Quantcast
PplWare Mobile

Cisco Systems: 14 mil funcionários serão despedidos

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Maria Inês Coelho


  1. lmx says:

    A cisco agora tem concorrentes de peso, com a Juniper, alcatel..
    O hardware deles é bastante mais fraco, apesar de ser mais compacto, e optimizado, mas perde a nível de versatilidade..
    Uma máquina siemens tem muito mais recursos fisicos disponíveis, é tecnologia mais aberta, o que toda a gente preza dos dias de hoje…ninguém quer ficar agarrado ás tecnologias de uma empresa apenas!!

    A galinha dos ovos de ouro, parece que terminou..

  2. Gonçalo Oliveira says:

    A Cisco continua a ter 70% do mercado das redes. O que se passa é que a produção de hardware tem um ciclo de produção muito elevado (anos), pelo que cada componente dos equipamentos (CPUs, ASICS, FPGA, etc) demorava muito tempo a chegar ao mercado, com a agravante de que se é detectado um problema algures no ciclo de desenvolvimento, volta tudo à mesa de desenho.
    Com fabricantes no mercado que desenvolvem chips genéricos para este tipo de aplicações(Broadcom essencialmente, mas também Typhoon, Qualcomm e Intel), a Cisco pode criar apenas os componentes complementares em hardware, que têm ciclos de desenvolvimento muito mais curtos, e dedicar-se ao desenvolvimento do software, tal como os restante 30% do mercado fazem.
    Não é por acaso que em praticamente todos os concorrentes da Cisco (não chineses) os chips dos equipamentos de rede são praticamente todos da Broadcom.

    • lmx says:

      Na Juniper, os chips são europeus!

      Foi a Nokia que inventou os ASICS, estão muito a frente que qualquer outro..
      Tecnologia QFabric, não te esqueças que Nokia-> Nokia/Siemsns->Juniper

      A Cisco percebeu que não tem tecnologia para acompanhar e vai dar a sua divisão d ehardware á intel, para esta tentar competir com os europeus, e tornar os productos da Cisco, tão versateis quanto os Europeus..

  3. luislelis says:

    A cisco tem sofrido e fortemente com a Huawei .
    Virou o feitiço contra o feiticeiro.
    Pedia aos chineses para fabricarem para eles, e os chineses aproveitaram.
    Huawei copiou, vende a menos de metade do preço. oferece assistência a menos de metade do preco.
    Toma la e embrulha.
    http://www.businessinsider.com/cisco-ceo-john-chambers-slams-his-chinese-competitor-hints-it-steals-stuff-2012-4?IR=T

    • Gonçalo Oliveira says:

      Por isso é que John Chambers prefere dedicar-se ao software usando hardware comum que todos os concorrentes usam. É a maneira de se diferenciarem dos concorrentes e poderem ser igualmente competitivos.

  4. Pedro Silva says:

    Só em Portugal vão ser cerca de 200 nesta primeira tranche de despedimentos. Os Glory Days da Cisco está prestes a chegar ao fim.

    • Rui C. says:

      Em Portugal existe excesso de funcionários. Alguns andam semanas a coçar a micose.
      É normal o corte no pessoal. Existe algo chamado rentabilização de recursos humanos.
      Só assim a empresa pode manter o rumo. 🙂

    • Gonçalo Oliveira says:

      Os Glory Days da Cisco ainda estão longe de chegar ao fim. A malta olha para estas notícias como “isto é o fim, a empresa X vai fechar”, no entanto as grandes empresas precisam de se reestruturar e quando o fazem antevendo as necessidades e de acordo com as necessidades do mercado, é uma forma de se redefinirem e manterem a sua grandiosidade. As que fecham são as que o fazem demasiado tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.