PplWare Mobile

CNPD: Acesso às contas bancárias em Portugal é ilegal


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Lumia 630 DS says:

    A Seg. Social ja o faz, mas de modo mais simpático, no pedido de Abono….
    Mas não concordo.
    Isto so ira fazer com que as pessoas tirem o dinheiro dos bancos e enfraquecer a economia bancaria

    • carlos says:

      Coitados dos bancos.
      Lembram-se quando davam milhões de lucro…mas quem recebia eram os accionistas.
      Agora com os prejuisos pagamos todos.
      Só em Portugal…ponham os os olhos na Islandia, que os mídia nem falam porque estão todos controlados pelo medo de serem despedidos pelo Balsemão e companhia…

    • Zéi says:

      Nem é preciso, com o que se paga em taxas nem compensa ter contas bancárias.

    • Berrio says:

      A Seg. Social ja o faz é verdade…ate faz penhoras e não avisa ninguém, mas o mais giro é que deve ao contribuinte e não paga o que deve e até assobia para o lado

  2. paul vergin says:

    Esta é a politica dos governos em que em nome da democracia tudo fazem para por em causa o direito privado.
    São manobras totalitárias e fascistas, a que chamam democracia para imporem uma nova estratégia de controlo da vida dos cidadãos, trata-se de uma ameaça aos mais elementares direitos individuais.

  3. vitor says:

    Qual é o problema de se verificar uma conta bancária? Apenas têm receio aqueles que andam à margem da lei e infelizmente as leis são feitas para eles. A democracia deve ser transparente em tudo.

    • khidreal says:

      daqui a bocado tbm recebes um email a dizer vitor, vimos que tu recebes 1500euros mensais na tua conta derivado ao teu trabalho, apartir de agora vamos comecar a cobrar-te 100 euros por mes para ajudar portugal a crescer.

      da mesmo modo que nao vais por ai a falar o teu ordenado para amigos e talvez ate familiares, porque e que irias querer um desconhecido qualquer soube-se quanto recebes? e que a mente humana atua deste jeito: mais, mais, mais… quanto mais tens mais queres, sendo assim, o que nao impede de alguem com poder para tal colocar o meu primeiro paragrafo em pratica? ja que violaram 1 lei da constituicao nao se importam de violar outra…

      o prob das pessoas e que se deixam levar, quando uma determinada acao da treta, reclamam como se estivessem sempre contra a acao desde que ela surgiu…
      agora ver o nosso saldo, depois poder mexer nas nossas contas, depois cobrar uns euritos para ajudar o pais… daqui a bocado tamos numa ditadura estilo salazarista nao?

    • bruno says:

      E achas que quem anda á margem da lei está preocupado?? as offshores ainda não são controladas por isso estão tranquilos.

    • Darth says:

      O problema vai ser quando funcionários das finanças pouco escrupulosos acederem a tua vida financeira, sabe deus para que

      Problema é o abuso de poder

    • Paulo Nunes says:

      O problema é que não quero pessoas a quem não autorizo a ver a minha conta bancária.
      A conta é minha, não é pública. Chama-se a isso liberdade de escolha e nada tem a ver com receio.
      Também não receio que as autoridades entrem em minha casa, mas não de qualquer maneira e só porque eles assim o decidem. Se as autoridades, legais, quiserem entrar em minha casa, ou pedem autorização ou pedem uma ordem judicial. É assim com a minha casa e deve ser assim com a minha conta bancária. Qualquer outra opção, é limitar a minha intimidade e liberdade pessoal.
      Isto são princípios básicos e infelizmente vejo cada vez mais pessoas a prescindirem deles de ânimo leve.

  4. ze maria says:

    “têm de ser reportadas todas as contas com saldo superior a 250 mil dólares.”

    ainda bem que eu recebo em euros xD

  5. jrmoura says:

    Se é ilegal o que é faz cá o presidente da republica ? afinal que ditadura é esta onde nós temos de cumprir o que é ilegal?

  6. Artur says:

    Porque não consultam as contas bancárias aos políticos antes de auferirem as “benditas” pensões vitalícias?
    E só lhes deveriam ser atribuídas se aquilo que possuem (contas e avenças de outras empresas), não lhes chegarem para sobreviver.

  7. pescador says:

    A GERINGONÇA, não esgota a imaginação para cair em cima de tudo que mexe….. mesmo parado o dinheiro no banco lhes faz confusão……
    Penso que é inconstitucional, e também um abuso de poder……
    O PREC aí está, mais depressa do que se pensava…. devagar devagarinho, como cordeirinhos, lá vão vendo de onde pode sair coelho (dinheiro). Têm todo o dinheiro que precisam, basta reduzir os deputados a metade e limitar as reformas escandalosas que por aí andam…. eliminar empresas públicas com prejuízo, fundações, e verificar contas das autarquias por empresas certificadas, como todas as empresas fazem.
    A melhor forma de mandar retirar o dinheiro do banco, é tirar-lhe a confiança do povo…..

    • Pagante says:

      Quem não deve, não teme, é simples

      • Joao 2348 says:

        “Quem não deve, não teme, é simples”
        Exacto!
        Que o digam por exemplo os judeus no tempo de Hitler à frente da governação na Alemanha… se não deviam, não tinham nada a temer! Segundo essa teoria. Ah! Espera… foram mortos na mesma! upss
        Aos políticos não se pode dar nem um bocadinho da mão que querem logo o corpo todo… da mesma forma que uma mulher muito bonita e simpática não pode dar conversa nenhuma, a que não engrace, e mesmo assim os gandulos tentam aproveitar-se dela de todas as maneiras possíveis, até violá-la, se ela não se souber proteger bem. Primeiro é só conversa, e depois é venha a mim, a menos que leve tanta porrada que não consiga me levantar quanto mais ter algo da pessoa a quem estão a tentar extorquir.

  8. JP says:

    Não me importava de ter saldo superior a $250 mil, podiam chafurdar à vontade na minha conta. E nas contas desses “porcos” do governo e dos amigos deles? Aí não chafurdam, porque esses porcos são porcos muito grandes e gordos e têm o dinheiro nas offshores e outras pocilgas finas. Só querem é meter o focinho na pocinha do suíno que chafurda a vida inteira e nunca saí da porcaria. Porca de democracia esta que cada vez feda mais. Desculpem-me por ter uma opinião tão porca sobre o assunto!

  9. LV says:

    Mais uma medida que, na prática, não surtiria qualquer efeito. Quem é o “iluminado” que deposita dinheiro nas instituições bancárias, obtido através de actividades ilícitas ou de economia paralela? Não é em vão que se vai falando dos mais variados esquemas de lavagem de dinheiro. Quem sofre é sempre o mais pequeno…a Sra. da limpeza que ganha 50€/mês a lavar escadas e tem que depositar para pagar a sua renda ao banco.

  10. JP says:

    Não me importava de ter saldo superior a $250 mil, podiam chafurdar à vontade na minha conta. E nas contas desses “porcos” do governo e dos amigos deles? Aí não chafurdam, porque esses porcos são porcos muito grandes e gordos e têm o dinheiro nas offshores e outras pocilgas finas. Só querem é meter o focinho na pocinha do suíno que chafurda a vida inteira e nunca saí da porcaria. Porca de democracia esta que cada vez feda mais. Desculpem-me por ter uma opinião tão porca sobre o assunto!

    • Ricardo says:

      Pelo que se lê no artigo, TODAS as pessoas singulares teriam os seus saldos bancários comunicados às Finanças. Só as EMPRESAS com menos de 250000 USD não teriam essa comunicação.

      • khidreal says:

        solucao: varias contas em bancos > dividir o dinheiro entre elas ate max 250 mil dollars > evasao da lei > lei vira anedota no mundo do crime e nao funciona para nada… simples.

  11. ccocho says:

    Trata-se de nitida violação da privacidade dos cidadaos com elevado risco de uso indevido por terceiros e uma violação da confiança e da boa fé que deve haver entre o Estado e os seus cidadaãos nos termos constitucionais e morais.

  12. Jaime Macedo says:

    Portugal está em primeiro lugar no que respeita aos níveis de evasão fiscal. Se em abstrato sou contra esta medida, também sei que os criminosos da fuga ao fisco ficarão mais descansados se nada for feito.

    • Joao 2348 says:

      A questão é porque anda o estado a extorquir tanto e a prestar um tão mau serviço!
      Andam preocupados em arranjar mais maneiras de extorquir o povo em vez de arranjar cada vez mais maneiras para extorquir menos.

    • offshore falido says:

      Ó Jaime diz-me onde foste buscar essa informação.
      Nunca te aconteceu de perguntarem se queres pagar com IVA ou sem IVA?
      A mim já me aconteceu várias vezes em alguns países europeus.
      O argumento que utilizas é o argumento que vale tudo para justificar o injustificável.
      Isto agora vale tudo e o pior é que há gente que concorda.
      Qualquer dia vão inventar um medidor de oxigénio inspirado e criar um imposto para o efeito.
      Já há para o sol…

    • Ricardo Moura says:

      Edit: Não é de admirar que haja fuga com um estado que não faz mais nada do que torrar o dinheiro dos contribuintes.
      “give a man a fish and you feed him for a day; teach a man to fish and you feed him for a lifetime.” já dizia o chinoca.

  13. Jaime Macedo says:

    Por lapso não referi que está em primeiro lugar na UE no que se refere à evasão fiscal, obviamente, e não em termos absolutos.

  14. Maria Cunha says:

    Não vejo qual é o problema. Quem não deve, não teme!

    • zé manel says:

      Ó Maria,

      Eu também não devo e não temo e no entanto, assim como não quero que empresas privadas tenham acesso ao que tenho no meu computado ou telemóvel, também não quero que o estado, e sabe-se lá mais quem, tenha acesso ao que tenho, (neste caso não tenho) na conta bancária.
      Isto é um princípio básico de uma sociedade democrática. Este diploma viola claramente os direitos das pessoas e não era preciso vir a CNPD dizer isso.
      Espanta-me é falar-se tão pouco neste assunto.

    • pedro says:

      então também o Estado devia montar camaras de vigilância em sua casa para ver se infringe alguma lei, ou comete algum crime!!!! Há fronteiras que não se devem ultrapassar e esta é uma delas!!! este tipo de medidas são tudo menos democráticas …. são piores que em certas ditaduras ….. é falta de respeito pelos direitos (privados) mais básicos e fundamentais …

    • MLopes says:

      lá está outra vez esta “máxima” que de lógico é mínima e se reveste de uma perversidade inigualável!
      o direito à privacidade e à reserva da vida privada é um direito fundamental do ser humano constituindo posições jurídicas básicas, independentes de lei específica que os proteja, e sempre invocáveis.
      constituem um núcleo fundamental da vivência em sociedade e a sua aplicação, aplicabilidade ou uso não pode depender nunca de qualquer fator que lhes seja externo, como a honestidade ou o temor da pessoa.
      por favor estudem um bocadinho, vivam, viagem, leiam, etc antes de escreverem estas barbaridades repetidamente e, assim, ajudarem a perpetuá-las

    • radar says:

      Não é bem assim !
      Se conhecer o diploma vai ver que se considerarem que tem mais do que declarou, tem de justificar a diferença, e se não conseguir justificar (com os documentos que o estado à data da inspecção considerar convenientes) fica preso e com o dinheiro todo apreendido.
      É uma prática comum em países como a Rússia , China , Argentina , Venezuela, etc (os amigos do costume do nosso Bloco de Esquerda ).
      E serve para eliminar pessoas contrárias ao regime e alimentar a máfia do estado.
      Já viu essa informação nas mãos do máfia ?
      Vendeu uma casa, tem 250 000€ no banco, aparentemente está tudo bem….(mas não é o único a saber isso)
      Dois ou três dias depois, sua filha é raptada à porta da escola e exigem-lhe a transferência do dinheiro para uma offshore qualquer…
      Continua achar que não tem nada a temer ?
      Mas é o que que acontece por esse mundo fora ….
      Quando essa informação estiver toda disponível à mercê de um clique, todas as pessoas que possuem algum dinheiro no banco estarão à mercê de qualquer vigarista máfia etc …
      Não viu o que aconteceu com os lesados do BES , acha que eles eram pobrezinhos ?
      O banco sabia que tinham dinheiro … e arranjou um esquema para os vigarizar …
      Agora imagine isto à escala nacional …
      Pense melhor ….

      • João Moreira says:

        “os amigos do costume do nosso Bloco de Esquerda”

        Até porque a direita, esteve lindamente nos últimos de governo.

        É engraçado ver alguém a falar de extremos e conspirações, quando no comentário que faz, mostra ser exactamente igual. E já agora, por favor, usem o cérebro, antes de falarem sobre o bloco de esquerda e cdu como “extrema esquerda”.

      • Darth says:

        Pois, o problema não ser o abuso por parte de funcionários das finanças, que nada impede que depois espiem amigos/vizinhos /familiares

        • MLopes says:

          não sabes do que falas porque não tens noção alguma das permissões que existem ao nível da at!
          posso dizer-te que mesmo ao nível dos dados do efaturaa vastíssima generalidade dos funcionários da at não tem permissões para acesso a esses dados de forma agregada ou por consulta global por contribuinte. os acessos estão limitados à existência de divergências e reclamações e, mesmo assim, os dados disponíveis são extremamente limitados e está vedada a possibilidade de serem extraídos do sistema para eventual processamento externo.

          • Darth says:

            Ė o que se viu com a polemica das listas VIP

            Nao confio em funcionarios publicos. E nao é de agora que se fala em acessos indevidos a informacao fiscal dos cidadaos comuns

    • Sergio J says:

      Como nada deves tb não te importas que inventariem as coisas que tens em casa ou que tens nos bolsos.

    • MLopes says:

      pf desbloqueiem o meu comentário a este post!

    • Darth says:

      A ver se vais achar piada quando teu vizinho, famíliar, amigo, que é funcionário mas finanças, te for espiar

      Ou que grupos criminosos corrompam funcionários para ver quem tem dinheiro para roubar, extorquir

  15. Tomaz Melo says:

    Não concordo. Preocupem-se com as despesas e mordomias próprias

  16. Rui C. says:

    Para evitar estas situação é que existem paraísos fiscais.
    Todos deviam ter uma conta offshore. 🙂

    • gig says:

      Eles la pagam juros? Pelo que andei vendo a uns tempos, em geral, em porrugal nao pagam muiro mais do que 0,1 %, qdo a uns anoa era normal ver juros de 1.5% ao ano……isto é chulagem ao mais alto nivel…..

  17. rui costa says:

    Não tinha muito dinheiro no banco, mas o pouco que tinha tirei-o de lá, comprei um lingote de ouro, e tá a render num pequeno cofre em minha casa.
    Neste momento já valorizou bem mais que os juros oferecidos pelos bancos, e para além disso não corro o risco do banco ir a falência e ficar sem nenhum.

    • MLopes says:

      deixaste de estar à mercê de uns ladrões e colocaste-te à mercê de outros, aqueles que pode assaltar-te a casa. por outro lado se o ouro desvaloriza (tem grandes flutuações históricas) ficas “agarrado”.
      para além disso, coloca-se sempre a questão da liquidez. a liquidez de um lingote de ouro é baixíssima. se quiseres comprar uma televisão, um carro ou outro bem de valor relativamente elevado (que não de consumo diário já que nesses não são, na maioria dos casos, utilizadas poupanças), não podes. não consegues pagar com o lingote de outro e não consegues trocá-lo ou vendê-lo com a facilidade com que transferes uma porção de dinheiro de uma aplicação para uma conta à ordem. o lingote tem que ser vendido na globalidade e, eventualmente, adquirido outro de menor dimensão para obter liquidez pela diferença.
      isto sem falar na comissões da operação de venda e recompra…
      tudo tem desvantagens…

      • Joao 2348 says:

        Moedas de ouro talvez fossem mais seguras… e aconteça o que aconteça com a economia, enquanto aceitarem coisas não comestíveis como troca, o ouro certamente será uma delas porque dá para fazer coisas verdadeiras com ele… não é apenas bonito.

        Os ladrões poderem assaltar-lhe o cofre é uma possibilidade bem real, em especial se tiver falado a mais pessoas além daqui no pplware.
        Tem alarme? Mesmo que esteja ligado alguns levam a casa toda a antes que a policia apareça… ou telefonam para a esquadra para os levar para outros lados bem longe dali e ganham tempo. Está sempre tramado se alguém o quiser assaltar… se calhar nem gastar um “lingote de ouro” daria para proteger a casa quanto mais.

  18. says:

    TENHO DIVIDAS AO FISCO, ESTOU A PAGAR EM PRESTAÇÕES, TENHO CUMPRIDO A TEMPO E HORAS OS VALORES ACORDADOS!!
    O FISCI CONTINUA APESAR DE CUMPRIR COM AS PRESTAÇÕES A PENHORAR-ME CONTAS E FACTURAÇÃO A CLIENTES, RECLAMEI DISSERAM-ME QUE É O SISTEME NIN~´EEM PODE FAZER NADA!!
    SE ME CONTINUAM A PENHORAR BTUDO, COMO PAGO O ACORDADO????
    CHAMA-SE A ISTO ESTADO DE BEM????

    • censo says:

      Isso ta muito mal explicado. Na situação que descreves e desde que cumpras, não é desencadeada qualquer penhora. Vê lá isso bem.

    • MLopes says:

      chama-se a isso não prestares garantia para suspensão do processo executivo, nos termos legais. legalmente, sem prestação de garantia o processo corre os termos normais mesmo que aprovado um plano de pagamentos em prestações.
      mais, legalmente não consegues obter uma certidão de situação tributária regularizada sem que o processo esteja suspenso e para isso precisas da referida garantia.
      não é assim só em portugal, não pensem…

    • MLopes says:

      quanto à questão do sistema também não é verdade.
      o sistema informático da at não faz penhoras automaticamente embora essa desculpa seja infinitamente usada pelo seus colaboradores.
      o sistema da at despoleta automaticamente as penhoras que para se concretizarem (serem notificadas p.e. ao banco, clientes, arrandatário, etc) necessitam de aprovação.
      a entidade exequente 8funcionário com acesso a tal o que normalmente será um adjunto ou um chefe de serviço) pode aprovar a penhora, e aí ela concretiza-se e produz efeitos práticos, ou cancelá-la e nada acontece

  19. David Costa says:

    n podem. isso so pode ser para controlar o dinheiro das pessoas e predeterminar quem e rico e quem e pobre.
    pensam estes governos e banqueiros que estao acima de alguem. como veem o esquema e o msm em todo o mundo. e esta tudo ligado ao deflation

  20. gig says:

    Se é ilegal mudem as leis, acho muito bem que as finanças e a segurança social saibam isso tudo. Ha muito boa gente com montes de dinheiro nos bancos que andam e andaram anos a receber abudas do estado que nao precisavam.

    • Joao 2348 says:

      Acha bem… então coloque aí o link um blog e coloque lá todas as suas contas, extratos bancários detalhados, todos os e-mails pessoais que envia e recebe, todas as mensagens pessoais que troca com outros, enfim deixe todos coscuvilhar tudo, só para ver se existe alguma coisa interessante, não vá ter cometido já dezenas/ centenas de crimes ainda por resgatar.

      As leis estão escritas de tal maneira que é quase impossível a uma pessoa normal não cometer infracções/ crimes todos os dias.

  21. Gato das Botas says:

    Porque é que o Governo não faz um diploma para saber que dinheiro há nas offshores das empresas e dos políticos que recebem por baixo da mesa?

  22. Nuno Pinto says:

    Os bancos já comunicam a autoridades de outros paises quanto é que cada um de nós tem nas contas bancárias. NAO VEJO NINGUÉM A CONTESTAR ESSA COMUNICAÇAO. So contestam ca dentro mas as diretrizes europeias, que é quem manda em pt quer admitam ou nao, mandam comunicar. O zé ppvinho naosabe nao reclama.
    Nos

  23. fulld says:

    Ha sempre a solução mais fácil para impedir esses cuscos e abusadores de andarem aceder as contas bancarias sem autorização.
    Solução: Abrir a conta bancaria em outro País !!!

    • Ignorancia nao eh sapiencia says:

      Este diploma, deriva de acordos globais entre blocos UE e extra comunitarios, a que ja aderiram, umas largas dezenas de paises e mais vao aderir. Portugal e Espanha p.ex. ja o fizeram, dai esta legislaçao. Nao foi obra de nenhum iluminado politico tuga. Estes, sejam quais forem, querem eh esconder.
      Qto a contas no estrangeiro, cada vez sao menos os paises, com siigilo absoluto. Na UE entao, ainda pior. P ex aki ao lado em Espanha, vao fazer o mesmo. Comunicar tudo e ja ha algum tempo, que cada vez pedem mais dados e informaçao. Podes por em Macau p ex, mas ou vais la buscar o guito, ou usas exclusivamente cartao.
      Sim, ha pelo menos uma forma eficaz de o fazer com total transparencia e em Nenhum pais, seja onde estiveres, te conseguem chatear, mas exige mobilidade absoluta, pessoal, familiar e laboral.

  24. Rui Carriço says:

    Quem não deve não teme.

    • Darth says:

      Pois.. Mas depois tens o teu vizinho/cunhado, que trabalha na finanças, a espiolhar a tua vida

      Disso não te lembras quando lanças clichés. Quem diz tu, diz qualquer outro cidadão… Que ninguém está a salvo de abuso de poder

      • MLopes says:

        até podias ter razão em criticar a parvoíce do “quem não deve, não teme1 mas optaste pela via errada. foste por uma via que desconheces (o que os colaboradores da at podem ou não fazer e o que fazem ou não) e disseste asneiras.

    • MLopes says:

      já escrevi isto acima mas vale sempre a pena repetir:
      lá está outra vez esta “máxima” que de lógico é mínima e se reveste de uma perversidade inigualável!
      o direito à privacidade e à reserva da vida privada é um direito fundamental do ser humano constituindo posições jurídicas básicas, independentes de lei específica que os proteja e sempre invocáveis.
      constituem um núcleo fundamental da vivência em sociedade e a sua aplicação, aplicabilidade ou uso não pode depender nunca de qualquer fator que lhes seja externo, como a honestidade ou o temor da pessoa.
      por favor estudem um bocadinho, vivam, viagem, leiam, etc antes de escreverem estas barbaridades repetidamente e, assim, ajudarem a perpetuá-las

  25. David Guerreiro says:

    Se calhar se isso deixasse de ser ilegal iam descobrir muito empresário com fortunas no banco, e que declara em IRS receber o SMN… Há muita gente em Portugal com ostentação de riqueza, em que depois declara receber SMN. É preciso controlar isso.

  26. HC says:

    Esta é uma medida que já a defendo à muito. Com o levantamento do sigilo bancário pelas autoridades competentes (Finanças) e cruzando os dados com certos bens como é o caso de: Casas, Terrenos; Carros, com o IRS declarado, aí sim. Era uma forma de controlar e muito a economia paralela e acabar com aqueles casos que todos nós conhecemos, exemplo: A minha filha ter o ultimo escalão na escola porque os pais trabalham por conta de outrem, enquanto que 3/4 da turma estão no 1º e 2º escalão, já que os pais trabalham por conta própria, logo apresentam IRS com ordenados mínimos.
    Meus amigos, só quem trabalha por conta própria ou têm outras fontes de rendimento, é que não está minimamente interessado nesta medida.

  27. Alpha says:

    Tenho visto aqui várias vezes o famoso argumento mais estúpido do “quem não deve não teme…”. Quem o diz entao acha que as finanças ou outros têm direito a entrar na nossa vida.
    Quando estiverem a “fazer amor” em casa, não têm nada que temer, então também podem entrar em casa e ver o acto?
    Vivemos numa ditatura fiscal como nunca houve antes e aceitamos isto com este tipo de argumentos (parte desse sentimento e inveja). Depois vem outro argumento estúpido a seguir: “Ah se todos pagassem os impostos não era preciso isso…”. A cobrança fiscal nunca foi tão grande e o buraco é ainda maior, nada para o monstro do estado. O que todos fazem é tentar salvaguardar O SEU DINHEIRO, SEUS RENDIMENTOS e SEU PATRIMÓNIO da expoliação do estado. Quanto maiores os impostos maior a pobreza, maior o incentivo à fuga, que é algo perfeitamente normal e aceitável no ser humano. Esta ideia de criminalizar as pessoas de quererem poupar em impostos é ridiculo.
    Queria muita gente que vem com o argumento do “quem não deve não teme” estiver a trabalhar por contra própria (não é necessáriamente “rico”) e ver mais de 50% do rendimento confiscado à cabeça e depois pagar IVA, IMI, ISV…
    O inimigo é estado que vos tira o dinheiro do bolso, não é a malta que tenta “fugir” aos impostos… Sim porque são todos puritanos e se tivessem muito dinheiro pagavam voluntáriamente todos os impostos…

  28. Darth says:

    Escusado serta dizer que depois qualquer funcionário vão depois vascular a vida financeira do cunhado/namorado/vizinho, como já acontece em outras áreas onde supostamente deve haver sigilo, mas qualquer borra botas nas finanças acede

    Aliás, ainda me lembro quando foram introduzidas medidas para evitar que um qualquer ze manel pudesse aceder a vida financeira das figuras de estado, e caiu o Carmo e a Trindade com o sindicato a protestar por causa dos coitados dos funcionários

    Único problema que eu vi foi que só VIPs estavam protegidos da curiosidade, não o cidadão comum

    • MLopes says:

      parem de falar do que não sabem”, este artigo está carregado de comentários ignorantes!
      isso de qualquer funcionário a vasculhar a vida financeira de outros é mito! é um mito que dá jeito mas é um mito.
      nem ao nível do efatura as permissões são muito alargadas quanto mais num caso como este.
      quanto ao caso da “lista vip” só dizes asneiras que demonstram que não entendeste nada do que se passou…enfim…

      • Alpha says:

        Ai tanta fé…
        Não conheces pessoas que souberam que amigos de amigos que trabalham nas finanças pediram para vasculhar a vida dos outros?
        A máquina fiscal está cada vez pior. Uns aceitam porque invejam, outros tentam safar-se (sim fugir aos impostos é preservar o que é SEU e não alimentar a máquina infernal do estado)

  29. Jorge says:

    É por isso que muitas pessoas já nao metem dinheiro em bancos
    qualquer dia já nao vale a pena haver bancos
    Bancos são para ajudar as pessoas e não roubalas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.