PplWare Mobile

AirTags: Apple desvenda inadvertidamente uma funcionalidade que não existe “ainda”


Autor: Vítor M.


  1. Dark Sky says:

    Encontrar o dispositivo (iPhone) ou um objecto com uma tag compatível “when not to wi-fi or celular conected”, de facto, só pode ser por bluetooh.
    Quanto à questão da “forma anónima”, suponho que seja:
    – se pedi/não encontro o objeto com a tag – ponho o meu iPhone a procurara (nada de novo)
    – se perdi o iPhone e o dei como perdido, ponho outros iPhones a procurar – mas aqui, ao certo, só especulando, a imagem sozinha não dá.

    Uma coisa é certa – está-se à espera dos AirTags faz tempo. A Tile, que fabrica tags Bluetooth é que não anda nada contente. Diz que andava a negociar com a Apple, por certo procurando chamar a si o maior valor possível – e a Apple desinteressou-se, não antes de lhe levar um engenheiro.

  2. Rizzo says:

    Apple a inovar com chip ultraband w1 para gps indoors, h1 para 0 latencia nos AirPods algo que nenhum na concorrencia faz nem os bose de 400 euros, sensor lidar que papa os TOF chinocas que por ai andam. Muito bem a Apple a mostrar como se faz! Ja a samsung anda a enganar os europeus com exynos defeituosos

    • Ricardo Fernandes says:

      Mostrar como se faz? Aparentemente a tecnologia foi um pouco roubada, pelo que li andavam em negociações com outra empresa para “comprar os serviços ” viram como funcionava e depois já não quiseram. Não estou a criticar a tecnologia em si nem a Apple porque apesar de ser fã da Samsung nao sou” anti apple ” e sei ver as coisas por fora. Mas acho que isto não se faz se de facto for verdade. Ainda por cima uma empresa como a Apple não precisa destas coisas . Em relação ao exynos teno toda a razão mas desde o s7 que é assim e ninguém faz nada não percebo às vezes também a Samsung quanto a isso do exynos mas tens 100% de razão nessa parte

      • Rizzo says:

        Vires falar em roubar tecnologia informa te como a samsung se tornou lider em tvs roubando e copiando a sharp de forma vergonhosa, copiando a apple e o ios a exaustao (, siri, s voice por ex). A Apple não e santa mas e de longe a que mais inova e basta ver os airpods desde que sairam todas as empresas fabricam Airbuds.

        • Ricardo Fernandes says:

          Roubar a Sharp? A samsung é a maior accionista da sharp mas também não é santa nenhuma como é obvio. Nestes casos penso que copiar não tem problema tal como o ios copia coisas do android o android vai tirar ideias ao ios, é o peso do facto da concorrência, uns têm uma ideia outros outra ideia e pegam nessa ideia da concorrência e fazem melhor (ou por vezes não). Critiquei apenas o método de “copiar” da apple que mostrou interesse num produto, quis comprar, viu como funcionava, reparou que podia fabricar e depois já não quis comprar. Isso dos airpods é verdade sim e é um bocado como o applewatch, eu até penso que os “buds” já existiam mas ficaram populares claramente graças à apple e não tinham tanta qualidade como é óbvio . A apple copia outras marcas tal como a samsung também o faz e todas as marcas do mercado o fazem, mas é impossível ter todas as ideias e umas marcas têm umas outras têm outras, sem o dito “copiar” o mercado não se tornaria saudável pois algumas marcas deixavam de existir e a concorrência iria desaparecer que no meio disto tudo é o mais importante para o mercado.

      • Ameno says:

        Que empresa?

        • Ricardo Fernandes says:

          Boa pergunta, já não me lembro nem sei já em que artigo li, mas quando encontrar ou se encontrar o artigo ponho o link aqui

  3. Serodio says:

    Dava jeito para por na minha mulher. A ver onde a gaja anda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.