Quantcast
PplWare Mobile

88% dos leitores concordam com a semana de 4 dias de trabalho

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Jota says:

    Já eu sou absolutamente contra a semana de 4 dias de trabalho, porque como sempre os únicos beneficiados disso vão ser os funcionários públicos! “Ah e tal, depois a reboque dos funcionários públicos entram os privados” Isso é conversa da treta! A semana de 35 horas na função pública já está instituída há muitos anos e os privados não foram a “reboque disso”! Portanto ou é para todos ou não é para ninguém!

    • B@rão Vermelho says:

      Em vez de “reclamar” com o patrão descarregas nos funcionários públicos.
      O teu patrão se realmente fores bom no que fazer pode-te aumentar a cada 5 minutos, na função pública recebem todos igual, quer sejas muito bom quer sejas muito mau.
      Realmente é bom na função pública é nos casos que as pessoas não sabem ler nem escrever, que nesta situação podem chegar ao topo das carreiras e receber 900€, e no privado deve de ser muito complicado

    • aaa says:

      amigo, os concursos estão aberto. há muita vaga de assistente operacional para preencher.

    • PovoManso says:

      +1 Concordo contigo

      Por estas e por outras temos noticias destas: “Roménia ultrapassa Portugal no PIB per capita em 2024”.

      É muito triste viver num pais socialista cada vez mais pobre.

    • Art says:

      Mas já existe em Portugal , basta passar pelos centros de saúde a segunda feira e a sexta….é só pessoal a arranjar motivos para faltar…e saem todos contentes com o papelinho…..uma grande parte deles tem dores de garganta…mas falam normalmente ……outros com os filhos aos pulos dizem que os miudos têm dores de garganta….PORTUGAL já tem há muito a semana dos quatro dias

  2. Daniel says:

    Desvem andar malucos ?!
    Vão para casa fazer o quê ? Gastar luz e arranjar problemas ??!?!

    E quem é casado? Aturar o conjuge ?!

    • Urtencio says:

      Que mulher foste tu arranjar rapaz!?

    • Rita says:

      O comentário mais nojento que consegui ler…

      Os meus parabéns pelo prémio de pessoa mais asquerosa a frequentar o pplware.

      • PorcoDoPunjab says:

        Rita, até parece que não há mulheres a dizer que já despacharam o marido.
        Isto das virtudes serem só se um lado tem muito que se lhe diga.

        Aliás, não há problema nenhum em despachar o marido ou a esposa, se for o melhor a fazer.
        Eu próprio sou exemplo disso.
        Um dos meus casamentos durou sete meses.
        Não a consegui aguentar mais e mandei a para junto da mãe dela.
        Ela que a ature já que foi ela que a fez.
        Casei novamente pouco depois e ao fim destes anos todos é até deixar de por cá andar.

        Vanitas vanitatvm….

        PorcoDoPunjab, o encantador de burros

        • Rita says:

          São várias as questões aqui, como é obvio vocês básicos nem chegam lá perto. Vou explicar:

          1º “…Gastar luz e arranjar problemas… Aturar o conjuge… ” A tua vida é mesmo miserável. Para o sitio a que chamas de lar ser sinonimo de arranjar problemas é triste. Além de que Aturar o conjuge?!? Foi para isso que te juntaste? Ou juntaste porque ser solteiro parece mal então foi o que arranjaste?

          2º “Já foi despachada”? Que porra é esta? Mostra algum respeito… Eventualmente já se amaram e já partilharam algo na vida. Que falta de respeito incrível como se pessoas fossem descartáveis…

          3º Por fim, vens tu com a moral toda e sai-te da boca o seguinte: “Mandei-a para junto da mãe dela” Mas tu mandas alguma coisa? Adoro ver que para um homem se sentir homem precisa de achar que manda alguma coisa então saem estes comentários podres dos tempos da Ditadura. Há falta de homens que mostrem que são machos através do respeito e não através da estupidez dos homens das cavernas.

          Portanto, comentário nojento! Esse Daniel merece pouco!

  3. Thomas Costa says:

    12% sao patroes xD. just kidding.

    • GM says:

      No meu caso, tens razão. Votei “Não”. Sou patrão de mim mesmo, e se nem 7 dias/semana me chegam para fazer o que necessito (nesta fase em que há muito trabalho), imagina 4.
      O país necessita, sim, de mais trabalho, e não destes “fait divers” para distrair o pagode. Quando este desGoverno chegou ao poder, instituiu as 35h/semana, e viu-se, e vê-se diáriamente, os resultados desastrosos.

      • Gonçalo says:

        Se és o patrao de ti mesmo o que é que te interessa se tem 5 4 ou 3

        • GM says:

          Interessa-me enquanto contribuinte. E a ti, o que é que interessa?

          • FAR says:

            E enquanto contribuinte não terá porventura outros focos mais importantes com que se preocupar?

            Da minha parte custa-me muito mais andar a sustentar quem não faz nada e vive de subsídios sem necessidade nenhuma (tenho uns belos exemplos aqui bem perto de mim) e políticos papa-reformas carreiristas que por períodos de “contribuição laboral” irrisórios levam fortunas para casa.

            Permitir a trabalhos a que se adeque este tipo de medida que vejam uma redução da carga horária semanal parece-me bem menos digno da atenção que dá ao destino das suas tributações fiscais do que os exemplos que dei, não?

            Parece aquela lógica do pessoal que é anti-perdão dos empréstimos dos estidantes nos EUA que é, sem tirar nem pôr – “se eu tive de penar tu também vais penar” ou então, o clássico “pimenta no cu dos outros para mim é refresco”.

            Adoro! Humanismo e empatia no seu melhor!

          • GM says:

            Tenho esses focos também. Mas redução de horário / dias de trabalho, nomeadamente no funcionalismo público, porque é disso que está a falar, não interessa mesmo nada, nomeadamente ao país e aos contribuintes do sector privado. Porque, quer entenda quer não, os impostos pagos pelo funcionalismo público tem origem nos impostos pagos pelo sector privado, que é quem gera a riqueza necessária para produzir esses mesmos impostos.

        • Fusion says:

          Está resposta tua vê-se mesmo quem gosta de trabalhar ou quem anda aqui só por andar a espera que cheguem as 6

      • Paulo Martins says:

        Se nem 7 dias na semana te chegam para o trabalho que tens é porque não tens funcionários que chegue, uma semana normal de trabalho são 40 horas é certo que por vezes porque trabalho se acumula é necessário trabalhar tempo extra para compensar, se regularmente tens que trabalhar esse tempo todo então tens falta de pessoal.

        Produtividade é medida no valor criado por hora de trabalho realizada, não é por trabalhares mais horas que aumentas a produtividade, uma pessoa que trabalhe 7 dias para faturar 1500€ é menos produtiva que uma pessoa que só trabalhe 4 e consiga faturar 1000€.

        Isto das 4 dias de trabalho já foi testado em várias empresas com sucesso, a questão é que os 4 dias de trabalho não se adequam a todos os trabalhos, um supermercado com os funcionários a trabalhar só 4 dias irá ter maior produtividade? Claro que não, mas empresas de marketing, software etc. por exemplo regra geral têm bons resultados.

        https://www.theguardian.com/technology/2019/nov/04/microsoft-japan-four-day-work-week-productivity

        • GM says:

          Meu caro, vai trabalhar por conta própria, na qualidade de trabalhador independente (sem funcionários) e a recibos verdes, e vais ver o que é bom para a tosse. Não dás o litro, não apresentas trabalho, não entregas nos prazos, muito em, há mais quem faça. Acabas este trabalho mas não começas outro. Infelizmente, é assim a bitola. Se a medida fosse a qualidade de trabalho, a a abordagem seria outra. Mas é o prazo e o preço, quanto menos, melhor. Além do mais, ainda tens de esperar que te paguem. Não é no dia 30 que cai na conta.

          • Rrrrrr says:

            Sao essas as tuas condicoes? (espero que nao me levem a mal em tratar o GM por tu)
            sempre que ouço falar em recibos verdes, dá-me arrepios… mas tb me deixa a pensar…. nao haverá alternativa?
            (sei muito pouco sobre o tema, portanto falo sem saber, mas…) em vez de se trabalhar a recibos verdes, nao podemos abrir uma empresa em nome proprio e verder prestacao de servicos, e ter um ordenado dessa mesma empresa? nao é legal?

            Ha pessoas e pessoas… algumas sao workoholics, para outras 2 dias a trabalhar é muito.
            Na minha opiniao acho que 4 dias é mais que suficiente. A minha visao das coisas é que quero trabalhar para viver… e nao viver para trabalhar.
            Ter um fim de semana de 3 dias, dá-me mais qualidade do que ter apenas 2. O facto de ter 3 dias livres, nao só ajuda a nivel mental e bem estar, como penso eu nos fará ter uma vida social e em famila, mais preenchida. O que por sua vez nos faz estar mais frescos para o trabalho.

            Tb concordo que ha empregos e empregos. Para algumas profissoes faz todo o sentido 4 dias de trabalho, para outras faz sentido os 5…que é apenas mais um… fará assim tanta diferença?

            Estou fora do pais ha ja uns anos. Mas uma clara diferenca que vejo entre “cá” e em Portugal, sao as varias e longas pausas para café que se fazem e os longos almocos, que fazem com que seja normal ter de ficar mais tempo no escritorio.
            entro as 9, saio as 4, faco reunioes a partir de casa entre as 5 e as 6 ocasionalmente. (se tiver de trabalhar mais horas durante uma temporada para terminar algum projecto, assim o faço, mas nao é de todo a norma.
Trabalhar bem(!) 4 dias por semana é mais que suficiente.
é melhor ter mais produtividade e menos dias de trabalho, que produtividade baixa e mais tempo de trabalho.


      • Toni da Adega says:

        Se esses 7 dias nao chegam entao é injusto quem trabalha menos de 7 dias por semana. Serem 4 ou 5 por semana é irrelevante…..

  4. J0n@s says:

    Em França e Inglaterra depois de muitas empresas terem implementado a semana de 4 dias a produtividade aumentou. Por cá, como o diz o cego, a ver vamos…

    • Gonçalo says:

      Acredito que será o futuro mas tenha muitas duvidas que a produtividade aumente, ate pode aumentar no inicio mas depois vem por ai abaixo, e mesmo assim a produtividade em 4 dias tem de ser muito maior para compensar os 5

    • KodiakShadows says:

      ahahahahah!!! Esquecestes de dizer que os shifts sãode 12h X4 na UK, e ainda 4 ON 4 OFF

  5. darth says:

    é claro que concordam. alguém estava a espera de outro resultado?

    • Nuno says:

      Não é assim tão claro tem que se por em cima da mesa que certamente as horas de trabalho por dia vão aumentar ou para 9 ou até para 10 quem tem filhos pequenos isto pode muito bem nem ser fiavel depois existe tambem a possibilidade de baixar o ordenado portanto menos ordenado e mais dias para o gastar eu votei que sim mas não estou a 100% é preciso ver muito bem o que vem dai

  6. B@rão Vermelho says:

    Há anos que digo isso, trabalhar o mesmo número de horas em menos dias, se os serviços públicos tiverem abertos até mais tarde, já ninguém precisa de por meio dia de férias para ir tratar de assuntos.
    Ainda vamos chegar a um tempo que não vai haver trabalho para todos, cada vez mai recorremos às tecnologias máquinas a fazer o trabalho de várias pessoas, temos de receber um subsídio de existência .
    Exemplo as Suts já não há pessoas a cobrar as portagens.
    Tinha um colega de trabalho que dizia “onde é que há tantas batatas para alimentar tanta gente” 🙂

  7. Pedro says:

    Porque não 2 dias? Num país onde não se produz absolutamente nada, onde as pessoas só se preocupam com o Insta, Whatsapp, praia, esplanadas, Big Brother e afins a produtividade não se iria alterar. Força Tugas!!!!

  8. Trolha Men says:

    É assim depende não é, se for para ter 4 dias de trabalho e 10 horas por dia de trabalho não obrigado.
    O povo quer é saber quantas horas vai trabalhar por semana, essa é que é a questão essencial e que parece que ninguém responde nada em concreto sobre isso.

  9. Tiago says:

    Eu não. Vou trabalhar mais 2h por dia? Vamos receber o mesmo dinheiro?
    E não digam que em 4 dias fazem o mesmo trabalho de 5, porque se isso é verdade, então agora andam a brincar.

    • PeFerreira says:

      Depende da tua produtividade. Há pessoas cuja produtividade de manhã é tendencialmente 0, mas depois de almoço já começa a ter boa produtividade e concentração.
      Nesses casos o aumento de horas de trabalho pode dar bom resultado.
      Acho que depende de pessoa para pessoa e de trabalho para trabalho.

    • Fusion says:

      Mais 2h por dia? Que trabalhem eles, mantenho de bom grado os meus 5 dias com 8h

      • PeFerreira says:

        Novamente digo, nem toda a gente é igual nem todos os trabalhos são iguais.
        Existe pessoas que toleram bem e preferem o horário de trabalho concentrado (as tais 10/12h diárias) em troca de um dia extra ao final da semana.
        Não generalizem tendo somente como ponto de vista a vossa vida e o vosso trabalho

  10. SANDOKAN 1513 says:

    Semana de 4 dias de trabalho ?? Era bom,era.No dia de S. Nunca.

  11. secalharya says:

    Os da função pública já só “trabalham” um dia por semana.

    • Mr. Y says:

      Então porque é que não te candidatas?
      Esse argumento público vs privado é tão ridículo…

      Nota: não trabalho no público

      • B@rão Vermelho says:

        Está “guerra” já chateia afinal que é que foge aos impostos?
        Que eu saiba os funcionários públicos pagam tudo e mais um par de botas, ao contrário de quem trabalha por conta própria que quando pedes uma factura parece o diabo a fugir da cruz
        , sem falar no d hábito de confundir o dinheiro da empresa com sendo seu.
        Há pessoas que dizem que nem 7 dias chegam para o trabalho que tem quanto mais 4, talvez seja hora de colocar um funcionário e se trabalha assim tanto e acha que os funcionários públicos não fazem nada é concorrer, o problema é que não quer ganhar o ordenado de funcionário público

  12. Ze Cabra says:

    Se a pergunta tivesse sido:
    Trabalhar só 4 dias e receber só 4 dias?
    Os resultados teriam sido o oposto…

    Se formos sinceros, o portuga já só trabalha 4 dias por semana, entre horas de almoço esticadas, atrasos, saídas mais cedo, pausas, etc…
    Os iluminados só se esquecem que Portugal deve ter apenas duas ou três empresas produtivas (sim a famosa produtividade), não é a vender rolhas de cortiça ou a abrir empresas de serviços que o país vai ficar mais rico, até podemos trabalhar 60h por semana porque o que fazemos não tem qualquer valor acrescido.

  13. AlexS says:

    Desde que 4 dias de trabalho sejam pagos a 4 dias de produção. E esta pode ser maior ou proporcional ou menor…

  14. Jose Paulada says:

    Em portugal ainda se discute isso? Aqui na Dinamarca ja ha 2 anos que é assim, que pais atrasado meu deus. O portugal ate pela romenia ja foi ultrapassado

    • Joao M says:

      engraçado que em paises em que isto foi experimentado – ou melhor, em que foi liberalizado empresas fazerem isto, os resultados têm sido bons. Só cá em Portugal temos os tipicos “velhos do Restelo” que não vêm utilidade em nada. Foi o mesmo com o trabalho remoto. No fundo sou um país do “micromanaging” e do “entrar antes do chefe e sair depois do chefe” para mostrar serviço. Por isso , da experience que tenho em trabalhar com variadas empresas, onde encontro os melhores managers e lideres são nas empresas estrangeiras – até portugueses a trabalhar em empresas não Portuguesas acabam por ser melhroes lideres e menos “chefes”.

  15. mais tempo para o amor says:

    Já devia ter sido ontem, uma das consequencias desta medida se for aplicada é aumentar a natalidade!

  16. Pedro Passos Coelho says:

    4 dias de trabalho?! Não se admite, isso não paga os lucros devidos dos patrões, acionistas e outros parasitas! Votem em mim que acabarei com os feriados e implantarei 1 dia de folga para todos os trabalhadores. Temos que concorrer com os chineses sem tocar nos lucros. Modernaço!

  17. jedi says:

    O que devia haver era igualdade entre publico e privado neste duas coisas:

    trabalhar 35 horas,
    e nao existir / proibir os duodecimos, que é ridiculo nao ser obrigatório ou subsidio de ferias e natal ser da mesma forma tanto no privado como publico.

    E só depois fará sentido falar eventualmente dos 4 dias de trabalhar.
    o resto é paisagem. 😉

    • B@rão Vermelho says:

      E o resto?
      Quem é que trabalha em restaurantes e cafés e declara o real ordenado?
      Aumentar o PIB em Portugal é bastante fácil, acabar com pagamentos em dinheiro, tudo por cartões iam ver quanto é que realmente os cafés, restaurantes, cabeleireiros, oficinas e por aí fora iam ter de declarar.
      Experimentem a chamar um electricista ou canalizador escolham a profissão e falem em factura começam a contorcer-se para o filme do Exorcista 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.