Quantcast
PplWare Mobile

STAYAWAY COVID: Multas até 500 euros se não instalar a app (proposta do Governo)

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. João says:

    Vai de mal a pior.

    • a says:

      ha mesno ele roubar polvo pt der lixo celura nao

    • Miguel says:

      Nem mais, GNR , PSP a vasculhar o teu telemóvel?
      Obrigar a instalar uma app contra a tua vontade?

      Isto já parece a ditadura chinesa, mas sempre fomos avisando que a troco do Covid.

      Não tarda nada vão levar com o chip no rabo mal nascem, mas o que me incomoda mais é que existe tipo que defendem isto e até aplaudem por chips no rabo…

      • Nuno says:

        concordo que estupidez agr é obrigatorio usar cinto de segurança contra a minha vontade daqui a nada obrigam me a meter o lixo no caixote em vez de madar para o chao que estupidez

        • tiago says:

          Nuno, parabéns que comentario tao inteligente. A maior pandemia não é mesmo a de COVID, é a de iluminados como tu.

          • Nuno says:

            ah nisso estamos de acordo a pandemia sao mesmo as pessoas que nem a porcaria de uma app conseguem instalar para ver se isto melhora, a primeira coisa que perguntam é “como vao fiscalizar” é que nem devia ser preciso fiscalizar as pessoas ja deviam ter instalado de livre vontade mas pronto ja dizia o outro “e o burro sou eu ?”

          • Vilna says:

            O teu comentário não é melhor. O Nuno o que diz é que todos temos responsabilidade social perante esta pandemia. E cidadania, responsabilidade e educação é algo que todos devemos ter e não se somos obrigados ou não.

      • RM says:

        Em relação à app, receias o quê ?
        Não achas/reconheces que a app tem a sua utilidade ?

        • Toni da Adega says:

          A questao não é se a App é útil ou não.
          O que está em questão é a sua obrigatoriedade, repercussões e precedentes que isso cria.
          A utilização deverá ser voluntária e não de forma forcada. Deve-se sim é trabalhar na sensibilização.

          • Nuno says:

            trabalhar na sensibilização? a quanto tempo o governo aconcelha a instalaçao desta app esta a haver 2000 casos por dia todos os dias morre mais gente e agr diz la tu tens a app? pois bem me pareceu ja passamos a fase da sensibilização

          • Louro says:

            O que é que adianta a sensibilizacao se as pessoas continuam a fazer aquilo que bem lhes apetece e a ignorar tudo o que é recomendacoes…

            Estive em Portugal em Setembro e vi um casal a discutir com o pessoal de uma loja porque queriam entrar lá sem mascara… epah isto é só ridiculo, é meter essa gente toda junta num barco com uns tantos infectados e deixar-los ir.

    • Filipe F. says:

      Se a obrigação é so instalar tudo bem, ninguém obriga a usar. O curioso é ver como tanto artigo se fazia sobre a China ter medidas destas no passado, com apps para controlar os cidadãos e como isso era dramático e agora temos um governo que obriga os cidadãos a instalar uma app de controlo pq é isso mesmo que se passa.
      O bom disto é que não me parece que sem mandato judicial alguma autoridade tenha suporte legal para sem consentimento, nos revistar o conteúdo do telemóvel.

    • Nuno Nunes says:

      Vai virar uma ditadura e quem tem um huawei sem playstore tambem não consegue instalar essa app lol

  2. Pipocas says:

    E foi assim que o governo infelizmente destruiu de vez a fama da app. Ao invés de irem pelo caminho da divulgação agressiva, reforço positivo pela formação,não, seguem pelo caminho de obrigar. Admirem-se depois que o Chega ganhe votos..

    • IM says:

      Infelizmente é isto mesmo. A aplicação tem limitações estruturais, defendo que a introdução/registo dos códigos deveria ser automático para aumentar a sua “eventual” eficácia e não depender do utilizador. Este ponto, a meu ver, é um erro crasso.

      Além disso volta a forçar um cenário de autoregulação quando tudo e todos fazem o que querem e o que apetece (começando pelas estruturas de topo), eu ser informado que estive perto de alguém infetado pouco ou nada faz, posso tomar medidas ou não. Deveria sim identificar concretamente a cadeia de contacto e provocar uma ação concreta no âmbito de um controlo sanitário mais eficaz.

      Depois há o ridículo das diferenças entre equipamentos e tecnologia que existe e circula no mercado.

      Por último há toda esta pressão mediática e aumento de poder (duvidoso) das forças da autoridade (PSP,GNR,ASAE) que vão provocar um desequilíbrio e severas injustiças sociais porque vão potenciar desigualdades, receios e aplicações de “força” desmedidas.

      E menos mal que a CNPD já veio deixar a sua opinião. Talvez haja alguém vai perder o emprego brevemente…

      • jo§e says:

        E obrigar a introduzir o código já não vai contra a tua liberdade? Haja coerência por favor!

        • IM says:

          Depende. O governo até pode alegar (e até impor) que é dever cívico perante o cenário pandémico. Mas o que aqui defendo é que isso não aconteça e seja feito de forma automática aquando o apuramento do código.
          Assim já agilizava o processo e teria toda a gente apenas que ter a app para ser alertado se esteve ou não perto de algum positivo e onde.

          E como já aqui alguém disse, se estão assim tão preocupados com a segurança pessoal, vigilância e partilha de dados a terceiros desliguem tudo o que acede à web porque tudo partilha dados e tudo deixa e cria pegada digital.

          • André Paraíso says:

            Não há forma de o fazer automaticamente, porque a App não sabe que é o seu utilizador (A app não identifica a pessoa), agora, quando o médico te fornece o código que tu vais inserir pode auxiliar-te a introduzi-lo logo na APP.

    • José Carlos da Silva says:

      AHAHAHAHAH!!

      Que lógica mais distorcida e rebuscada… Hilariante!

      • Asdrúbal says:

        A ideia é: Criticar, criticar, criticar!

        Depois se os argumentos são válidos ou não, logo que vê…
        A gente ajusta conforme as necessidades
        É como diz o ditado: “és preso por ter cão e és preso por não ter”

    • Henrique says:

      concordo plenamente pipocas… A lei vem sem saber como forçar ela… Super ambigua e sem planeamento, a ideia da app e excelente sou programador e sei bem o valor que esta app pode trazer a população mas obrigar a instalar não é assim tão simples, ou o governo começa a distribuir telemoveis para a população isso seria outro assunto agora se basear em uma app sem saber que sistema o povo usa se o telemovel tem capacidade ou não se a pessoa ira ficar sem uso para o telemovel, pois como muitos devem saber uma app a usar gps bluetooth e manter performance para outras tarefas tem de ser um telemovel já minimamente capaz… claro para muitos o que falo e um completo nonsense pois não entendem como os equipamentos funcionam, o que é o mais certo… Explicação simples e leiga esta aplicação ira consumir mais cerca de 30% de bateria, entre 20 a 35% de processamento dependendo de quantas pessoas o telemovel esteja a tentar trocar id…. e mais alguns outros detalhes tal como compatibilidade com smartphones antigos compatibilidade para ios bem como o caso dos que adquiriram huaweis e nao tem como baixar a app de forma segura… e muitas mais variaveis…. Claro para que pensar nisso, “o senhor Manuel instalou a famosa app no seu poderoso vodafone com 1gb de ram 8gb de memoria interna com autonomia normal de 8 horas de bateria, so que com a app o senhor Manuel coitado deixou de conseguir usar o telemovel, pois a app esta 24 sob 24 a atualizar posição geografica e a tentar encontrar dispositivos nas redondezas… Pena que o senhor Manuel não tem como comprar um telemovel mais caro e capaz para usar a app, visto ter apagado a app para telefonar a filha para dizer que estava tudo bem foi apanhado pela policia que descobriu que já nao tinha a app e o multou em 300 euros por no fundo não ter tido capacidade financeira antes de comprar um novo telemovel, bem agora com a multa acho que vai piorar ainda mais, e visto o senhor Manuel ter uma divida no banco e visto não ter como trabalhar agora vai ter de entregar a casa e viver debaixo da ponte… Mas pronto a lei de obrigação de uso da app é muito bem vista… Isto que contei é apenas uma história ficticia mas basta parar um pouco para ver que aqui nesta ideia primeiro apareceu o ovo depois e que vão pensar quem e que vai botar os ovos…
      Por favor parem e tentem se colocar do outro lado da conversa, e se quem le isto agora e daqueles previlegiados, parem e pensem nas familias que apenas trazem 500 ou 700 euros mes com casa despesas e comida podem fazer esta lei funcionar… temos de certeza 60% ou 80% da população que sim tem como seguir esta regra mas e os restantes 20% que não tem como seguir esta regra por varios sentidos…. Pensem… acho que ate e mais facil dizer isto, quem ja jogou pokemon go e reclamou com o gasto de data movel e bateria?! para quem já usou sabe o que estou a falar…. isto vai alem de uma regra, pois por tras da regras e leis estão as pessoas…

  3. Edu says:

    E quem tiver telemóvel de teclas instala onde?! Rídiculo!

  4. Jonny says:

    Eu não tenho internet no telemóvel. Como vou instalar a aplicação? Como vão me controlar? E para quem tem um telemovel Symbian ou outro tijolo como é?

    • eu2 says:

      Não precisas de internet constantemente no telemóvel, apenas de um wi-fi zinho periódico. E para ter a aplicação instalada nem disso precisas.

    • Sergio says:

      se lessem o artigo, nao passavam por criticos do tudo e do nada..enfim.. diz lá de forma clara que é para quem possuir dispositivo que permita o uso da app

    • Fantasma says:

      Depois há a situação de:
      – e se o gato me tiver comido o telemóvel, como provo isso?
      – e se tiver havido um furacão e tiver ficado sem luz em casa e por isso não pude carregar o telemóvel. Assim não posso provar que tenho a app instalado. Vou preso?
      – tive um azar do raio e a minha mulher destrui-me o telemóvel porque viu umas fotos que não devia ter visto. Tinha acabado de instalar a app. Tenho de preparar já o cheque com 500 mocas?

      Enfim, como estas, haverão um milhão outras razões válidas pelas quais poderei ter problemas se me perguntarem pelo raio da app. Logo, nunca poderei concordar com esta malvadez.

  5. joão silva says:

    Como vão saber se tenho a app? Parece-me que vamos entrar na era da vigilância por ocultismo. Se não há multas por estacionamento lá vão os srs. agentes atrás das pessoas munidos de equipamentos para deteção da presença de sinais de rádio atrás dos 500 euros de recompensa. Vai ser um fartote.

    • Miguel says:

      Vi agora nas noticias que a Policia Municipal pode verificar tambem se tens ou não a APP instalada.

      Não se admirem depois de partidos sem interesse nenhum como o Chega crescer, com atitudes de ditadura como estas…

      • nuno a says:

        não não pode, podem te pedir o telemovel mas tu não és obrigado a lhes dar acesso ao telemovel sem um mandato judicial, eles que descubram o pin 😉

      • José Carlos da Silva says:

        Outro com a lógica da batata do crescimento do chega…

      • Asdrúbal says:

        ACHO que não vai ser bem assim… ACHO!

        Pelo que li, o “governo quer tornar obrigatório o uso da aplicação StayAway Covid em contexto laboral, escolar, académico e nas forças armadas e de segurança”

        Ou seja, em situações controladas, PARECE-ME que a atitude vai ser mais reactiva do que pro-activa, PARECE-ME!

        Por exemplo, há um contagio numa escolha, só nesse momento se vai averiguar quem tem e quem não tem a APP… ou seja, não vai andar um policia na rua a interpelar as pessoas e a pedir para ver se o tlm tem a APP ou não, nem vão existir operações STOP nas estradas para controlar os condutores… PARECE-ME, não estou a afirmar nada!

  6. João says:

    Tudo bem que até ponham instalação obrigatória mais e daí? Quem garante que a app está (e esteve) realmente a correr?

    Por exemplo, quantas pessoas não se esquecem de ligar o GPS e o Bluetooth quando saem de casa?
    Não estou a dizer que concordo ou não com a instalação obrigatória, estou apenas intrigado em como vão fazer esta fiscalização…

    Por mais leis que ponham sobre isto, vai sempre depender do bom senso e do civismo de cada um.

    • Asdrúbal says:

      Pelo que li, o “governo quer tornar obrigatório o uso da aplicação StayAway Covid em contexto laboral, escolar, académico e nas forças armadas e de segurança”

      Ou seja, em situações controladas e específicas, PARECE-ME que a atitude vai ser mais reactiva do que pro-activa, PARECE-ME, mas não estou a afirmar nada

    • Nuno says:

      a verdade é que nem devia ser preciso fiscalizaçao as pessoas deviam fazer isso de livre vontade estamos a falar da saude publica e o pessoal nao consegue instalar a porcaria de uma app, a pergunta que fazem é “como vai ser a fiscalizaçao” por isso é que estamos como estamos

  7. sergio says:

    Não tenho telemovel estado. Estado ofreceme um Aifone 12….

  8. falcaobranco says:

    Inconstitucional… é simples!

  9. R says:

    Tenho pena, muita pena que a generalidade do povo não se aperceba de toda a incompetência que lavra neste país.
    Conheço 3 casos em que demoraram 18-20 dias (e com insistência) a fornecer o código para a app (a quem tinha testado positivo).
    Não é por este motivo que não instalei (embora reforce), mas sim porque os resultados práticos da app serão quase nulos.
    E agora vêm com esta obrigatoriedade? “Fiscalização ficará a cargo da GNR e polícias”!? Está tudo doido.

  10. Cuca Beludo says:

    Se alguém ainda não percebeu a farsa que é tudo que envolve o CoVId-19 (Corona Vaccine ID-19) merece o governo e a mídia que têm. Gostaria que algum bom cidadão me explicasse o porquê de toda essa movimentação por conta de uma doença que possui 0.15% de mortalidade.

    • Samuel Pires says:

      Quando a tua familia fizer parte desses 0.15% vais mudar o discurso certamente.

      • Cuca Beludo says:

        Falas como se as pessoas não morressem antes. Mortes sempre vão acontecer e não adianta fugir.

        • Fantasma says:

          Não interessa se são 0.15 ou 0.0000001! O que interessa é o que se consegue fazer para as evitar, se puder fazer alguma coisa para evitar ou diminuir a sua probabilidade.

          E, já agora:
          COronaVIrusDisease (COVID)

          Pensava que depois de quase 8 meses ou mais de nos atazanarem o miolo com tudo o que é COVID, isto fosse sabido (e além disso há o Dr. Google)

          • Cuca Beludo says:

            Então vamos todos ficar em casa até nada de mal acontecer mais, até ninguém morrer mais. Sabias que a gripe e a tuberculose matam em grande quantidade no mundo e nem por isso o travamos? A Gripe de 1918 matou 50 milhões de pessoas e nem por isso houve um novo normal. Óbvio que esse novo normal está conectado a outras artimanhas da elite. Sugiro que procure sobre o Great Reset do Fórum Economico Mundial.

          • Fantasma says:

            Não, não vamos ficar sempre em casa!

            Gripe tem vacina, cerca de 60~70% eficaz para idades mais altas, onde há maior prevalência de mortalidade. Há medicação eficaz nalguns estágios da infeção. Doença endémica.

            Tuberculose, há a vacina BCG que tem nalguns pontos do globo uma eficácia muito razoável. A tuberculose é curável (há conjunto de medicação que é eficaz a debelar a doença). Problema: mesmo sendo curável, a prevalência da doença é bastante mortal em países não desenvolvidos.

            A partir disto consegues perceber as diferenças.

            A sério? Foste buscar a gripe de 1918? Queres comparar o conhecimento científico dessa altura com o de agora?

            Não precisas de sugerir essa história do Great Reset que faz as delícias dos amantes da conspiração. Sei de cor e salteado as vossas passagens preferidas !

    • Alfredo Pereira says:

      Faz essa questão aos médicos e enfermeiros que no pico andavam a trabalhar horas e horas sem ver a família a ter que escolher qual dos doentes salvavam. E já agora coloca essa percentagem só em grupos de risco, ou estas pessoas são descartáveis? Ganhem juízo pequenos Bolsonaros, deixem de ler teorias da conspiração e vejam e analisem com a vossa cabeça.

      • Filipe says:

        O problema é que “escolher qual dos doentes salvavam” já o fazem eles durante todo o serviço. Senão não chegas ao hospital com uma doença grave, e eles receitam-te medicamento para as dores e mandam para casa “porque isso passa”.

      • Cuca Beludo says:

        Uma vez na vida os médicos tiveram trabalho (ou não, em alguns países hospitais ficaram vazios e funcionários foram demitidos). No geral estão de pernas pro ar, repletos de má vontade, e agora querem salva de palmas. Faça-me o favor.

    • Miguel says:

      2.117 mortes em 91.193 casos
      acho que dá um bocadinho mais do que 0,15%

      • Cuca Beludo says:

        Sabemos que o número de pessoas que tiveram contato com o vírus é pelo menos 20x maior que isso. Ou até mais do que isso.

      • Fantasma says:

        Pois, é uma grande confusão, mas:
        Oficialmente, taxa de mortalidade (mesmo para “medir” para uma determinada doença) é com base mesmo na população total (tipicamente, a do meio do ano). Divide-se o número de mortes pelo número total da população e depois multiplica-se por 100000 (este fator pode mudar, mas em Portugal e grande parte dos países, acho, é este valor de 100000)

        Depois há 2 medidas que estão relacionadas com a letalidade (mede a gravidade da doença/infeção). A mais simples é a usual divisão do número de mortes pelo número de infetados conhecidos.
        Mas este último valor não é muito certeiro e não corresponde à verdade. Há, digamos, uma 2.ª medida de letalidade que é estimada, usando uma determinada ferramenta estática que possa estimar melhor a verdadeira dimensão dos infetados (uma das maneiras pode ser com base nos estudos serologicos). Este valor é, tipicamente, assinalavelmente mais baixo que a 1.ª forma, mas é a que é usada oficialmente. Ninguém usa a 1.ª forma, a não ser os leigos (Para combate de argumentos, por exemplo 🙂 ) ou no início de uma nova epidemia/pandemia (nova doença, patologia). Portanto, os dados oficiais da letalidade já incluem um coeficiente maior no número de infetados.

      • Fantasma says:

        Estática -> queria dizer estatística

    • Joao says:

      ora entao caso nao saibas fazer contas vou te aqui faze las:
      91 293 —-100
      2117 — x
      x = 2.32%
      potanto a taxa de moratalidade é de 2,32% enquanto no ano passado nos EUA a taxa de mortalidade de cancro foi de 2,2% percebes sozinho ou precisas de um desenho ?
      PS: quando alguma pessoa proxima falecer ou ficar em estado grave devido ao covd tenho a certeza que vais mudar esse discurso

      • C.S. says:

        Ó João aonde é que aprendeste matemática? O teu universo não são 91293 são 10 milhões.
        É como nos desastres de automóvel, a contabilização não é feita só para quem tem carro é feita para toda a população.

        • Throwaway1510 says:

          Ó C.S., onde aprendeste pensamento crítico?

          O total de mortes por doença específica só pode ser comparado ao universo de pessoas doentes que contraíram essa doesnça específica. Visto que o universo de pessoas doentes do João (e do resto da população portuguesa, em número de dados específicos da DGS) é de 91293, as contas dele estão certas.

          Ou a taxa de mortalidade agora calcula-se contra o total de população, ignorando se esses são ou não doentes?

        • Joao says:

          what ?? isto é a coisa mais descabida que eu ja ouvi na minha vida, entao a taxa de mortalidade de uma doença calcula se com a populaçao toda ahahhahahhahah entao uma doença que mate todos os infetados a taxa de mortalidade nao vai ser 100% vai ser 1% porque se faz a toda a populaçao e nao a quem tem a doença esta certo entao estamos sempre a aprender

          • Pedro says:

            Convém primeiro aprenderem a diferença entre mortalidade e letalidade….

            O CS tem razão para mortalidade
            O João tem razão para letalidade (pelos dados divulgados, actualmente sabe-se que tais dados, numero de verdadeiros infectados, está muito abaixo da realidade o que efectivamente diminuirá a taxa de letalidade).

            A taxa de mortalidade por bala na cabeça não é muito alta em Portugal, não há muitos disparos à cabeça, já a taxa de letalidade é quase de 100%…..

            Espero que tenha ajudado

        • Rui says:

          nos desastres de automovel a amostra sao os 10 milhoes porque parte se do pressuposto que toda a gente anda de carro ze maria ahahhahah

      • Cuca Beludo says:

        Segundo o próprio CDC a taxa de mortalidade é muito menor que isso. Você tem uma chance de, pelo menos, 99% de sobrevivência, e de mais de 90% de pegar uma versão leve da doença. Vais parar o mundo inteiro por conta disso? Depois que a economia tiver quebrada (mais) e muito mais gente morrer por outros fatores, inclusive fome, certeza que vais mudar esse discurso.

    • Sergio says:

      A doença tem esses numeros porque se tem tentado controla-la, experimenta deixa-la aí à solta sem medida nenhum

      • Cuca Beludo says:

        Temos alguns exemplos, inclusive na cidade em que moro, que recebe dezenas de voos internacionais. Não houve lockdown (se houve, foi no máximo 20%) da população. Num universo de 9 milhões de pessoas tivemos 8.500 mortes. Pois hoje já estamos livres, tudo aberto, no máximo precisamos usar máscaras.

        • Fantasma says:

          Livres e precisam de máscara? Ninguém perguntou para quê, já que estão livres.

          Como se diz em Portugal, “não bate a bota com a perdigota”

          • Cuca Beludo says:

            Então você concorda que o uso de máscaras cerceia nossa liberdade? Mas enfim, só precisamos pra entrar nos estabelecimentos mesmo.

          • Fantasma says:

            Temo que não tenhas percebido a nuance.
            Mas não te preocupes, não provoca infeção.

    • Asdrúbal says:

      Amigo Cuca, falas assim porque deves ser um jovem com muita saúde, mas um dia pode ser que transmitas a doença a um tio ou avô, ou alguém que ames, e que venha a falecer no hospital porque estes estão lotados (como aconteceu em espanha e itália) e os médicos simplesmente “escolhem” os mais idosos/fracos para morrer… depois vamos conversar o que é justo e o que não é, vamos conversar acerca de 0.15%, tem juízo!

      Espero sinceramente que esse dia NUNCA chegue, mas se chegar estamos combinados? vamos conversar?

      • Cuca Beludo says:

        Eu acho que já transmiti gripe e resfriado pra muita gente, como a grande maioria das pessoas no mundo também. Temos, em qualquer altura, alguns vírus e bactérias no nosso trato nasal, é normal isso. Toda essa história de escolher quem morria e vivia não passou de propaganda pra fomentar o medo na população.

        Por sinal, alguns parentes meus já morreram. Acredito ser normal a morte. Não sei que mundo é esse que vocês vivem que ninguém morria antes.

    • Carlos Bonaparte says:

      Não sei se pessoas como esta, deviam ter a app instalada no smartphone ou o vírus instalado no corpo. É que a taxa de mortalidade mais baixa alguma vez registada, foi de 1.52%.

      • Cuca Beludo says:

        2 semanas para evitar o colapso do sistema de saúde -> vida só volta ao normal depois de múltiplas doses de vacina. Se você não enxergou ainda o que está acontecendo, lamento. Por sinal, sugiro procurar sobre o Great Reset proposto pelo Fórum Económico Mundial.

  11. Riven says:

    Ch&/%$-mos! (Mensagem indireta ao governo).

    Brincadeira à parte, acho bem que sejam tomadas medidas, mas na minha opinião algumas começam a ser ridículas, como ter que pagar uma multa por não ter uma determinada aplicação instalada no meu telemóvel. Eu creio que isto não irá para a frente, mas se for… enfim. Aproveito também para dizer que a aplicação STAYAWAY COVID, tem servido de muito pouco ou nada. Basta fazerem uma pequena pesquisa e vêm os resultados.

    Existe um grupo de pessoas (embora seja uma minoria) em que o smartphone não tem o sistema operativo Android nem iOS, portanto, mesmo que queiram instalar a aplicação, não o podem fazer e de certeza que não será o governo que irá lhes comprar um telemóvel novo com um desses sistemas.

    Para além disso, estou mesmo a ver a polícia e a GNR fazerem esse tipo de fiscalização. Até hoje nunca me aconteceu perguntarem se tinha Cartão de Cidadão, quanto mais uma aplicação. A menos que comece a haver mecanismos de autenticação, como o número de Segurança Social por exemplo. A partir daí andavam à caça de quem não se registrou.

    Já agora, e se eu recusar mostrar o meu telemóvel ou dizer que me esqueci dele em casa?! Só falta o governo vir a público dizer: “Quem não tem telemóvel, será punido pela lei”.

    • Asdrúbal says:

      ACHO que não vai ser bem assim… ACHO!

      Pelo que li, o “governo quer tornar obrigatório o uso da aplicação StayAway Covid em contexto laboral, escolar, académico e nas forças armadas e de segurança”

      Ou seja, em situações controladas, PARECE-ME que a atitude vai ser mais reactiva do que pro-activa, PARECE-ME!

      Por exemplo, há um contagio numa escolha, só nesse momento se vai averiguar quem tem e quem não tem a APP… ou seja, não vai andar um policia na rua a interpelar as pessoas e a pedir para ver se o tlm tem a APP ou não, nem vão existir operações STOP nas estradas para controlar os condutores… PARECE-ME, não estou a afirmar nada!

    • Pedro says:

      Alías, ocorrem-me logo as seguintes questões:
      – Qual é a justiça se uns, porque já tinham equipamento para conseguir instalar a aplicação, são obrigados a cumprir com tais regras, enquanto que a outros elas não se aplicam só porque não são “possuidores de equipamento que a permita”?
      – E se eu for um trabalhador do sector público, ou de alguma forma estiver afecto ao estado (trabalhadores em funções públicas, funcionários e agentes da Administração Pública, incluindo o setor empresarial do Estado, regional e local, profissionais das Forças Armadas e de forças de segurança), passo a ter um empregador com direito a tal tipo de escrutínio, enquanto que as outras pessoas que não se enquadrarem nestas situações têm maior liberdade?
      – Ou será que nem sequer posso sair à rua se não tiver um telemovel?
      – E se o tiver, será que sou obrigado a dar o meu telemovel desbloqueado para a mão de um qualquer polícia ou dum guarda?
      …Enfim!

  12. JL says:

    O governo está como a DGS, diz coisas que deixa os portugueses de boca aberta.
    Quero ver o BE e o PCP vão dizer já que tanto falam do 25 de Abril e da liberdade, e acabam a dar votos ao Chega.

    Para mim é fácil, crio uma app parecida com a StayawayCovida mas que dê erro. Assim culpo a app se tiver que apresentar ao polícia, lol.

    • Spoky says:

      Basta instalares um aplicativo firewall bloqueios a ligação tá feito ou password no telemóvel não és obrigado a fornecer a password do telemóvel

      • Filipe says:

        É tudo muito lindo, mas se lhe dizes isso, o que eles podem fazer é passar-te a multa. E depois vais ver se também não és obrigado a fornecer o dinheiro…

        • Spoky says:

          Falta é a password, existe uma lei (se não me engano) que diz que não obriga a dar a passwords, isso aconteceu em tribunal com Rui Cruz.

          Não és obrigado a fornecer a password, é um direito teu. E isto é inconstiticional, onde está a ordem judicial? Não está.

          O Telemóvel é meu, instalo o que quiser e bem me apetecer. Basta utilizar um firewall bloqueio a ligação da App, removo permissões e agora?

          Vão me multar por causa que uma aplicação não funciona? Cof cof, também posso esconder a App do Firewall…

          Quantos e quantos agentes que nem firewall sabem o que é, vêem a App e dizem “Ok tens instalada” vão me multar em quê? Esta instala, funcionar é que não funciona” 😉

    • Asdrúbal says:

      Cruzes canhoto… vocês tem noção do que dizem???

      Acham ridículo o que o governo faz para “tentar” proteger as pessoas (e só é obrigado a tomar medidas assim porque há uma série de parvos que ainda não perceberam) e depois dizem barbaridades destas… isto sim, é ser ridículo

      • JL says:

        Governo a “tentar” proteger as pessoas? Sempre vi os governos PS a se protegerem para serem reeleitos. Quando tens a DGS politizada a dizer “barbaridades”, uma Festa do Avante (quando as festas estavam proibidas) que nunca mais ouviste falar de sucesso ou falhanço (da festa e/ou infeções), com a não opção futura de confinamento (outros países já começam com confinamentos locais), o que esperar de um governo PS? Ainda estou para ver onde vai parar o dinheiro da “bazuca”.

  13. ToFerreira says:

    O covid está a servir para encapotar (mal) a ditadura socialista.
    No meu telemóvel instalo o que eu quiser e não autorizo ninguém a bisbilhota-lo para saber o que lá tenho.

  14. Spoky says:

    É instalar e bloquear com o firewall tá feito loool, adeus staycovid.

    • Almaister says:

      Sa vais bloquear para que é que a instalas?

    • Toni da Adega says:

      A questao nem é a instalação, é a fiscalização. Como é que eles fazem a fiscalização?

      • Asdrúbal says:

        Pelo que li, o “governo quer tornar obrigatório o uso da aplicação StayAway Covid em contexto laboral, escolar, académico e nas forças armadas e de segurança”

        Ou seja, em situações controladas e específicas, PARECE-ME que a atitude vai ser mais reactiva do que pro-activa, PARECE-ME

        Por exemplo, há um contagio numa escolha, só nesse momento se vai averiguar quem tem e quem não tem a APP… ou seja, não vai andar um policia na rua a interpelar as pessoas e a pedir para ver se o tlm tem a APP ou não, nem vão existir operações STOP nas estradas para controlar os condutores… PARECE-ME, não estou a afirmar nada!

        • Toni da Adega says:

          Em situacoes controladas é onde a App faz menos sentido, por ser um Ambiente controlado.
          Se um professor tiver contagiado, é fácil saber com quem esteve em contacto (alunos e funcionarios) e muitas escolas fazem esse levantamento. Agora fora desse contexto é difícil saber.

  15. Diogo says:

    A cena é que nivel de tecnologia a app esta super interessante, só que pronto agora vão obrigar o pessoal a instalar obviamente que essa medida ira afastar ainda mais usuários da aplicação, o que é uma pena porque esta bem conceituada.

  16. Algo says:

    Bastava o governo ser honesto e dizer que está paupérrimo de falido. Excusavam dessas alternativas para extorquir dinheiro que o povo nem tem.

    Enfim…

    • Asdrúbal says:

      Jovem de portugal (e arredores)… já paravam com as teorias da conspiração

      Como podes afirmar que é uma estratégia para “extorquir dinheiro que o povo nem tem” se isto acontece pelo mundo inteiro?

      Pensa um bocados, TODOS sem exceção, da direita à esquerda, governos progressistas, governos retrógrados, governos comunistas, governos ditadores, TODOS estão a lutar pelo mesmo, acreditas mesmo que há um complô assim tão grande?

      Há povos que nem se entendem por causa dum bocado de terra, há povos que se matam por causa da religião, estão todos a lugar contra o mesmo neste momento… e depois há os “ilumindos” que acham que isto é uma brincadeira e TODA A GENTE do mundo se uniu para os “roubar”…. haja paciência para tanta burrice

      • Rafael says:

        A concordância não é coordenada e sim relacionada. Os governos viram nessa pandemia fabricada pela china uma chance de escravizar ainda mais o povo.
        O mais bizarro é o mundo todo imitar a china, sendo que anos atrás todo mundo falava mal deles e chamavam de a pior ditadura do mundo.
        Algo muito estranho acontece no mundo, seja você comunista ou de direita, não há como negar.
        Quando saúde vira ferramenta politica, todos nos perecemos.

  17. Asdrubal says:

    Vou voltar a trazer o meu antigo telemóvel de reserva com botões. Se me pedirem, mostro que apenas tenho um telemóvel básico sem ser smart.

  18. Miguel says:

    Vou aproveitar a ocasião para ressuscitar o velhinho Nokia E71 que tenho esquecido numa gaveta.

    Ohhhh… não há app para symbian… que chatice!

  19. Rui says:

    Isto já toca o absoluto irracional.
    A mim não me choca, porque eu não defendo este governo de incompetentes nem os partidos anti-democráticos que o apoiam, mas mais parece uma ditadurazinha….. quem se mete com o PS leva!!!!!!!

    A APP não é compatível com iphones a baixo do 7 e 6S, vão oferecer um iphone novo às pessoas!

    • Nuno says:

      exato que estupidez obrigarem a usar cinto dentro do meu proprio carro este pais é mesmo incompetente.

      Quanto à ultima frase para ti devia ser obrigatorio a app e o 4ºano para ver se consegues ler os artigos antes de comentar

    • Spoky says:

      Olha olha, se não é o Rui o anti-teorias-da-conspiração… e agora ta a reclamar.
      Como o mundo da voltas 😉

      Para a próxima, quando fores fazer um comentário tira print screen a isto, e depois vê. Antes de escreveres.

  20. Cãocrodilo says:

    isto nunca vai ser aprovado.
    No caso se fosse era simples de resolver. Não sair á rua com o telemovel!

  21. Jose Lapao says:

    Ninguém obriga a instalar Facebook’s, Instagrams, e outras coisas dos gênero, mas essas não faltam em 99% dos equipamentos que o permitem, dizem que não querem que o governo os vigiem, mas além de publicarem tudo nos Facebook’s, e Instagrams, que vos garante que não andam a ser vigiados pelos governos com essas aplicações, tem medo de discriminações? Pois bem mais tarde começam é a ser discriminados por não ter.

    • Almaister says:

      Espera lá, lá porque achas que certas apps são inúteis para ti não quer dizer que sejam para outras pessoas, além do mais tens a questão da versão Android…

  22. Joaquim Sobreiro says:

    Sou analfabeto. Não vou com parvoíces. Sei de um líquido amarelo muito perigoso para a farmafia.

  23. Barta says:

    Nas escolas há a proibição de os alunos terem os telemóveis ligados durante as aulas, é uma regra imposta e de bom senso. Vai agora a escola ser obrigada a contrariar está regra e obrigar os alunos a terem a o telefone em funcionamento por causa da APP.

  24. Felipe Cardoso says:

    O pior governo é o que exerce a tirania em nome das leis e da justiça! Contra o StayAway Covid obrigatório!

  25. João Carlos says:

    E quem é que vai obrigar quem a instalar alguma coisa no telemóvel que eu comprei com o meio dinheiro?? E quem é que vai pegar no meu telemóvel para ver se eu tenho ou não a aplicação instalada???

    Já estou a imaginar, “Sr, condutor, os seus documentos, documentos da viatura telemóvel e código de desbloqueio.. o senhor sabe porque é que o mandei parar? Porque não tem o Stayaway covid instalado…” E PAMBA, 500 paus de multa…

    • Sergio says:

      Não te obrigam a usar cinto no carro que compras-te com o teu dinheiro? ou foi oferecido pelo estado?

    • Asdrúbal says:

      A ti não, mas pergunta aos teus pais (se tiverem casa própria) se não são obrigados a pagar todos os anos IMI sobre uma casa que compraram e pagaram.

      Pergunta aos adultos se não são obrigados a entregar parte do ordenado que ganharam com suor, ao estado todos os meses (chama-se IRS)

      Pergunta a alguém que fabrique/produza algo, se não tem que entregar ao estado IRC de algo que ele próprio fabricou.

      Pergunta a alguém que tenha um negócio, se cada vez que vende alguma coisa, uma parte não tem que se entregue ao estado (IVA)

      Sabias que há multa, por exemplo, para quem não tratar os resíduos (lixo) industrial?
      Sabias que podes apanhar uma multa por deitar lixo nas matas?

      Quem é que te pode obrigar a tratar o lixo? já agora era só o que faltava… lixo é lixo..

      Jovem… comprar algo com “o teu” dinheiro, não significa que tenhas pleno direito acerca do que compraste, há regras para viver em sociedade

  26. Miguel says:

    O pessoal foi avisando que o “só instala quem quiser” era só para entrar de manso, agora peguem levam com ela a força.
    lol GNR a mexer no meu telefone sem mandato?
    Instalar uma app contra a minha vontade?

    O Covid serviu para muitos governos tentarem a sua agenda de controlo total do cidadão.
    Depois admiram-se de tipos como o Ventura subirem…

    Costa vai mam%€w na quinta Pat….

  27. Abreu says:

    E a proteção de dados não tem nada a dizer?

  28. TiagoC says:

    Sendo assim, irá haver uma lei que contraria outra (mais uma), logo se existe o RGPD a funcionar, porquê que terei eu de mostrar algo pessoal e intransmissível ?

    • Carlos says:

      A fiscalização pode ser apenas um dispositivo a validar que está a ser emitido um token por uma app Stay way covid. Não é preciso aceder ao smartphone nem tão pouco desbloquear, nem tirar o dito do bolso.

      • Toni da Adega says:

        E se não tiver a transmitir, e se não tiras do bolso como é que fazes prova que a app está instalada, ou que o teu dispositivo é ou não compatível?

  29. nuno a says:

    a policia ou gnr até pode pedir o telemóvel mas não pode obrigar ninguém a dar acesso ao seu telemóvel sem um mandato judicial portanto isto é uma farsa, serve apenas para meter medo mais nada . se algum dia forem aborados e lhes perguntarem se tem a app instalada basta dizer que sim mesmo que não tenham.

    • nuno a says:

      saiu recentemente uma noticia num jornal que dizia que de todos os casos activos até hoje, os médicos apenas criaram códigos para 2%. Desses 2% apenas 25% dos utilizadores se dignaram a inserir o código ou seja sensivelmente 178 pessoas até á data de hoje.
      apesar da ideia ser boa, esta app por si só de nada serve quando:
      1º tenho de ficar infectado ( pode ou não acontecer)
      2º o medico tem de criar o codigo ( pode ou não acontecer)
      3º o medico tem de me dár o codigo ( pode ou não acontecer)
      4º eu tenho de ter um smartphone compativel ( posso ou não ter)
      5º eu tenho de instalar a app ( posso ou não saber )
      6º eu tenho de inserir o codigo ( posso ou não querer)

      o que quero dizer é no meu caso, não vou instalar a app mas se ficar, e o medico criar o codigo, e mo der ai sim instalo e insiro o codigo, mas isto se ficar infectado o que pode ou não acontecer

      • Carlos says:

        isso nao serve de nada, pois não irá notificar as pessoas com quem esteve próximo. A app apenas serve se estiver a correr antes de uma infeção ser notificada.

      • Miguel says:

        A app é para avisar as pessoas que se cruzaram contigo ANTES de saberes que estavas infetado.
        Depois de saberes que estás infetado não podes andar por aí

      • IM says:

        A app tem problemas de usabilidade e estruturais que são assustadores. Há tanta dependência da autorregulação e boa vontade que até assusta. Não percebo como e para quê se faz isto…chega a ser ridículo e uma falsa sensação (que é o novo normal) de proteção.

  30. DB says:

    Acho incrível determinadas pessoas.
    É que são contra tudo!

    A app não salva vidas, infelizmente, mas BEM utilizada ajuda a evitar a propagacao.
    Mas o foco em vez de ser o essencial (evitar a propagacao), não! Parece que só conta para o big brother humano ou outras teorias da conspiração.

    Ja alguem ligou um fiddler para ver o que passa da app para o exterior?

    Aproveito para dizer que isto NÃO É argumento, mas tenho a certeza que grande parte dos “queixosos” e defensores de não sei quê, utiliza facebooks, instagrams, youtubes, googles e outros que tais, pois esses de facto são exemplares no que toca a privacidade.

    Na minha humilde opinião, aos dias de hoje, isto é serio é grave e se houver algo mais a fazer para evitar a contaminação, minha e dos meus, eu o farei!

    • Bruno Jesus says:

      O problema nada tem a ver com a privacidade, tem a ver com o facto de o governo de obrigar a instalar aplicações contra a tua vontade, é normal que as pessoas fiquem preocupadas, não vá este tipo de medidas se tornar “habitual”

    • Joao Ptt says:

      Sobre a (in)utilidade de aplicações de rastreio: https://www.schneier.com/blog/archives/2020/05/me_on_covad-19_.html

      E acrescente-se ainda o facto de que pelo menos na plataforma Android os fabricantes não manterem as actualizações de segurança ao longo de todo o tempo de vida dos aparelhos, e que tal leva a que por exemplo os módulos de Bluetooth sejam vulneráveis a ataques quando activos… para justificar não os querer ter activos com aplicação alguma, caso contrário podem atacar e invadir o smartphone só por ter um módulo de rádio activo vulnerável a ataques.

    • Falcon says:

      Eu não sou contra a utilização de uma aplicação deste género. Sou contra esta aplicação e a forma como ela foi idealizada.

      A parametrização da app só considera contatos entre telemóveis que permaneçam durante pelo menos 15 minutos a menos de 2 metros. Aqui é que está a grande falha na app. Mas afinal se eu estiver 15 minutos a menos de 2 metros sou informado, mas se estiver 14 minutos ou menos já não sou???? Posso estar a 1 metro do agora infetado e ter estado com ele sem máscara a tomar café mesmo em frente dele durante 10 minutos (normal num café) e a app não me diz nada??? Partilho transportes públicos numa viagem inferior a 15 minutos mesmo encostado a ele e a app não considera o contacto de risco??? Mas quem encomendou a sua programação/parametrização ao menos pensou nisso?

      • Sergio says:

        Esta parametrização segue as indicações da DGS.
        Se ligares para a Saúde 24, porque tiveste contacto com alguém que tem Covid-19, a 1ª coisa que perguntam-te é se tiveste mais do que 15min junto desta pessoa.

        • Falcon says:

          E? Por acaso achas isso bem? Indo para extremos, quem esteve 14 minutos à beira de um infetado não corre praticamente os mesmos riscos de quem está 15 minutos? Esse parâmetro é ridículo!

  31. Digo Eu says:

    Por alguma razão o governo conta receber este ano 93 Milhões em multas, quando o ano passado receber 1, 6 milhões …

    • Berto says:

      E vai ser por saber que foste pró motel com a tua amante que vai-te passar uma multa?
      Mesmo que a aplicação partilha-se a localização e isso tudo… o que anda esta gente a esconder que não se pode saber? Quero lá saber se o Costa sabe que eu vou ás meninas, se vou á missa, se vou ao futebol…

    • Viriato says:

      Claro eles até colocam a GNR na estrada a fazerem de cobrador de impostos e não é legal.

    • COVID says:

      É por causa de estultos como tu (pelo que leio, por aqui parece um ninho deles), que a civilização avança tão lentamente ! É que nem uma notícia conseguem ler em condições ou sequer interpretar (antigamente logo na escola primária, já se fazia isso).
      Vê lá tu, que até o “Observador”, já denunciou essa “lenga lenga”, como falsa…e corrigiu a “missa cantada” do “Público”. O Observador quem diria. As previsao de subida é de 6.7% !!! Até nem sei como, atendendo a que dureante meses, isto esteve com transito hiper condicionado p.ex..
      Qto, A APP, mesmo não concordando com obrigatoriedade, ou questionando a eficácia ( eu também, mas ja instalei, pq antes de tudo estou preocupado comigo e com os meus, por pouco eficaz que possa ser, sempre será mais um filtro), ao menos leram as notícias??? Pq, se falam em ser interpelados avulso na rua por isso, ou se pensam que vai entrar policia num hipermecado ou numa fábrica, para pedir aos funcionarios (o tal ambiente laboral), que provem ter a APP instalada, ou que vão aos vestiários buscar o tef, para mostrar, não leram nada de cereteza!
      Já há hospitais, em fase 3 de contingencia de serviço ( p ex o S. João no Porto), a desviar ainda mais recursos, para covid, suspendendo mais cirurgias, rastreios, consultas, tratamentos. Um dia destes, se as próprias urgências, ficam tb ainda mais condicionadas (já normalmente estâo),,,e quem precisar por outros motivos ficar pendurado…quero ver esse bla bla todo! Só que aí será ao contrário…! Ou entáo toda a classe médica e científica, nos anda a enfiar uma barretada maior que a que usam os forcados na arena e tudo não passa de uma estratégia, para nada fazerem e estarem nos hospitais a jogar poker e fornicarem uns com os outros. Enfim !
      Já agora, quanto aos mandados (não mandatos , como já li por aqui), sabiam que p.ex., numa operação stop quando vos mandam (pedem) abrir a mala do carro, teoricamente tb não são obrigados a faze.lo? Ou seja, apenas tudo que tá à vista no interior do carro, pode ser questionado e solicitada a vistoria. Mas mesmo assim todos abrimos a mala e pq? Pq a chatice que tudo aquilo pode trazer, não compensa o ego. E eles se quiserem, arranjam argumentos para nos “chatear” a valer. Somos tão exigentes com a “casca” e hiper permissivos com o conteúdo.

      • Gabriel says:

        Já tive essa “arrogancia” de não abrir a mala do carro… Numa bela operação STOP, o Policia perguntou-me se podia abria a mala do carro, eu, com a minha moral toda, respondi ponrtamente NÃO. Resposta do Policia: OK: Pode, por favor mostrar o triangulo?… lá fui eu abrir a mala para mostrar o triangulo. Abri a mala e passados 5 segundos (Sem sequer ter mostrado o triangulo) diz o Policia, pode fechar, Obrigado!

        Em suma, a Policia está mais que habituada a este tipo de “esperteza”….

  32. joaneta says:

    Mas quando nem conseguem que as pessoas mantenham a distância social à vista de todos na praça da república em Coimbra vão pôr as forças de segurança a perguntar pela app? só se for para multar mais uns idosos que não sabem instalar uma app.

  33. Luis says:

    Bem bom.. VIVA A DITADURA SOCIALISTA
    Continuem a votar neles que fazem bem

  34. NFS says:

    E quem tem um huawei sem os google services? O estado fornece o telefone?

  35. Ricardo Oliveira says:

    Se passar a obrigatório…desinstalo automaticamente!

  36. Ricardo says:

    Nao vou dizer que sou a favor ou contra, mas quem é contra depois tem aplicações ou ja teve daquelas da moda que dá permissões a tudo e mais alguma coisa e nem lêm o que a aplicação tem permissão, é responder “sim” e instalar porque quero tirar uma selfie com um gato á frente, e depois também tem facebook, Instagram, Twitter etc…

  37. Abílio Portas says:

    Parece que esta famosa App STAYAWAY COVID de 400 mil euros afinal vai ser rentabilizada.
    Sendo assim, podemos afirmar que foi uma grande jogada do Sr. Costa.
    Só em multas vai ser uma barrigada.

  38. Jorge says:

    E o estado vai oferecer smartphones a quem não tem para instalar essa aplicação stayaway covid?

  39. Mike says:

    Oh Sr. Ministro, eu instalo a app no telemóvel no tablet no carro, cão gato piriquito… Agora, 500 paus para quem não tiver a app instalada, mas quem circular sem máscara… nada?!?
    E o burro sou eu?!™

  40. Zé Duarte says:

    Se querem que instale a app então que me ofereçam um smatphone pois no meu não funciona.

  41. oeuropeu says:

    Por isso este país não vai par a frente, aparece sempre aquela malta:
    ” ai e tal ser obrigado a instalar uma app se calhar vou ser espiado (mas facebook, instagram e tiktok não te preocupa?)”
    “E se alguém não tiver smartphone”, certamente a lei só obrigaria a quem tiver smartphone, e não venham com tretas que 99.99% tem smartphone não é por meia dúzia que não tem que será o problema.

    Por favor não estejam sempre do contra e resmungões por coisas menores, temos uma pandemia para controlar.

    • Coubes says:

      A “cena de ser espiado” é o menor dos problemas. O problema agora é mesmo ser obrigado a instalar, no smartphone pessoal, uma app com funcionamento e utilidade duvidosos. Se o Facebook fosse obrigatório instalar ias ver se o povo não ia ficar revoltado também.

      Vocês só sabem atirar essa questão à cara de quem não quer instalar quando o problema é outro.

      • Almaister says:

        E tens o caso de que muitos telemóveis espertos trazerem essas apps de origem e mesmo que as queiras desinstalar não consegues porque estão embutidas nos sistemas operativos pelas próprias operadoras…

  42. Xnelox says:

    Ter a App instalada e não ser utilizada é a mesma coisa que não ter. Para quem está preocupado com a privacidade basta instalar a aplicação e bloquear o acesso à qualquer recurso do telemóvel, bloqueando a app.

  43. Observador says:

    Nem é constitucional, nem é exequível um polícia a cada esquina a exigir smartphone para confirmar. E caso a confirmação seja por meios electrónicos temos, aí sim, invasão de privacidade. De resto basta instalar uma firewall que bloqueie totalmente a aplicação, o que mantém tudo legal e destrói o principal objectivo do governo, que não é combater o Covid, mas obter receita via multas.

  44. Joaquim says:

    Pois claro necessitar de bluetooth, quando gps é mais que suficiente. (Não venhas com é preciso bluetooth para saber o que está perto. Pois Gps é a tua localização portanto, se sabes uma localização só precisas de verificar o que está nos 5 metros adjacentes a tua localização, até tens bonos de 5 metros de margem de erro do gps )
    Já que estamos a criar contra-medidas para proteger o povo porque não prender pessoas com covid?
    Já que estamos num nível tão ridículo, garantimos que aqueles infetados não saem de casa.

    • PI says:

      Lembra-te que a aplicação foi pensada para preservar o anonimato de quem a usa e deve respeitar legislação nacional e europeia no que diz respeito a dados pessoais. O GPS consegue identificar geograficamente a tua localização no globo. A aplicação não usa o GPS, não tem acesso aos teus dados de localização. Portanto, usa o bluetooth de baixo consumo para identificar o que está perto ou longe.

    • Fantasma says:

      Para além das questões de privacidade, o gps não funciona, na maior parte dos casos, dentro de estruturas (edifícios).

  45. jo§e says:

    Gostava de ver este gabarolas todos, que vem para qui arrotar postas de pescada, a deixarem de usar cinto de segurança nos carros porque é contra a sua liberdade. Ou no contexto da pandemia entrarem nos centros de saúde ou nos transportes públicos e demais locais em que é obrigatório o uso de máscara.

    É muito mais fácil vir para aqui destilar as frustrações…

  46. Leandro says:

    Nunca haverá forma de verificar se o Bluetooth está ativo ou não.

    Para disfarçar que está a fazer alguma coisa de eficaz o governo tenta que se instale esta APP.
    Impossível.
    Ainda está para nascer o governo democrático que obriga a uma instalação de APP nos telemóveis dos cidadãos.

  47. antonio says:

    acho muito bem que obrigue, nem para bem da saude de todos vcs estao disponiveis a instalar uma app, e depois instalam faces, instas, maps etc. ganhem juizo

  48. Almaister says:

    Depois de ter passado parte da manhã a carregar sacos de lixo , ler uma noticias destas sobre uma app que até é de instalação e funcionamento voluntário já me deu vontade de rir. Se o Estado der incentivos para aquisição de telemóveis com Android 6.0 não me importo de usar uma app que tem pouca utilidade mas pelo menos não podem reclamar que não terei a aplicação instalada. Agora multar as pessoas por causa duma aplicação cujo funcionamento é parcialmente inútil na medida que só funciona com base na boa vontade daqueles que infelizmente são infectados tenham os códigos e os introduzam no sistema…

    Devia sim era ser obrigatório por parte dos médicos introduzir esses ditos cujos na ficha do doente e esta automaticamente ser enviada para a app…

  49. CCF says:

    Há um pormenor que está a escapar aos que dizem que sem mandato judicial não mostram telemóvel…em estado de emergência TODAS as autoridades Policiais, protecção civil, militares e até bombeiros podem, se assim o entenderem, entrar/usar/verificar TODA a propriedade privada ! sim até entrar em vossas casas sem mandato…

  50. Pedro says:

    Simplesmente Redículo ! Isto já esta tudo a passar das marcas.

  51. Tiago says:

    Tenho uma questão. Imaginemos que toda a gente tem a APP instalada. Se amanhã eu tiver sintomas covid, testar positivo e registar o código na APP, as pessoas que hoje se cruzaram comigo e estiveram perto durante 15 minutos, receberão alerta? Só vejo interesse na APP se for assim.
    Se ela só alertar quando me cruzo no momento com alguém que registou o código na APP, então não tem sentido. Porque teoricamente essa pessoa deveria estar em casa.
    Agradeço esclarecimento.
    Obrigado

    • Jorge Carvalho says:

      A app guarda os contatos com outros (mais de 15 min a <= 2 metros ) durante 14 dias antes de inserires o código e são esse que irao ser informados para ligar para o SNS24

      Abc

  52. Sergio says:

    Sinceramente ler grande parte dos comentários acima envergonha-me como português.. deixem-se de ser do contra e de mesquinhices, os vossos antepassados que um dia conquistaram o mundo teriam vergonha de nós.

    Custa alguma coisa instalar a app? custa alguma coisa aumentar um pouco a probabilidade de reduzir os infectados?
    Voces diariamente não usam o cinto de segurança, numa viatura que tambem é vossa?
    Não vêem países mais evoluidos do que nos a optar pelo uso de uma app tambem?

    Que cambada de alucinados com vontade de ver os hospitais a abarrotar sem mão a medir, para postar no facebook, que de facto é uma app com muita privacidade..lol

    O unico argumento que consigo aceitar é o facto da app exigir ter opções ligadas que esgotam muito a bateria.
    Agora palermices de liberdade e ditadura? aconselho a falarem com os vossos avós e tenham consciencia do bom país que vivem, seja PS ou PSD.. quando comparado à miseria dos anos 60

    • Sergio says:

      as pessoas só aprendem à cabeçada ou obrigadas…não tenho esperança na humanidade…

    • Viriato says:

      Começas por dar a mão, depois virá o braço ……

    • Rafael says:

      Infectado não significa nada.
      Pare de engolir sem raciocinar tudo o que você ve na tv.
      Todos na minha casa, já pegamos e só eu tive sintomas leves. Tenho 37 anos, e meus pais mais de 70 anos cada, e passamos bem.
      Esse terrorismo que vem sido feito com a humanidade, é inaceitavel.
      E você mesmo fala dos antepassados, bom esses lutaram bravamente, sejam por motivos bons ou ruins, mas lutaram.
      Hoje o povo aceita passivamente todas as medidas draconianas dos governantes.
      Hoje aceitamos máscaras e invasão de privacidade, o quão perto estamos de campos de concentração como a china tem hoje em pleno 2020?
      Se você quer usar o app e mascaras, USE. Se esta com medo fique trancado dentro da sua casa.
      Agora não venha meter o dedo na vidas dos outros, dizendo como esses devem viver as suas vidas. Eu não osu seu escravo, nem do Sr. Costa.
      Desde o ano 2000 sempre tem uma “gripe” chinesa, ninguem ve nada de estranho aqui????
      Ainda vejo um dia que a humanidade será dividida entre os rebeldes e aqueles que aceitaram a escravidão do governo, eu já sei em qual lado estarei.
      Use o cérebro, enquanto ainda o tem.

  53. Julio says:

    mas agora vivemos numa ditatura?

    incrivel e ridiculo que dos paises europeus so portugal queira aplicar esta medida

    RIP 25 de abril

  54. C.S. says:

    É melhor começar juntar dinheiro para pagar as multas.

  55. Julio says:

    eu ate gostava de saber a opiniao do autor deste post, pedro pinto, sobre esta medida, ja que o pplware farta-se em fazer posts para promover esta app

  56. Sergio says:

    Sou contra a obrigação do uso da APP mas nós (e sobretudo ocidentais) somos bastante indisciplinados em relação a prevenção do covid-19, basta olhar para os números.
    Não sei ao certo como a China, Japão, Coreia do Sul, Tailândia, etc. fazem para ter números tão baixos, mas que são mais disciplinados do que nós em relação ao Covid e usam quase sempre máscara.
    Quanto a APP, não custa assim tanto instalar… um pouco de bateria, guarda a nossa localização… mas o que é isso se ajudar a salvar vidas.
    Muitos não querem saber por serem assintomático e saudáveis mas pensem nos pais e avós.
    E aqueles que comparam isso a uma gripe, já viram alguma gripe a dizimar lares?

    • Rafael says:

      Por que você acredita nos “números”?

      Estás a falar a sério que quer a china como exemplo a ser seguido?
      Uma ditadura totalitária aonde se tem até campo de escravos?

      E eu achava que a era medieval era o período mais negro que a humanidade já passou.

  57. Vilna says:

    Se existem pessoas que nem gostam de cidadania, educação nem de responsabilidade como podem aceitar instalar uma app durante um período que se quer “curto”.
    Curto face à esperança média de vida.

    Aceitamos a nossa responsabilidade e façamos o possível para travar a disseminação.

  58. eu2 says:

    Existe em muitos aí uma grande rebeldia contra a autoridade. Eles não querem anarquia, não gostam é que sejam os outros a mandar neles. Egoístas.

    • Gabriel says:

      Cambada de mimados que nem rebeldes são… são pseudo rebeldes… são do tipo… deixa-me abrir uma aplicação de “mapas” para ver como está o transito…. mas não querem partilhar a localização…. São os que não sabem que videovilancia, reconhecimento facial, reconhecimento de matriculas, localizçaão por cartão de débito e de crédito, localização por ISP são uma realidade e que estão por toda esta Europa (GDPR)

  59. Antonio Silva says:

    Isto não tem sentido porque não vejo como possa ser aplicado. Mas quem não quiser instalar a app, quem não quiser usar a máscara ou seja quem não quiser ajudar está no seu direito. Mas tb não deve ser ajudado, se for contagiado que pague todos os tratamentos. Se tiver uma empresa, não deve candidatar-se a contrapartidas.

  60. Sergio says:

    as pessoas só aprendem à cabeçada ou obrigadas ainda não percebeu? não tenho esperança na humanidade…

  61. S:C says:

    A app nunca irá ser de uso obrigatório. Isso vai de encontra as “regras” impostas pela Apple/Google para o uso da sua API de Notificação de Exposição.

    Fonte: https://covid19.apple.com/contacttracing, https://www.google.com/covid19/exposurenotifications/, https://www.cnbc.com/2020/04/13/apple-and-google-contact-tracing-technology-cannot-be-mandatory.html

  62. Samuel says:

    É claro que ninguém vos vai obrigar a utilizar a App, muito menos se não tiverem dispositivo móvel com tal capacidade.
    Agora não percebo qual o problema de instalar uma App quando é um meio de ajuda a travar a pandademia e focada na privacidade.
    Muitos secalhar têm instalado FB, WhatsApp, etc e dão acesso a fotos, contactos, sms, localização… Mas aí já não há problema não é?
    Deixem lá de ser do contra e façam algo pelo bem de todos 😉

    • S:C says:

      Eu não sou contra a aplicação e tenho a instalada desde o primeiro dia. Sei como funciona o sistema e que os dados pessoais estão protegidos e recomendo a todos os meus amigos e familiares, e já corrigi imensas pessoas que apenas diziam mentiras da mesma. Mas obrigar a utilizar com multas de 500€ e um pouco demais na minha opinião. O que está a acontecer é que esta polémica vai ter um grande impacto negativo na instalação e utilização da mesma, infelizmente.

    • Almaister says:

      Outra vez arroz?

  63. Atento says:

    Um tiro no pé.
    Agressividade na comunicação não é isto.
    Eu considero que a app é, moral e eticamente, obrigatória, mas … imposição legal ? Toda a gente sabe que isto não tem condições de ser cumprido nem tem pernas para andar.
    Não só fizeram um mau serviço à divulgação da aplicação, como abalaram a credibilidade do poder legislativo.
    Pelo menos a assembleia vai encarregar-se de atenuar os danos.

  64. MDuarte says:

    Parece que a Aplicação só funciona no Android 6.0 ou superior. Eu só tenho o Android 5.1.1. Se o Estado me der dinheiro para eu comprar um telemóvel novo é claro que instalo o STAYAWAY COVID 😛

  65. olha says:

    Tenho só uma pergunta mas quem e “FCT FCCN” que e o criador da app ??

    • Miguel says:

      A Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN) foi uma instituição privada portuguesa sem fins lucrativos de utilidade pública fundada de Janeiro de 1987 a 2013, data em que passou a ser uma unidade da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia integrando assim este Instituto Público.

      A principal actividade da Unidade FCCN é a gestão e planeamento da Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade (RCTS), o backbone de Portugal. A gestão do serviço de registo do domínio de topo .pt, pela FCCN, terá cessado aquando da referida integração na FCT. Para a gestão do .pt terá sido criada a Associação DNS.PT.

      Fonte: Wikipédia

  66. Miguel says:

    Vai tudo ressuscitar os Nokias 3210…

  67. Bruno says:

    Querem a APP instalada ? Forca instala-se , a seguir mata-se o processo e retiram-se as permissões, se algum dia tiverem que mostrar ligam nessa altura e voltam a fazer o mesmo depois, está gente é muito mal assessoriada, uma coisa é ter instalada outra coisa é estar a trabalhar… E mesmo assim qualquer um pode argumentar que não corre no seu tlm, a GNR e a PSP vão ser técnicos de IT agora ? Deve ser para rir…

  68. Undre says:

    Acho que isto não faz sentido ser “obrigatório”. Até porque não há como fiscalizar… E mesmo que haja, há maneira de contornar. Terminar o processo da APP, retirar permissões, etc… Ainda assim nao acho a APP nada intrusiva, no que toca a acessos e dados.
    Se alguém quiser, está aqui um vídeo que fiz sobre a APP:
    https ://youtu.be/aoB82fpgVA0

  69. Xnelox says:

    Espero que, caso seja obrigatório ter instalado essa app, não se esqueçam de obrigar também ao cidadão a estar acompanhado com o telemóvel para poder mostrar e abrirem centros de instalação da app para os mais idosos e pessoas que não percebem nada disso porque existrm

  70. António says:

    Eu não tenho telemóvel!

  71. A.F. says:

    Estão a fazer uma algazarra, só porque a noticia esta mal divulgada.
    Esta escrito no Jornal Publico uma parte que transcrevo:
    “não ter instalada e activa a aplicação StayAway Covid (em contexto laboral e académico) pode dar origem a uma multa”
    (https://tinyurl.com/y66f5rol)
    No entanto a obrigatoriedade, é demais para a vontade de cada um.
    Na minha empresa é a democracia que vence, ou seja, se maioria quer usar mascara ou a App então todos têm que usar, se for ao contrario a mesma coisa. Quem não concordar com as regras, a porta é a serventia da casa.
    Fiscalização só entra, se alguém abrir a porta, com a minha autorização.

  72. Sardinha Enlatada says:

    Boa tarde, faco aqui um apelo que eu e alguns de voces tambem devem ter lido um comentario de alguem que a aplicacao comunica com a INCM. Se isso for verdade nao acham estranho isso acontecer ? Esta aplicacao me parece mais um cavalo de troia para algo mais. E nao sao teorias da conspiracao nao, essas palavras so servem para desacreditar as opinioes diferentes dos outros. Vao deixar passar este comentario ? Nao ha aqui nenhuma ofensa. Obrigado.

    • PI says:

      É a partir de um servidor, alojado na casa da moeda, que partem as notificações para os equipamentos dos utilizadores que se cruzaram com o caso do doente que venha a apresentar teste positivo para covid. Isto também está escrito nas FAQs da aplicação. Qual é o problema?

  73. O Monstro Precisa de Amigos says:

    Hum… É fácil criar uma APP fake que não faça nada e tenha o ícone da Stay Away, vou tratar disso mais logo, para qualquer eventualidade.

  74. Hugo Teixeira says:

    Boas,
    Multas não podem ser sequer aplicadas pois a APP não esta disponivel para todos os dispositivos mais modernos como também para os mais antigos. Mas e o PM der um telemovel a cada portugues estamos cá 😀

  75. Sylvester says:

    Era muto mais fiável e justo, “cederem” um relógio com GPS ás pessoas testadas positivas e á espera de resultado…
    Assim podiam seguir o rasto da doença…

  76. joao says:

    Tanta indignação por causa de uma app que vos pode salvar a vida, ou a vida de um vosso querido

    Devia ser obrigatorio e quem nao a tivesse instalaa multa acima dos 500€

    • Euéquesei says:

      Sabe o que nos poderia salvar a vida? Era termos políticos competentes a trabalharem para o bem do país e não para o bem do partido e dos familiares, que é o que acontece aqui.

      Quem não se lembra da múmia da DGS a dizer que a pandemia não iria chegar cá e que se chegasse estávamos preparados?
      Centenas de Chineses a entrarem pelo aeroporto todos os dias e testes nem um…

      Depois é a APP que vai salvar isto.
      Enfim, eu já me estou a borrifar para esta porcaria há anos.

      É festas da CGTP, é festas no Parque Jurássico do Seixal e depois ah e tal a app é obrigatória ou quase por causa dos contágios…

      Se logo de início tivessem proibido os voos provenientes de e para a China isto era capaz de estar melhor.
      Foi o que fez Taiwan, logo que isto se soube fechou todas as ligações com a China.
      Penso que neste país a doença seja residual…

      Mas aqui não, ai impedir os Chineses de entrar? Nunca, eles gastam cá muito dinheiro, não podemos fechar as ligações, é muito dinheiro que deixa de entrar.

      Agora pimba, por cada 10 euros que os Chineses cá gastaram estamos a gastar 50….

      Só iluminados.

      • A.F. says:

        Melhor comentários de todos, nota 20.

        Só isto diz tudo, e vou salientar para os menos atentos:
        – “Centenas de Chineses a entrarem pelo aeroporto todos os dias e testes nem um…”
        – “Se logo de início tivessem proibido os voos provenientes de e para a China isto era capaz de estar melhor.”
        ( era fechar fronteiras de qualquer proveniência e só passavam depois do teste e quarentena obrigatória)
        – “É festas da CGTP, é festas no Parque Jurássico do Seixal e depois ah e tal a app é obrigatória ou quase por causa dos contágios…”
        (Isto nunca devia ter acontecido)

        Se tivessem posto em pratica logo do inicio o que o “Euéquesei” menciona e mais alguma contingências, e o Tuga que saísse do Pais tinha que cumprir quarentena á chegada, de certeza que não estávamos aqui a falar da STAYAWAY COVID e outros traquinecos.

        Já diz o velho ditado:
        “Depois de casa roubada, trancas na porta.”

        E agora o Estado quer a minha total colaboração. Já levam metade, só para não ser incomodado.

    • Julio says:

      oi? salvar a vida? mas a app é uma vacina? a app o que faz basicamente é avisar se tivestes proximo de alguma pessoa infectada, isto se ela colocar o codigo na app. Se fores do grupo de risco o tempo para saberes que tiveste proximo de uma pessoa infectada, o mais certo é ja apresentares sintomas e ja teres infectado o resto das pessoas que vivem contigo.

    • Cláudio says:

      A app não faz nada se as pessoas facilitam e não cumprem o que deviam cumprir. A app é só para alguém ganhar algum.

  77. Julio says:

    “Uma coisa para a qual não era preciso ter qualquer app, era prever que com a abertura das escolas os casos de Covid-19 iriam disparar (nesta altura tendo já ultrapassado os 2 mil novos casos diários) ao contrário do que era assegurado, e basta olhar para os números. E infelizmente, não será a obrigatoriedade de usar uma app, se chegarmos a esse ponto, que irá fazer qualquer diferença.”

  78. Antonio Bosta says:

    Isto é o que dá termos um governo socialista com tendências de Esquerda…
    E o RGPD? E a privacidade?
    “Admirável Mundo Novo”?

  79. Cláudio says:

    Ainda bem que tenho Huawei, assim não instala ahhhh

  80. Pedro Ribeiro says:

    Seria obrigatório instalar a app, mas não é obrigatório quem apanhou o virus introduzir o código que o médico passa na app?

    • Luís Marques says:

      Ora bem Pedro…. Como é possível a preocupação por instalar a APP e ninguém obrigar a introduzir o códigos dos testes… Deveria ser o SMS a introduzir diariamente esses dados com a devida salvaguarda de dados pessoais

  81. Luís Marques says:

    Mas será que alguém já se questionou sobre quem insere os resultados dos testes?
    Eu tenho a aplicação e a atualização diária tem de ser forçada e praticamente ninguém insere os resultados dos seus testes….

  82. Helder S says:

    Desculpem-me se a questão é já repetida (não vi acima, mas com tanto comentário não me dei ao trabalho), se uma pessoa (tipo sénior, velhote ou cota… como acharem melhor) tiver ainda um daqueles chaços… ou seja, um daqueles telemóveis sem aplicações nem sequer internet (os chamados basic phones) como vão fazer????? Muitos não sabem sequer mexer no telemóvel que têm, quanto mais instalar apps… ou usarem smartphones! Sinceramente… parecem que encontraram a panaceia para a pandemia numa aplicação onde nem sequer os doentes infectados fazem o registo da doença, conforme seria pretendido!
    Se em vez disso investissem na formação das pessoas e concentrassem esforços em criar uma vacina, em vez de deixar andar… como geralmente fazem! Dir-se-ia que quem teve essa brilhante ideia, teve a mesma após um Drink!!! Se é que me entendem!!!

  83. AD9 says:

    Enfim pq muito que também ache que o pessoal deva usar a app, de facto nao acho que seja de todo a maneira correta, e que o tribunal constitucional já deve ter o reprovado pronto a carimbar. Já diz o povo mais rápido se apanha com mel do que com vinagre.
    Estas medidas só vão fazer com que o pessoal ainda despreze mais a aplicação, medida ridícula

  84. André Oliveira says:

    Se colocas um sapo em agua a ferver ele salta logo, se o colocas em agua fria e ligas o fogo em baixo o sapo aquece lentamente até que morre cozido.

    Tambem neste caso, as leis com tiques ditatoriais começam com pontos que parecem válidos e acabam por se extender a coisas mais criticas. Hoje defendes a app porque te protege do covid, amanha estao a usar a app obrigatória para prender as pessoas que estiveram numa manifestação contra o bloqueio do youtube em portugal

    • Fantasma says:

      Por mais que tentasse, não consegui passar do 1.º parágrafo.
      A sério? Já tentaste?

      Não sei se poderás responder honestamente, já que não se sabe se está por aí algum PAN.

  85. Manuel silva says:

    o Problema não é da constitucionalidade ou não disso. O PROBLEMA È QUE ESSA ME#%A NÂO SERVE PARA NADA; NÂO TRAVA DISSEMINAÇÂO NENHUMA: SÓ SERVE PARA DAR UNS DINHEIROS AOS AMIGALHAÇOS : FORA ISSSO: VALE 0

  86. VB says:

    Nenhum polícia ou guarda pode interpelar um cidadão normal e pedir o telemovel. Uma busca é precedida de despacho judicial, emitida por um juíz e aplica-se a suspeitos de crimes. A constituição portuguesa e a lei são bastante claras nesse ponto. Caso um agente de autoridade insista em ver o meu telemovel, nada mais me resta que apresentar queixa e levá-lo a tribunal. Creio que todos os agentes de autoridade sabem disso. Aliás, só o nosso PM parece não saber.

  87. leme says:

    nao é fantástico ter as cidades cheias de camaras e vigilancia? as pessoas comportam-se melhor. têm pontos sociais e afins. decidam-se

  88. Ricardo Alves says:

    Então as pessoas que não têm telemóvel que seja possível instalar a app mas que por acaso estão infectadas, aí já não tem problema de não ter a app e já não leva a multa? Ok… Faz sentido.

    • Fantasma says:

      Esse é dos poucos casos que não oferece dúvidas! Quem está infetado não pode andar na rua, pelo que não faz sentido ter a aplicação.
      Pelo contrário, até deve desinstalar a aplicação e tornar a instalar a aplicação quando estiver curado, para reiniciar ciclo de utilização.

  89. Fantasma says:

    Cara “administração”, desde há algum tempo que qualquer comentário fica sujeito a análise da moderação. Por mim, tudo bem, mas até que seria instrutivo perceber a razão pela qual passei a fazer parte de tal distinção.

    • Vítor M. says:

      Tens muitos, e bons, comentários aprovados. O sistema de quando em vez faz parar alguns comentários na moderação manual. Mas são todos moderados de imediato. Bom domingo.

      • Fantasma says:

        Ok, entendido. Poderia ter havido o caso em que algo pudesse ter sido considerado off-limits, para o qual poderia não ter consciência disso. Pode acontecer, não sou totalmente imune à idiotice.

        Obrigado pelos esclarecimentos e pela consideração.
        Obrigado e bom domingo, também.

    • C.S. says:

      Não és só tu. Eu também tenho essa distinção. Acho que te consideram negacionista, e cada comentário contra é considerado uma ofensa.
      É a chamada nova normalidade.

  90. Bruno Teixeira says:

    Mas será que ninguém ainda se questionou se não vão ser as polícias a verificar quem tem aplicação quais vão ser as forças de segurança que o vão o fazer. Eu respondo os seguranças à portas das empresas. Espectáculo ver para acreditar.

    • Fantasma says:

      Já leu, por acaso, a proposta de lei apresentada pelo governo para aprovação do parlamento? Está lá quem poderá fazer a fiscalização. Neste artigo, se tiver lido, também está explícito!

      Outra coisa é na entrada das empresas. E não há nenhuma ilegalidade em poderem limitar o uso de telemóveis, especialmente dispositivos com capacidade de registo de fotografias, vídeo e capacidade de comunicação via internet, obrigando a quem entra (quer funcionários, quer visitantes) entregarem os respetivos à entrada. Não são muitas, mas há empresas e instituições até do estado onde isso é obrigatório!

      Agora, parece-me muito remota a hipótese desta proposta de lei passar na assembleia da república quer na corrente forma ou noutra qualquer. Mas é apenas uma suposição.

      • Bruno Teixeira says:

        Por acaso não li a proposta de lei me basei nas palavras do primeiro-ministro qaunfo questionado e ele disse q não seria as polícias mas tb não disse quem seria. Por acaso sabe me dizer então quem irá verificar por favor.

        • Bruno Teixeira says:

          É que me parece q vão ser as polícias, as mesmas q o primeiro ministro disse que já não o iam fazer, pois é. Deu o dito pelo não dito. Afinal vão ser as empresas a fazer isso de uma forma encaputada, mas sem stresses vamos instalar aplicação e embrulhar o telemóvel em papel de alumínio e assunto resolvido aplicação fica ligada mas bloqueada, não transmite qq sinal. Assim o querem assim o vão ter.

          • Fantasma says:

            Não sei como é que chega a essa conclusão! Mas é consigo.
            A sua “dúvida” não é informativa mas sim ideológica e/ou politica. A essa dúvida já é só consigo.

        • Fantasma says:

          Uma das maravilhas da democracia, e nesse encalço, a digitalização da informação ao cidadão, é poder colocar nas mãos do comum dos cidadãos as ferramentas necessárias para que estes possam ter, em boa parte dos casos, o manancial de informação que possa contribuir para o conhecimento do que se vai passando, mesmo (e especialmente) nos órgãos de poder.

          O parlamento, tal como em outros órgãos, publicam tudo (ou quase tudo) o que se passou, passa e vai passar.

          As vezes da algum trabalho encontrar a informação relevante, mas é nossa responsabilidade entender o que se vai passando.
          A minha tarefa e responsabilidade não é informá-lo e fazer o trabalho por si. Os órgãos de informação já repetiram à exaustão qual o conteúdo principal da proposta de lei.

          Está aqui a informação: https://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalheIniciativa.aspx?BID=45409

          Leia por si próprio, já que parece não ligar ao que vários órgãos de comunicação já, exaustivamente, informaram.

          • Bruno Teixeira says:

            Obrigado o link q me enviou eu já o tinha lido qdo me falou do decreto lei e está lá claro q são as polícias, então diga-me lá então como é q se vai se proceder à fiscalizado em contexto laboral as polícias vão verificar se temos ou não aplicação nas empresas, Isso não faz qq sentido. É claro q vão ser as empresas a fazer isso pq se não o fizerem quem paga as multas são elas mesmas. Isto é ridículo e ilegal a mim não me interessa se há pessoas q concordem com isto eu não vendo a minha liberdade a ninguém quem quer usa quem não quer não usa. A minha liberdade não tem preço o medo nunca foi bom conselheiro. Se querem abrir a porta a coisas bem piores fiquem a vontade não serei eu abrir a caixa da Pondora. E atenção os dados não são confidênciais pq fica linkado ao ID do telemóvel para ser vendido a quem pagar mais. Não obrigado isto não tem nada a ver com o ser do contra, pq quem percebe um pouco de história sabe do q eu falo.

          • Fantasma says:

            Eu não lhe digo nada porque não sou nenhum decisor da nação. Nem faço prognósticos.

            Mas, como é óbvio, nenhum segurança privado pode obrigar alguém a ceder um equipamento/bem privado para inspeção! O máximo que podem fazer é, por ordem da empresa onde trabalham, cativar os equipamentos que acharem por bem para entrar em instalações privadas! Mas ninguém é obrigado, se não o fizerem não entram. Tão simples como isso!

            Já agora, os dados SÃO confidenciais. O device ID permitido pelos sistemas operativos são, geralmente, gerados pelas aplicações por razões publicitárias e para gestão de notificações (simplificando a explicação). Estes device ids SAO ANÓNIMOS. Ou seja, é impossível estabelecer relação entre estes ids e algo de concreto que identifique o aparelho e, por maioria de razão, identificar a pessoa.

            Para “aumentar” ainda mais a privacidade , a privação StayAway COVID não faz a comparação dos diversos códigos aleatórios no sistema central, mas a nível local. Ou seja, segundo sei, até a geração da notificação é feita localmente.

            Mas isto é, obviamente, uma questão de confiança! Quem não confia, qualquer que seja a razão, estará sempre de pé atrás! Já foi testado por entidades independentes para que endereço há comunicação. Nunca foi detetada comunicação “suspeita” ou “inesperada”. Obviamente, cada um faz os julgamentos que quiser, independentemente do conhecimento existente.

          • Fantasma says:

            Uma imprecisão: o tal device id não é gerado pelas aplicações (podem fazê-lo, mas não será habitual). As apps podem aceder a um device id que existe ao nível dos sistemas operativos. Mas é a mesma garantida a anonimização desses ids. Ou seja, não é possível ligar esses ids ao dos aparelhos e muito menos a pessoa.

            Mesmo assim, os sistemas operativos permitem que os utilizadores impeçam que as apps acedam a este device id.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.