Quantcast
PplWare Mobile

Portagens ex-SCUT: Carros ligeiros fora dos descontos adicionais

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Cláudio Andrade says:

    Se são scuts não deviam ser pagas… Isto só veio para dizer que vão baixar que foi o que saiu na primeira notícia e isso é o que fica na cabeça das pessoas… Agora vai se a ver e e5 só para alguns e em horários específico

  2. Joao Ptt says:

    Ia ser muito difícil associar o dispositivo electrónico do carro, nos servidores, a um veículo eléctrico…. especialmente quando tal implica um desconto de 75% no preço… se fosse para aumentar em 75% o preço a cobrar queria ver essa dificuldade técnica toda.

    Por outro lado o desgaste na estrada é igual, e continua a precisar de assistência, e a manutenção na via e em seu redor mantêm-se, pelo que não dá para entender de onde vem essa descriminação arbitrária de preço… só porque agora os eléctricos estão na moda.

    Por outro lado, nas auto-estradas e vias rápidas construídas com dinheiros públicos (de Portugal e/ ou da União Europeia) gostaria que acabassem de vez com a cobrança nos actuais moldes e mudassem para o sistema de selo de via rápida, algo tipo 1500 euros anuais ou assim, para os ricos e os políticos não terem de partilhar as vias-rápidas com tanta gentalha, mas suficientemente baixo para as empresas ainda conseguirem pagar e compensar.

    • ToFerreira says:

      Por pontos:
      Era fácil fazer isso, como de faz para os suvs.

      A taxa não serve so para cobrir custos, neste caso serviria como estímulo para a adopção de elétricos.

      Em Portugal as “vias rápidas” são muitas vezes a única alternativa viável, como é o caso da AE para Bragança, constituída em cima do IP.

    • Tecnical says:

      Tecnicamente, o desgaste da estrada é maior: os veículos elétricos são, regra geral, mais pesados que os equivalentes a combustão.

  3. Insider says:

    Ahahah… Já se esperava… Agora só falta a comunicação social televisiva explicar!

    • Tadeu says:

      :S Continua a haver descontos para os carros ligeiros (segundo a lei pode ir até 50%). Veículos de outras classes é que podem ter descontos adicionais.

      • Ângelo Abreia says:

        Pois era isso que também tinha percebido, pois o pórtico que passo na A41 custava 20 cêntimos e agora passou para 10 para a classe 1

  4. Andres says:

    Aqui lê-se: “Os carros ligeiros ficam fora dos descontos adicionais …”
    Mas a lei refere: “Artigo 2.º
    Regime de redução das taxas de portagem aplicável nos termos dos artigos 425.º e 426.º da LOE…as taxas de portagem praticadas para os veículos das classes 1, 2, 3 e 4, são reduzidas em 50 %”

    • Pedro Pinto says:

      Sim, o artigo refere descontos adicionais.

      • Tadeu says:

        Mas o artigo não deixa claro que EXISTE um desconto para os carros ligeiros, como se pode constatar pelos comentários.
        Se fazem alarido sobre os carros ligeiros ficarem de fora de descontos adicionais, sem mencionar que os os carros ligeiros têm mesmo assim desconto, as pessoas ficam a pensar que não vão ter qualquer desconto, pois poucos entendem que existe mais do que um nível de redução de preços. Eu próprio tive que ir pesquisar para confirmar que não tinha feito confusão.

  5. Rui Miguel says:

    O governo que está em funções, só se movimenta por interesses para si próprio. Nunca é em função do bem estar da população em geral. Normalmente é para amigos do colarinho branco, como nos tem vindo a habituar. Mais do mesmo.

    • PML says:

      Mais interessante ainda é termos uma ministra para a coesão territorial (parece mentira, mas temos) e esta ministra ser contra a redução de portagens.

  6. Mac says:

    Estava mesmo a ver isto, como aliás já antes havia comentado.
    https://pplware.sapo.pt/informacao/reducao-de-50-nas-portagens-das-ex-scut-ja-a-1-de-julho/#comment-2801565

    Mais uma vez, a montanha pariu um rato.
    Embrulhem…

  7. Mac says:

    Corrigir sff. “novo modelo de redução de 50% do valor das taxas de portagens em cada passagem” > novo modelo de redução de ATÉ 50% do valor das taxas de portagens em cada passagem…

    • Tadeu says:

      Não precisa de qualquer correcção, a afirmação está correcta! Nas SCUTS mencionadas naquele parágrafo, todos os veículos têm 50% de desconto, mesmo carros ligeiros.
      Veículos das classes 2, 3 e 4, ainda podem ter um desconto adicional, mas para isso têm que pedir e dar documentação à ECP.

  8. Mac says:

    “Notícia de ÚLTIMA HORA:

    – Governo vai dar 90% de desconto* nas portagens das SCUT(ex). em 2022.

    *Válido para todos os automóveis ligeiros, com tara inferior a 550kg. e emissão de CO2 menor que 75g/km.

    🙂 🙂 🙂

    kkk

    • Rafilda says:

      Dizer que é em 2022 é = a dizer que dará 1000000000,7€ a todos em 2090. Estas coisas ou são para dar imediatamente, ou chega ao dia da verdade e lá vêm os afinais do costume a desmentir tudo. Mas podem sempre acreditar no pai natal.

  9. ToFerreira says:

    Se assim não fosse, não era uma medida deste governo. Sempre fizeram assim, anunciam com grande pompa e circunstância, com grande sacrifício, mas quando se vai a ver, afinal a montanha pariu um rato, mas já ficaram bem vistos. São bons políticos.

    • Tadeu says:

      Ter 50% de desconto em vários percursos é “parir um rato”?

      • Zé Fonseca A. says:

        Ter 50% de desconto num sítio que era gratuito além de desonesto não tem mais nada.
        Ainda bem que ficam satisfeitos, PS sempre a marcar pontos com nada.

        • Tadeu says:

          E será honesto serem todos a pagar o custo todo, mesmo sem usar? Sendo que gratuito seria apenas para aqueles que não pagam impostos, já que o dinheiro tem que vir de algum lado.

      • ToFerreira says:

        Prometer descontos de 50% e depois oferecer 15% em troços onde nem sequer existe alternativa, porque a scut foi construída em cima do antigo IP, é mais que desonesto, é achincalhamento público!

        • Tadeu says:

          Os 15% que falas referem-se apenas ao caso da A4 a partir do Túnel do Marão, podendo-se aplicar descontos adicionais – sendo que estes troços nem sequer são duma SCUT; foi construída em cima do IP4, dados os problemas de segurança do IP4, mas é em grande parte da sua extensão gratuita.
          Existe 50% de desconto nas outras auto-estradas.

  10. Nuno says:

    Não há como não gostar dos nossos políticos…

  11. JC says:

    Descontos de 50% aonde?
    Na A22, de Castro Marim a Tavira o desconto é de 23%. De Castro Marim a Faro é de 30%.
    E ninguém diz nada, tudo acredita nas letras gordas.

    • mad says:

      verdade… alias com o Costa sempre tem sido assim e o incrível é a comunicação social que era tida como mais isenta faz a vontade do PS neste momento publica com pomba e circunstância os títulos e depois não informa verdadeiramente as letras pequenas. Acho que até o pior deste governo faz anúncios espalhafatosos e depois para os publicar no Diário da Republica demoram uma eternidade como foi este caso das portagens e quando publicam nunca corresponde ao que anunciaram.

    • Infinity says:

      se calhar tens que passar 10 vezes por dia para ter os 50%

    • Eu sei lá says:

      Fizestes as contas considerando os preços das portagens a 10 de janeiro? O desconto de 50% é sobre os preços das portagens nessa data. Se já tiver havido descontos posteriores dará os descontos que referes, sobre o último preço das portagens.

  12. Hélder says:

    Desiludam-se, porque alguém irá pagar a diferença no preço das portagens. Ou acham que as concessionárias vão ficar com os bolsos a arder? O Estado, ou seja, todos nós, irá ter que compensar a diferença… Somos mesmo uns iludidos…

    • PedroC says:

      Isso está nos contratos. Chama-se “rendas fixas” e é do que há mais neste país. Infelizmente os Portugueses acham que não pagam a factura.

  13. Placido says:

    De facto este governo está povoado de enormes mentes brilhantes! Toda a simplicidade do processo demonstra o nojo da medida!
    O aumento de impostos baseia-se em pressupostos simples, uma pseudo redução, altamente apregoada, vai-se ver é coisa nenhuma!
    Sim, estamos perante o governo q mais impostos cobra e cria ao gosto deste acéfalos portugueses

  14. falcaobranco says:

    Quando os carros electricos começarem a gostar de andar nas auto estradas, vai haver descontos…mas não será agora…

  15. António Geraldes says:

    Tanta polémica à volta do assunto e no final “a montanha pariu um rato”.

  16. Eu sei lá says:

    Mas que grande confusão com os descontos (para todos) e os descontos adicionais. Escrito noutro lado:

    A22, A23, A24 e A25 Albergaria-Vilar Formoso:
    Nas três autoestradas e neste troço da A25, as novas tabelas de referência contam com metade do preço cobrado até 10 de janeiro deste ano [Isto abrange os veículos ligeiros da classe 1 – têm um desconto de 50%] . Os veículos das classes 2, 3 e 4 têm ainda direito a 15% de desconto adicional se usarem a via entre as 8h e as 19h59 nos dias úteis ou a 40% se a deslocação realizar-se fora desse horário.

    • Eu sei lá says:

      Já agora, como não há almoços grátis…
      A Assembleia da República aprovou a redução do preço das portagens por proposta do PSD e a oposição do PS.
      A perda de dinheiro em portagens está estimada em 160 milhões de euros – que terá de ser substituído po dinheiro de impostos ou de aumento da dívida pública. O valor a pagar aos concessionários está contratado.

      Se a AR queria que se aplicasse mais descontos e o Governo aplicou menos – o que está é causa é menos dinheiro de portagens e mais de impostos.
      “Mas é para desenvolver o interior!” Tudo bem … mas não há almoços grátis.

  17. Fernando says:

    Propaganda mentirosa. Anunciam com pompa e circunstância e depois, como de costume, afinal não é bem assim. Que vigarice.
    E pior, os concessionários recebem o valor dos descontos via Orçamento de Estado.
    Mais uma fraude deste governo. Que vergonha!
    Onde está a comunicação social agora? Foram veículos de transmissão deste embuste e agora nem sequer têm a dignidade de dar a notícia a denunciá-lo.

  18. Nuno Abreu says:

    Também não estou a perceber estas noticias. SERÁ QUE ALGUÉM FOI LER O DECRETO DE LEI?????

    https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/166153631/details/maximized

    Artigo 1.º – Objeto
    1 – A presente portaria estabelece:
    a) O regime de descontos sobre as taxas de portagem, aprovado pelo artigo 425.º da LOE, a aplicar nos lanços e sublanços das autoestradas A 4 – Sendim-Águas Santas, A 17 – Mira-Aveiro Nascente (IP 5), A 28, A 29, A 41 – Freixieiro-Ermida (IC 25) e A 42, que integram o objeto das concessões da Costa de Prata, do Grande Porto e do Norte Litoral, sujeitos ao regime de cobrança de taxas de portagem aos utilizadores pelo Decreto-Lei n.º 67-A/2010.

    b) O regime de descontos sobre as taxas de portagem, aprovado pelo artigo 426.º da LOE, nos lanços e sublanços das autoestradas da A 22, A 23, A 24 e A 25, que integram o objeto das concessões do Algarve, da Beira Interior, A 23 – Infraestruturas de Portugal, S. A., do Interior Norte e da Beira Litoral/Beira Alta, sujeitos ao regime de cobrança de taxas de portagem aos utilizadores pelo Decreto-Lei n.º 111/2011.

    2 – A presente portaria aprova igualmente o regime de modulação do valor das taxas de portagem aplicáveis aos veículos das classes 2, 3 e 4, afetos ao transporte rodoviário de mercadorias.

    Artigo 2.º – Regime de redução das taxas de portagem aplicável nos termos dos artigos 425.º e 426.º da LOE

    Nos lanços e sublanços sujeitos ao regime de cobrança de taxas de portagem aos utilizadores pelo Decreto-Lei n.º 67-A/2010, de 14 de junho, bem como nos lanços e sublanços sujeitos ao regime de cobrança de taxas de portagem aos utilizadores pelo Decreto-Lei n.º 111/2011, de 28 de novembro, e identificados nos anexos i e ii à presente portaria,
    >>>>>as taxas de portagem praticadas para os veículos das CLASSES 1, 2, 3 e 4, SÃO REDUZIDAS EM 50 %.

    Artigo 5.º – Regime de modulação do valor das taxas de portagem para os veículos afetos ao transporte rodoviário de mercadorias e de passageiros (>>>DESCONTOS ADICIONAIS)

    1 – O regime de modulação do valor das taxas de portagem para os veículos das classes 2, 3 e 4 afetos ao transporte rodoviário de mercadorias e de passageiros, por conta de outrem ou público observará o disposto nas alíneas seguintes:

    a) Nos dias úteis entre as 8 horas e as 19 horas e 59 minutos (período diurno):

    i) 15 % de desconto sobre o valor das taxas de portagem nos lanços e sublanços das autoestradas A 22, A 23, A 24 e A 25 – Albergaria (IP 1)-Vilar Formoso;

    ii) 35 % de desconto sobre o valor das taxas de portagem nos lanços e sublanços das autoestradas A 4 – Túnel do Marão, A 4 – Vila Real-Bragança (Quintanilha), A 13 – Atalaia (A 23)-Coimbra Sul e A 13-1;

    b) Nos dias úteis, entre as 20 horas e as 7 horas e 59 minutos (período noturno), sábados, domingos e feriados nacionais:

    i) 30 % de desconto sobre o valor das taxas de portagem nos lanços e sublanços das autoestradas A 4 – Sendim-Águas Santas, A 17 – Mira-Aveiro Nascente (IP 5), A 25 – Aveiro (Barra)-Albergaria (IP 1), A 28, A 29, A 41 – Freixieiro-Ermida (IC 25) e A 42;

    ii) 40 % de desconto sobre o valor das taxas de portagem, nos lanços e sublanços das autoestradas A 22, A 23, A 24 e A 25 – Albergaria (IP 1)-Vilar Formoso;

    iii) 55 % de desconto sobre o valor das taxas de portagem nos lanços e sublanços das autoestradas A 4 – Túnel do Marão, A 4 – Vila Real-Bragança (Quintanilha), A 13 – Atalaia (A 23)-Coimbra Sul e A 13-1.

    OU SEJA CCONFIRMAM-SE os descontos anunciados, as pessoas é que não sabem ler.

    • Rui says:

      Mais uma trapalhada de descontos e descontinhos que no final poucos vão beneficiar efetivamente.

      • Tadeu says:

        diz claramente descontos de 50% para todos os veículos (tirando o caso da A4), e não há condicionantes para esse desconto. Logo beneficia todos os que usam essas vias.
        As classes 2, 3 e 4 é que podem beneficiar de um desconto extra (para além do primeiro desconto) em certas vias.

  19. PedroC says:

    E porque raio é que quem não tem dispositivo electrónico não tem direito a desconto? Muito mau.

  20. L R says:

    Mais roubos, legais. Estradas boas e grátis servem para o desenvolvimento do país. Qualquer dia até até temos um parquímetro na garagem para pagar o tempo que lá temos o carro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.