Quantcast
PplWare Mobile

Maioria dos PCs profissionais não é compatível com o Windows 11

                                    
                                

Fonte: Lansweeper

Autor: Marisa Pinto


  1. David Guerreiro says:

    Há muita máquina que fica de fora. De qualquer forma, as atualizações do Windows 10 são garantidas até 2025.

    • serginho says:

      Muitas pessoas tiveram problemas com atualizações ranhosas cheias de bugs.
      Eu fui um deles, o Windows 10 instalou uma atualização e nesse dia o windows começou a desligar sozinho devido a um erro (ecrã azul) error stop code etc etc.
      Uma porcaria.

      Windows 11 NUNCA irei ter.

  2. Fusion says:

    A maioria dos telefones Android não são atualizados para a nova versão, ninguém quer saber, Windows faz o mesmo, bora boicotar a Microsoft e o SO..

    • Pe@ce says:

      Se ninguém quisesse saber não teríamos tido a evolução que tivemos nos ultimos anos com vários fabricantes a anunciar a 2 ou 3 atualizações do Android em alguns dos seus modelos. Repara tb que o suporte a novas versões do SO está dependente dos fabricantes no caso do Android, coisa que não acontece com o Windows. Claro que os fabricantes estão muito mais abertos a vender equipamentos novos do que a atualizar os atuais, com o impacto no ambiente que todos conhecemos.
      Repara também que a evolução do Android e das suas aplicações tornam tb os equipamentos desatualizados muito mais rapidamente do que em PC.

  3. PAULO SILVA says:

    Eu vou esperar pelo dia 5 de outubro em vez de entrar em stress, pois penso que a microsoft não vai virar costas aos seus clientes grandes.

    • Manuel Costa says:

      Sabe que 11% dos computadores empresariais usam o Windows XP SP3? Se se incluir os multibancos (99% deles) um quinto dos computadores de empresas ainda usam o XP, pois não actualizaram o parque informático.

  4. Joao Ptt says:

    Que chatice, as empresas lá para 2025 terem de trocar de computadores, provavelmente a maioria até troca antes… se houver peças para os fazer (parece que anda por aí uma escassez de componentes).

    • Samuel MG says:

      O problema não é a escassez de peças para os fazerem mas sim a falta de liquidez para os comprar!! Nem todos têm a liquidez para comprar um computador!! Na maioria da PME’s comprar uns computadores é um autentico rombo nas contas (30% a 40%)!! Tendo em conta isto provavelmente elas iram virar-se para o Linux!!

      • Miguel says:

        Linux nao, numa empresa e preciso trabalhar a serio.

      • Zé Fonseca A. says:

        Essas são as mesmas empresas que não vão a correr licenciar o w11, as que já têm licença enterprise são as empresas que não compram computadores, fazem aluguer de máquinas por 3/4 anos e depois no final desse período é só trocar, hoje em dia maioria das empresas prefere alugar tudo, PCs, impressoras e até servidores assim conseguem balancear esses custos como OPEX.
        Além disso essas empresas há muito que têm PCs col TPM 2.0, aqui são 60 mil PCs e nenhum é incompatível.

        • Samuel MG says:

          Provavelmente não vão trocar de PC mas sim usar o serviço “remote PC” da Microsoft (pagam mais de 200 euros ano)!!
          Os requisitos não só TPM 2.0 também são Secure BOOT e processador intel de 9ª geração (AMD equivalente) ou superior 🙁
          Sempre que se lança um Windows vai existir problemas nos 6 primeiros meses!! Bem é por estas e por outras que acho que o Linux é melhor!!

          As empresas que produzem circuitos integrados não usam Windows pois não existe software nesse SO!! Ao invés usam Linux que tem pelo menos 4 softwares para produzir circuitos integrados

          • Zé Fonseca A. says:

            O serviço de SO na cloud é mais para empresas de serviços, não será o caso da maioria.
            Secure boot e cpu recente tudo tem, aqui por exemplo em 2018 renovamos o parque todo, em 2022 fazemos o mesmo, sem custos adicionais, o pessoal de Windows já tem a imagem do win11 preparada no MDT e o patching no SCCM, até junho de 2022 temos la 60k PCs todos com win11, é feito por país e por departamento de forma automática, transparente para o user.

      • Manuel Costa says:

        Linux numa empresa? ROTFL não sabes mesmo do que estás a escrever…
        Uma PME que queira usar Linux, tem um custo de 120000 euros anuais. Sabes fazer contas?

        • Samuel MG says:

          120000 euros anuais onde? Sabes devias informar-te!! Vai conhecer o Windowxfx 11!!

          • Zé Fonseca A. says:

            Aqui pagamos mais só em suporte RHEL anual.
            Já a equipa Linux ganha o mesmo que as restantes equipas de sysadmin, temos é uma equipa 100% dedicada que também tem os seus custos. Isto só para servidores, pra workstations é impossível os custos de suporte crescem astronomicamente.

      • scp says:

        Pois, os pcs para um windows 10/11 custa mais que o ordenado de um empregado. Se são forretas com os empregados querendo apenas pagar o mínimo também irão manter os computadores e versões antigas.

  5. Miguel says:

    Offtopic, Malta comprei um hp omen que me tem dado dores de cabeca no ecra e noto que o brilho é muito baixo em pretos e muito claro em brancos. Acham que devo devolver ou sera algo resolvido por software? Tenho todas as drivers instaladas. Obrigado. Espero que publiquem este comentario e nao fique em moderacao como sempre.

  6. nico says:

    Não sei como são as coisas aí pelo mundo desenvolvido, mas aqui no mundo em desenvolvimento, tenho certeza de que o win11 vai ser o maior fiasco

  7. Manuel Costa says:

    O Windows 7 ainda lideram nos computadores empresariais… o 10 aparece em 2 e o xp logo a seguir. Por isso, o 11 deve ir apanhar uma parte ali dos que tem o 10 e quem comprar equipamentos novos.

  8. Gusmão says:

    O computador principal da minha empresa (Microempresa) é uma Workstation da Lenovo, um ThinkStation P910 com uma configuração bem acima da média e devido ao TPM2.0 (só tem o TPM 1.2) não é elegível para o Windows 11.
    A Microsoft que nos perdoe, mas não iremos mudar de equipamento só para termos o SO Win11… pois gastamos mais de 6.000,00€ (+/- 3 anos) por um bom equipamento, que fosse “Future-Proof” e que ainda o é… aliás, será ainda por muito tempo, garantidamente para além das actualizações oficiais para o Win10 (2025).
    A MS altera o que tinha dito ser o seu último SO (Win10) e agora com o Win11 “obriga” as empresas a mudarem os seus computadores por via de tantas restrições para a actualização…
    Da nossa parte ficaremos a aguardar por uma solução e só iremos mudar de computador quando o mesmo começar a ficar obsoleto ou as nossas necessidades assim o ditarem.

  9. Santos says:

    Pelo andar da carruagem vai muito pessoal abandonar a Microsoft, no meu caso em final de 2018 comprei um processador da Intel que ultrapassou os 500 Euros e agora vem a Microsoft com esta palhaçada a informar que não é compatível, isso é que era bom agora descartava este e ia já a correr comprar outro só para dizer que meu PC suporta o Windows 11.
    Eu sou pobre mas não sou burro e não estou disposto a sustentar abutres como a Microsoft.
    Isso é eles até oferecem o SO, mas por detrás invabilizam os PCs de o suportar levando o pessoal a suportar custos elevados para ele funcionar, ou seja dão a entender que há um monólogo entre eles e fabricantes para empurrar o pessoal a comprar componentes e novos computadores.

  10. CA says:

    A Microsoft matou o Windows Mobile que até tinha pernas para andar e talvez integrasse melhor com o W10, arrogância é abuso e é o que a microsoft está a fazer…

  11. Samuel MG says:

    Para aqueles que não têm um computador compatível eis uma alternativa:
    https://www.windowsfx.org/

  12. António says:

    Eu ainda tenho o windows phone (devo ser neste momento o único no mundo a usar este sistema…mas lá vai funcionando!). A Microsoft, é para mim, uma grande desilusão e não sei como não deixam de estar no patamar de cima! Porque é que os fabricantes não põe logo nos seus computadores o Linux e as escolas não o divulgam?

    • Samuel MG says:

      Porque a Microsoft lhes paga para não o porem e paga ao governo para que o Linux não entre no plano nacional escolar!! Se o Linux entra-se no plano a cota nacional do Windows ia cair em 20 a 40% 😛

  13. Jorge Rebocho says:

    Se já andava a pensar em comprar um Mac, agora tenho toda a certeza.

  14. Luíz says:

    Windows 11 a burlar sistemas?? Não obrigado.
    Dizer que os Android também não tem atualizações ao fim de algum tempo, eu tenho um portátil de 2008 que ainda corria o Windows 10 de modo razoável. Agora está com LInux MInt 20.2 completamente atualizado e é assim que vai ficar. Aos que tentam o Windows 11 com pcs antigos incompatíveis, boa sorte

    • António says:

      Também não percebo porque é que agora todos, tipo baratas tontas, correm para outros sistemas. O Windows 10, de um momento para o outro, deixa de servir? É muito incompleto? Nada disso! Ainda hoje li que o W11 é muito parecido com o W10 e não se demarca muito dele!

      • serginho says:

        tenho tido problemas no Windows 10 com atualizações, depois o windows dá problemas e encerra inesperadamente.
        Coisas que não aconteciam no antigo Windows vista nem no windows 8.

        A Microsoft para ganhar mais uns milhões $ lança sistemas operativos à pressa no mercado e depois vai corrigindo bugs e falhas de segurança nas “atualizações” que nós instalamos, e muitas vezes têm bugs

  15. Carlos says:

    Com está brincadeira da Microsoft do tpm a Apple vai agradecer é que o Mac OS vai acabar por crescer cada vez mais agora com o seu chip novo muito mais eficiente do que um da Intel ou da amd

  16. Insider says:

    O ano passado a Administração Pública comprou portáteis HP para que os funcionários fossem trabalhar em teletrabalho e assim conseguir continuar a prestar serviços.
    No entanto, e tendo a Microsoft já avisado há anos que o requisito mínimo deveria ser TPM 2.0 em máquinas novas, quem decidiu a compra dos portáteis comprou máquinas com TPM 1.2.
    Bem, quando chegar 2025, e terminar o suporte do W10, resta à Administração Pública uma decisão: 1) obriga os funcionários a trabalhar com máquinas sem suporte ao SO: 2) paga à MS o alargamento do prazo do suporte (sim, é possível) ou compra máquinas novas.
    Venha o diabo e escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.