Quantcast
PplWare Mobile

Reino Unido propõe que os pontos de carga sejam desligados nos picos de procura

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. Rui says:

    Não me digam que não energia eléctrica green para carregar “meia-dúzia” de eléctricos, então como será quando só existirem eléctricos! Mandamos encerrar as fábricas?

    É tudo muito bonito decidir no papel a tecnologia que vence, mas depois….. energia, lítio para as baterias, processamento das baterias usadas……

    • Louro says:

      Tens de ler outra vez para perceber as razoes.

      • Rui says:

        O Louro é que se calhar não percebeu o que escrevi.
        É evidente que nenhum país está preparado para um grande aumento da frota de carros eléctricos a circular, sem colocar em risco o fornecimento de energia…. e ainda nem chegamos perto da proibição absurda de venda de carros com motor a combustão……

        Devia ser engraçado se no fim os países tivessem de construir centrais a carvão para fornecer tanto consumo de energia, tal e qual como está a fazer a ecológica China!!!!!!

        • Louro says:

          @Rui,
          Entao continuemos a vender carros a combustao e a poluir o ar em todo o lado, nao importa… acabem já com as medidas e metas para que os carros sejam menos poluidores e com as restricoes nas cidades para evitar que o aglomerado de carros a circular tornem impossivel respirar…

          • João Ferreira says:

            Ou então deixamos a tecnologia evoluir até ser melhor que a de combustão e a infraestrutura adaptar-se. Coisas que demoram o seu tempo. O pessoal já estava a migrar e continua a migrar. Não era preciso forçar as pessoas e prejudicar o dia a dia das pessoas porque migramos rapido de mais e a infraestrutura não está preparada.

          • Ricardo Gomes says:

            Mas alguém precisa de respirar? Não precisamos nada disso, loool

          • Rui says:

            Louro? Se eu não soubesse que os navios e aviões poluem muito mais do que os automóveis, até concordava consigo…….
            Só a frota marítima polui mais do que toda a frota automóvel terrestre e como faz com as mercadorias? Caravelas?

          • Louro says:

            @Joao Ferreira,
            As pessoas sao livres de migrar e estao a migrar porque “toda” a gente percebe que um carro eletrico está anos luz a frente de um ICE.
            Logo tem de se tomar medidas para que a migracao em massa nao cause problemas a quem já migrou e a quem pensa migrar.

            Ontem fui a um restaurante que é buffet, pago um determinado valor e como o que quiser, o restaurante tem de se preparar para poder nao só servir todos, toda a comida que quiser, mas também tem de ser capaz de impor determinadas restricoes (por exemplo nas variedades disponiveis) para que todos continuem a ter comida.

          • RC says:

            @Rui e sabe que afinal é o contrário, os navios e aviões são os menores poluidores que existem, sim, ambos juntos nem a 20 % chegam de toda a poluição que o transporte terrestre, a razao é simples, os aviões e comboios não transportam apenas o condutor/piloto/comandante….

            Agora imagine se todo o transporte marítimo, incluindo aquele que se esquecem sempre, do petróleo, feito por navios que você diz que são muito poluidores, fosse feito por camiões….

      • André Silva says:

        Se calhar o meu carro a diesel polui menos do que agora termos as 4 centrais térmicas a gás natural + 1 a carvão a funcionar 24/7 porque não há energia “verde”.
        Já para não falar da energia nuclear importada.

        • RC says:

          Não, não polui, isso apenas é verdade se o diesel for dado pelo São Pedro, qualquer pessoa sabe que uma central térmica tem o dobro da eficiência de um veiculo a combustão, logo a energia e poluição que produz é muito menor.

          Não andam há décadas a criar normas antipoluição, estudar os casos, fazer medições, etc,etc,etc para fazer achismos como acabou de fazer.

    • Manuel Costa says:

      Se quiseres ter um carro eléctrico, compra. Monta em tua casa um ponto de carregador. Liga o carro e vai usar o microondas… foi-se a electricidade. O que se passou? Tens a potência de 6,9… precisas de 10.35 ou 13,8.
      Quando está mais gente em casa e a usar vários equipamentos, precisas de muito mais potência e o consumo é alto. É por isso que as empresas querem desligar os pontos de carregamento, ao mesmo tempo que poupam electricidade, poupam milhares de euros por causa da potência necessária.

      • Rui says:

        Isso ando eu a dizer à muito tempo por aqui. Ai só agora perceberam que não há energia eléctrica suficiente? Esperem pelo inverno!!!!

        Não é a potência necessária, é a potência instalada que dispara. É raro haver alguma casa doméstica e empresa, que não tenha mais equipamentos que esgotem a potência contratada do que o oposto. Agora quando lhe somarem os carregadores dos carros eléctricos……..

        Como já escrevi, ainda vamos ter de construir centrais a carvão para tanto consumo!!!!!!!!

        • Manuel Costa says:

          O consumo é o menos… o problema é mesmo ter potência disponível para tanta procura. As redes estão dimensionadas para valores actuais. Se sobem 33 a 40%, precisamos de um investimento GIGANTESCO a reforçar as redes europeias.
          Ainda há poucas semanas atrás, um avião de combate a fogos atingiu um poste de muita alta tensão, em França, França, Espanha, Itália e Portugal ficaram com zonas ás escuras, por não existir capacidade disponível para suportar a rede normal. Sem a ajuda das outras estruturas, aquelas zonas foram abaixo. Entretanto até vendemos uma quantidade enorme de electricidade a Espanha.

          • Rui says:

            Sim, vendemos mas só nos picos de produção que até coincidem com o consumo mínimo de energia, que é à noite.

            Recordo-me de uma Engª responsável por um grupo de centrais hídricas da EDP dizer que estavam a actualizar todas as centrais para serem reversíveis e bombearem a água para montante, só para aproveitarem a energia eólica que produz muito acima das necessidades…… no seu pico que se dá à noite!!!!!!!

            Nós somos excedentários principalmente à noite/madrugada. Mas quando a indústria e comércio está em pleno funcionamento…… somos claramente deficitários!!!!

          • RC says:

            Então e não é nessa altura que os carros vão carregar ?

            Cá em Portugal até já incentivam a carga dos veículos a essas horas, eu tenho desconto de 20% no vazio porque tenho veiculo electrico. Obviamente para aproveitar essa energia que de outro modo é exportada a preço quase 0.

        • Ogoid says:

          True e esperemos que não acabemos por seguir esse caminho. talvez a energia nuclear venha a ser a solução. O Hidrogénio verde (não azul) pode ajudar em determinadas situações.

          Mas sabendo que brutal consumo para termos os nosso combustível fóssil, acredito que se for bem planeado, haja um redireccionamento dessa energia para o consumo necessário dos nossos carros…
          O que faltam, são números e cenários do presente e futuro que continuam a não mostrar. o que existe hoje e o que se projecta que venha a ser.

          Analogia:
          No inicio da pandemia, apareceram inúmeros estudos a falar sobre as projecções do numero de mortes relativos ao Covid. Todos acharam ridículo, no entanto, foram esses estudos que permitiram saber quais os caminhos a seguir, a tomar decisões, algumas bem difíceis.
          São esses estudos, com numeros que até podem ser assustadores, que deveríamos estar a ver e a discutir para a electrificação.

        • Ricardo Gomes says:

          Não vamos nada, basta produzir e armazenar a própria energia como já o faço. Em países como a Suiça já podíamos ter mais de 60% de veículos eléctricos mesmo sem produção de energia própria, até 2035 o país estará preparado para produzir mais que 180% da energia consumida e prevista visto ser um país de transição de viaturas…já tens postos de 300kwh a cada 10km. Isto porque em vez de pagar milhões a um CEO estes por cá ganham pouco mais que um funcionário normal, igualmente aqui não existem apresentadores de TV a ganharem 80mil EUR ao mês… Vamos dizer que é um país totalmente diferente e com uma mentalidade muito diferente que já se apercebeu que a culpa não está nos carros eléctricos mas que estes são a solução. Igualmente estou neste preciso momento a instalar um sistema fotovoltaico em Portugal com 13000wh +2x inversor Fronius Gen24 10kwh + BYD HVM 19.3kwh de armazenamento… E vamos configurar tudo para off-grid… Agora só vamos ter que ver como contornamos a corrupção no país e da DGEG 😉

          • Rui says:

            A Suíça tem a mesma média da Europa na venda de carros eléctricos.
            É engraçado falar nos salários dos Suíços….. sabe de que país é o Blatter, ex-líder da FIFA, ou o Josef Ackermann que quase levou o Deutsch Bank à falência!!!!!
            Realmente esses 2 e outros ganhavam pouco mais do que os trabalhadores….. uns milhões a mais!!!!!

            Em Portugal fala-se muito dos salários dos líderes das empresas e posso dizer-lhe com conhecimento de causa, se não estou em erro, os únicos líderes que ganham mais de 1 milhão de euros por ano (meia dúzia deles), são também os donos das empresas…….
            E o que me diz a treinadores e jogadores de futebol, que em Portugal ganham muito mais do que isso sem terem um décimo do trabalho, nem dormirem poucas horas como estes fazem!?!?!

            Os salários dos jogadores de futebol de clubes falidos não o incomoda?

          • RC says:

            “Em Portugal fala-se muito dos salários dos líderes das empresas e posso dizer-lhe com conhecimento de causa, se não estou em erro”

            Você sabe lá o que diz, é só por dizer que não está calado.

        • RC says:

          Mas onde está escrito que não há energia suficiente? Leu a notícia ?

          Já agora , onde é que os navios e aviões poluem mais ? Os 2 juntos nem a 25 % chega do que polui o transporte terrestre, a não ser que os aviões andem com o piloto apenas.

        • RC says:

          Anda a dizer e não pesca nada do assunto, onde é que escrito que não há energia suficiente ?

          Eu tenho 3 veículos electrico e tenho potência instalada de 3.45 kw, precisam de 6.9 e 10 para quê ? só se tiverem falta de cérebro ou não souberem fazer contas, não sabem que 3 – 2 = 1 ? Quem precisa de carregar o carro antes de ir dormir ou quando se faz essas atividades que gastam energia ?

          Eu tenho 3.45 kw e estou a pensar mudar para 2.5, já que instalei painéis solares e estou a gastar entre 10 a 20 de luz por mês.

          Enfim, conversa de petrolhead. Deixe lá, quando a energia elétrica subir, os combustíveis também sobem porque dependem dela.

      • Louro says:

        @Manuel Costa,
        Eu sei que voce nao sabe, mas eu tenho todo o gosto em explicar.

        Por acaso no meu caso tenho dois eletricos, nao é muito normal carregar os mesmos em casa mas quando carrego, posso ter os dois ligados ao mesmo tempo e ter micro ondas, aspirador, televisao e afins tudo ligado ao mesmo tempo.

        E se tivesse problemas com potencia como voces tem em Portugal, era simples de resolver, baixava o ritmo de carregamento e tinha o problema resolvido, pois se o carro vai estar parado toda a noite, tanto faz carregar em 3 horas ou 6.

        • André Silva says:

          Louro, já sabemos que o senhor nada em dinheiro para ter 13,8 ou 20.7 Kva em casa.
          Sabe que há zonas do país onde ainda não se pode contratar 20.7? Digo-lhe, em coimbra, em muitas zonas não é possivel porque a rede exterior não aguenta.
          É facil falar de barriga cheia.

          • Ricardo Gomes says:

            @André, e sabes a razão de isso não ser possível? Enquanto os dinheiros públicos dos teus impostos e de todos nós iam para ordenados milionários, esse fez e faz falta para modernizar a infraestrutura obsoleta do país. Já agora eu também tenho 20.7 em casa mas raramente utilizo graças a ter uma instalação off-grid plenamente estável… Produzo e armazeno a propria energia. Se não vivêssemos num país tão corrupto esse teu facto faria parte do passado. Facto é que todos continuam a votar em cor de rosa ou laranja e nada fazem para que algo mude…mas isso é um problema de mentalidades e não dos carros eléctricos. Abraço

          • Louro says:

            @André Silva,
            Nao tenho 20.7kVa e nao ando a nadar em dinheiro razao pela qual nao vivo em Portugal, porque só vive em Portugal quem é rico.

            Mas tenho 9.2 kVA e isso é o que toda a gente aqui tem (tirando casos especiais que precisem de mais).
            No meu caso, investi para ter uma casa auto sustentável e pouca é a energia da grid que gasto.

        • andre silva says:

          Mesmo assim investir em Baterias, é algo que não está ao alcance de qualquer um… nem as elétricas investem nisso.
          Quanto á infraestrutura “obsoleta” do país, lembro que as empresas são privadas.
          Mas o chega de for governo é tudo grátis para toda a gente.

          • RC says:

            Eu gastei pouco mais de 5 mil euros em 3.2 kw de paineis e uma bateria de 17 kwh. É muito ? Com a diferença que pagava, 90 a 120 euros por mês, para o que pago agora, 10 a 20 euros, em 4 a 5 anos tenho o dinheiro de volta.

    • Nuclearizase says:

      Rui, espera mais um pouco pra ver os preços!

      “Os preços da eletricidade no Reino Unido nesta semana saltaram para um recorde de £ 354 ($ 490) por megawatt-hora, um aumento de 700% da média de 2010 a 2020. O benchmark de eletricidade da Alemanha dobrou este ano.”
      De ontem;
      https://www.wsj.com/articles/europe-climate-lesson-for-america-energy-prices-fuel-wind-11631655375?redirect=amp#click=https://t.co/3KF

  2. Ricardo Gomes says:

    Em vez de promoverem a instalação de energias renovaveis em todas as habitações, vêm com uma des-solução para que todos consigam dormir dentro dos seus veiculos e atrasem o inevitavel 😉 Estes politicos são uma anedota.

    • Louro says:

      Já promovem, no UK todas as casas construidas novas tem de ser equipadas com paineis solares, possivel que em breve todas as casas sejam obrigadas a ter paineis solares mediante o seu tamanho.

      A questao aqui é nao sobrecarregar o sistema.

      • Jonny says:

        Aqui também seu burro vai ler antes de te comentares parvoices

        • Louro says:

          Antes de chamares burro, devias de ler o comentário e ver o contexto onde está inserido…

          Ninguém disse que em Portugal nao o faziam, disse que no UK o fazem porque foi isso que o Ricardo estava a dizer.

          Nao te vou chamar burro, porque nao saber ler é falta de conhecimento e ninguém nasce ensinado.

      • Ricardo Gomes says:

        Uma casa, como por exemplo a minha, é autosustentavel durante 2 Dias com 2 electricos e off-grid, explica-me por favor como vou sobreccaregar o sistema? Se a inglaterra a energia toda produzida com paineis solares vai para a grid, então é porque o sistema não foi pensado devidamente (como geralmente é o caso, o mesmo aconteçe em Portugal) e se a sistema fica sobrecarregado então está mais que na altura de fazerem um upgrade ao sistema (Algo que devia ter acontecido ha alguns anos quando se assinou o tratado de paris).

        • Louro says:

          @Ricardo Gomes
          A minha é auto sustentavel quase o ano todo é relativamente raro usar energia da grid, tanto que o que gasto é muito mas muito menos do que aquilo que envio para a grid.

          Mas, nao sou exemplo, nao tenho uma casa tipica britanica e é aí que o porco torce o rabo.

    • Jon says:

      Então porque malta com paineis solares em casa ainda precisam da energia da rede?? Algo não bate certo nesta história

      • Ricardo Gomes says:

        Depende do tipo que instalação que fazes…se meteres só painéis solares vais sempre precisar da rede. Se meteres armazenamento de energia + inversor e multimeter podes ter que usar a rede dependendo de quanto consomes de pico e quanta energia tens disponível e quanta estás a produzir no momento do pico de consumo. Se não tens multimeter e tens pouca energia armazenada e tens inversor de baixa wh vais sempre necessitar dum empurrao da rede para tudo. Mas por exemplo se não queres nada disso podes sempre meter 25000wh em painéis + 2 inversores de 10kwh de pico e assim ficas sempre com 10kwh para o carro electrico e outros 10 para a casa, aquecimento e refrigeração, e armazenas 24kwh, e isso já te da a possibilidade de no inverno estares 100% off-grid e no verão até venderes o excedente aos visinhos…mesmo assim terás que pagar as taxas sempre ao estado e EDP 😉

    • RC says:

      Cá promovem também, neste momento financiam em 2500 a instalação de paineis.

  3. Ogoid says:

    Já estou sentadinho com as belas das pipocas à espera dos comentários que vão! 🙂

    No minha modesta opinião, já estava à espera que isto viesse a acontecer algo “negativo”… mas estarei a apontar para subidas dos preços da electricidade por causa disto. Ou a decisão de proibir carregamentos com eletricidade de habitações, isto é, em casa/garagens.

    Será que é pressão de lobbies?

    • Louro says:

      A questao aqui é mesmo nao sobrecarregar o sistema, basicamente estao a fazer o contrário do que Portugal por norma faz.
      Vamos implementar carregadores em todo lado, depois quando toda a gente decidir carregar os seus carros ao mesmo tempo, dizem que houve uma sobrecarga do sistema e ninguém conseguiu carregar o carro nem ligar o micro ondas.

      Quanto a proibirem de carregares em casa, nao sei como é que iriam tirar esse coelho da cartola, já que é impossivel saber se o carro foi carregado em casa ou seja onde for.

      O aumentarem os precos da energia eletrica, é possivel, mas quando isso acontecer muitos portugueses já vao andar a luz da vela enquanto que no UK por exemplo, os precos de energia eletrica sao quase metade dos de Portugal.

      😉

      • Ricardo Gomes says:

        Portugal quase não tem carregadores, os que tem são maioritariamente obsoletos de 3kwh… Os de 50kwh na maioria das vezes não funciona, de 150kw vi alguns mas sofrem do mesmo problema, de 300 os que vi da Ionity ainda nem sequer estavam em funcionamento por não existir instalação eléctrica pra eles…. Portugal no seu melhor 😉

        • Louro says:

          @Ricardo Gomes
          Isso nao está a acontecer no UK, temos carregadores quase em todo o lado e isto inclui supermercados, ginásios, parques de negócios e afins.
          O que nao faltam sao opcoes para carregar o carro enquanto vais as compras, estas a trabalhar ou até enquanto estás a malhar no ginásio.

          Como disse antes, raramente carrego os meus em casa, e raramente pago por carregamentos.

  4. eletricista doutorado says:

    pronto, finalmente um artigo sobre as insuficiências relacionadas com o uso dos carros elétricos, que ando a pregar há imenso tempo … a eletricidade é um bem finito, não é só ligar um dispositivo a uma tomada 😛 aos que de seguida vão proferir comentários ofensivos considerando-me como sendo um poluidor negacionista, apenas posso retorquir que: – sou doutorado e engenheiro formado em engenharia eletrotécnica há cerca de 32 anos; – os automóveis elétricos têm e provocam imensos problemas técnicos que os eco-fundamentalistas não querem, e não sabem, avaliar.

    • CRP says:

      Estas certíssimo nas tuas afirmações, o problema é mesmo as pessoas não terem conhecimento suficiente, tal como tu e eu, o que é a eletricidade na pratica, porque na teoria tudo funciona as mil maravilhas.

    • Louro says:

      Ia dizer que eras um poluidor negacionista, mas depois vi que afinal nao és, és apenas um id*** que conseguiu sabe lá deus como terminar um curso e agora faz questao de andar a dizer a toda a gente que é doutor engenheiro, o outro também era, tinha terminado o curso a um domingo, foi como te aconteceu?

      Fazemos um exercicio, algo simples, eu tenho dois eletricos em casa, meto os dois na garagem ligados e fico com eles lá dentro com as portas fechadas até os dois ficarem sem bateria.
      Tu fazes o mesmo exercicio mas com o teu a combustao, basta ser só um, depósito cheio, ligado na garagem com tudo fechado até que o carro se desligue por falta de combustivel.

      Depois vimos aqui os dois contar como foi a experiencia.

      • CRP says:

        Ora aqui esta um teórico que mistura o cu com as calças.

        Não vale a pena, desisto.

        • Louro says:

          Realmente pela falta de conhecimento mais vale a pena desistir nao é?

          • António M. says:

            Tu não és Louro, pareces ser mais Loiro, pelo tipo de argumentação e comentários que fazes.

            Like this:
            https://www.youtube.com/watch?v=j52odgkRxDs
            Enfim, fica lá com o carro a pilhas, que fico com tanque de guerra.

          • Ricardo Gomes says:

            #Antonio, felizmente não vais poder andar muitos mais anos com o teu tanque 😉

          • Jon says:

            Ricardo
            Não sabes se vão andar muitos anos com o tanqe ou poucos eu por exemplo vou andar com o tanque até quando Eu quiser pois nng manda em mim nem sedo a pressões lobisticas

          • Louro says:

            @António M.
            Boa sorte com isso lolol

            Carro de guerra totalmente desactualizado ao qual já sao impostas restricoes de circulacao e ainda mais irao ser impostas no futuro…

            Deixa lá, daqui a uns tempos o mercado de usados eletricos vai ser tao grande como o dos ICE é hoje em dia e aí poderás comprar um eletrico a metade do preco a pagar em suaves 120 prestacoes.

          • Louro says:

            @Jon
            Fazes tu muito bem…

            Eu apoio a tua decisao…

      • Rasec says:

        Ligavas o electrico na garagem como? As luzes do tecto é? O radio? Ele em relantim ao fim d dia e meio tava cá fora bem d saude. Tinha era d esperar 15 dias q saisses do teu.

        • Louro says:

          Sim porque o carro tem de estar cá fora lololol

          Já ouviste falar em baterias? lolol

          No relantim ao fim de dia e meio tava cá fora bom de saude? Nem duas horas duravas com fechado com um carro ICE a trabalhar fechado numa garagem amigo…

          Com o eletrico, é tranquilo… 😉

      • Njss says:

        A única conclusão possível a tirar deste comentário é que ainda precisas de ler e estudar muito para compreender as coisas.

      • humano says:

        tens dois eléctricos em casa ? neste tópico estamos a falar de automóveis não de torradeiras 😛 jovem, deixa de sustentar-te à conta dos paizinhos e vai mas é trabalhar.

        • Louro says:

          @humano,
          Tanto querias vir gozar como te enterraste…
          A inveja é uma coisa danada nao? Os paizinhos já faleceram há muito tempo, por isso aconselhava a teres um pouco de respeito.

      • RC says:

        Não é nada engenheiro, algum engenheiro é tão idiota…. lol

    • Manuel Costa says:

      É electricista e não sabe qual é o problema? Autch… na minha casa não o quero sequer a olhar para o quadro eléctrico, quanto mais querer mexer numa tomada.

    • RC says:

      LOL, mais um petrolhead, não se preocupe, o combustivel à custa da energia eléctrica vai aumentar na mesma.

      Já vi que mesmo sendo engenheiro não pesca nada do assunto, então porque razão a galp, a edp entre outras andam a dar descontos de 20 % na energia consumida durante a noite para quem tem veiculo electrico ?

      Presumo que não leu a noticia, só pode, pelo menos como engenheiro formado devia ter lido, mas eu duvido que realmente seja engenheiro, as pessoas formadas não costumam dizer disparates sem se informarem do que estão a comentar.

  5. Miguel says:

    Já se sabia que isto ia acontecer.
    Nenhum país europeu está preparado para ter 20% da frota automóvel de um momento para outra a gastar energia.

    Espero bem que Portugal, aprenda com os erros dos outros países senão em altura de pico estamos sujeitos a apagões em vários locais de Portugal.

    • Rui says:

      De onde foi tirada essa ideia? Se a frota passasse a elétrica por magia amanhã o aumento seria de apenas 20%, maior parte das sub estações do país estão a 50% de capacidade em pico, faz falta é baterias para tirar proveito dos parques solar e eólicos, o resto dava para compensar com barragens

      • RC says:

        Baterias estão dentro dos carros, é só meter a carregar quando há Sol e vento, tanto é que já existem os tarifários com descontos que chegam a 20% para quem tem tenha veiculo eléctrico ( eu tenho o da Galp Casa-Mobilidade eléctrica) para a energia gasta no vazio.

        Com a implementação de V2G, os carros até podem vender energia à rede.

        Enfim, mais vantagens em ter estes veículos não deve haver.

  6. David Guerreiro says:

    Quer dizer, então a pessoa tem de fazer a sua vida conforme as horas que permitem carregar o seu automóvel. Isso é mais um ponto contra a massificação dos elétricos. No automóvel de combustão, a qualquer hora a pessoa vai e enche o depósito.

    • Manuel Costa says:

      Vá ver a potência que tem contratada em casa. Provavelmente, se comprar um eléctrico, terá de passar para uma potência de 13,8Kva.
      Agora imagine que tem 2 carros eléctricos, metem a carregar, vão fazer o jantar… com potências habituais, ficam sem electricidade em casa. Neste caso não tem a haver com o consumo mas, com a potência necessária. Se toda a gente começa a passar para potências de 13,8KVa, rapidamente a rede rebenta, pois não consegue ter tanta potência disponível.

      • Luís Costa says:

        Claro! Andamos todos aqui cheios de dinheirinho para aumentar a potência contratada.. só os preços que as potências contratadas custam até doi de ver

      • Toni da Adega says:

        No UK não há conceito de potência contratada. Paga-se somente o consumo.
        Essas taxas e alugueres de contadores é algo que não existe.

      • Rebelo says:

        ‘Provavelmente, se comprar um eléctrico, terá de passar para uma potência de 13,8Kva.’

        Por experiência propria não é necessário ter mais de 6,9Kva.
        Aliás penso que a nível geral, em apartamentos, o máximo de potência que pode ser contractada é mesmo a de 6,9Kva.
        6,9Kva dão cerca de 30A podendo serem utilizados uns 24A durante as horas de vazio para carregar a viatura e restando cerca de 6A para o resto da aparelhagem, uns 1.380W.
        Geralmente das 00.00 até às 07.00 horas é suficiente.

      • RC says:

        Mas tem de meter 13.8 kva para quê ? que raio de mentiras arranjam para que os combustiveis aumentem, como não vão aumentar, fazem tudo para aumenar.

        Mas precisa de 13.8 kva para quê ? que raio de carro eléctrico tem você ?

  7. Secadegas says:

    Apenas o início do fim dos automóveis eléctricos…

  8. Njss says:

    Que interessante, ainda hoje li um artigo que para colmatar a necessidade de carregamento, com a proibição da combustão a 10 anos, o UK precisa de fazer crescer os pontos de carregamento 2000%, estão a equacionar torna-los obrigatórios em novas construções.
    No entanto com a demanda atual estão a equacionar desligar os pontos de carregamento nas alturas de pico?!
    Que surpreendido que estou.

    • Manuel Costa says:

      Se não pensares na parte do consumo, percebes o porquê.
      A rede eléctrica não depende do consumo, depende da potência disponível. Se todas as casas instalam potências de 13,8 Kva para cima, rapidamente vão esgotar a potência disponível na rede e fazem disparar os disjuntores das centrais. Algo que pode demorar 7 horas a restabelecer. Se começam a ter milhares de carros a carregar ao mesmo tempo que milhões de computadores, outras máquinas e os equipamentos normais, estão ligados, lá se vai a rede.

    • AlexS says:

      A maior parte das notícias são para afagar o ego do complexo politico-jornalista
      Podes esperar que todo este narcisismo vá acabar em mortes por fome e frio generalizadas.

      Já estou a imaginar que cada familia portuguesa vai ter de comprar um gerador a gasoleo para salvar a comida no frigorifico pelo menos.

  9. Toni da Adega says:

    Com as tarifas específicas para carros eléctricos que oferecem não faz sentido nenhum carregar no pico quando é mais caro.
    No Reino Unido carregar veículo eléctrico durante a noite fica a 5p Kwh.

  10. Há cada gajo says:

    Uma no cravo, outra na ferradura. A conclusão é sempre a mesma: o povo que pague. E, sendo assim, o proprietário do VE fica privado do mesmo se não o puder carregar, como pode, não é isto ? Fantástico…

    • Louro says:

      Nas horas que falam nao há muita justificacao para teres o carro a carregar.

      Se o tiveres carregado durante a noite, só fizeste o trajeto para o trabalho, nao faz sentido colocar a carregar outra vez, mais que nao seja voltas a carregar outra vez ao final do dia quando voltares a casa e o estacionares para a noite.

  11. PePe says:

    Hidrogénio meus caros… hidrogénio

  12. Joao Ptt says:

    São mesmo BURROS, aqueles políticos no Reino Unido, mas qual desligar os pontos de carga, é mas é deixá-los bem ligadinhos mas em vez de estarem a carregar os veículos começam a alimentar a rede. eh eh eh.
    E não, não é uma ideia nova, já alguém teve essa “brilhante” ideia.
    Imaginem ir ao posto de combustível, mas em vez de vos encherem o depósito removem até o pouco ou quase nada que ainda possa lá estar… é uma boa analogia da esperteza de alguns.

    • Ogoid says:

      Expande essa ideia porque faltam ai variáveis que devem ser colocadas nesse jogo do vai e vem… por exemplo, as perdas na transferência de energia entre os vários elementos. Ou a questão de as baterias não “gostarem” de estar abaixo de certos limites (que saiba, um problema ainda não ultrapassado). E os ciclos das baterias. Acredito que devam existir mais variáveis.

      Só depois é que podemos perceber se é exequível ou não.

      Mas que os políticos, no geral, pecam de inteligência racional, concordo plenamente.

      • RC says:

        LOOL, isto é melhor que ir ao cinema, até parece que os carros não têm tecnologia para controlar a bateria, são com os a combustão, para não terem problemas de aquecimento, metem lá um manómetro de temperatura e dizem ao cliente: Estás a ver isto, se isto chegar ao vermelho, deves parar, se não parares danificas o motor e não há garantia que te valha.

        Enfim, malta que não pesca nada de elétricos quando começa a falar só diz disparate e daquele que só dá parar rir.

      • RC says:

        Então os políticos que acordam de manhã e pensam assim : “Epá, hoje vou proibir os carros a gasolina e gasóleo e ver o que isto dá”

        LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

  13. Hugo Nabais says:

    Vão proibir a venda de carros a combustão nos próximos anos e depois vêm com estas tristezas…

  14. R says:

    A solução ecologicamente viável é a energia nuclear (reactores de última geração). E sim, são seguros e utilizam os resíduos das centrais tradicionais. Há que estudar e perguntar aos entendidos.
    Deve-se continuar a apostar nas renováveis, mas é uma aposta para longo prazo e a energia fica mais cara. A demanda elétrica crescente assim o exigirá, e os veículos eléctricos vieram agravar o problema.
    Hidrogénio não é actualmente solução pela alta ineficiência energética.
    Para quem possa querer investigar mais um pouco : http://www.terrapower.com

    • Domdiego says:

      Costuma-me a acreditar, apenas porque, por muito que possas pensar que alguma coisa é segura, nunca se consegue prever todos os imprevistos. A central de Fukushima, por exemplo, veio uma catástrofe natural, e….

    • Louro says:

      @R
      Nao digas isso, porque eles vem já aí dizer que nao querem centrais nucleares porque viram a serie Chernobyl e que eles morreram todos…

      • António M. says:

        “Louro” já percebi que vives numa realidade fantasiosa, e comes tudo o dizem nas publicações noticiosas. Sabes que há uma diferença entre realidade vivida e realidade futura imaginaria.
        E não, não morreram todos em Chernobyl, uns ficaram com mazelas outros estão perfeitamente saudáveis e ainda vivos, estive em 2019 com alguns, isto porque, uma parte da família da minha esposa eram oriundos de lá, só os que trabalhavam na central é que ficaram piores e outros morreram.
        Quanto a tua realidade fantasiosa futura, espero que estejas certo nas tuas convicções, e se estiveres errado? Já ponderaste nessa hipótese?
        Uma lição que aprendi na vida, foi que nada é garantido.
        Saudações.

  15. Pamilho says:

    Bons dias.
    A producao de veiculos electricos e a mineracao de materiais raros para as baterias em nada vao ajudar na reducao de emissoes é simplesmente negocio.
    Como disseram e com total razao o preço da electricidade ira disparar.
    Neste contexto os paineis solares para o seu carregamento seriam precisos milhoes dos mesmos,ao qual a sua producao iria mais uma vez ter um impacto gigante nas emissoes..e tudo isto em prol de empresas privadas.
    Na minha opiniao existem duas formas de podermos evoluir.
    Primeiramente combustivel sintetico,e a segunda veiculos autosustentaveis,estes gerando a sua propria energia e o seu excedente acumulado na rede….

    • Louro says:

      @Pamilho,
      As baterias já sao reciclaveis quase a 100%, é só esperar que o ciclo de carros a sair de circulacao seja similar ao de carros a entrar em circulacao e quase nao precisas de minerar nada.

      Depois, tens outro factor, quando os carros que hoje estao a sair para as ruas estiverem nas sucatas, já a tecnologia de baterias evoluiu muito, mas muito mesmo, basta que haja mercado para haver alguém interessado em desenvolver novas tecnologias e em resolver os problemas que possam existir.

    • RC says:

      Sabem tanto que nem sabem que combustível sintético é feito essencialmente de electricidade
      .LOOOOL

      Fica a saber que para fazer 100 kms com combustível sintético necessita de 10 vezes mais de eletricidade do que um electrico, por isso mesmo estar tudo a ir para os electrico, até os a hidrogénio fuel cell gastam 5x mais eletricidade.

      Os cientistas, governos, entidades, fabricantes sabem de tudo isso e não andam a dormir.

  16. André Silva says:

    A energia em portugal agora é tão verdinha que só por isso já me apetece ir comprar um carro elétrico á mercearia da esquina.

  17. wtvlol says:

    O carro eléctrico não é o futuro.

  18. RC says:

    Basta ler alguns comentários e perceber porque os combustíveis aumentam tanto, deixem lá, se a “luz” aumentar e falhar, vocês também ficam “pendurados”. LOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.