Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Videojogos

Podem os videojogos causar cancro nas crianças?

Tablóide do “The Mirror” indica que sim!

Aqui no Pplware abordamos amplamente a temática dos videojogos, e todos nós sabemos o quão viciantes e aditivos eles conseguem ser.

Desta forma, já escrevemos sobre a dependência dos mais novos nos jogos electrónicos, e como jogar videojogos com saúde, Parte I e Parte II.

Ainda assim, recentemente o tablóide do jornal “The Mirror” foi deveras polémico ao referir em letras bem grandes que o vício da TV e do Computador está a desenvolver cancro nas crianças! No entanto, esta conclusão referia-se a um estudo sobre a falta de actividade das crianças.

Mas poderão os videojogos causar problemas graves de saúde nas crianças?

97577269


PlayStation oferece estágio na indústria dos videojogos

Numa altura em que o mercado nacional apresenta taxas de desemprego nunca antes vistas em terras lusas, surge uma proposta do mundo dos videojogos que apesar ser um grão no deserto, é uma oportunidade para quem ingressar nela.

A Sony Computer Entertainment Europe acaba de anunciar detalhes adicionais sobre o recrutamento do próximo estagiário da PlayStation – que será certamente alvo de uma enorme procura por todos aqueles que pretendem adquirir experiência na indústria dos videojogos. O estágio, com um mês de duração, no estúdio sueco Tarsier será o prémio para o concorrente que criar o melhor mini-jogo usando o novíssimo título da PlayStation® Vita – LittleBigPlanet™ PS Vita.


Pplware na E3… já na próxima semana!

A Electronic Entertainment Expo (E3), a maior feira mundial de videojogos, decorrerá já na próxima semana, de 5 a 7 de Junho. Num ano em que se esperam grandes novidades como Call Of Duty: Black Ops 2, Assassin’s Creed III, Need For Speed: Most Wanted 2 e até novo hardware como a Wii U, a nova consola da Nintendo, o Pplware marca presença pela primeira vez no maior evento de videojogos do planeta.

Na presença de empresas como a Nintendo, Sony, Microsoft e muitas editoras de jogos, gostaríamos de saber o que lhes perguntariam se tivessem a oportunidade. O Pplware vai lá estar e esclarecer todas as vossas dúvidas.


Os videojogos hoje em dia!

Por André Lopes para o PPLWARE

Os jogos não são uma coisa deste “novo mundo”. Existem desde há milhares de anos: jogos de cartas, de damas, berlindes, e até desportos (sim, creio que futebol, por exemplo, é um jogo). Sinceramente, falta-me paciência para ir pesquisar qual é o jogo mais antigo que a humanidade conhece e meter-vos aqui para complementar esta opinião. Normalmente costumo-me sempre informar antes de escrever algo, mas hoje decidi fazer algo espontâneo, que tenha inteiramente por base o que sai da minha cabeça.

Mas continuando, acredito que o primeiro jogo tenha sido o xadrez, ou posso estar redondamente enganado. Sinceramente, não interessa muito. Vim aqui para falar mais sobre os videojogos.


Videojogos com Saúde

Actualmente a indústria dos videojogos, uma das mais lucrativas de sempre, enfrenta não só barreiras de cariz técnico mas também relacionadas com uma área bem mais delicada: a Saúde. Frequentemente se associam (negativamente) os efeitos dos videojogos à saúde física e psicológica de quem os joga, culpabilizando os casos de agressividade, vício, ansiedade, stress, comportamentos menos adequados e também outras doenças como a obesidade e atrofia muscular. Como resultado do lançamento cada vez mais comum dos jogos ditos “violentos”, inúmeras vozes se têm levantado contra esta indústria. Esta temática já foi em parte aqui discutida, no Pplware, no excelente post da Marisa Pinto, sobre a dependência geradas por esta indústria.