Quantcast
PplWare Mobile

Carrinha elétrica da Tesla será uma realidade quando houver baterias para ela

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. ervilhoid says:

    Se para lançar apenas um modelo estão limitados pela produção de baterias, como querem os governos proibir nos próximos anos tudo o que seja combustão?

  2. CarlosF says:

    É o grande problema da actualidade a falta de produção em massa de baterias!!!

  3. Tecno says:

    E infraestrutura de carregadores para as restantes marcas…

    • Sardinha enlatada says:

      Com o tempo vai-se chegar a uma rede de carregadoree rápidos universais na Europa. Já há várias marcas unidas neste sentido, para se obter um standard comum. Quanto ao carregamento dito “normal” isso já há presentemente em muitos locais, incluindo estações de serviço nas principais autoestrada do país.

  4. Infetado says:

    Carros destes só com baterias à altura para autonomias superiores a 1000km e com o carregamento total em reduzido tempo. E depois ainda temos os preços que são para poucas carteiras.

    • José Carlos da Silva says:

      Essa lógica não faz sentido nem com a tecnologia actual. E os preços vão baixando com o tempo e com novos veículos de gamas inferiores.

      • Infetado says:

        Porque é que não faz sentido ?

      • Toni da Adega says:

        Um Tesla já faz com muita dificuldade uma viagem a Madrid, e ninguem faz menos que isso para ir trabalhar diariamente.

        1.200km/1.500km de autonomia é o minimo aceitavél, senão torna-se muito pouco para aqueles que se deslocam diaramente para Barcelona em trabalho.

        • Nuno25 says:

          Exactamente. até porque é normal nos carros de combustão terem autonomia semelhante. Toda a gente sabe que carros com depositos de 40 litros e consumos de 5-6 litros fazem muito mais de 1000km.

          • Infetado says:

            Eu tenho na minha garagem um carro cujo depósito permite-me autonomias de 1200 a 1300 km. Demoro a abastecer o tempo que todos sabem. Porque raio é que havia de querer um carro elétrico diferente na autonomia que me dá ? Porque raio tenho eu de ficar “pendurado” porque o carrinho tem de estar ligado à parede ? Porque tenho eu de fazer uma viagem, seja ela qual for, com preocupações com o abastecimento ? Porque tenho eu de planear uma viagem em função dos pontos de carregamento ? Queremos autonomia e liberdade em tudo e depois ficamos pendurados por estes brinquedos na moda.

          • Toni da Adega says:

            Sinceramente eu não conheco nenhum carro com autonomia inferior a 1000km.
            Como já foi dito inumeras vezes, 1000km não é suficimente para uma utilizacão diária.

          • Infetado says:

            Quando as vistas são curtas, por mais explicações que vos sejam dadas, não alcançam.

          • RC says:

            Porque razão havia de ficar pendurado? Não precisa de ficar a segurar o cabo enquanto ele carrega. Lol

          • RC says:

            Os portugueses fazem em media 9000 kms por ano, a sério que compram carros com autonomia de 1000 kms para depois usarem 1 ou 2 vezes por ano? Isso é que é fartura de recursos. Lol

          • Nuno25 says:

            O que é dificil de explicar é o seguinte. existe toda uma vida para alem do nosso umbigo. Se o teu umbigo exige que seja fundamental que um carro tenha 1200km de autonomia, optimo. não compres um carro eletrico. Agora se para 99% das pessoas, que fazem menos de 100km por dia… um carro com 600km de autonomia será que será assim tão dramatico? parece-me que é um produto que faz todo o sentido. Se não faz sentido para ti… optimo. continua a usar o teu que fazes 1200km….. Eu não sei que carro é esse que faz 1300km com um deposito… isso é a 50km/h? O teu comentario estava todo certo se dito que no teu caso, o carro não serve. porque alinhares o teu pensamento redutor de um carro ao tamanho do deposito…. está longe de ser a realidade de 99% das pessoas.

          • Nuno25 says:

            Pensando um pouco mais…. mesmo tendo quando tiunha de fazer 150km por dia e 300km ao fim de semana…. nunca comprei carro por causa da autonomia…. o meu primeiro carro tinha deposito de 50 litros gastava no maximo 45… gastava 7 Litros dava 700km. Se andasse a pisar ovos… gastava 5litros.. fazia 900…. tambem podia andar a 50kmh e fazer 4 litros e levava sempre o deposito a zero completamente seco… e ai conseguia fazer 1250km…. mas, para mim isso já não faz sentido…

          • Atum Ramirez says:

            Ora se um carro com depósito de 40 litros consome 5-6 litros, nunca poderá fazer mais de 1000 km, isto é matemática pura. Pelas minhas contas faz entre 665 e 800 kms sendo assim. O meu carro tem depósito de 55 litros e o máximo que fiz foi 1140 kms com um consumo médio de 4,8. E como já foi dito aqui, raramente se faz viagens de mais de 1000 kms, duvido que alguém o faça mais de 2x ou 3x por semana sequer.

    • Toni da Adega says:

      Autonomias de 1000km já não é mau, basta carregar enquanto se faz uma pausa para Almoço. Dá para fazer quase 2000km num dia. Ou quase 3000km/dia com pausa para Jantar.
      Pode não ser muito mas para é o suficiente para muito pessoal.
      Mas a maioria do pessoal que faz mais 2.000 KM electrico não será a melhor opção

    • Sardinha enlatada says:

      Essa linha de raciocínio não é adequada à maioria da realidade dos cidadãos, que necessitam do carro para fazer menos de 30-60 kms por dia.
      Contudo, dentro de 2 anos já a maioria dos carros estará equipado com baterias de 400-500 kms e com modo de carregamento rápido (cerca de 70-80÷ de carga em 10-20 min, dependendo da tecnologia e fabricante em vista)

      • Zz says:

        Os carregamentos rápidos e pra destróir as baterias muito mais rápido ne?? Imagino a temperatura das mesma a carregar a quantidade de lítio que evaporar a cada carregamento

  5. B@rão Vermelho says:

    Estou em acordo quanto ao preço de momento ainda é proibitivo para a grande maioria de nos Portugueses, quanto à autonomia, 400 a 500 Kl, já é uma excelente autonomia, afinal quantas vezes precisamos de fazer assim tantos Kl.
    Há uma empresa na Suíça a desenvolver um automóvel eléctrico, que para carregar leva um liquido que provoca uma reacção química que carrega as baterias e no final pode ser reciclado em qualquer ecoponto ou largado na na natureza e totalmente biodegradável.
    https: //www.turbo.pt/revolucao-carro-eletrico-1000-km-8h21m-recarga-liquida-10-cent-litro/

  6. DFS says:

    Penso que o problema está na produção em larga escala das novas baterias, além disso antes a Tesla ainda tem de lançar outros produtos como camiões, que vão consumir também muitas baterias.

  7. Zz says:

    E dura quantos anos a bateria sem trocar?? 5/6 anos? É que é muito pouco tempo pra uma bateria cara… No mínimo tem de durar 300k km como a grande parte dos carros a combustão duram… É que eu quero substituir um carro por outro sem despesas a cada 5 anos… Tem de dar no mínimo pra 20 anos Pk não compensa a troca de um carro que tenha 20 anos e não da qualquer despesa (além do combustível) por outro que a cada 5 anos tenha de fazer um investimento de 10 ou 15 k € e praticamente um carro novo

    • RC says:

      Se a garantia é de 8 anos, presume se que duram pelo menos esse tempo, e já existem carros com mais de 10 anos e eu tenho um com 22 anos e ainda têm as baterias boas. A bateria para um tesla custa em média 1/4 do valor do carro, 1/5 para os modelos mais caros.

  8. Nuno Casanova says:

    Toni da Adega 1 de Fevereiro de 2021 às 11:23
    Um Tesla já faz com muita dificuldade uma viagem a Madrid, e ninguem faz menos que isso para ir trabalhar diariamente.

    Espero que estejas a ser sarcastico aqui.

    Tenho em casa um carro electrico que a minha esposa usa po trabalho tds dias.
    Eu tenho um PHEV que faz 2 depositos de gasolina por ano + as férias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.