PplWare Mobile

Fim dos problemas no Windows 10! Microsoft retira atualização que causa estragos


Autor: Pedro Simões


  1. Asdrubal says:

    Eu estou com o update KB4524244 instalado desde o dia 14, e até agora está tudo normal.

    Devo ser o único felizardo no mundo que nunca tem problemas com os updates do Windows 10. 😉

    • Paulo Pires says:

      Mãos és o único. Nenhum dos meus 5 Pcs deu algum problema que seja seja com que atualização fosse. Sempre funcionaram muito bem.

    • LFC says:

      Eu tive recentemente um problema… Tenho a sincronização das definições desativada mas fui a um PC (sem conta w10 ativa) e precisei de descarregar uma app da loja. Para isso obrigava a fazer login na conta microsoft, e ele sincronizou tudo. O mais caricato é que como a conta do PC não está validada o fundo não dá para alterar mas ele alterou o fundo na mesma e foi um 31 para colocar como estava.
      Como é possível eu ter a sincronização desativa e ele sincronizar na mesma???? 🙁

    • Yamahia says:

      3 por aqui e tudo bem.

    • Justino, o Justo says:

      Aqui zero problemas, com esta ou com outras atualizações. Nunca mesmo. E vários pc´s.

  2. Batatas says:

    o unico problema que tenho é quando abro o chrome , os items da barra de iniciar desaparecem e dao refresh
    parece que começa a piscar

  3. BlackFerdyPT says:

    (“Porquê pagar a pessoas para testarem antes as nossas actualizações, se as centenas de milhões de otários que compram o nosso péssimo sistema operativo podem fazê-lo de graça?”) 🙂

    • cat says:

      Estou farto de dizer o mesmo. Mas mesmo assim incentiva-se a malta a fazer logo o update como se fosse o fim do mundo. O pplware não é excepção, desgraçadamente. É este imediatismo, esta vontade de ter notícia, hits e views que acabam por tramar os utilizadores. No entanto, os utilizadores também não são nenhuns santos. Pensam todos que são uns power users e que têm as últimas betas e as últimas versões de tudo e mais alguma coisa e que são muito bons no mundo do TI’s. Já fui assim e mudei da pior maneira: a aprender que não é bom ser cobaia dos outros e que o resultado é ter uma trabalheira a recuperar a informação. Quando se consegue recuperar …

      • Vítor M. says:

        Não estás a dizer coisa com coisa. Repara, se a Microsoft é a primeira a dizer que as atualizações trazem benefícios ao nível da segurança, muitos deles são mesmo urgentes porque foram detetados problemas, vais esperar para os azares baterem à tua porta? Sim, eu sei que tu não tens esses azares e isso acontece sempre ao vizinho, mas olha que nem sempre é assim. Depois misturas hits, views, e segurança, como se fosse algo que devesse ser misturado, cuidado, não estás a ser honesto, porque nesse caso, para que instalaste as atualizações que tens até agora? Elas são parte de um todo, todo esse que, de uma forma ou de outra, pode dar problemas (mas que se resolvem). Sim, a ti nunca nada acontece… 😉

        As atualizações são para ser feitas e não são feitas para dar problemas. Contudo, dado os inúmeros cenários, por vezes acontecem e a Microsoft assume isso. Por vezes são afetados alguns, e não todos. Mas quando em causa está a segurança, não se deve brincar com o assunto, muito mais ao nível empresarial. E isso é sempre o nosso foco, segurança.

        • Rui says:

          Basta ver os problemas de bateria no iOS 13.3 e os vários bugs desde a 13.0 e os mesmos bugs do Android 10 em relação a ram para não falar dos vários bugs e problemas nas versões Mac e Windows lançadas recentemente. Atualizar cedo demais nunca será boa solução

          • Vítor M. says:

            Não concordo. Aliás, sempre atualizei no primeiro momento e, na maioria das vezes não houve qualquer problema. Um ou outro bug.. sim sim já aconteceu (até mais no iOS que no macOS), mas no geral correu sempre bem e usufruí logo das novidades. Além de que se forem atualizações com urgentes correções de segurança, nem devemos olhar para trás. Atualizar versões finais são sempre as versões finais, quer seja a que saiu cedo ou a que saiu mais tarde.

          • Rui says:

            Não notou um battery drain gritante no iOS 13? O iOS 12 sim era bastante estável mas este último tem sido uma desilusão em estabilidade apesar das boas features novas que trouxe. Mesmo o Apple Watch por vezes falha na comunicação com o iPhone quando se usa a siri.

        • cat says:

          Eu estou a ser honesto com as minhas palavras, Vítor. Não sou eu quem promove o uso de software beta, embora existam imensos artigos no pplware que o fazem. Não sou eu quem cria os artigos – nos quais já comentei várias vezes sobre o assunto – a incitar à urgência das actualizações. E sim, já tive problemas com actualizações, porque como profissional, não tenho só uma máquina. Tenho meia dúzia delas. Só duas é que me pertencem e é sobre elas que tenho total controlo. As outras é que vão dando problemas nesta ou naquela actualização. Pelo menos, as de windows 10 sim. As de Linux, nada, 5 estrelas.

          Tu podes ter as tuas razões. A da urgência, a da segurança e por aí fora. Eu tenho as minhas. A da estabilidade, a de não aceitar a política de actualização da microsoft que nos trata como cobaias, a das consequências pela pressa em vez de perceber se a dita actualização é estável. Faço crítica ? Sim. Mas creio que somo adultos e embora tenhamos as nossas diferenças devemos aceitar uma crítica desde que seja construtiva. E para ser construtiva convém que demonstre as suas razões. Que as justifique. E é exactamente isso que eu faço cada vez que faço uso da crítica. Pode haver mais honesto do que isto ? Se sim, por favor sou todo ouvidos.

          Quantos aos hits e views tem a ver com a questão do imediatismo no jornalismo. Aqui ninguém está a acusar ninguém de nada. Só a confirmar que a actual formula jornalística é disto que vive. Sendo a televisão, e muitos dos serviços noticiosos que a compõem, o expoente máximo deste fenómeno. Sendo o pplware um site generalista de TI’s, também “bebe” um pouco desse fenómeno. A questão das actualizações do windows, ou as notícias associadas aos PR’s da microsoft, é sintomática. Enquanto os generalistas aconselham para ontem, se fores a canais especializados, ou semi-especializados (reddit), apontam precisamente ao contrário. Aliás, esses canais agradecem aos generalistas de TI’s, como o pplware, o serviço de criação de cobaias que geram com as suas notícias. Eu não inventei nada disto mas convém que nos apercebamos desta realidade.

          • Vítor M. says:

            Estás a gerar confusão. Não estamos a falar em versões beta. Volto a dizer, é bom sermos honestos no que estamos a falar. O sugerir que se use versões beta, é só para quem quer, agora o referir que existe uma atualização, completa, estável, lançada pela marca é outra coisa. Tu estás a tentar baralhar as coisas porque os argumentos que estás a usar não são de todo reais. Aliás, como profissional do ramo, estás uns bons furos abaixo do que são as boas práticas, deixa que te diga. Quando tens máquinas com problemas de segurança, sai uma atualização de segurança e continuas com as máquinas desprotegidas, desculpa, mas estás uns pontos abaixo do que devia ser o comportamento de um profissional que tem a seu cargo vários equipamentos de produção.

            E voltas a meter à conversa hits e views porque não tens nada de útil a acrescentar. Como referi, é importante seres honesto a comentar factos. Uma coisa é uma versão final de uma atualização que serve para beneficiar o utilizador. É sempre com esse foco que as marcas lançam as atualizações e é esse o foco que deixamos ao nosso visitante a sugestão. Não obrigamos ninguém a fazer qualquer que seja a atualização, sugerimos, isso fazemos. Principalmente, sugerimos quando estão em causa correções de segurança e estabilidade, porque lidamos com muitos cenários de produção. Não são 5 ou 6, são milhares seguramente.

            Além disso, porque andamos sempre em cima, deixamos constantemente informações relacionadas com os problemas que vão surgindo. Sabes para quê? Não sabes, se soubesses não dizias disparates. Deixamos essas informações para que as pessoas possam ser pró ativas e reativas a resolver os problemas, porque estão informadas. Se entendes que as pessoas atentas são cobaias, volto a dizer que como profissional, perante estas tuas declarações, estás longe das boas práticas.

          • cat says:

            Tenho 3 máquinas de desenvolvimento e uma de qualidade. Não tenho qualquer de produção. Por outro lado, e como não tens mais nada a provar, atiras para uma suposta inexperiência minha como se me conhecesses. Não fiz isso contigo, Fi-lo com o site que representas por razões óbvias que também insistes em não reconhecer. Portanto, pedes honestidade mas o teu discurso vai no sentido contrário porque é uma falácia pegada.

            Se, por ventura, percebesses como funciona um ciclo de desenvolvimento num ambiente empresarial e a necessidade de manter certos sistemas espectáveis, não fazias as afirmações que fazes sobre os updates. Se achas que é benéfico actualizar para depois ter de auditar, sistema atrás de sistema, para verificar se tudo funciona de forma estável, então estás completamente errado. As necessidades são completamente diferentes de uma utilização doméstica. Dou-te o exemplo de um local onde trabalhei há mais de 10 anos. No Barclays Bank as actualizações nunca eram imediatas e passavam sempre por uma auditoria completa para não “partir” nada. Muitas delas nem entravam em vigor e existiam outros layers de segurança que resolviam esse problema. Será que pensaste nisto ou mesmo se conheces isto ? Questiono o teu conhecimento sobre o assunto pois mostras não saber. Agora, vais-me dizer que a malta que faz isso no banco são um monte de irresponsáveis porque vão deixar os sistemas inseguros e todo esse bs que serve para os utilizadores domésticos que vos lêem. Nada disso. Precisamente o contrário, meu caro.

            Eu percebo que é com a melhor das intenções que avisam sobre os updates. Mas ter um discurso proactivo é uma coisa. Outra é esquecer por completo o que significam estes updates da microsoft, a sua política, e os danos que podem causar estas actualizações. Caso contrário, porque veio a microsoft retirar o update ? Porque acha que os seus utilizadores não percebem patavina disto. Como eu que, supostamente e segundo tu, não sei do que falo ? E porque a microsft se retrata do update, enquanto vocês – um meio que serviu para a difundir – lavam as mãos e apontam para eles ? É o “ai os updates não são nossos”. É isso ?

            Para finalizar. Existem alguns canais no reddit, em que se fosse para lá com essa conversa “update friendly”, faziam uma chacota tal que nunca mais lá aparecias para dizer o que fosse sobre o assunto. Agora, tenta perceber porquê.

            Longe das boas práticas … lol !

          • Vítor M. says:

            Antes de mais, essa parte de vítima, não te fica bem, depois de teres duas pedras atiradas ao pplware. É feia essa atitude, OK?

            Depois, quem disse que não atualiza a máquina com atualizações de segurança, assim que eram lançadas, foste tu, não eu. OK? As boas práticas, como se calhar não sabes, dizem que se deve fazer para evitar uma continuidade de vulnerabilidade.

            Tudo o resto que dizes, esquece, de ambiente empresarial não me dás lições, era o que mais faltava. Se ainda fossem sugestões, até gosto de as saber, agora lições? Ó…

            Cumps.

          • cat says:

            “As boas práticas, como se calhar não sabes, dizem que se deve fazer para evitar uma continuidade de vulnerabilidade.”

            Sim e essas “boas práticas” também te dá o nível de urgência tendo em conta se um sistema é mais ou menos crítico ? Andas a misturar alhos com bugalhos mas tudo bem…. Por outro lado, depende da exposição. Nos utilizadores domésticos ligados à internet, isto não se põem porque usualmente estão sempre expostos. Mas a questão da urgência – que é do que eu estou a falar – não. A urgência disto não é imediata e muitas vezes os ciclos de bug fixing protelam muitos fixes por própria iniciativa das equipas para serem melhor testados. Portanto, a urgência é relativa. Entretanto o mundo não acaba. Quer dizer, quantos 0days não há por aí ? Quantos bugs ou falhas de segurança por detectar e já a serem exploradas ? Não passará de muita paranóia ?

            Claro que é boa prática fazer os updates mas também é boa pratica perceber até que ponto esses updates quebram o sistema ou o tornam parcialmente inoperacional. Mais uma vez, a crítica vai para a política de actualizações da microsoft em que o utilizador doméstico é a cobaia. Basta comparar estas políticas com a de outros SO para perceber isso. Não entendo onde está a dificuldade em aceitar isso. Na tua perspectiva tudo anda à volta das “boas práticas” mas a realidade é bem mais extensa. De contrário não havia um artigo destes. Duh ?!

            “Tudo o resto que dizes, esquece, de ambiente empresarial não me dás lições, era o que mais faltava. Se ainda fossem sugestões, até gosto de as saber, agora lições? Ó…”

            Eu dou-te exemplos práticos e mostro que sei. E tu fazes o quê ? Mostras egocentrismo e mostras a “mania”. Bato palmas a isso. Muitas palmas, supreme master ! Não queres também fazer um show off do que sabes e usar argumentos para me contrariar ?

            p.s.: Agora vou ser eu com a “mania”: Sou fullstack há mais de 20 anos e já passei por consultoras de Lx e Porto assim como por algumas software houses. Já tive uma sociedade, dentro do ramo, mais de 5 anos. Mostro-te um dossier de competências com dezenas de projectos desde micro-controladores até UI e UX. Mas isso quer dizer que tenho mais razão do que tu. Claro que não. A razão está nos argumentos e tu não os tens.

          • cat says:

            Olha, uma pergunta simples, dentro de um cenário hipotético mas realista:

            Tens um PC com uma função crítica, dentro de um sistema com um uptime desejado de 100%. Chega um novo update para o SO. O que fazes:

            1) Actualizo logo.
            2) Actualizo depois de olhar para o changelog.
            3) Primeiro testo numa máquina de testes e depois actualizo.
            4) Primeiro testo numa máquina de testes, faço um backup e depois actualizo.

            Vamos ver agora como defines a urgência dentro do que consideras “boas práticas” …

  4. LFC says:

    Bold Statement 😉

  5. José Delgado says:

    Ainda não vi nada dos bugs em 2 pcs

  6. Fernando says:

    Nao sei se tem algo a ver, mas descarreguei Windows 10 ha cerca de 2 anos na altura gratuito e nunca deu problema. Agora está sempre a pedit chave de activação do Windows!!! Tera sido por causa do problema ha dias atrás??? Alguma ajuda disponível????

  7. Nuno says:

    Fernando, não propriamente porque eu fiz essa mesma atualização no meu equipamento pessoal que tinha há 2 anos o Windows 7 (fiz a atualização para o Windows 10 de forma gratuita também) e atualmente não tem nenhum problema relacionado com a ativação do Windows. Pode efetivamente estar relacionado, mas não creio que seja o caso.

  8. cat says:

    “O seu comentário aguarda moderação.”

    lolololol !!!!

  9. Sardinha enlatada says:

    Bem eu nao trabalho com computadores mas ate eu sei ver que qualquer falha de seguranca exposta sem correccao vai ser sempre uma dor de cabeca. Ja o e com os virus, havera sempre um atraso na correcao, quanto mais com vulnerabilidades criticas. Essa politica do esta bom nao mexe, nao se adequa muito no mundo empresarial. Qualquer administrador de sistema sabe que e urgente fazer essas correcoes. Imaginem o tempo que existe ate essa correccao estar feita ? De certeza que muitas empresas vao perder muito dinheiro com isso e ficam bastante vulneraveis com dados sensiveis que podem ser explorados.

    • cat says:

      O “mundo empresarial” não é algo amorfo. Cada empresa tem a sua particularidade e as suas necessidades. Existem empresas com PC’s em DOS ainda a laborar em linhas de produção. Bancos com bases de dados em COBOL. Olha, o Santander é (era?) um exemplo até pouco tempo. Tudo isto, sem qualquer problema. Mas um dos problemas nesta análise é mesmo esse. Muita malta não sabe do que está a falar. Mas os piores são os que dizem que sabem e depois é calinada atrás de calinada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.