PplWare Mobile

Em 2018 a China caiu, a Huawei cresceu e a Apple chocou com a realidade


Artigo escrito por Rui Bacelar para o Pplware

Destaques PPLWARE

  1. Vitor Gomes says:

    Apple: “Sofreu uma queda de 13%.” … Olá Nokia 🙂

  2. Sergio says:

    Um amigo meu dizia-me à uma semana que andava a retirar todo o equipamento da huawei . nas instalações da vodafone, por causa de eventuais escutas.. eu ri-me.. ontem vejo a noticia e fico :O

    Embora aqui o segmento seja outro, não sei ate que ponto a huawei não vai sofrer com isto

    • MarioM says:

      Como se os USA não fossem os principais espiões o problema é que se a Huawei vende depois os USA como não vendem os equipamentos deles como é que vão escutar.
      Se pensarmos estão a substituir os equipamentos huawei porque marca ?
      Manobras de diversão.

    • Vitor says:

      Não foi bem essa a noticia que li na comunicação social.O que li foi que a Vodafone (UK) tinha suspendido provisoriamente as negociações com a Huawei para o fornecimento de equipamentos 5G. E que isso aconteceria até que a empresa Chinesa esclarecesse algumas questões acerca dessa tecnologia…em local nenhum apareceu a “noticia” de substituição de equipamentos já entregues ou instalados!

  3. ToFerreira says:

    Afinal os comentadores que muitos apelidavam de “apple-haters” parece que para além do “hate” tinham razão. Estou curioso para ver o que a Apple vai fazer agora.

  4. EU says:

    O mais brutal nisto tudo é dizerem mal da SAMSUNG os Haters da SAMSUNG.
    O certo é que a SAMSUNG não necessita da China para manter as suas vendas elevadas, logo a APPLE é que vai sofrer com as quebras.

    • Vitor says:

      Existe alguma grande marca de qualquer produto que “despreze” o mercado da China para crescer?! A Samsung tem é uma vantagem sobre a maioria das outras marcas de smartphones…é não depender EM EXCLUSIVO da venda desse produto para sobreviver. Porque além de muitos dos componentes para smartphones serem por eles desenvolvidos e fabricados (e vendidos à concorrência) tem uma gama diversificada de produtos desde Televisões a uma gama completa de eletrodomésticos na qual são lideres mundiais! Mas que a China é importante…não tenhas dúvidas disso!

  5. Filipe F. says:

    A China é um mercado muito especifico e poderoso.
    Por exemplo a Huawei nao vende nos EUA e o mesmo se pode dizer da Samsung que praticamente ja nao vende na China. Passou de lider na China a quase banal tudo desde o escandalo do vice presidente da Samsung e eles na China levam as coisas muito a sério.
    A Huawei cresce em todo o lado mas principalmente no seu país também devido a esta silenciosa campanha contra a Samsung na China (algo que agora de forma menos silenciosa se começa a ver contra a Huawei e se assim for nao será so com o mercado asiatico que será lider)
    Nunca esquecer que a China tem um controlo proprio e se wuer potenciar uma marca ate ligada ao governo abafa as marcas estrangeiras em 3 tempos dai wue o top 4 seja tudo chinesas algumas que nem vendem oficialmente fora da china ou em mercados como america ou europa .
    E a Apple mais dia menos dia sofrerá tambem esta censura na China para potenciar mais ainda a Huawei no mercado interno e o país que deu o grande boom de vendas à Apple há poucos anos pode derepente dar-lhe o grande estoiro e por a Apple em maus caminhos.

    Podemos achar o que quisermos mas a verdade é que se temos o nosso país a produzir algo bom e que da trabalho interno porque valorizar o exterior? (Pensar porque é que sao uma economia em crescimento impar)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.