PplWare Mobile

Tesla tem de tirar poupanças de combustível dos preços dos carros na Alemanha


Fonte: Reuters

Autor: Pedro Simões


  1. JV says:

    Faz todo o sentido. Para pessoas “menos treinadas”, olham só para o valor mais baixo e acabam depois desiludidas por perceber que não é esse o real valor da venda. Além disso, nem todos conduzem os mesmos kms, o valor do combustível está sempre a mudar, o valor do kWh também é variável, acaba por ser um valor aleatório que a Tesla ali coloca para demonstrar poupança.

  2. Paulo L says:

    Ou seja, como á indústria automotivel tradicional não é conveniente, exige-se que a Tesla não faça publicidade sobre o custo mais baixo de circulação do veículo ou dos custos de manutenção bastante mais baixos para justificar o investimento inicial.

    Enquanto isso as marcas alemãs podem enganar os consumidores e levar-los a pensar que poluem menos o ambiente do que o realmente polui, ser irrealisticamente verde está bem, agora não vamos abrir os olhos no que toca aos factos reais porque gera concorrência desleal.

    Se a ideia é dizer que a Tesla trabalha sobre valores teóricos porque o consumo real depende do estilo de condução, então apliquem o mesmo aos fábricantes alemães.

    Quando comprei o BMW Ser 4 M o comerciante e o site informavam que o carro tem um consumo combinado de 7.6 (Diesel).
    Quando o conduzimos como ele foi construído para ser conduzido, o consumo combinado é de 10 a 11 litros aos 100.
    Não foi por causa do consumo que eu o comprei, assim como quem compra um Tesla não o faz por causa de estas supostas poupanças mas o mesmo conceito de publicidade é o mesmo

    • JP says:

      Gostei do pormenor do M.

      Lembrem-se que para comprar um automóvel desse valor, de forma racional e sustentada, é necessário poupar.

    • rjSampaio says:

      “Quando o conduzimos como ele foi construído para ser conduzido, o consumo combinado é de 10 a 11 litros aos 100.”

      Isto dentro dos limites de velocidade (50/90/120/etc) mas sempre em altas, ou andas acima deles?

      • Paulo L says:

        Vivo perto da fronteira com a França e costumo levar o carro para a Alemanha, onde tem estradas sem limite.
        E sim em Espanha também desrespeito o limite muitas vezes.

    • aware says:

      A maneira como mandaste essa do “M” e os consumos completamente irreais soa me que inventaste

  3. mico says:

    E muito bem.
    Eu quando compro lampadas led para substituir fluorescentes pago o preço dela e não com pseudo poupanças que dependem de outros factores como a fiabilidade, tempo de utilização, etc…
    Na realidade, o fornecedor e vendedor quer lá saber das minhas pseudo poupanças posteriores, desde que lá deixe o meu na quantidade que ele quer…
    marquetices para influenciados

    • Tiago Barros says:

      Bem, concordo em parte contigo, porém não nos podemos esquecer que essa uma estratégia de marketing da tesla, assim como muitas marcas que apresentam valores de consumo aos 100km bem abaixo do real. Ao mostrar as poupanças a tesla quer também mostrar aos clientes que a manutenção e o “combustível” sai mais barato

    • rjSampaio says:

      mas olha que essa analogia faz muito sentido, mas nao para o teu lado.

      No inicio quando uma e27 led custava 15 e 20€ vs uma incandescente a 1€, muito pouca gente comprava as led por ser “muito caras”, mas se na embalagem tivesse a dizer que a led em ~3 meses recuperavas o dinheiro com X horas de uso, ai a malta ja as comprava mais.

      Nesse sentido o “fornecedor e vendedor” querem saber das tuas poupanças, para insentivar a compra, mas tu nao compras se não te a explicarem.

      • mico says:

        Mas é isso. Não querem saber do que piupo desde que compre o produto. Só poupo ou melhor, gasto menos do que gastaria com o uso. É como dizes, marketing. No limite, se usasse pouco, para que me servia gastar dinheiro?
        Que o carro tenha o preço base e depois os impostos tudo bem porque o pagamos à cabeça.
        Agora poupanças estimadas… pir baixo desse preço também poderia ter o custo adicional de baterias passados o prazo de garantia das mesmas, por ex.

      • Flavius says:

        Lâmpadas Led 10 anos de garantia de funcionamento, e aí fim de 6-12 meses fundiram… faço gestão de vários espaços (postos) que pertencem a empresa onde trabalho, e desde que mudamos para lâmpadas LED tenho todos os meses entre 1-3 fundidas, e são no total 2-3 centenas de lâmpadas.
        Por isso sim e Marketing enganador, perco mais tempo com isso do que com o resto do meu trabalho…
        O valor que pagas e o valor final a mostrar, não o que vais poupar, a poupança somente faz sentido na apresentação do automóvel e não no valor da venda ao consumidor.
        Mas enfim, se calhar sou esceptico…

        • Eu próprio says:

          Tens algum problema com a instalação elétrica. Quando mudei para a casa onde hoje vivo, há 3 anos, coloquei TUDO LED. Até hoje NÃO FUNDIU NENHUMA! Todos os meses poupo um monte de dinheiro…

          • Flavius says:

            Em todos os sítios onde foram trocadas as armaduras ? Por eletricista certificado e bastante competente…
            Nada tem a ver com a instalação, 5 postos tem as instalações novas (entre 2 e 3 anos )…

        • MiguelC says:

          Porque não levas as lâmpadas para a garantia?

          • Flavius says:

            O que achas que andamos a fazer ? A questão e a perda de tempo de andar para trás e para frente.
            Para não dizer que de 2 em 2 anos já não encontras lâmpadas com a mesma referência, ou seja pode ser mais clara ou mais quente…

        • k says:

          A questão da garantia não me parece relevante para o assunto – estamos a falar de usar de poupanças a longo prazo como forma de markting. As lâmpadas de led são equiparáveis aos carros no mesmo sentido, como consomem menos que outro tipo de lâmpada, são anunciadas como uma maneira de justificar o preço inicial dizendo que é na verdade mais baixo baseado num número que não pode ser calculado com precisão porque depende de muitos fatores que variam imenso. Não tem nada a ver com o assunto garantir funcionamento num carro/lâmpada para durar 10 anos e avariar ao fim de 6 meses (pelo menos não estou a ver ligação).

          Não é markting enganador se pensares no que significa. A garantia de 10 anos quer dizer que ta trocam se tiveres problemas durante 10 anos, não que a lâmpada vai garantidamente funcionar sem problemas durante esse tempo. Ninguém te pode realmente garantir que não vai ter problemas, só que tos resolvem (dando outra, creditando, etc.) se tiver. Nesse sentido ninguém te está a enganar, só se não te apresentarem solução se ela avariar dentro do tempo que eles dizem que cobrem. Podes dizer é que talvez esteja mal explicado ou mal escrito mas se pensarmos um bocado, só assim é que realisticamente podia ser.

          Se queres usar a avaria prematura como uma maneira de aumentar o custo da lâmpada, também não é grande argumento. Só tens que ir troca-la a loja que ta vendeu, está coberta por garantia. Eu faço isso numa loja de leds local e quase nunca me pedem fatura de compra.

          Se o problema é o tempo que perdes a trocar lâmpadas e este é superior ao do teu trabalho fazendo-te perder dinheiro por isso, considera falar com o teu patrão. Pareces estar a fazer trabalho significativo que provavelmente devia ser remunerado. Quem sabe se não tiras daí uns cobres a mais.
          Também não é normal avariarem assim com tanta frequência, o mais certo é teres outros problemas, tipo instalação elétrica ou a marca usada ser francamente fraca. Pode valer a pena tentar outras marcas.

          Esceptico não existe na lingua portuguesa, mas existe séptico e céptico. A segunda era provavelmente o que querias dizer.

          https://dicionario.priberam.org/séptico
          https://dicionario.priberam.org/céptico

          • Flavius says:

            Obrigado pela pequena aula de português com a correção…
            Não estou a falar do gasto nem de, e quanto se economiza, ou da garantia.
            Estou simplesmente a expor um caso, do trabalho extra para manter esse tipo de lâmpadas LED.

  4. Tiago Barros says:

    Na Europa deviam comecar a obrigar as pessoas a comprar elétricos. Menos poluição, menos ruido, menos acidentes e a medio longo prazo menor custo. Quem tem carros antigos devia ser proibido de conduzir nos grandes centros urbanos.

    • Jorge Carvalho says:

      Já é ….

      Abc

    • Flavius says:

      Enquanto os Estados Unidos e a China , se calhar também a Índia, poluem mais 100 vezes que toda a Europa…e eles se estão a burifar, e eu uma formiga, ao comprar um carro elétrico (ainda muito mais carro que um carro a gasóleo) vou dar uma GRANDE contribuição a não poluição, enquanto estou a pagar o elétrico as prestações e aguardo a noite em casa que ele carrega, para o dia seguinte…
      Devo ser mesmo parvinho ou idiota, ou desinformado ao não pensar assim…

      • Tiago Barros says:

        Se calhar 1 pessoa a comprar um elétrico não faz diferença. Mas 5000, 10000. Aí já começamos a ver alguma queda nas emissões ( MT pequena, mas é uma queda). Se todos num futuro próximo optarem pela mobilidade elétrica os níveis de emissões de CO2 irão baixar MT. Sendo que 67% de toda a poluição atmosférica é dos transportes….

        • Flavius says:

          Longe disso, temos as centrais elétricas Nucleares que poluem bastante, para além de que as centrais (Hydro) das barragens e as centrais eólicas não estarem preparadas para receber tal aumento de consumo…
          Temos que ser realistas Tiago, o futuro vais ser cada vez mais negro, e volto a mencionar, uma formiga nada faz, nem 1000 nem 10000, no mínimo tinha que ser para aí 10.000.000 para começar a fazer cócegas ao modelo atual de sustentabilidade.
          As redes elétricas, são de 1900 e verão… Quando há chuva ou mau tempo ainda muitas regiões do país sofre quebras de energia.
          O futuro não e a rede elétrica, mas sim arranjar forma sustentável diferente

          • Tiago Barros says:

            Bem, as desvantagens dos elétricos são a autonomia e o tempo de carregamento, claro sem falar no preço,. Mas devo dar como exemplo o model 3 da tesla que tem uma autonomia de 560km wltp, e uma rede de supercarro favores em constante crescimento ( anteontem foi anunciado o v3 dos supercarregadores que permitem carregar 120km em apenas 5 min…. Bem, o preço continua fora do alcance da maior parte dos portugueses porém quanto mais produzirem e mais comprarem mais o preço diminu, entre outros fatores como por exemplo a gigafabrica que será acabada de construir em 2020, e quando tal acontecer o preço de todos os carros da tesla irão baixar em 20%…. Devo lembrar que os primeiros carros movidos a combustíveis fósseis tbm eram caríssimos

          • Tiago Barros says:

            Também para não falar que em 2018 foram vendidos mais do que 1000000 de carros elétricos

    • Alvega says:

      Estás enganado, mas é a tua opinião, valida como as demais, “Na Europa deviam comecar a obrigar as pessoas a comprar elétricos”

      Deveriam isso sim PROIBIR as pessoas que residem nos grandes centros urbanos, de de-lá saírem para nao irem POLUIR,DANIFICAR, COMPRUSCAR, ALTERAR o equilíbrio ambiental do resto do Pais (ses), que a natureza levou séculos, milénios a construir, e uns tipos arvorados de “expert”, e conhecedores de tudo e de algo mais, DESTROEM.

    • mico says:

      Quem tem carros devia ser proibido de levar o carro para o centro da cidade, eletrico ou nao eletrico ponto. Os engarrafamentos e perdas de tempo consequentes ocorrem até se os carros fossem a vapor ou a fusão nuclear fria

    • Eu próprio says:

      Foi o que os palhaços do governo francês tentaram fazer com a chamada transição energética. Tem corrido bem, não sei se tens acompanhado…

  5. Vitor says:

    Concordo em absoluto com as autoridades Alemãs. A estimativa da chamada “poupança” começa desde logo por ser aleatória porque o consumo de um automóvel depende de muitos fatores a começar pela forma e estilo da condução de cada um. Depois o preço do combustível (gasolina ou diesel) tem muitas variações ao longo da vida de uma viatura,tem de ser levado em consideração o preço e periocidade das revisões,a “pegada ecológica” que cada uma das viaturas deixa durante o seu fabrico,o preço da reciclagem do próprio veículo porque reciclar uma bateria em fim de ciclo é mais difícil (e caro) que um depósito de combustível,facilidade e tempo de carregamento das baterias/tempo que leva a encher um depósito de combustível,etc.Não tenho dúvidas que vai ter de ser desenvolvido um novo tipo de energia de locomoção…tenho muitas dúvidas que a solução seja carros elétricos!

  6. Dougras says:

    E o monopólio do petróleo continua a reinar, o mundo não vai melhorar nunca

    • Flavius says:

      Então vá lá tu mudar isso, vê se consegues fazer algumas cócegas a essa malta do petróleo.

    • mico says:

      deixa de andar de carro para ires até ao café. Usa o minimo possivel. Poluis pouco, a tua saúde e a dos outros agradece e poupas dinheiro. Claro que a Tesla nao gostará, prefere que gastes 56000 euros na realidade e que poupes 10000 euros irreais.

  7. Horacio Machado says:

    Quando acabar o monopolio do petroleo ira comecar o monopolio dos cemiterios de baterias , sobre a

    opiniao do sr .tiago barros esse dito sr .teve vergonha de dizer que as passoas ditas velhas deviam ir para o

    lixo ainda existe disto em Portugal

  8. Pedro says:

    Enquanto isso no Brasil, vendê se carros com preço abusivo e ninguém diz nada, quanta diferença….

  9. Jacs says:

    obrigado Alemanha por alertares o que toda gente viu , os panascas cá do burgo não se pronunciaram .

    • Alvega says:

      Concordo com a tua ideia, Excepto os “panascas”, pois eu tenho a ideia contraria a cerca deles, pois para mim de “panascas”, nao tem nada, pois passam a vida a Fod…..me, a mim e a muitos mais.

      Ora vamos lá a ver se este post passa…
      1º O jornal expresso, no verao passado trazia um artigo acompanhado por uma tabela, onde era mostrado que a Tesla era a marca de automóveis que marcava o preço dos carros para venda com o valor mais elevado de margem de lucro “20%” LIMPOS depois de custos de produção,publicidade, e outros. Nao existe marca a “cravar” tanto o consumidor, de longe, as outras mais “chulas” ficavam-se pelos 14%, e dai para baixo.
      2º noticia desta semana, a Tesla vai fechar a grande maioria das suas lojas físicas, ficando unicamente com o canal WEB, e depois eu vou RECLAMAR a quem ? ao ToTTa ?
      3º Noticia de ontem, o pentágono está a ponderar RETIRAR a acreditação e cartão de acesso ao “Génio”, do mal…acrescento eu, o todo poderoso patrão da tesla e da space-x, e a concretizar-se….nao deve ser por este ter ido dar milho aos pombos do capitólio !!!
      Para finalizar, e de acordo com o politicamente correcto, (para ver se o post passa), eu sugiro uma campanha a ter inicio aqui no blog, para promover o Mr.Elon a 1º ministro cá do burgo, ou no mínimo a centro decorativo das principais rotundas que estao “semeadas” pelo rectângulo tuga, seria o mínimo…

      • Vítor M. says:

        Tirando a parte romântica do teu comentário, a questão lave-nos para uma Tesla que quer partir as amarras do convencional. Vende carros por 60 mil euros e anuncia baixa de preços umas semanas depois, ao ponto de já circularem rumores que até ao final do ano, o carro que custou 60 mil poderá estar a ser vendido a 30 mil. Logo, a Tesla ou está desorientada ou então tem a razão toda no modelo de negócio. Vamos ver o que nos reserva o futuro já ali ao virar da esquina.

  10. Jorge Santos says:

    Há uns tempos, houve uma reportagem na SIC sobre os carros eléctricos que se vende nos dias de hoje…
    Ora nessa reportagem, foram feitas as contas de poupança de combustível mas também alertou que em certos carros eléctricos, essa poupança pode valer pouco devido aos preços de troca de uma bateria usada por uma nova.
    Portanto para quem não é rico, é preciso guardar o dinheiro que não se gasta no diesel ou na gasolina para ter que o gastar numa bateria nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.