Quantcast
PplWare Mobile

O dia em que a Microsoft salvou a Apple

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Dagmar Baptista says:

    Esta frase espelha bem a minha forma de pensar e de ver as coisas no mundo tecnológico:
    “A rivalidade não saudável só existe na cabeça dos consumidores que, muitas vezes, pensam que só uma empresa pode ser boa ou fazer produtos com qualidade. Devemo-nos sempre lembrar que, no final de contas, somos nós que ficamos a ganhar com os produtos fantásticos que as empresas de tecnologia produzem.”

  2. Jose Baptista says:

    Mais um Bom artigo com excelente pesquisa Tomás!! Parabéns e bom FdS.

    • Tomás Santiago says:

      Obrigado! Algo que sem a intervenção e ajuda do Vitor nunca seria possível! Estamos os dois de parabéns!

      • Francisco Mota says:

        Parabéns a ambos. O artigo está óptimo, mostra muitas coisa que desconhecia. Além disso mostra como muitas vezes estamos errados sobre as empresas. Elas cooperam e crescem.

        Parabéns.

  3. McGoms says:

    “adversário e amigo”
    Duas visões, dois caminhos! Tudo pelo melhor, para todos.
    Esta sim é uma noticia que todos deveriam ler!

  4. Brasão SS says:

    Um artigo TOP! Excelente artigo, Tomás e Vítor. É esta a verdadeira história que muitos não sabem. Espero que muitos finalmente saibam o que realmente se passou entre estas duas gigantes. Obrigado pelas referências, estas vão para os favoritos.
    Grande abraço.

  5. JHGouveia says:

    gostei muito do artigo.

  6. Danilo Costa says:

    Muito bom artigo, parabéns.

  7. Osvander says:

    Parabéns pelo artigo, excelente lição de vida e como deve ser vivida!

  8. Nuno Figueiredo says:

    O artigo está muito bom. Parabéns.

    Faltou apenas a vertente económica: a Microsoft foi obrigada e empurrada a ajudar a a Apple uma vez que, na lei americana, uma empresa com o monopólio e estando sozinha é obrigada a ser nacionalizada.

    Ora sabendo disso, Bill Gates não tinha outro remédio senão ajudar a rival. Se assim não fosse, reza a história que hoje a Apple já não existiria.

  9. José Rodrigues says:

    Bom artigo.
    Boa rivalidade.
    Hoje em dia só interessam números, já ninguém se interessa em fazer produtos que agrade aos consumidores, a Microsoft está a entrar por esse caminho, a Apple está a sair dele e os outros.. são os copycats.

  10. Jairo says:

    Excelente post

  11. Francisco Rocha says:

    Muito bom artigo
    Parabéns

  12. Manuel says:

    Estas duas mentes brilhantes mudaram o mundo da tecnologia para o estado em que a conhecemos. Existem muitas outras pessoas no mundo da tecnologia tão ao mais importantes mas sem dúvida o papel que estes tiveram na democratização do computador pessoal foi de uma importância sem precedentes. Não há qualquer dúvida que estes dois ficarão na história. Lembro também alguns que penso terem sido revolucionários no que fizeram, Dennis Ritchie(linguagem C), Ken Thompson e Dennis Ritchie(unix) e Tim Berners-Lee(www).

    • JJ says:

      Normalmente a historia só se lembra de alguns nomes dos que fizeram a diferença, mas muitas vezes existem muitos outros que deram um grande contribuito.

      Por exemplo, na energia… Todos se lembram da lâmpada do Edison, que revolucionou a iluminação… mas se não fosse o Tesla, hoje a electricidade podia ser muito mais cara e de acesso mais limitado.

  13. Henrique Martins says:

    Grande Artigo 🙂

  14. JJ says:

    Artigo, muito bom!
    Foi dos poucos artigos que eu li (para não falar de documentários), sobre o assunto, que mostra imparcialidade!
    Muitos parabéns!

  15. ze_pombo says:

    Boas Vitor M,
    Bom artigo, gostei de ler, ainda não tive foi tempo de ver os videos.
    Tempos áureos do que foi o boom das empresas ligadas à computação…
    Agora é mais marketing do que realmente lançamento de coisas novas e diferentes…
    Cump

    • Vítor M. says:

      A sociedade evoluiu e cada um de nós não é uma ilha, faz parte dessa sociedade e se o marketing resulta é porque nós somos o produto, a culpa então é nossa, até porque certas filosofias mercantilistas são reativas. Temos de continuar a fazer algo.

      Cumprimentos.

  16. Joel Pereira says:

    Excelente. Uma história que todos conhecem mas por vezes mal contada. Alguns dias atrás vi um episódio de uma série que relata a história verídica destes dois génios que nunca mas serão esquecidos no mundo da tecnologia.
    Para que quiser saber mais veja “American genius ep1”

  17. manito says:

    Adoro ler um artigo assim, onde acima de tudo faz me compreender e ligar melhor os pedaços das historias que vamos ouvindo aqui e ali, parabens aos autores.
    R.I.P. Steve Jobs.

  18. jimmy says:

    Muito bom artigo!

  19. Paulo says:

    Os fanboys de tanto um lado como do outro deviam ver, melhor, deviam ser obrigados a ver o filme “Pirates of silicone valley”, para ver se esta espuma de raiva que lhes sai da boca acabasse, pois graças a esta competição e cooperação de duas empresas, temos o que temos hoje, sem isso estávamos provavelmente muito mais pobres.
    Como diz o artigo, e muito bem escrito, os meus parabéns, ambas as empresas tomaram rumos distintos mas ambas contribuíram enormemente para o nosso presente tecnológico.
    Acabem lá com o “meu é maior que o teu” pois não tem nexo, cada macaco no seu galho.
    Paulo: utilizador de ambas as plataformas e mais outras…

  20. Hugo Gomes says:

    Isto foi uma amizade saudável rivais sim mas trabalha dobem conjunto para obter um bom fim. Ja conhecia um bocado da história. Naquela altura quem tinha o software era a micro quem tinha a linha de montagem dos pcs era a Apple. Junta se o útil ao agradável e hoje temos Apple com o seu ios conseguiu o seu próprio s.o e a Microsoft a sua linha de pcs

  21. Hugo Gomes says:

    Na primeira foto vemos 2 putos que iriam revolucionar o mundo cada um com as suas ideias, mas na altura eram doidos varridos hoje é uma realidade. So prova que se quisermos, se sonharmos e termos ao nosso lado as pessoas certas os sonhos se realizam

  22. Urso Kiberna says:

    Muito bom, alem de informativo o artigo passa tambem o lado emocional. Vitor, julgo seres o autor, és um bom escritor, parabens a ti e ao Tomas. Podiam até propô-lo como guião a uma produçao em Hollwood… Quem sabe. Estava a ler e de fones a ouvir a 105.4 FM* a passar o já saudoso Chris Cornnell. Foi fixe. Boa Vitor e Tomas. E um grande viva ao Zé Pedro dos Xutos e obrigado pela sua obra. *Não prescindo de radio nativa no telele.

  23. Urso Kiberna says:

    Correção: Hollywood.

  24. Yordanov says:

    Muito bom artigo! Excelentes empresas e grandes técnicas de marketing e negociação! Gosto de ambas…

  25. Rub3n says:

    dois grandes homens!
    dois génios!

  26. SmarTech says:

    Steven Jobs e Bill Gates sempre foram rivais e grandes amigos.
    Partilhavam visões diferentes e a humildade de Bill Gates é de longe superior ao que era o Steve Jobs.
    A própria politica da casa diz tudo de ambas as empresas.

    Mas ao contrário de histórias, eles eram BONS amigos, jantares ocasionais, até divertimento juntos sobretudo na fase final de Steve Jobs e da doença dele. E claro, a Apple depende em parte de algumas coisas da Microsoft.

    Ao contrário dos fanboys, a Apple nada seria se não fosse a Microsoft (e até podemos dizer vice-versa). Mas mesmo um produto como MacBooks ou iPhone tem componentes da família Microsoft. Quer queiram quer não, são factos.

  27. Chauke Stephan Filho says:

    Eu já li numa ciberteca sobre logiciário livre que Gates e Jobs não foram gênios da informática mas, sim, gênios da mercatagem.

  28. João Carlos Durão says:

    Adorei ler este artigo… No fim todos temos que ser unidos.
    Muito obrigado pelo excelente trabalho!

  29. Fénix Bendito Nk says:

    Gostei bastante do vosso trabalho e, espero que continuem trazendo para nós as boas novas sobre o mundo da tecnologia.

  30. Antonio Carlos de Paula Santos says:

    Sim, mas não tira os méritos da Microsoft de ter ajudado a Apple sair do vermelho, pois a Apple estava gastando muito dinheiro com a justiça processando a mesma e ela estava indo para o buraco. A Microsoft ajudou e teve os seus méritos como a Apple teve os seus. Não podemos esquecer que ambas as empresas foram adversárias e ao mesmo tempo amigas. Muitos acusam a Microsoft de ter roubado as ideias da Apple, mas não falam da Apple, que roubou as ideias da Xerox!

    Boa noite e fiquem na paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.