Quantcast
PplWare Mobile

Apagão devido ao consumo excessivo de eletricidade é evitado com envio de mensagem

                                    
                                

Imagem: Thierry Cohen

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Joao Ptt says:

    Não foi SMS coisa nenhuma, foi o sistema de alerta de emergência que seria mais ou menos o equivalente ao “Cell Broadcast” nas operadoras móveis em Portugal.
    A diferença? O SMS pode demorar entre horas e dias a ser entregue, o “Cell Broadcast” pode demorar poucos segundos a chegar a todos os dispositivos informando com uma mensagem o tipo de alerta de que se trata.
    Como utilizaram um método que chegou a toda a gente na região em poucos segundos em pouco tempo começaram a ver baixar o consumo de forma significativa. Se tivessem mandado SMS provavelmente a maioria das pessoas tinha recebido o alerta depois do corte.

    • R says:

      Exactamente! E era conveniente corrigirem a notícia.

      • Vítor M. says:

        A notícia está correta. O João não sabe o que diz.

        Cell Broadcast, também é conhecido como difusão de célula de serviço de mensagens curtas (SMS-CB)…

        • R says:

          Apesar de ser um serviço de mensagens curtas (SMS), julgo que que não é o serviço que em Portugal denominamos por SMS.
          https://pt.wikipedia.org/wiki/Difus%C3%A3o_celular
          Lembro o problema de alertas que existe em Portugal – utiliza-se SMS e não “Cell BroadCast”
          E ainda bem que a notícia foi corrigida – os meus parabéns!

          • Vítor M. says:

            Conforme está dito na designação, é um SMS, mais concretamente um SMS-CB. Aliás, hoje em dia o que designamos por SMS pode ser muita coisa, pode ter várias tecnologias por trás.

            Difusão Celular é um método de envio de mensagens para vários utilizadores de telefones móveis numa área definida ao mesmo tempo. É definido pelo comité GSM do ETSI e 3GPP e faz parte dos padrões 2G, 3G, 4G LTE (telecomunicações) e 5G. Também é conhecido como transmissão de célula de serviço de mensagens curtas (SMS-CB).

            Portanto, quer uma, quer outra, são “uma mensagem”. 😉 e não está errado dizer que foi uma SMS (Serviço de mensagens curtas).

          • Mr. Y says:

            Impressionante a mesquinhice, ou, como dizem os brasileiros, “procurar pêlo em ovo”

          • R says:

            Mr. Y
            Neste caso não é mesquinhice – é a diferença de termos um serviço de comunicações de emergência que funciona ou não (como é o caso de Portugal que recorre ao tradicional SMS).
            E para quem não sabe é sempre bom esclarecer o que os nossos dirigente andam a fazer mal em comparação com outros países.

  2. Paulo Antunes says:

    Nova Ordem Mundial a todo o vapor .
    Não terás nada e serás feliz.
    Tristeza,ao que chegámos.

    • PTO says:

      Tristeza são as barbaridades dos maluqiuinhos das conspirações.
      Mas têm tb um lado cómico: nunca se concretizou nenhuma.

    • Jane Doe says:

      Quando começou a Velha Ordem Mundial?

      • John Doe says:

        Quando começou não se sabe mas sabe-se que acabou em 1945. A partir dessa da a NOM passou a fazer parte dos grupos que regem o ocidente. Depois estão também organizações como a WEF… É pesquisar e vídeos dessa gente também circulam, inclusive o tal em que a frase “Não terás nada e serás feliz” foi dita.

        • says:

          E a WWE onde entra nisso?

        • Mr. Y says:

          Onde se aplica o “Não terás nada e serás feliz”?
          É mesmo de quem não tem noção do crescimento económico que houve nos chamados países do 1º mundo nos últimos 50-60 anos.
          E sim, o consumismo desenfreado não é saudável e é insustentável. Agora daí dizer que não se deve ter nada é uma distância muito grande.

    • Toni da Adega says:

      Nao é o numero de bens materiais que ditam a felicidade. E e se o objectivo é ter muito basta trabalhar para isso.
      Em relação á noticia se o pessoal colocar uns painéis solares podem ter tudo ligado durante o dia (inclusivé AC) sem problemas de algum.

    • João says:

      Ai chega chega a minha agulha. Qual é o problema de pedirem para desligar? Ou deve pensar que a energia nasce nas árvores. Certamente o Sr. Já faz tudo para essa ordem mundial..
      Subscrição do netfliz, subscrição do iPhone, subscrição do Office, subscrição do OneDrive, subscrição do Disney+ para as crianças, subscrição da internet…

  3. Faísca says:

    Quando começam a aparecer carros elétricos com baterias de 0,5 MWatt pior ainda está por vir.

  4. John Doe says:

    Não é a Califórnia que quer banir por completo os carros a combustão? LOL

  5. Zé Fonseca A. says:

    É aqui que a mineração ajuda e muito alguns estados/países, solicitando que se parem serviços em horas de muito consumo, onde conseguem decrescimentos gigantes de apenas meia dúzia de clientes e com isso ter sempre capacidade disponível e a rede a funcionar em pleno.

  6. João says:

    Onde é que o consumo de eletricidade tem aumentado em países desenvolvidos? Tem diminuído. O que tem diminuído mais ainda é a capacidade de resposta das nossas redes mas a não previsibilidade das renováveis acompanhada pelo fecho de centrais convencionais.

    • says:

      Não, não tem. Até tem estado relativamente estável em PT desde 2006/2007.

      https://www.pordata.pt/Portugal/Consumo+de+energia+el%C3%A9ctrica+total+e+por+tipo+de+consumo-1124

      Mas estes dados são só até 2020 (e nesse ano provisórios). Aliás, em Agosto de 2022 atingimos o valor record de consumo de energia num só dia.

      De uma maneira “geral” tem havido ligeiras descidas, essencialmente pela melhoria energética dos equipamentos. Mas por outro, temos mais equipamentos. Para já não falar nos grandes centros informáticos (server farms) que gastam energia que é uma coisa maluca.

      Mas também é uma questão de horas. A França vende eletricidade ao desbarato à noite porque tem excesso e não podem desligar as centrais nucleares.

      Mas em relação à Califórnia, não há aqui nada de extraordinário, a não ser a vaga de calor extremo que fez disparar consumos, essencialmente em A/C. E fizeram bem as autoridades. Pediram ajuda às pessoas para evitar um mal maior. E as pessoas conscientemente ajudaram. É assim que se vive em sociedade.

  7. Luis Fonseca says:

    Será a iluminação e o ar condicionado o culpado?
    Com a electrificação dos transportes o pedido em eletricidade vai disparar e se a rede elétrica não se intensifica vai ter cada vez mais dificuldade em fornecer energia suficiente e os apagões viram a ser frequentes.

  8. Jon says:

    Então quer dizer eu se tiver de carregar o meu carro a pilhas já não posso por causa dos apagoes

    • secalharya says:

      Os eléctricos são o futuro…só que não!

      E ainda só são 5% do mercado. Imagino quando forem 25% ou mais. Vai ser cortes de energia todos os dias…

  9. jorgeg says:

    loool,….demais O povo de Cali so tem o que merece!,… vota-se nos partido fundador do kkk e da nisto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.