Quantcast
PplWare Mobile

Intel diz que o Windows é melhor do que o Mac para jogos! E qual é a novidade?

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. TT says:

    Windows é melhor em tudo.

  2. Miguel Azevedo says:

    A Intel tem toda a razão.
    Porém como é referido na publicação , um gamer a sério ou bem que compra uma consola de última geração , ou então um Windows com Intel e as gráficas todas xpto. No meu caso posso dizer que nunca usei computadores para jogar , para já porque tenho tido sorte e também tenho a PS5 desde fevereiro. E depois o PC para mim é só para trabalhos. Agora algo vos garanto , Apple dá abada super fácil em tudo o que são conteúdos Excel, Photoshop, Autocad, premiere pro. Aliás não vou fazer publicidade a empresa da qual faço parte , mas posso vos dizer que já desde 2014 para cá que só usamos Apple como SO para trabalhar. E estamos a falar de uma empresa internacional (sem menosprezar as nacionais obviamente) 🙂

  3. jorge says:

    O grande problema da intel perdeu um grande cliente como era a apple, a intel esta ultrapassada, nao fabrica nada que jeito tenha, as placas graficas sao uma nodoa, os processadores estao ultrapassados por todos, depois fazem publicidade a falar mal dos outros, as pessoas que compram macs nao é para jogos, para jogos sao as consolas, embora haja boas placas graficas para os jogos, seja para intel ou amd.

  4. LG says:

    A Intel sempre atacou os concorrentes como a grande maioria das marcas americanas. No momento que a Apple lançou o propio SoC tornou-se concorrente.

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Não há novidade.É que,de facto,o Windows é melhor que o Mac em tudo,não é só para jogos. 🙂

    • Jota says:

      Só o facto de estarem a comparar, já é um insulto para o Windows!

    • A maníaca says:

      Se dizes que o Windows é melhor em tudo que o Mac, nunca usaste um Mac (e isto de uma pessoa que só usou pela primeira vez um Mac desde 2020).

      • Rafilda says:

        Já usei mac e prefiro windows. E agora? Windows ao preço de um max é imbatível. Qual barulho qual quê…Deixem de ser mentirosos.

        • Edgar says:

          mac é melhor em tudo exceto jogos

          é melhor em termos de sincronização entre iphone e computador, é melhor para trabalhos creativos (fotografia, design), melhor para programação….mais bonito. portáteis ou desktops com macOS duram mais tempo que computadores com windows

    • Some_IT_Guy says:

      Estás a comparar um Sistema Operativo (software) a um Mac (Hardware). O que devias dizer era que o Windows é melhor que o MacOS…
      Só o facto de Windows 10 ser compatível com inúmeras configurações de hardware (Mac intel inclusive) mostra uma maior robustez.
      Entre funcionalidades do S.O. para mim é irrelevante, pois o que me interessa são os programas que corro e em ambos sistemas consigo trabalhar sem problemas, com a excepção dos jogos – de facto o Windows leva vantagem…. por agora. Vamos ver o que o futuro reserva.

  6. Jota says:

    Quem compra um Mac, quer é brincadeira! Icons redondinhos, janelinhas a fechar com efeitos, etc!

    • TUGA says:

      Não diria melhor!

    • Vasco says:

      Caro Jota, chama-se querer ter um bom GUI, bem pensado, harmonioso, bem integrado, com uma experiência de utilização uniforme. E nisso a Apple sempre primou. Aliás, até em termos de design industrial sempre andou à frente de qualquer PC, mas é outro assunto diferente.

      • Pasteleiro says:

        O GUI não produz trabalho, não melhora nenhuma tarefa algorítmica, não melhora a performance geral do sistema, aliás, quanto mais elaborado, mais degrada a performance do sistema.
        O GUI tem como único próprio vender um produto, chamar á atenção.
        E nisso, a Apple é realmente mestre, não há dúvida.
        E o GUI da Apple, que os seus fãs tanto gostam, em termos de lógica de funcionamento, é muito parecido com o que já existe em GUI’s para Linux (*BSD), e em termos de ergonomia e produtividade, é mau.
        Como toda a gente gosta de dar exemplos daquilo que realmente nunca viu, costumam dizer que quem tem produtos Apple, é porque é um criativo e trabalha com som e imagem.
        No mundo do cinema, os estúdios de edição não estão cheios de apple’s, aliás não é nada comum usar um Apple para o pós produto, e em termos de GUI, basicamente é mínimo, porque todo o poder da máquina tem de ser para trabalho.
        Mas claro, para fãs, acreditam mesmo que mais de 90% do cinema é “editado” num Mac com aquele belo GUI. São os tais que acham que quem tem Apple é porque trabalha com imagem e som profissionalmente.

        • Vasco says:

          Caro Pasteleiro, discordo de si em muito do que diz. O GUI pode ser sim um valioso auxiliar de produtividade. Quase todos os estudos demonstram isso. Na decada de 90 trabalhei numa empresa de consultoria, que quase nasceu dentro de um hospital, e quando se optou pela informatização desse hospital, era necessário decidir que base de dados usar, em que hardware implementar essa base de dados, e qual seria o interface a fornecer aos utilizadores. A base de dados escolhida foi Oracle, os servidores foram HP (correndo HP Unix), e a plataforma escolhida para os utilizadores, foi na quase totalidade dos serviços administrativos Apple, correndo emuladores em modo de terminal. E Apple Macintosh Classic porque o GUI do sistema operativo estava a anos-luz de distância em relação ao MSDOS e Windows 2.0/3.0/3.1 etc que se utilizava na altura. E porquê? Porque se pretendia algo que foi conseguido com 100% de sucesso, que era a utilização de recursos informáticos por pessoal de enfermagem e pessoal administrativo, não só para a utilização do sistema de gestão clínico implementado, mas também para a elaboração de documentos, ofícios, folhas de calculo e tudo o resto inerente a essas funções. Portanto meu caro, afirmar que o GUI não produz trabalho não faz sentido: melhora em muito o trabalho, permitindo que os processos sejam implementados numa organização com muito maior fluidez. Aliás, não foi por mero acaso que a Apple -e a NEXT durante o breve período de existência- tanto investiu sempre nos seus GUI. Confundir algoritmos com a sua representação externa é confundir tudo. Qualquer algoritmo bem concebido pode correr num processador e tem de ser completamente independente da sua representação externa, recorrendo a um GUI ou recorrendo a um menu de voz, a braile ou ao que quiser: São coisas diferentes. Mas já que fala em implementação de algoritmos, ou seja, em desenvolvimento, recue no tempo, coloque um NEXT numa bancada, ao lado coloque um PC com soluções da Borland (lembra-se da Borland, etc?) e implemente uma solução equivalente usando os dois ambientes. Dados objectivos, porque eu não sou fã de nada, nem sequer de futebol…

          • FJ says:

            Concordo que a GUI ajuda em muito, para uma pessoa que nunca mexeu adaptasse rapidamente com por exemplo um menu bem ordenado do que num menu completamente desordenado.

            No entanto o Jota não se referia a isso, mas sim às animações e muitas vezes as animações só vêm atrasar o trabalho porque está ali a correr aquela animação por exemplo 1seg, chagamos ao fim do dia e perdemos 10min com as animações de tantas vezes minimizar e maximizar.

            Quanto aos ícones claro que se forem user friendly é meio caminho andado para identificar rapidamente o programa que se quer abrir, agora os ícones todos pompons é exagerado e fútil.

        • Daniel says:

          Não está a falar de GUI, está a falar de user experience.

        • É o burro sou eu says:

          És mesmo pasteleiro
          Quem disse que Mac está no mundo de edição todo? Oo
          Editoras de filmes usam computadores de Microsoft como metade do mundo não tem já que para finalizar e export precisas de uma máquina bomba.

          Eu trabalhei na Google e la não se usa Microsoft, só Apple – interessante né?

          E tengo Mac e Microsoft, ambos poderosos – companhia que nos dá, e vou compara para que?

          Para pessoas normais, um Mac dura mais de 10 anos sem limpar, já o Microsoft tens de formatar e limpar a casa 2/3 anos.

          Mas pronto parem la de andar a luta sff por marcas que não são vossas

  7. Some_IT_Guy says:

    Espero que os Macs consigam pôr a bombar jogos AAA, pois entre largar 3000 biscas por um CPU + GPU no universo INTEL/AMD/NVIDIA, prefiro dar 2000 biscas por chip Apple, desde que tenha performance para gaming (min. 120 FPS)

  8. Vasco says:

    A vantagem do PC tradicional face a um Mac equivalente reside apenas no facto de estarmos perante uma arquitectura mais aberta e mais barata. Esse paradigma, nomeadamente no aspecto económico, foi verdade para o utilizador comum em países com fraco poder de compra, mas tem vindo a alterar-se. As facilidades de acesso ao crédito colocam hoje com maior ou menor esforço financeiro, um bom Mac à disposição de quem o queira comprar, e todas as reviews dos novos processadores Apple os colocam num patamar superior face à concorrência da Intel. Sem clubismos e amores estapafúrdios a esta ou aquela plataforma ou a este ou aquele sistema operativo, a verdade dos factos é essa.

  9. Tadeu says:

    Qual é a novidade? Nenhuma, mas é algo em que não é propriamente a Intel que dá a vantagem, sendo que a Intel ridiculamente demonstra isso na sua própria publicidade.
    No fundo a Intel vem mais uma vez demonstrar que não se sente confortável com a concorrência e com a sua própria incapacidade, tendo que recorrer ao “trabalho” de outros para assustar os seus clientes para não fugirem para a concorrência.

  10. Rafilda says:

    No fundo, mais um artigo para o pessoal andar à porrada. O essencial!

  11. Estefâneo Empregos says:

    Se a maior parte dos fabricantes de jogos só trabalha e se foca no desenvolvimento para plataformas Windows não é preciso ser muito inteligente para saber que a quantidade de jogos que existem para Windows é substancialmente superior da quantidade de jogos que existem para Mac OS.
    Algo deve se passar de muito grava para a Intel fazer este tipo de promoção.

  12. Filipe Cordeiro says:

    A Intel começa a cair no ridículo com essas cenas.
    Tenho um bom PC para jogar e trabalho, contudo se pensar comprar um portátil os novos MAC são a escolha obvia. Esses têm com os novos processadores uma performance excelente, aliados a uma bateria que dura na maioria dos casos mais que o dobro e mesmo o triplo dos seu concorrentes PC, e sem estarem ligados à corrente não perdem performance, algo que acontece tanto com portáteis com processadores Intel/AMD e gráficas Nvidia/AMD.
    Quanto a jogos, ele até funciona bem com o único jogo que jogo, World of Warcraft.

    Agora o mais estranho é que esses novos Macbook Air e Macbook Pro 13″ têm preços mais baixos que a maioria dos seu concorrentes Windows, exemplo o Dell XPS 13″.

  13. Urso says:

    De facto quem compra Mac não quer jogar nem trabalhar nem… É só mesmo uma questão de status social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.