PplWare Mobile

Microsoft ultrapassa a Apple e é agora a empresa mais valiosa do mundo


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

20 Respostas

  1. Mateus says:

    pronto é oficial… já estamos informados… a seguir a próxima noticia é que está abaixo da google na bolsa… eheheh

  2. S_junior says:

    Acho que o modelo de negócio da Apple tem os dias contados. 60% da faturação é proveniente da venda dos iPhones.
    Já MSF está mas diversifica azure, xbox, office 365, óculos de realidade mista (vai vender ao exército americano) etc.

    • Seca Adegas says:

      Sem duvida, Apple o grosso da facturação é dos smartphones, caindo a venda destes, pois inovação é zero, com a concorrência das marcas Chinesas, e não tendo nenhum Steve Jobs para inovar, o futuro augura-se mau.
      A MS como não está “refém” se um só produto (ao contrário da Apple), terá um futuro mais risonho, e não me admira que daqui a uns anos venha a dominar o segmento mobile, é apenas uma questão de tempo, pois estão a lançar os alicerces para dominar.
      E vai dominar muitos segmentos de mercado, basta estar atento.

    • Sujeito says:

      Até porque a Apple não existia antes dos iPhones… duh.

  3. Willy Wonka says:

    A Apple vai falir

  4. Filipee says:

    A Apple no ultimo mes perdeu 20% do seu valor em bolsa. Uma queda monumental pouco noticiada aqui. A juntar a isto está o problema das vendas como aconteceu com a Samsung e o seu s9 ser identico ao S8.
    Algo se passa para os lados da Apple porque alem dos clientes os investidores estão a perder interesse

    • Pedro Ferreira says:

      Concordo. Ninguém falou dos 20% de queda em bolsa aqui. Muitas teorias implicitas em artigos foram derrubadas, ainda devem estar a recuperar.

  5. Rafael says:

    DaLLEEEE. Apple ja era

  6. Miguel says:

    Continua a ser uma valente m%#@€ com produtos de treta, por isso…

  7. ricardo ribeiro says:

    incrível, demoraram 15dias a reportar o que o resto do mundo já sabia…
    depois admiram-se de levar com rótulos de fanboys

    • Bino says:

      E mal traduzido. Desde quando a Microsoft ou Apple são empresas publicas?

      “Oito anos depois, a Microsoft volta ao primeiro lugar no pódio das empresas públicas mais valiosas do mundo, ultrapassando a Apple.”

      Ao traduzir o artigo esqueceram-se que nos EUA a noção de empresa publica, (aberta a acionistas, mas privada) não é igual ao português em que pública=estado.

    • iSheepNot says:

      Ninguém disse que erw notícia de última hora. Simplesmente noticiaram.

  8. hsff says:

    A Apple ou apresenta algo de extraordinário nos próximos tempos ou está morta. No meio deste caminho para o fundo os órgãos máximos e não máximos da empresa continuam a ser pagos de forma milionário, é esta a política da meritocracia promovida pelos fãs do capitalismo.

  9. Joselito says:

    A verdade é que a Apple nunca foi… Bill já sabia há anos, qnd investiu nela para desviar a atenção da Microsoft…

  10. Filipe Ezequiel says:

    Não se preocupem que quando a empresa estiver abaixo de determinada percentagem, eles lançam um ios compatível com todos os equipamentos no mercado e voltam lá para cima novamente lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.