Quantcast
PplWare Mobile

Afinal quanto custa em média carregar um carro elétrico em Portugal?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. RuiP says:

    Falta a tabela de custo vs salario minimo.

    • Miguel says:

      Mostrar o preço como % em relação ao ordenado mínimo.

      Se bem que em Portugal não só os ordenados mínimos que são uma vergonha…. trabalho qualificado ás vezes é ainda mais gritante

    • Quimquim says:

      É é o preço medio por kwh, convem que se compare com o salario medio em Portugal.

    • Romeu Batista says:

      Tem toda a razão. O problema de Portugal não é o preço dos combustíveis ou da electricidade, são os salários de miséria que se praticam neste país.

  2. someone says:

    e ainda querem ir para electricos 😀

    • Tiago Alves says:

      Entre gastar 14€ num elétrico ou 68€ quando atesto o meu a gasóleo, diria que não há muitas dúvidas em qual escolher.

      • Quimquim says:

        Se atestares o carro todas as semanas (que não atestas), so passados 5 anos é que consegues poupar 15mil euros, que mal da para um carrito!
        Um eletrico so compensa para quem ainda não tem carro. Quem já tem, que fique quietinho.

      • Rui says:

        O Tiago faz cada comparação!!!!!!!
        Agora pergunto-lhe, e quantos km faz com um e com o outro?
        E se ficar sem bateria (fora dos centros urbanos, por exemplo a subir a montanhas), como é que faz?

        • Nuno says:

          eu gasto 20€ em eletrecidade por mes antes gastava 80 em gasoleo as contas sao muito simples, no meu caso é hibrido mas ando 99% do tempo só em eletrico carrego em casa durante a noite

          • ToFerreira says:

            Nesse caso, como são calculados os km para a revisão? São os mesmos km entre revisões, independentemente de usares eletrico ou combustão?

          • RC says:

            @ToFerreira, depende da marca, há marcas que é por kms, outros por anos de uso, e outros nem têm revisões obrigatórias, como é o caso da Tesla.

        • Joao Cordeiro says:

          Depende de quem carrega no pedal. A minha mãe faz uns 1000km. Com um deposito. Eu faço uns 500.

          Mas há uma questão bem relevante aqui.
          É que alguem com painéis solares pode nunca ter de pagar nada pelo carregamento do seu carto.

          E também, alguem que adira a um tarifário bi eletrico, e carregar o carro apenas em horário nocturno nao vai pagar isso.

          • Pedro F. says:

            O meu tio gastou 2500€ em painéis solares e vai demorar 10 anos a recuperar o investimento… Se ele conseguir deixar o carro elétrico parado das 11:30 às 16:30 talvez acelere esse tempo mas só usa o EV à noite… Mais vale comprar um diesel e ficar com 200.000km de gasóleo pagos do que andar a investir milhares em painéis solares e muitos milhares a mais num EV…

          • Daniel says:

            E quanto custa um carregador elétrico doméstico, sua instalação e manutenção?
            Qual a vida útil das baterias e quanto custa a substituição das baterias?
            Não esquecer estes valores no cálculo do custo por Km andado.

        • João Seguro says:

          Boa tarde

          Sou utilizador de VE desde 2016.
          Em dezembro ultimo, bati com o meu Kauai com 15 dias. Tive 2 meses sem carro e um carro a gasoleo.
          Entre gastar para cerca de 8 mil kms, 600€ de gasoleo, ou gastar 280€ de luz, estará aqui a diferença.
          É e será sempre a melhor escolha! Até porque, mesmo sendo 14€ que seja para 550KMs, e na revisão em vez de 150 a 200€ de oleos, ter 30€ de revisão, é e será sempre mais economico!

          • Pedro F. says:

            Em 8000km poupas 320€…
            Em 80000km poupas 3200€…
            Em 240000km poupas 9600€…
            Ou seja, o preço do EV inclui 240000km de gasóleo pago mais manutenções, seguro, etc…

          • Afonso says:

            isso do biorario e um engano pois durante o dia e mais caro logo a tarifa de potencia tabem e mais cara eu em minha casa tive o bio HOARIO E DAVA UMA DIFRENCA POR ANO DE 2€

        • Luis says:

          comparação do ….
          se tiverem quarto deposito, também te poes a subir uma “montanha”?
          ao longo da vinha vida como muitos aqui, já viu carros e motos a ficarem sem combustível! alguém viu algum elétrico parado a beira da estrada sem bateria?

        • TSLAbull says:

          A pergunta também se pode fazer ao contrário, e se ficar sem gasóleo como é que faz? É que com um elétrico se ficar sem bateria na montanha pode sempre descer a montanha e carregar a bateria enquanto desce. Com um carro a conbustão bem que pode chamar o reboque.

    • Darth says:

      Atestas o teu carro com 13 paus?

      • Pedro Martins says:

        14€ num elétrico dá em média para 200 a 250 kms
        14€ num carro a diesel 100 cv / normal dá para pouco menos do que isso com a diferença de que um electrico custa bem mais do que um diesel….

        • RC says:

          No meu caso dá para 1000 kms, cada 100 kms custa-me 1.15 euros, numa carrinha peugeot partner.

        • Paulo Santos says:

          Contas mal feitas Pedro.
          14 euros dá para 450 Km essencialmente em AE (e a andar rapidinho). Gasto 25,5Kw/100Km e tenho tarifa bi-horária.
          Para esses mesmos 450 Km, num carro da mesma gama a gasóleo e com a mesma média de velocidade gasto 50,4 euros. 8lt/100 Km a 1,4 euros o litro.
          Carros de comparação? Model S e E300 Hybrid 2015

          • Infinity says:

            8L/100 num diesel hybrid? das duas uma ou vais em excesso de velocidade ou entao vais em 5. com um bloco de 2.1L so fazes essas medias se andares a abrir. tenho um carro com bloco de 2L e facilmente faço 5-6 L/100 em AE

          • Paulo Santos says:

            Infinity, em AE o modo elétrico é para esquecer. Não funciona. Faço 95% do trajeto em AE.
            Quanto à velocidade, os 25,5Kw/100Km refletem a mesma velocidade que os 8lt/100Km. Caso contrário, baixa para os 20Kw.

          • Infinity says:

            Verdade que o modo eletrico é para esquecer, a nao ser nas acelerações. Contudo 8l/100 tens que fazer uma media muito alta, Pelos 25,5Kw/100Km a 450Km a bateria é de quanto?

          • Paulo Santos says:

            Infinity, embora a Tesla diga que o Model S é para 610Km, isso é uma treta.
            Primeiro, com 102.000km, já só dá 558km (teóricos e a passo de caracol).
            Segundo, nunca deves carregar a bateria completamente a 100% por norma. Os 90% dão-me para os 502Km “teóricos”.
            Ou seja, a média de 25,5 kw dá para cerca de 320 km reais. O que para mim é suficiente, pois faço 270km diários.

      • Jm says:

        Nao, mas quantos km fazes 13 paus de eletricidade… ??
        Atestas com gasoleo e dependendo do modelo fazes entre 800-1000km e com eletricdade?? 13 paus da para o que??? 100km?? 200?? Para mais que estas sempre limitado a distancia que podes percorrer e quando podes voltar para casa… Fdx nao tenho bateria tem k ficar a carregar… Olha vou alugar um quarto de hotel… Ja saiu cara a energia

        • Rick says:

          Pedro, para fazer 150km são precisos 30KWh em media, em bi horario cada kwh custa 0.08€ logo Cada 250km tem o custo de 2.4€. Longe dos 14€ que mencionou.

          • RC says:

            Eu tenho uma carrinha electrica peugeot partner e gasto apenas 1.15 euros por cada 100 kms, e chego a fazer 240 por dia.

    • Fulano says:

      Graças a deus que atestas por 13.25€, no fim de semana encostei o meu na galp e foram apenas 126.65€. Fico tão feliz pelos teus 13.25€ de depósito atestado

      • ToFerreira says:

        Conduzes um camião?

        • Pedro F. says:

          O meu Arteon leva 95€ de gasóleo… E está longe de ser um camião… Se o atestar numa bp ou galp facilmente chego aos 120€…
          Mas para mim ao preço a que meto é 95€.. faz cerca de 1100km… Gostava de saber a autonomia do eléctrico com que fizeram o atestamento de 13€ e a autonomia e preço do mesmo…

  3. Jota says:

    Claro, Portugal tinha que estar entre os mais caros…para acompanhar o altíssimo poder de compras dos portugueses!

  4. ToFerreira says:

    Isso dá menos de 3 euros por 100km?

  5. Seal says:

    Na prática talvez seja um pouco mais…

    “De acordo com o exemplo utilizado pela ERSE, que considera um cenário de 12,5 kWh/carregamento, em pontos de carregamento com entrega da rede elétrica em baixa tensão, tanto para pontos de carregamento rápidos (potência acima de 22 kW), como normais (potência até 22 kW), assumindo um consumo de 15 kWh/100 km para o veículo elétrico, o custo implícito para 100 quilómetros, incluindo as novas taxas, será de 5,80 euros no primeiro caso e 5,87 euros no segundo.”

    • RC says:

      Eu faço 1.15 euros por cada 100 kms rodados, por acaso o calculo que usaram está muito acima da média por cá.

      • Seal says:

        Deves carregar em casa…

        • RC says:

          Exacto, este artigo é sobre carregamento em casa, trabalho, etc.

          • Seal says:

            De certeza ?
            “No obstante, el estudio no especifica si se trata de recarga pública o residencial, aunque lo más probable es que se base en datos de recarga pública”.
            Já agora, esse elétrico que tens é uma Peugeot Partner ? Se for tem uns consumos esquisitos…

          • RC says:

            Peugeot partner electric de 98, tem motor de 28kw, é fraquita e facilmente faz 13 kwh /100 kms.

          • RC says:

            Ainda hoje vi um nissan leaf a fazer 9kwh/100 kms, esse sim podem comprar com combustão que fazem 4 a 5 litros aos 100, porque um eléctrico a consumir 20 kwh aos 100 já é igual a um combustão a fazer 6 e 7 litros.

          • Seal says:

            Só perguntei porque os dados da marca são diferentes.
            13kwh é muito bom…

          • Pedro F. says:

            1.15€ para 13kwh dá menos de 9 cêntimos por kw! Onde se arranja esse preço?
            E tendo em conta as conversões e as perdas esse consumo é muito abaixo do que a marca anuncia… 40% a menos é obra.
            Mas já me contentava em saber como se pode ter a electricidade a menos.de.9 cêntimos o kw…

  6. Jakim Zé says:

    Resumindo e concluindo:
    De acordo com o exemplo dado, o VW ID.3 uma carga completa para 345 km (esperando que se gaste a bateria até ao fim. e que os 345 km sejam reais), custa 13,25 €.
    Ora, se com 1 deposito do meu carro consigo fazer uma média de 1000km, isso implicaria gastar em eletricidade no ID.3 o valor de 38,41 € para a mesma distância.

    Mas teria que gastar muito mais tempo a “abastecer o carro”.
    E o carro custa o dobro de um equivalente a combustíveis fosseis.

    Sendo simpático, vou atribuir o mesmo valor para a troca de bateria (s), para o equivalente em revisões a um carro de combustíveis fosseis (Estou mesmo um mãos largas :D).

    Trocando para miúdos e graúdos: Não compensa, pelo menos enquanto o carro for tão caro.

    • Seal says:

      A escolha por um eléctrico depende de vários factores :
      – em relação ao preço, a disponibilidade financeira de cada um.
      – aos valores de carregamento, a possibilidade de carregar em casa, a um preço muito mais baixo, e ás próprias nessecidades de mobilidade.
      – quanto ao break even do custo de aquisição , a quantidade de km/ano.
      A questão ambiental depende da interpretação/consciência de cada um…

    • RC says:

      Não sei que contas usaram, mas eu gasto apenas 1.15 euros a cada 100 kms.

    • ASoares says:

      Eu continuarei com o meu Corsa gás/gasolina, fica-me bem mais barato!

      • RC says:

        Mais barato que um electrico nunca fica, porque estes artigos só se referem a carregadores públicos, carregar em casa, nos privados e nos das redes fora da mobie não estão incluídos nestas taxas.

        1.15 euros por 100 kms é o melhor que se tem até agora, só possivel com electricos.

    • Pedro F. says:

      Estou para o mesmo. Consigo comprar um diesel melhor que um EV e a diferença de preço paga mais de 200.000km, manutenções, seguro, iuc, etc…
      E o EV para andar esses 200.000km também gasta electricidade e seguro…
      Contas feitas, não compensa. Se vamos lá pelo ambiente, deixo de usar desodorizante, e vou de bicicleta…

  7. Atento says:

    E a gasolina vai descer!!

    • Telmo M. says:

      Nah, estão a lucrar muito. Há quase 15 anos atrás o barril esteve a mais de 150$ e os combustíveis estavam mais baratos que agora. Isto não melhora tão cedo. E toda a melhora é sol de pouca dura para adoçar a boca.

  8. joao PEstana says:

    Gostei do estudo mas o estudo nao devia estar o preço duma bateria? Visto que nao é só o carregar duma bateria que conta….

  9. José Rodrigies says:

    Gostei do estudo.
    Isso prova que em termos economicos é totalmente inviável migrar para carros electricos 🙁
    Porque temos que juntar a esses 13€ por “deposito” o facto de cada “deposito” electrico dar para bem menos kms que um deposito a combustão, além disso temos o preço “adicional” dos carros electricos e principalmente a esperança média de vida e o preço das baterias.

  10. Roter says:

    Quem tem carro elétrico carrega maioritariamente em casa, nesse caso fica a 0,10 o kW para um consumo de 15kw cada 100km. Tenho elétrico quase a 2 anos e só nas férias carrego fora de casa.
    Por favor, parem com a mania que o elétrico tem que mudar a bateria. Mude se tiver raramente se tiver problemas, como um carro a combustão muda o motor.
    No meu caso em 220km tive que mudar o turbo 3 vezes.

  11. Fusion says:

    Com 60€ faço 700km vs os 13€ dos eléctricos (vamos supor que também faz os 700km).
    Ficamos com uma diferença de 47€.
    Contas feitas são 564€ euros que poupo ao ano (isto abastecendo apenas 1 vez ao mês que é o meu caso), uma grande poupança é verdade nada apontar.
    O problema vem nos anos que preciso de poupança em combustível para poder amortizar a valor que dei pelo carro eléctrico vs um carro a combustão.
    Com o que poupei no valor do carro a combustão, consigo pagar combustível fóssil a vida toda do carro e ainda poupar.
    Facilmente se encontra carros em ótimo estado a rondar os 5000€ que ainda podem rolar a vontade uns bons 10 anos.
    Por isso economicamente falando, ainda compensa mais o carro a combustão, e pela comodidade também, não estou virado para ir a procura de tomadas eléctricas pela cidade e ficar meia hora dentro do carro a espera que carregue as pilhas.

    • RC says:

      Então e porque não considera um carro eléctrico em segunda mão, tenho 2 que custaram menos de 10 mil euros.

      • J Ferreira says:

        Um híbrido com 60€ faz 6.000 km ……..

        • RC says:

          Estive a fazer contas e nem um electrico consegue fazer tão pouco, penso que está a referir-se ao combustivel que ele gasta + electricidade (no caso de ser pugling).

          Tenho uma proposta, se conseguir provar a conduzir esse carro que consegue fazer 6000 kms com 60euros de energia, eu pago-lhe 2 milhões de euros pelo mesmo. Aproveite que não há ofertas destas todos os dias.

          • José Abreu says:

            Sim. É plugin. Com bateria 9 kWh. Carregados com fotovoltaico.

          • Pedro F. says:

            Qual a potência de fotovoltaico necessária para carregar uma bateria de 9kw nas 4 ou 5 horas que os painéis produzem electricidade? Quanto custa esse sistema fotovoltaico? E quem tem o carro parado das 11h às 16h todos os dias?

  12. ONUBB says:

    tenho carro a gasolina, meto a volta de 20euros por semana, e as vezes da ate para 2 se não andar a esticar com o carro 2.0 de cilindrada, já tive o prazer de conduzir um carro elétrico tesla dual motor do meu cunhado, eu em particular não gosto de carros elétricos tudo bem que pode ser para melhorar o ambiente ate acho bem, mas por mim elétricos não, os meus motivos para isso são: gosto de carros onde possa travar com o motor ( mudanças manuais ) gosto de um carro que tenha um travão de mão, amo meu ver estes 2 fatores para mim são mais seguros não sei se me faço perceber , e depois os carros elétricos para mim em autonomia não e o que parece 200 ou 500 km de bateria só se for a 50kh, e depois sou uma pessoa de alma aberta que gosto de ouvir musica bem alto dentro do carro ( tipo chunga ) gosto de ter o meu carrinho com o tal amplificador o tal sub o tal radio a escolha 🙂 estes são os meus motivos, ah já para não dizer que o meu cunhado esta farto de falar que foi ma escolha ter comprado um carro elétrico ( por agora ) mas mais tarde sim pode ser melhor. Bem agora vou por mais tabaco. 🙂

    • RC says:

      Nesse caso gosta de carros eléctricos, pois eles travam muito mais com o motor que qualquer outro a gasolina ou diesel, nem que vá a 100 kmh e mete uma primeira.

      Portanto gasta 20 euros de gasolina, o que lhe dará para menos de 200 kms por semana, portanto um electrico com essa autonomia, não. loooooool

      Num eléctrico ainda pode ouvir mais alto e sem ruidos, pois tem menos um monte de ferro e aliminio a fazer barulho.

      É só boas ideias por ai. Meta mais tabaco e continue para nos fazer sorrir mais um pouco.

  13. Rui says:

    Para os mais distraídos, não comparem um carregamento de um carro eléctrico para um depósito de um diesel. A diferença são muitas centenas de km 🙂

  14. Nuno says:

    Cada caso é um caso eu optei por comprar um hibrido com 45 km de autonomia reais faço 40 por dia o que dá 900km por mês, carrego sempre em casa durante a noite e no final dos mês gasto entre 16 e 20€, em gasoleo gastava 80 para fazer a mesma distancia portanto nestes 3 anos já poupei cerca de 2200€ por este andar vai começar a compensar daqui a 5 anos o que não é nada mau a partir dos 8 anos do carro já paguei a diferença e poupo 60€ por mes

  15. Bento Fidalgo says:

    1-A vantagem que vejo nos eléctricos é,talvez,uma manutenção mais simples e mais barata.
    2-Segunda vantagem. Talvez menos perigoso em caso de acidente pois, não tem combustível inflamável.
    3-Quanto ao tempo de carregamento, terá que ser estudado um meio de carregamento em andamento, que já existe.
    Teria que ser feita uma faixa de rodagem, em local possível, onde se entrasse, como uma portagem e durante x kms ia carregando, com vários locais de saída, aos 5kms, aos 10kms, etc.,por ex.e aí pagaria a conta ou, como nas portagens por multibanco, sem parar.
    Estes carros podem também ter sistema para carregarem nas descidas mais acentuadas, podendo carregar e ao mesmo tempo produzir energia para a rede com um sistema de íman instalado na via de rodagem.
    Enfim, não vou sonhar mais hoje! Cumpts.

    • José Fonseca Amadeu says:

      1- É verdade até à troca de baterias.
      2- É mentira, igualmente perigoso quando comparado com gasolina, já o diesel é muito dificil de inflamar.
      3- Bom filme, a que horas dá?

      • RC says:

        1 – é igual à troca de motor, caixa e etc.

        2 – é verdade, são muito mais seguros, isto dito por quem percebe, Sim, pois, mas os diesel são os que mais se incendeiam.

        3- No meu caso demora 20 segundos por dia, já que ele carrega sem eu lá estar a segurar o cabo, é uma confusão de muita gente, mas eu gasto 20 x menos tempo que a malta que vai abastecer no posto.

  16. Redin says:

    Optando pela consciência pelo ambiente, escolhi o GPL.

  17. Nick says:

    Tem piada que o estado dá incentivo para carros eléctricos, mas põe iva de carregamento no máximo (23%).

    Em que ficamos, incentiva ou desincentiva?

  18. eu não sei says:

    Uma questão? Qual será o valor de um veículo eléctrico ao fim de 8 anos em média (quando acabar a garantia das baterias)?

    Já são mais caros na aquisição, têm um custo de amortização elevado, todos os constrangimentos associados aos VÊ. Quando o quisermos “despachar” qual será o seu valor?

    • Paulo Santos says:

      Depende dos km. Tenho um diesel com 6 anos e 320.000Km. E já não tem garantia.

      Sim, os elétricos são mais caros na aquisição.
      Não percebo a da amortização.
      E como proprietário de 4 a combustão e um elétrico não vejo esse tipo de constrangimentos.

      Manutenção? Ainda hoje foram mais 350 euros para a Mercedes pelos sensores do turbo. Elétrico com 18 meses e 102.00Km, manutenção 0 euros

    • José Abreu says:

      Qualquer carro com 8 anos não vale nada.

  19. Joao Cordeiro says:

    Fica a faltar o calculo com tarifa bi-horaria.
    E tambem a quantidade de paineis solares, e o seu custo, para nunca mais se pagar “combustível”

  20. Xfera says:

    Efuel = gasolina sintética! Google it.

  21. Tijolo says:

    Ainda há um longo caminho a percorrer na electrificação automóvel.
    O fossil ainda vai ter que ser usado para dar energia nas tomadas para carregar os ditos “+ verdes”.
    Paineis solores recolhem energia durante o dia, mas coloco o carro a carregar em casa à noite… de nada servem nesta situação.
    Não está vento, as eolicas produzem muito menos… pouco servem.
    Abre-se a barragem… há pouca água… pouco serve.
    Alternativa… queima combustivel para haver energia.
    E com a agravante de se estar a aumentar o numero de veiculos… mais necessidade á noite de energia, e energia pouco verde…
    Mas a esperança está em alguma tecnologia que ainda está para surgir, e realmente eficiente e pouco ou nada poluente… pode ser que o hidrogénio finalmente dê o salto quando se chegar à conclusão que não há viabilidade no 100% electrico.

    • RC says:

      Mesmo usando fossil para carregar carros eléctricos toda a gente sabe que é mais eficiente, a maior vantagem dos electricos ninguem fala que é a elevada eficiência energética que têm, um tesla a andar bem consome o equivalente a 0.8 litros de diesel.

      • Paulo Henriques says:

        È verdade … um dia deste questionei estes factos quando estava a ler os dados de um teste sobre um SUV elétrico : O tal SUV consume em média em autoestrada 22kwh /100km .
        Ora se um litro de gasolina tem á volta de 10kwh de energia , estamos a falar de pouco mais de 2L/100 . E mais , um litro de gasóleo tem á volta de 12kwh portanto menos de 2litros aos 100 km . Por aqui vemos que os ICE teem perdas enormíssimas !!
        Outra situação ; já repararam que um carro novo em média é muito mais caro que á 15 , 20 anos atrás … e pelo que tenho lido já não duram como duravam . Só um exemplo :eu tenho um 2.0 Tdi e tem tido vários problemas e nem sequer é um dos famosos PD que são ainda piores .Só o volante bi-massa foram 1400€ com mão de obra e não foi na marca !
        Eu nunca comprava agora um diesel novo ! Cada vez mais problemáticos !
        Em certas marcas o elétrico já é competitivo em relação ao diesel : comparem por exemplo o VW Tiguan ao VW ID.4 com a mesma potencia …

      • RC says:

        Esse documentário tem alguns erros, o tesla mostrado não usa imans, muito menos as eólicas.

        Além disso não são só os elétricos que vivem desses minerais, sem litio, sem grafite, sem cobalto entre outros não havia carros a combustão, cobalto por exemplo é usado na refinação de combustível, como catalisador de enxofre.

  22. AlexX says:

    É que nem que custasse 1e e o diesel/gasolina 5e o litro. Para já está muito bem assim. Prefiro aguardar sem qualquer ânsia que a tecnologia evolua para carga instantânea e 500km mínimo de autonomia, e hajam tantos pontos de carga quantas as bombas de gasolina.

  23. Pedro says:

    Tenho um elétrico.
    Carregamento pela rede elétrica com bi-horario gasto 1.5 € / 100Km
    Como tenho também painéis solares, a utilização desde a compra do carro até hoje tenho uma média de 0.60 € por cada 100Km.

    • RC says:

      Eu também, e mesmo que carregue da rede gasto, carregando de noite, 1.15 euros por cada 100 kms.

    • scp says:

      Achas que consegues chegar a gasto de eletricidade com o carro de 0€? Digo isto porque se tens painéis solares e carregares sempre em casa não pagas a ninguém o abastecimento do carro.

    • Pedro G says:

      é interessante, serão cerca de 1.500 Euros poupados por ano (fazendo 20.000 km/ano, que é provavelmente o que fará em média um Português).
      A questão é, quantos anos são precisos para compensar o investimento. No entanto aguardo ansiosamente o desenvolvimento tecnológico e sobretudo do mercado dos próximos anos, estamos a chegar ao ponto em que as marcas estão a equipar com motor electrico todos as gamas/criar um modelo electrico para cada gama, pelo que tudo indica que a curto prazo 2/3 anos, será bastante mais usual

  24. Marcio Faria says:

    Devia informar o custo pelo km rodado tanto por gasolina quanto por eletricidade e não esqueçam de incluir a vida útil da bateria e o custo de sua reposição. Por enquanto parece muito discrepante e não se explicou a causa de variação tão grande entre Alemanha e Ucrânia, por exemplo. Como está a matéria é apenas especulativa e quase nada informativa!

  25. BMad says:

    Bom bom é ter carro híbrido da empresa: é só beneficios, sem ter de me preocupar com manutenções nem qual o valor que terá quando o vender e ao fim de 4 anos tenho outro novo. 😀

  26. António Geraldes says:

    Não é indicado como é calculado o custo médio. Carrego em casa a 10ct o Kwh. Os tais 60Kwh custam 6€. Os km que esses 60Kwh fazem dependem de muitos factores como conduzir de dia ou noite, ac ligado ou desligado, acelarações bruscas, etc., podem variar entre 450 ou 300. O custo do carregamento varia muito, desde 10ct em casa até 60ct no carregamento rápido das autoestradas.

    • RC says:

      De dia e de noite ? consomem mais de noite ?

      Não são todos iguais ? o consumo de algo depende sempre das condições de utilização, seja qual coisa for.

  27. Pedro Paiva says:

    É falso essa notícia porque os subsídios são brutais, agora o grave do problema é que quem não tem carro em Portugal paga pelos que têm carro! Os custos energéticos o deficit tarifário que é cobrado hoje etc. cabe a todos é falso pensar que o custo não é repartido tal como o CO2 produzido pelos eléctricos que massificam dia a pós dia a produção de energia vinda do petróleo e gás!

  28. Gil says:

    Passado 8 anos quero ver o pessoal dos elétricos a chamar pelo tio…

    Tiooooo dá-me 8000 Mocas para comprar uma bateria….

    Lá se foi a poupança.

    • ToFerreira says:

      Daqui a 8 anos as baterias serão ao preço da chuva, como acontece com todos os produtos tecnológicos, tio!

    • RC says:

      Porque 8 anos ? então motores a combustão têm 2 anos de garantia também avariam ao fim de 2 anos ?

      Fala com quem tem um veiculo electrico com 22 anos e a bateria está a trabalhar, mania de falar sem saber.

  29. Abreu says:

    Há qualquer coisa que não bate certo

    1 kW tarifa normal 15 cent, 15 x60 da 9 EUR…

    Tarifa bi horário 10 cent kW a noite.

    O meu sai a menos de 1 EUR ou 2eur para 100km ( depende da tarifa, dia ou noite), está a consumir 13kW 100km

    Mas ATENCAO, o preço dos postos PCR e muito acima da tarifa doméstica, então aqueles ultrarapidos instalados recentemente nas AE, Segundo a sapo um carregamento de 50 EUR só 6 EUR e de energia, os restantes 44 EUR e para taxas e taxinhas. Assim não vamos lá! ( Tb carrego só em casa e a noite, e como vivo na madeira o eletrico faz todo o sentido)

    • scp says:

      Ah pronto, mais uma sobrecarga desnecessária. Se em 50€ só 6€ são para cobrar o custo de usares a rede estamos a ser chulados. Já estamos a ser com a gasolina, e mais seremos com a eletricidade para os carros. Vão dizer que 44€ é pela comodidade de carregares em autoestrada e terem puxado os cabos até lá.

  30. Antonio Geraldes says:

    0 electrico ainda está altamente subsidiado. 0 automovél a combustão é uma parte significativa das receitar do governo, das quais não vai prescindir. Por enquanto os eletricos não pagam IUC nem os impostos taxados nos combustiveis. Quando o governo começar a aplicar o IUC e a componente identica aos combustiveis nos eletricos estes ficam economicofinanceiramente insuportáveis para a maioria dos portugueses

    • Rui says:

      Ora nem mais.
      Secalhar pensam que o eléctrico vai ficar isento de ISV e IUC para sempre! E também não fazem contas ao custo extra de aquisição nem à substituição de baterias, que no caso do Leaf pode custar perfeitamente 13 000€ a cada 200 000km!!!!!

      Só o ISV que um carro a combustão paga, mais o IVA em cima, são logo mais 10 a 20 000€.

      • RC says:

        Pode como ? mostre-me lá um exemplo disso, e que tenho mais de 300 mil kms em electrico e nunca meti bateria nenhuma. Secalhar sou um caso de estudo da nasa.

        Estou ansioso para que os elecricos paguem iuc, até porque já pagam, vá lá ver a tabela, para ver quanto vão pagar os a combustão, ainda bem que os a combustão duram para sempre sem levar nada, afinal as oficinas existem só para enganar a malta.

    • RC says:

      O combustão também, ou já se esqueceram que também havia incentivos para isso, fora a parte do custo mais baixo no diesel.

      Lei o orçamento de estado, assim não diz tanto disparate.

      Os eléctricos pagam sim iuc, vá lá ver a tabela de iuc.

      Eu quero é ver o quanto de iuc vão pagar os a combustão quando os electricos começarem a pagar mais. lol

  31. Rui says:

    Tenho um elétrico e um a GPl ando smp a GPL pois n compensa andar a eletricidade

  32. Rui says:

    E a versão q tem a bateria com menos potência

  33. Rafael says:

    É tudo muito bonito, mas isto pode ser tudo preços bonitos e isenções, mas quando o Governo precisar vai começar a retirar de algum lado…

  34. J Ferreira says:

    Nenhuma solução é boa se for exclusiva e monopolista.

  35. jorge says:

    Um carro hybrid quando funciona a diesel ou a gasolina, consome mais que um carro normalé é a mesma coisa que um carro automatico, porque sao mais pesados, uns devido as batarias e o outro devido a caixa de velocidades.

  36. Pedro says:

    Tb querem o q???! Só facilidades?! Já n basta pagarem os impostos mais BARATOS da Europa e terem os maiores ordenados da mesma e c os maiores benefícios e ainda se queixam da oletricidade p brinquedos dos pobretanas?! Epah crescem e aparecem… Mas p boer uma sff

  37. Jorge says:

    Se o carro híbrido quando esta a trabalhar com o motor a combustão poluiu mais é porque consome mais combustível, é a mesma coisa que um carro automático, são mais pesados, vi um gráfico na televisão, em que um carro híbrido quando trabalhava a combustão era o que mais poluia, conseguia poluir mais que um mercedes a combustão, o que menos poluia era o carro totalmente elétrico.

  38. Jon says:

    Nem qero carros novos colega n quero prejuízos

  39. MalicX says:

    O meu abastace os 50kWh da bateria por cerca de 5€. E chega para 350/400km dependendo do peso do pé direito.

    Bastante económico. E faz 8seg dos 0 a 100km/h not bad, not bad.

  40. Jorge says:

    Faço em média 100/150 km por dia uma vez ou outra mais cerca de 200 mas e raro e estou a pensar comprar um eléctrico pois a minha media de combustível anda sempre pelos 400euros mas, pois o meu trabalho assim obriga.
    Sera que um elettrico compensa para mim?

  41. Honda says:

    Tem a gasolina ou gasóleo?

  42. José carlos says:

    A sorte dos humanos é os carros não andarem a água pós se assim fosse morreriam à sede pois seria impossível ganhar para pagar aos ladrões ligados aos fornecedores , nesse caso de água.

    • Eu says:

      Esse ė um indício muito claro de que não percebes nada de economia.
      Um bem como a água nesse contexto não é um bem escasso para contribuir para a inveja. Não estamos aqui a falar de água potável.
      Usa esse cérebro para pensar um bocadinho, dasss!

  43. Bento Fidalgo says:

    A melhor solução, a meu ver, será nos próximos anos, começando já, é a reconversão de carros actuais para eléctricos, sem necessidade de comprar carros novos eléctricos.
    É mais fácil para muita gente ter carro eléctrico. Muito trabalho e emprego para quem investir neste sistema.
    Evita-se o avolumar, a breve e médio prazo, de sucata aos montes por todo o mundo.
    É uma maior ajuda para conter a poluição a nível mundial.
    O estado é responsável por ter alguma coisa a assumir neste sentido.

  44. João says:

    De acordo com o exemplo utilizado pela ERSE, que considera um cenário de 12,5 kWh/carregamento, em pontos de carregamento com entrega da rede elétrica em baixa tensão, tanto para pontos de carregamento rápidos (potência acima de 22 kW), como normais (potência até 22 kW), assumindo um consumo de 15 kWh/100 km para o veículo elétrico, o custo implícito para 100 quilómetros, incluindo as novas taxas, será de 5,80 euros no primeiro caso e 5,87 euros no segundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.