Quantcast
PplWare Mobile

Tags: clima

ONU: China e Índia falham prazo para atualizar objetivos de emissões

A China e a Índia falharam o prazo da Organização das Nações Unidas (ONU) para a apresentação de novos planos para a redução das suas emissões de gases com efeito de estufa. Por isso, a organização não incluirá as suas promessas no relatório para os governos deste ano, a ser apresentado na cimeira global sobre o clima.

Os dois países mais populosos do mundo estão entre as dezenas que não cumpriram o prazo estabelecido pela ONU.

Organização das Nações Unidas (ONU)


Sabia que a redução dos voos comerciais tem um forte impacto na previsão meteorológica?

O tempo anda estranho, mas as previsões não andam melhores. Na verdade, embora os satélites meteorológicos sejam hoje muito precisos, ainda não conseguem dar uma previsão global, regional com a exatidão como estamos habituados. Então o que mudou?

A pandemia da COVID-19 reduziu em mais de 90% a operação comercial das companhias aéreas. Como tal, sem os aviões no ar, os meteorologistas deixam de receber importantes dados em tempo real. Vamos perceber como funciona esta dinâmica.

Imagem avião num voo comercial por cima das nuvens a vigiar a meteorologia


NASA revela vídeo dramático do degelo dos glaciares no Alasca

O degelo tem mostrado como o planeta está a caminhar para uma situação de não retorno. Segundo muitos dados científicos, é apontado um cenário de uma crise climática global severa.

A NASA, através dos seus equipamentos meteorológicos espaciais, tem mostrado um panorama assustador sobre o ambiente na Terra. Assim, num vídeo recém-publicado, é mostrado o degelo dos glaciares e calotas de gelo do Alasca visto do espaço. Em alguns casos, com mudanças de quase 50 anos.

Imagem degelo dos glaciares no Alasca mostrado pela NASA


Buraco misterioso continua a aumentar na Antártida

Desde que a Terra começou a ser “vigiada” por satélites, alguns factos puderam ser percebidos pelos cientistas. Contudo, também foram descobertos muitos outros enigmas que ainda hoje estão por explicar. Assim, em 1970, quando os satélites começaram a tirar fotografias ao planeta, os investigadores notaram um misterioso buraco no mar de Lazarev, na Antártida. No verão, a lacuna desapareceu e, durante décadas, o acontecimento não foi explicado.

Este buraco parece ter voltado e cresceu de forma bem visível, atualmente mede mais de 9500 quilómetros quadrados.

Imagem de um buraco no gelo da Antártida


Investigação da NASA sobre alterações climáticas comprometida

E a culpa é de Donald Trump!

A opinião de Trump relativamente ao aquecimento global foi bem vincada durante o período eleitoral, onde o futuro presidente dos Estados Unidos voltou a reforçar, por diversas vezes, que esta questão não passava de uma farsa inventada pelos chineses.

Agora, há o perigo efectivo de o trabalho da NASA, no que respeita à investigação do planeta Terra, através da NASA Earth, ficar comprometido por falta de financiamento do governo norte-americano, assim que Trump iniciar as suas funções enquanto presidente.

gelo_1