PplWare Mobile

Samsung começa a sentir o abrandamento da China


Pplware

Artigo escrito por Rui Bacelar para o Pplware

Destaques PPLWARE

  1. antonio says:

    Em relação ao 4º trimestre de 2017, que tinha sido o melhor de sempre, a Apple espera uma quebra nas receitas de 5% (e, ainda assim, o 4º trimestre de 2018 é o segundo melhor de sempre). “Jasus, a Apple vai desaparecer, leva o mesmo caminho da Nokia. É por falta de inovação e por causa causa dos preços alto – devia baixar os preços! E por causa da concorrência do Android”

    Tem uma certa graça – a Samsung Electronics espera a mesma quebra nas receitas e na Samsung Mobile a quebra é de de 12% (no trimestre anterior a quebra foi de 22%). Também é por vender a preços altos, quando cobre todas as gamas de preços? E não usa o Android?

  2. Renato Nismo says:

    estive ao lado de uma pessoa que adquiriu samsung galaxy j4+ lançado recentemente,
    snapdragon 425, processador de 2 anos com 28nm,
    2gb de ram,
    sensores e hardware capados como a falta de compasso e gyro
    ecrã e bateria meh..

    adivinhem quanto custou na worten ?

    e o meu redmi note 2 foi mais barato, tem hardware mais completo e é superior em quase tudo.. e saiu há 3 anos e meio. e o redmi note 5 ou mi a2, ambos mais baratos a diferença é da noite para o dia.

    é por isso que a samsung está a começar a perder a posição para huawei e xiaomi….

    • antonio says:

      Estiveste ao lado de quem pagou 23% de IVA.
      Os Xiaomi com 23% de IVA ficavam menos atrativos. Eu sei porque já fui buscar um à alfândega.

      • Renato Nismo says:

        Wrong
        o preço dos xiaomis que falei anteriormente, podes ir buscar a preço igual ou mais barato em loja nacional, e o hardware que oferece é da noite para o dia.

        kuantokusta.pt, chinadroid e smartandsun.

    • Falcão Azul says:

      Esse tal de samsung galaxy j4+(32 GB) custa cerca de 165 euros mas não vale rigorosamente nada.O Xiaomi Redmi Note 5 dá-lhe uma tareia,mas das grandes,e custa o mesmo,ou até menos !! 🙂

    • AndLop says:

      Renato mas sabes aqual é a diferença? Vou dar-te um exemplo que aconteceu recentemente com o telemóvel da minha esposa… Ela tem (tinha) um Xiaomi Mi A1 e com 8 meses de uso “deu o berro” (hard brick) (e não digas que é caso esporádico, basta pesquisar na net e encontras casos assim com fartura) e agora adivinha que telemóvel é que ela está a usar como suplente até se resolver a situação??? Um Samsung Galaxy S1…sim leste bem…um S1, o primeiro smartphone da Samsung que tem agora 9 anos. Vamos ver quantos Xiaomi chegam lá!

      • Renato Nismo says:

        e ? e acreditas que muitos samsungs J de hoje chegam lá ? mesmo lançados no mercado já são obsoletos com hardware equivalente a redmi 4a/rnote3 e a custar centenas,

        os galaxies S não.. e na altura isso custava um pouco mais que os J’s mais caros de hoje, é essa a diferença

        há quem use tlms tão velhos quanto o S1 ou pensas que és o único a ter o S1 a funcionar e mais nenhum tlms velhos funcionam,
        tens os velhos red rice, 1S e Mi 3, tenho o lg l90 em casa, só mais uns aninhos e chegam perto do teu s1.. e todos eles mais baratos.

        1 irmão meu teve um galaxy s7562 que custou 250€ no lançamento em 2012, era a febre do DualSim e muitos de nós necessitávamos e foi a pior compra de sempre, já saído da caixa era lento e não havia milagres nos updates e custom roms.. até no UI era lento e não valia a pena ter apps, foram 2 anos a sofrer, vendeu e comprou 1S em 2014.. hoje ainda usa, se calhar foi um terço do preço do S1.

  3. Falcão Azul says:

    “Entretanto,a Samsung conta com apenas 1% de quota de mercado na China.” Só ?? Só 1% ?? Não me acredito.Será possível ?? :O

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.