Quantcast
PplWare Mobile

Windows Redstone chegará apenas em 2016

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Alex says:

    Uma atualização com duas partes? WTF?

  2. Pois says:

    depois vao saltar para o 11
    ou tenhem medo do 11
    ou vao saltar para o 12…
    já nao digo mais é uma anedota a microsoft quero o linux a crescer o ubuntu nos telemoveis, que a mint ajude.

    • Filipe says:

      A Microsoft nunca teve medo de nenhum número :s não percebo porque haveria agora de ter medo do 11 :s

      • Miguel says:

        Por acaso até teve…não existiu o Windows 9 porque “tinham medo” que algum software confundisse
        o 9, de Windows 9, pelo 9 do Windows 95 ou 98…pelo menos foi essa a justificação da própria Microsoft pelo facto de saltar do Windows 8 para o Windows 10.

        • Miguel says:

          na era do windows 98, os programadores referiam-se ao windows utilizando apenas “9”, em aspectos de compatiblidade, e por esse motivo o verdadeiro windows 9 iria ter conflitos com a compatiblidade de certos programas, que poderiam ser instalados no futuro, sendo programas para um windows completamente diferente daquilo que conhecemos hoje!

      • jate fodo says:

        vai lá ver a história do office 13 na wikipedia…

    • Pedro says:

      A única coisa aqui que é anedota é o teu comentário na parte do linux a crescer. O único sítio onde o linux irá crescer é em servidores e na parte do “ubuntu nos telemoveis”. De resto é sempre a pique, principalmente depois do win10 sair, visto que terá nativamente muita coisa que nas anteriores versões, muita gente nem sabia como instalar (uma impressora pdf, por exemplo).

      • Carlos says:

        Por acaso essa conversa do Linux estar a crescer nos servidores é de difícil comprovação.

        Já não é nada fácil determinar as quotas de mercado dos SOs desktop/mobile, quanto mais dos servidores. No desktop/mobile o que sites como a NetMarketShare fazem é analisar o tráfego dum conjunto de sites, mas como os servidores tipicamente não são usados para visitar sites, não dá para fazer isso.

        E depois temos serviços como as clouds da Amazon e da Microsoft. Se eu configurar uma VM Windows Server na Amazon, conta como um servidor Windows ou Linux? E se for uma VM CentOS Server no Azure, conta como Linux ou como Windows? E se um servidor físico tiver 4 ou 5 VMs, como se conta?

        Não é fácil…

  3. apokq says:

    ainda nem chegou e ja tao a pensar lancar update para corrigir bugs? LOL Meu rico macbook air

    • NXR says:

      qual? aquele que só tem 1 porta “USB” hahaha

    • filipe says:

      tens o ios dos iphones que esta constantemente a receber atualizaçoes e sempre se ve noticias de bugs aki no ppware… n sei pk estas a t queixar

    • Pedro says:

      E aí começam os fanboys a aparecer. A essa hora já devias estar a dormir que amanhã tens aulas bem cedinho junto com os outros da tua idade.

    • Jorge says:

      apokq – Eu sou programador e… “o meu software não tem bugs”, “na minha máquina corre…”. Isto são expressões do passado (ou deveriam ser). Quem tem um pouco de bom senso sabe que não existe software sem bugs, por isso é natural que se planeie a a resolução de eventuais bugs e se publique a actualização com essas correcções. Não vejo onde é que está o problema…

  4. JJ says:

    Acho que quando o artigo refere que “estão a trabalhar numa actualização” será porque existem algumas coisas que eles estão a planear lançar mais tarde, depois do lançamento do Win10.

    Isso é normal, a Microsoft seja mostrou querer criar um sistema em constante andamento/avanço/melhorias. Por isso, será normal haver melhorias e novas funcionalidades de x em x de meses.

  5. MIguel L. says:

    Mas que noticia mais apressada.”Windows redstone apenas chegará em 2016″ ?! Ainda não chegou o windows 10 e já querem outra versão?

    Nestas coisas de informática o que ainda não saiu já está obsoleto… Calma.Vamos desfrutar do windows 10 e depois (para mim passados para aí 2 anos ou 3) é que aparecerá outro com novidades.

  6. keimatudo says:

    Há por aí muita gente que não sabe o que é planear um projecto…o que a microsoft está a fazer é perfeitamente normal…adição de novas funcionalidades têm de entrar em novos projectos (releases, service packs, etc) senão nunca seria possível cumprir o prazo do projecto inicial.

    Correcções de bug/falhas de segurança serão também novos projectos e portanto também terão de ser agendados.

    Pensar o contrário é que não faz qualquer sentido.

  7. João Serra says:

    bloatware

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.