RISC (quando há um saudosismo nos Power Mac G4 e G5). Não é à toa que a Apple conseguiu usar processadores ARM tão rápido e com uma performance tão boa.

        • eurodoid says:

          A questão que levantei tem pouco a ver com a arquitectura.
          Usar mais núcleos coloca problemas em termos de gestão de threads no processador, sincronização, comunicação dos núcleos com diferentes caches, gestão de memória, etc, a que se soma o facto de existirem núcleos diferentes.
          Não se sabe como é que a implementação da Apple cresce em escala.

          A rápida adopção da Apple de processadores ARM tem muito pouco a ver com os PowerPC, são arquitecturas diferentes. Tem principalmente ver com há mais de 10 anos a Apple usar e desenvolver processadores ARM nos iPhones e iPad, sendo que o sistema operativo nesses aparelhos é uma derivação do sistema operativo dos Mac. Ou seja a Apple há muitos anos que tem muitos dos componentes do sistema operativo para criar um Mac com processador ARM.
          Será também importante o facto do sistema operativo macOS/MacOS X, ter sido logo criado para que pudesse ser portado para diferentes arquitecturas.

    • Dave Snow says:

      Acho muito interessante o que a Apple tem feito com estes novos processadores, mas falam da Apple como se fosse uma empresa pequena. Não podemos esquecer que a Apple é uma das maiores empresas de tecnologia do mundo.

      • PT says:

        Sem duvida mas a Microsoft tb o é e basta ver o que nao fizeram com o surface todos estes anos. Ser grande empresa nao justifica tudo, mas a Apple continua sempre a querer mais e melhor!

        • adbu says:

          A Microsoft foi pioneira com a introdução dos ARM com os surface RT, infelizmente os processadores ainda não tinham capacidade para correr as aplicações x86 em modo de emulação.

          • eurodoid says:

            mesmo com os processadores ARM actuais a emulação implementada pela Microsoft não é grande coisa! Teve mais do que tempo para já ter apresentado melhores soluções. Está muito longe daquilo que a Apple conseguiu com Macs ARM à primeira tentativa.

  3. Fo says:

    Já devia ter saído o Mac com m1x! Preciso de um Mac novo!!

  4. To Canelas says:

    Bem, afinal este M1X é mais do mesmo. Um processador com mais cores, aqueles que passam o teste. É igual ao outro, apens tem mais 4 cores no CPU e e outros tantos no GPU. No GPU é cagativo, porque existe algo que se chama placas gráficas….

    • eurodoid says:

      “Este” “M1X” não existe, é apenas especulação de alguém!
      Ter mais 4 cores no CPU faz diferença para muitas coisas numa máquina profissional. Sobre o GPU é verdade que existem melhores em performance mas convém recordar que isto é para portáteis e que algo assim estaria provavelmente próximo duma GeForce RTX 2070 para portáteis, consumindo apenas cerca de 20W.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.