Quantcast
PplWare Mobile

O Autopilot da Tesla continua a ser mais seguro a conduzir que qualquer ser humano

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Filipe C says:

    Nao se devia comparar um sistema autonomo em fase de testes e muito limitado com o ser humano.
    Passo a explicar o porque: este sistema so funciona em condições ideais, que muitas vezes nao existem e como tal é limitado por si.
    Sistemas para andar em autoestrada e pouco mais, sinceramete ha muitos.
    Este sistema não está preparado para lidar com o dia a dia de muitas estradas como:
    – falta de sinalização, ou estradas cuja largura por vezes é menor que a ideal
    -caminhos de terra ou calçadas sem marcas
    – estradas com obras e obstaculos naturais como carros parados em 2a fila e afins

    Ou seja tirando autoestradas e nacionais em boas condições de sinalização sem incidentes no percurso, o sistema é limitado. E provavelmente nem se sabe desviar de buracos na estrada e que tantos temos por este país e noutros.

    Comparar as capacidades deste sistema ao que o ser humano aprende é um pouco abusivo, porque o ser humano nao esta limitado a conduzir em autoestrada onde a sonolencia poderá ser maior e este sistema realmente ganha vantagem, mas em tudo o resto este sistema vale menos que um humano por agora, exatamente porque nao sabe pensar para lidar com situações ”fora do normal” e que são mais comuns do que parece. Para evitar embates isso é algo que hoje em dia ja é obrigatorio nos novos modelos e portanto começa a ser algo banal e que salva muito ”toque”

    • IonFan says:

      São pontos bastante válidos. Até posso acrescentar que a Tesla é uma marca relativamente recente e por isso tem uma frota mais recente e segura.

      Posto isto, é importante ler a informação com isso em mente mas os dados são dados e estão em cru. Não há outra forma de os apresentar.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Concordo, no entanto isso são problemas de fácil resolução, resolve-se com cartografia e até se pode meter as camera dos Teslas a fazerem essa mesma cartografia incluindo identificação de buracos, podes ensionar o sistema a evitar os buracos já conhecidos como um sistema IoT integrado e quando traças um trajeto podes ter a informação que em determinado troço por falta de sinalética terás de assumir a condução manual.
      Sou 100% a favor de todos os mecanismos de automação de condução seguirem em frente, tudo se resolve com tempo o dinheiro, tecnologia já existe.

  2. Jorge says:

    Posso até acreditar, visto os sistemas autónomos estão com 100% de atenção ao que passa à sua volta, o que não acontece com os humanos. Mas os quilómetros conduzidos com o sistema autónomo são autoestradas e vias rápidas que são estradas mais seguras e bem sinalizadas. Os quilómetros contados pelos humanos não são nestas condições. E em estradas onde o risco de acidente é superior, como o transito urbano, o sistema autónomo da tesla não funciona

    • Hélio Musco says:

      Dá uma vista de olhos na Waymo (subsidiária da Google) que anda principalmente em cidade. O resultado é o mesmo, as máquinas tem menos acidentes por km que os humanos.

  3. Miguel Nóbrega says:

    Escusada esta afirmação… Dá a entender que querem provar á força que é um bom produto, totalmente ignorando o caso recente e as mortes que ainda estão em investigação.
    Mau timing, muito mau…

  4. Simon says:

    Sistemas autónomos dão uma boa ajuda á condução, e até acho que podem prevenir alguns acidentes. Sendo que, a maioria dos acidentes com vítimas mortais, são devido a excesso de velocidade.
    Mas um sistema 100% autónomo sem qualquer intervenção humana…
    Deviam traduzir este ditado popular lá pros americanos: “Fia-te na virgem e não corras, que vais ver o tombo que levas!”

  5. Artur Feio says:

    A quantidade de humanos que não tem qualquer noção do que é conduzir e que andam aí na estrada é assustadora.

    • Samuel MG says:

      Então onde eu vivo é quase uma autentica guerra!! Não há indicadores luminosos de mudança de direção, estacionamento em 2 lugar e antes do cruzamento, ainda existem aqueles que entram à “papo seco” nas rotundas, que invadem a faixa contraria a fazer as curvas,… !! Só me admira não existirem tantos acidentes!!

  6. O poisinho says:

    Pois…e que tal publicarem o meu comentário ? Que dificuldade a vossa em lidar com a critica.

  7. B@rão Vermelho says:

    Sem retirar o mérito ao referido sistema, mas quando chegar a países como Índia, Tailândia, Indonésia, filipinas e por ai fora, acho que o carro nem sai do estacionamento, assim de repente lembro-me do Vietname, onde há mais motas só em Anoi ou Ho Chi MIn que população em Portugal.
    Mas mais uma vez não estou a tirar mérito ao sistema da Tesla.

  8. Ben Hur says:

    Se é a TESLA a fazer o estudo, eu “acradito”…

  9. jorge santos says:

    Agradeço à Tesla mas eu não confio em máquinas para conduzirem o meu carro. E graças a isso ainda estou VIVO!

  10. Infinity says:

    Enquanto o sistema não for utilizado na “Estrada da Morte” na Bolívia nunca será um sistema a 100%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.