Quantcast
PplWare Mobile

Tags: cabos submarinos

Marrocos vai instalar um dos cabos submarinos mais longos do mundo para enviar eletricidade

A guerra imposta pela invasão da Ucrânia e as sanções à Rússia vieram mudar o paradigma mundial do consumo de energia e a obtenção da mesma. Como tal, os países intensificaram a procura de novas soluções. Com um total de 3.800 quilómetros e uma potência de 1,8 GW, Marrocos vai estender, juntamente com a Grã-Bretanha, um cabo submarino com o qual pretende abastecer mais de 7 milhões de habitações.

O Reino Unido chegou a um acordo com Marrocos para obter eletricidade a partir da inesgotável energia fotovoltaica disponível para o país africano.

Ilustração de cabo submarino para transportar energia


Portugal vai ter mais cabos submarinos internacionais de comunicação

Nas comunicações transoceânicas, grande parte dos dados entre Continentes, passa por cabos submarinos sendo que as ligações por satélite são usadas normalmente num segundo plano, especialmente pela questão da fiabilidade e largura de banda.

Os cabos submarinos têm um impacto até 500 milhões euros para Portugal e há informações que nos próximos três anos o nosso país venha a ter mais infraestruturas.


Cabos submarinos: Rússia e China lutam pelo controlo das rotas da Internet no fundo do mar

A internet é a autoestrada global da informação onde gravitam todos os assuntos. À medida que mais pessoas precisam deste meio de comunicação, mais cabos são estendidos pelo fundo dos oceanos. Este fenómeno parece estar a despertar a atenção dos governos de Pequim e de Moscovo.

Estes cabos são a espinha dorsal para o tráfego da internet, mas também são um assunto delicado no aspeto da segurança.

Imagem interior dos cabos submarinos


Cabos submarinos com impacto até 500 milhões euros para Portugal

As infraestruturas de comunicação têm uma elevada importância nas mais diversas áreas da sociedade. Nas comunicações transoceânicas, grande parte dos dados entre Continentes passa por cabos submarinos sendo que as ligações por satélite são usadas normalmente num segundo plano, especialmente pela questão da fiabilidade e largura de banda.

Os cabos submarinos Equiano e  EllaLink, “têm um impacto económico potencial de longo prazo de até 500 milhões de euros a mais” por ano na economia portuguesa.

Cabos submarinos com impacto até 500 milhões para Portugal


EllaLink liga Europa e América Latina através do primeiro cabo submarino

Um cabo submarino não serve apenas para comunicações. Em Portugal há um projeto inovador que deverá entrar em operação em Portugal no 2.º trimestre de 2021 como já tínhamos revelado aqui.

Além das comunicações, o cabo submarino internacional de comunicações que vai interligar Portugal ao Brasil vai ter a capacidade de deteção sísmica.

EllaLink liga Europa e América Latina através do primeiro cabo submarino