Tags: tizen

Samsung vai usar Tizen em todo o lado e não depender do Android

O Tizen é o sistema operativo da Samsung, lançado em 2012, que atualmente equipa vários equipamentos da marca sul-coreana, nomeadamente smartwatches, televisores, frigoríficos e alguns smartphones, sendo que a maioria destes vêm equipados com Android.

Com o objetivo de alargar ainda mais os horizontes do Tizen, a Samsung está a planear lançar novos equipamentos com o seu sistema operativo, especialmente na área da Internet of Things (IoT).

Tizen IoT


Tizen 4.0: O verdadeiro concorrente do Android para IoT?

A Samsung anunciou oficialmente o Tizen 4.0, o sistema operativo que é já uma boa alternativa ao Android para determinados segmentos de dispositivos.

Recentemente, o Tizen ultrapassou o Android Wear no mercado dos smartwatches e promete dar luta à plataforma móvel da Google, especialmente no mundo do IoT.


Tizen já ultrapassou Android Wear no mercado dos smartwatches

Apesar de ser ainda um mercado muito pequeno, os smartwatches começam a ter já muitas alternativas, quer de marcas, quer de sistemas. Para além dos óbvios surgem outros, como o Tizen, que começam agora a ter visibilidade.

Foi precisamente isso que o sistema operativo da Samsung conseguiu, ao ter já uma quota de mercado superior à oferta da Google, o Android Wear.


O Tizen é um sistema inseguro e que tem muitas falhas

O Tizen é o sistema operativo que a Samsung abraçou para si e que poderá em breve ser uma alternativa ao Android. A empresa sul-coreana tem estado a investir no seu desenvolvimento, usando-o em muitos dos seus produtos.

Este sistema está agora debaixo de fogo, com revelações feitas e que apontam falhas de segurança graves e presentes a vários níveis.

Tizen Gear S3



Samsung confirma Smartphones com Tizen em 2013

Em Setembro de 2011 a Linux Foundation anunciava que iria substituir o MeeGo pelo Tizen, um novo sistema operativo open-source baseado em Linux. Para liderar o projecto a Samsung nessa altura avançava para uma candidatura, juntamente com a Intel. Um...